Archive for the 'Tijolaço' Category

O VÍCIO CONFIRMA (NÃO PODIA SER DIFERENTE, É VÍCIO) INSTITUTO DAS MÍDIAS REACIONÁRIAS DATAFOLHA REAFIRMA: LULA DISPARADO

Para medir a dimensão preferencial do eleitorado brasileiro, na sequência das demais pesquisas que já indicavam o vício, antes da greve nacional do dia 28 de abril de 2017, que teve a participação de mais de 40 milhões de trabalhdores, depois das delações da Odebrecht e da encenação de Léo Pinheiro da OAS o instituto das mídias reacionárias Datafolha foi às cidades e aos interiores do Brasil na quarta e quinta-feira fazer um levantamento de como vai a intenção de votos para 2018 ou antes de 2018.

Não deu outra. O vício foi reconfirmado. Não tem pra ninguém. Só dá Lula. Vamos aos números-numerantes:

Lula tem entre 29 e 30% no primeiro turno;

Aécio Neves ficou com 8%, mas já teve 25%

Alckmin, o Santo não vem sendo venerado tem 6%, quem diria, um Santo.

Dória, que chamou os trinta e cinco milhões de trabalhadores de vagabundos é aceito só pelos de sua laia – 9%

Desdobramentos

: <p>Aécio</p>

Na última pesquisa do Datafolha de dezembro passado, numa disputa, com Aécio, Lula disparou de 25% para 30% e Bolsonaro foi de 9% para 15%. Marina, que não tem mais o apoio do dono da Natura caiu de 15% para 14%; Aécio foi de 11% para 8%. Ciro Gomes não perde seus 5%. Temer que nunca esteve dentro, o nulo foi de 4% para 2%. Despencou. Despencou o quê?

Noutro quadro entre Lula e o Santo Alckmin, Lula tinha 26% e atingiu 30%. O da plumagem amarela e preta, bicudo foi de 8% para 6%. Marina deixou os 17% e ficou com 16%. O elogiador de torturador foi de 8% e parou nos 14%. Ciro manteve os 6% e Temer saiu dos 4% para os 2%.

Assim que acabamos de produzir o texto acima, Fernando Brito do Tijolaço divulga as informações abaixo:

MAIS UMA MANCADA DO DATAFOLHA. MAS DESTA VEZ, PARECE SÓ ERRO. OU DELÍRIO.

 

https://i0.wp.com/www.tijolaco.com.br/blog/wp-content/uploads/2017/04/mancada.jpg

Eu tinha percebido a maluquice e, agora, um amigo chama-me a atenção.

Eles também, tanto que, neste momento, falta o “Cenário 4” na lista que apresentam na página da Folha na internet.

É que, quando apresentam uma variação onde não parece Lula como candidato (Temer também não está, mas com seus 2% isso não faz diferença alguma), a disputa ficaria entre Marina (45%) e Bolsonaro (44%), vindo a seguir Ciro (30%) e o petiz quase sessentão João Doria, com 20%. Logo depois, a Marina do PSOL, Luciana Genro, com 15%, Eduardo Jorge, o tucano verde com 10% e Ronaldo Caiado Com 2%. Brancos, nulos e “não sei” somariam 31%.

Deve o esperto leitor e a atilada leitora ter percebido que, neste caso, a soma das percentagens dá modestos 197%.

No jornal impresso, que reproduzo também, acima, volta-se aos 100% e à realidade.

Ou não, porque quem se descuida com aritmética pode muito bem se descuidar com estatística.

Ao menos, desta vez, parece ter sido só mancada. Porque, da outra, esconderam o desejo por novas eleições diretas, sumindo com a pergunta que o Tijolaço achou, esquecida nos servidores do Datafolha.  Diretas que, agora, “só” são desejadas por 85% dos brasileiros.

O vício por ser vício é grudante, as bocas de chupar ovo ovoscuem, santos se dessantizam e Dória o dono da Avenida Paulista é só Dor para quem não produz bons encontros. Valeu nosso vício.

 

 

DEU CHABU. PERSONAGENS COM BAIXO GRAU DE INTELIGÊNCIA QUE GRITAVAM FORA DILMA, FORA PT ESTÃO SEM PANELA E COMIDA. SÓ ALGUNS DEGENERADOS FORAM ÀS RUAS. ENQUANTO ISSO, LULAPALOOZA É O NOSSO CANTO. CHORA, COXINHA! CHORA PATO! E SE IMISCUI A LAVA JATO.

https://i2.wp.com/www.tijolaco.com.br/blog/wp-content/uploads/2017/03/esplan-520x245.jpg

Antes do golpe jurídico-parlamentar-midiático contra a democracia brasileira, contra a Presidenta Dilma e seus 54.501.118 votos, nos idos de 2013 pessoas com baixo grau de inteligência, segundo o filósofo holandês Espinoza saíram às ruas, bateram panelas, frigideiras, bacias, alguidares, contra a corrupção. Vestiram a camisa verde amarela da corrupta CBF. Eduardo Cunha e todos os deputados golpistas, Aécio e todos os senadores delatados, Michel Temer e vários peemedebistas estronchados , exceto Kátia Abreu e Roberto Requião.  Sérgio Moro, Dallagnol e muitos procuradores,  alguns delegados da PF, STF acovardado, PGR complacente. Os procuradores de Curitiba saíram propagando um projeto de 10 itens contra a corrupção.  Todos   adversários de Dilma, Lula e do PT. Políticofastros, coxinhas e os patos não saiam das ruas a protestar contra a corrupção como se fossem íntegros e éticos. Hoje, muitos deputados e senadores  estão a chafurdar na grana e não comparecem para um chamado do MBL e do Vem pra Rua. Deixaram aquelas duas aberrações a ver o povo de Lula fazer a festa. Os éticos, incorruptíveis, olham a rua e ela está vazia. Logo hoje, dia 26 de março de 2017, data escolhida para uma mega manifestação contra a corrupção e a favor de Sérgio Moro e da Lava Jato. A polícia se recusou a estimar o número de participantes. Não dava para estimar. Não havia ninguém. Os ninguém que compareceram, foram os Zé Ninguém que Wilhelm Reich descreveu num de seus famosos escritos. Os degenerados que mostraram a faixa fora Corruptos esses estão no mais abaixo  grau da inteligência. Os demais que não protestaram estão escondidos, mais não deixam também de fazer parte do golpe e por isso são responsáveis pelo desastre político econômico, social em que o Brasil está mergulhado. Enquanto coxinhas e patos neste momento dizem – somos um fiasco, a translulação no seu devir povo, que desde domingo passado soa em uníssono pelo Brasil vai rimbombando por todos os cantos no Brasil numa só alegria que não escapa nem de uma banda de Rock no Lollapalooza de São Paulo. Sinfônica e eletronicamente a guitarra reverbera um solo, o som sai, vai contagiando, o povo vai cantando e a vida surge: “Olê, olê, olê, olê o lá, Lula, Lula.” Isso é lindo, lindo lindo. Chora coxinha, chora patos da FIESP. “Lula é um diamante Bruto e não está morto”, disse o ministro da ditadura Delfim Neto. Chora Moro, Chora Xarope. Curte povo do Lula e do Brasil.

LULA ESCREVE PARA TODOS OS GOVERNANTES DOS PAÍSES COM QUEM O BRASIL MANTÉM RELAÇÕES, E MUITOS DELES PRESENTES NA REUNIÃO DO G-20 NA CHINA, DENUNCIANDO O GOLPE JURÍDICO-PARTIDÁRIO-MIDIÁTICO QUE A DEMOCRACIA BRASILEIRA SOFREU

:

São Paulo, 25 de agosto de  2016.

Caro Presidente,

Dirijo-me ao senhor para informá-lo da gravíssima situação política e institucional que vive o Brasil, país que tive a honra de presidir de 2003 a 2010.

Tomo a liberdade de escrever-lhe em nome do respeito e da amizade que existe entre nós, pelos quais sou muito grato.

Orgulho-me de ter conseguido, apesar da complexidade inerente às grandes democracias e dos problemas crônicos do Brasil, unir o meu país em torno de um projeto de desenvolvimento econômico com inclusão social, que nos fez dar um verdadeiro salto histórico em termos de crescimento produtivo, geração de empregos, distribuição de renda, combate à pobreza e ampliação das oportunidades educacionais.

Por meios pacíficos e democráticos, fomos capazes de tirar o Brasil do mapa da fome no mundo elaborado pela ONU, libertamos da miséria mais de 35 milhões de pessoas, que viviam em condições desumanas, e elevamos outras 40 milhões a patamares médios de renda e consumo, no maior processo de mobilidade social da nossa história.

Em 2010, como se sabe, fui sucedido pela Presidenta Dilma Rousseff, também do Partido dos Trabalhadores, que havia dedicado sua vida à luta contra a ditadura militar, pela democracia  e pelos direitos da população pobre do nosso país.

Mesmo enfrentando um cenário econômico internacional adverso, a Presidenta Dilma conseguiu manter o país no rumo do desenvolvimento e consolidar os programas sociais emancipadores, prosseguindo na redução das enormes desigualdades materiais e culturais ainda existentes na sociedade brasileira.

Em 2014, a Presidenta Dilma foi reeleita com 54 milhões de votos, derrotando uma poderosa coalizão de partidos, empresas e meios de comunicação que pregava o retrocesso histórico do país, com a redução de importantes programas de inclusão social, a supressão de direitos básicos das classes populares e a alienação do patrimônio público construído com o sacrifício de inúmeras gerações de brasileiros.

A coalizão adversária, vencida nas urnas em 2002, 2006, 2010 e 2014, não se conformou com a derrota e desde a proclamação do resultado procurou impugná-lo por todos os meios legais, sem alcançar nenhum êxito.

Esgotados os recursos legais, no entanto, em vez de acatar a decisão soberana do eleitorado, retomando o seu legítimo trabalho de oposição e preparando-se para disputar o próximo pleito presidencial – como o PT sempre fez nas eleições que perdeu –, os partidos derrotados e os grandes grupos de mídia insurgiram-se contra as próprias regras do regime democrático, passando a sabotar o governo e a conspirar para apossar-se do poder por meios ilegítimos.

Ao longo de todo o ano de 2015, torpedearam de modo sistemático os esforços do governo para redefinir a política econômica no sentido de resistir ao crescente impacto da crise internacional e recuperar o crescimento sustentável. Criaram um clima artificial de impasse político e institucional, com efeitos profundamente danosos sobre a vida do país, contaminando o ambiente de negócios, deixando inseguros produtores e consumidores, constrangendo as decisões de investimento. No afã de inviabilizar o governo, apostaram contra o país, chegando até mesmo a aprovar no parlamento um conjunto de medidas perdulárias e irresponsáveis destinadas a comprometer a estabilidade fiscal. 

E, finalmente, não hesitaram em deflagrar um processo de impeachment inconstitucional e completamente arbitrário contra a Presidenta da República.

Dilma Rousseff é uma mulher íntegra, cuja honestidade pessoal e pública é reconhecida até pelos seus adversários mais ferrenhos. Nunca foi nem está sendo acusada de nenhum ato de corrupção. Nada em sua ação governamental pode justificar, sequer remotamente, um processo de cassação do mandato que o povo brasileiro livremente lhe conferiu.

A Constituição brasileira é categórica a esse respeito: sem a existência de crime de responsabilidade, não pode haver impeachment. E não há nenhum – absolutamente nenhum – ato da Presidenta Dilma que possa ser caracterizado como crime de responsabilidade. Os procedimentos contábeis utilizados como pretexto para a destituição da Presidenta são idênticos aos adotados por todos os governos anteriores e pelo próprio vice-presidente Michel Temer nas ocasiões em que este substituiu a Presidenta por razão de viagem. E nunca foram motivo de punição aos governantes, muito menos justificativa para derrubá-los. Trata-se, portanto, de um processo estritamente político, o que fere frontalmente a Constituição e as regras do sistema presidencialista, no qual é o povo que escolhe diretamente o Chefe de Estado e de Governo a cada quatro anos.

As forças conservadoras querem obter por meios escusos aquilo que não conseguiram democraticamente: impedir a continuidade e o avanço do projeto de desenvolvimento e inclusão social liderado pelo PT, impondo ao país o programa político e econômico derrotado nas urnas. Querem a todo custo comandar o Estado para apossar-se do patrimônio nacional – como já começa a acontecer com as reservas petrolíferas em águas profundas –  e desmontar  a  rede de proteção aos trabalhadores e aos pobres que foi ampliada  e consolidada nos últimos treze anos.

As mesmas forças que tentam arbitrariamente derrubar a Presidenta Dilma, e implantar a sua agenda antipopular, querem também criminalizar os movimentos sociais e, sobretudo, um dos maiores partidos de esquerda democrática da América Latina, que é o PT. E não se trata de mera retórica autoritária: o PSDB, principal partido de oposição, já apresentou formalmente uma proposta de cancelamento do registro do PT, com vistas a proibi-lo de existir. Temem que, em 2018, em eleições livres, o povo brasileiro volte a me eleger Presidente da República, para resgatar o projeto democrático e popular.

A luta contra a corrupção, que é uma mazela secular do Brasil e de tantos outros países, e deve ser combatida de modo permanente por todos os governos, foi distorcida e transformada em uma implacável perseguição midiática e política ao PT.  Denuncias contra líderes de partidos conservadores são sistematicamente abafadas e arquivadas enquanto acusações semelhantes a qualquer personalidade do PT tornam-se de imediato, à revelia do devido processo legal, condenação irrevogável na maior parte dos meios de comunicação.

A verdade é que o combate à corrupção no Brasil passou a ser muito mais vigoroso e eficaz a partir dos governos do PT, com o respeito, que antes não existia, à plena autonomia do Ministério Público e da Polícia Federal no exercício de suas atribuições; a ampliação do orçamento, do quadro de funcionários e a modernização tecnológica dessas instituições e dos demais órgãos de controle; a nova lei de acesso à informação e a divulgação das contas públicas na internet; os acordos de cooperação internacional no enfrentamento da corrupção; e o estabelecimento de punições muito mais rigorosas para corruptos e membros de organizações criminosas.

Todos nós, democratas, interessados no aperfeiçoamento institucional do país, apoiamos o combate à corrupção. As pessoas que comprovadamente tiverem cometido crimes, devem pagar por eles, dentro da lei. Mas os juízes, promotores e policiais também estão obrigados a cumprir a lei e não podem abusar do seu poder contra os direitos dos cidadãos. As pessoas não podem ser publicamente condenadas (e terem a sua reputação destruída) antes da conclusão do devido processo legal, e menos ainda por meio do vazamento deliberado de informações praticado pelas próprias autoridades com fins políticos. Uma justiça discriminatória e partidarizada será fatalmente uma justiça injusta.

Eu, pessoalmente, não temo nenhuma investigação. Desde que iniciei a minha trajetória política e, particularmente nos últimos dois anos, tive toda a minha vida pública e familiar devassada – viagens, telefonemas, sigilo fiscal e bancário –, fui alvo de todo o tipo de insinuações, mentiras e ataques publicados como verdade absoluta pela grande mídia, sem que tenha sido encontrado qualquer desvio na minha conduta ou prova de envolvimento em qualquer ato irregular.  Se a justiça for imparcial, as acusações contra mim jamais prosperarão. O que não posso aceitar são os atos de flagrante ilegalidade e parcialidade praticados contra mim e meus familiares por autoridades policiais e judiciárias. É inadmissível a divulgação na tv de conversas  telefônicas sem nenhum conteúdo político, a coação de presos para fazerem denúncias mentirosas contra mim em troca da liberdade, ou a condução forçada, completamente ilegal, ocorrida em março último, para prestar depoimento do qual eu sequer tinha sido notificado.

Por isso, meus advogados entraram com uma representação no Comitê de Direitos Humanos das Nações Unidas, relatando os abusos cometidos por algumas autoridades judiciais que querem a todo custo me eliminar da vida política do país.

A minha trajetória de mais de 40 anos de militância democrática, que começou na resistência sindical durante os anos sombrios da ditadura, prosseguiu no esforço cotidiano de conscientizar  e organizar a sociedade brasileira pela base, até ser eleito como  o primeiro Presidente da República de origem operária, é o meu maior patrimônio e a ele ninguém me fará renunciar. Os vínculos de fraternidade que construí com os brasileiros e brasileiras na cidade e no campo, nas favelas e nas fábricas, nas igrejas, nas escolas e universidades, e que  levaram a maioria do nosso povo a apoiar o vitorioso projeto  de inclusão social e promoção da dignidade humana, não serão cancelados por nenhum tipo de arbitrariedade. Da mesma forma, nada me fará abrir mão, como sabem as lideranças de todo o mundo com as quais trabalhei em harmonia e estreita cooperação — antes, durante e depois dos meus mandatos presidenciais – do compromisso de vida com a construção de um mundo sem guerras, sem fome, com mais prosperidade e justiça para todos.

Agradeço desde já a generosa atenção que o senhor dedicou a esta mensagem e coloco-me à disposição, como sempre estive, para qualquer esclarecimento ou reflexão de interesse comum.

Reiterando  o meu respeito e amizade, despeço-me fraternalmente.

Luiz Inácio Lula da Silva

TREMENDO TEMER CHEGOU NO MARACANÃ E TREMEU MAIS AO SOM AUTÊNTICO DAS VAIAS. ZEUS NÃO FOI, MAIS MANDOU SEUS POETAS AO OLIMPO COMANDADOS POR DIONÍSIO

vaias

Não adiantou retardar sua viagem de Brasília para o Rio de Janeiro. Temer foi vaiado intensivamente na abertura e não adiantaram recursos tecnológicos para abafar as vaias e simular aplausos. A vida se  mostrou superior à tecnologia virtual.Temer em menos de 10 segundos de pronunciamento recebeu uma estrondosa vaia e maldisse Zeus.

images-cms-image-000511141

Durante o dia todo as organizações Frente Povo Sem Medo, Frente Brasil Popular e vários outros movimentos contrário ao golpe jurídico-partidário-midiático permaneceram nas ruas do Rio de Janeiro protestando contra os golpistas.

O governo golpista conhecedor do que sofreria no evento  se preparou para o pior. Foi derrotado nas vaias, e pela repressão manteve  os manifestantes afastados do Maracanã, mas não das outras ruas do Rio de Janeiro onde as questões democráticas são tratadas e debatidas.

Não adiantou querer calar o povo. Nunca um opressor calou o povo. Nunca um opressor se desesperou tanto diante da potência aion das vais contra o tempo pulsado cronológico: o tempo mínimo em termo de quantidade que Temer falou se mostrou antagônico, intensivo das vaias.

Ele sentiu a destemporalização do tempo que ele acreditou que ia escapar.

override-if-required

Mais cedo, planejaram escondê-lo,  alvo de protestos no Rio de Janeiro e em São Paulo nesta sexta, motivou uma quebra de protocolo na Rio 2016. Temer não foi anunciado ao lado de Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional.

O protocolo previa a apresentação da dupla, mas apenas o segundo teve seu nome chamado ao microfone. Ninguém anunciou seu nome, ninguém fez referência à sua presença. Como sempre foi um sabotador, um decorativo, assim permaneceu na tribuna. Enquanto as delegações estrangeiras passavam e cumprimentavam seus chefes de Estado a delegação brasileira não o fez, pois as emissoras de televisão que faziam a cobertura não registram esse gesto.

Temer e seus golpistas eram a cara do intruso que não fora convidado para a festa. Enquanto o povo vibrava e aplaudia os atletas, Temer era a rostidade débil da trapaça porque não fez nada para que o evento conquistado no governo de Lula e executado por Dilma e o povo brasileiro se concretizava.

13886953_693997860758362_6351321757862350989_n 13892242_694019830756165_6831850551317916977_n (1) 13903317_694027107422104_5259742321687790659_nSeu nome não foi pronunciado nenhuma vez. Isso nunca aconteceu com chefes de Estado promotores dos jogos. Tudo foi imposto pelo desgoverno do sabotador.  Se a cada pronúncia de seu nome o estádio viria abaixo.  Os chefes de Estado que promoveram as Olimpíadas anteriores sempre participaram, vibraram com o evento. Não foi o caso do golpista brasileiro. 

Ele sabia que não era bem vindo à festa. Foi por isso que tentaram abafar as vaias. Mas o tiro saiu pela boca do povo. Fora Temer. Durante os jogos, contrariando o que acontecia em Olímpia, aqui, os golpistas não terão trégua. Serão escrachados todo dia, pois no final do mês o senado votará o golpe. É daqui para o pior.

MAIS UMA VEZ GOLPISTAS TENTAM VIOLENTAR RITO NO SENADO PARA TENTAR MAIS UM GOLPE: ANTECIPAR A VOTAÇÃO DO DIA 29 PARA 25 DE AGOSTO PORQUE TEMER QUER IR À CHINA

tenan

O golpe jurídico-partidário-midiático é construído através de tramas ardilosas. Os golpistas, eles possuem agendas oficiais e as obscuras que funcionam só à noite.

Foi o que voltou a acontecer ontem, dia 1º de agosto, na residência do ministro do STF, Gilmar Mendes. Ali foi consumido um churrasco à noite e aproveitaram os presentes, Gilmar e Temer e vários pecuaristas para ratificar o que estamos afirmando desde 17 de abril de que estamos sob um golpe jurídico-partidário-midiático.

O fato de um ministro convidar o golpista Temer à sua casa à noite é a confirmação de que o golpe em curso precisa ser concluído e que eles tem pressa. E podemos ver nessa atitude de Gilmar Mendes uma interferência num processo que não é de sua alçada e sim do ministro presidente do STF.

Quem vai julgar o golpe é o presidente do STF, ministro Ricardo Levandowski que já conversou com o presidente do Senado que o processo inicia no dia 29 de agosto e será votado no dia 02 de setembro. Renan, entretanto já cedeu a Temer e declarou que vai trabalhar esta semana para antecipar a votação, pois o usurpador quer participar da reunião do G-20 na China a partir do dia 6 de setembro. Jânio foi à China e renunciou lá, não foi?

Mas as forças golpistas comandadas pela anomalia Michel Temer e Renan Calheiros mais o psdebista ministro Gilmar Mendes querem antecipar o julgamento. Por quê?

Ah! diz o presidente do Senado, Renan Calheiros,  a “sociedade não aguenta mais que a questão do impeachment seja delongada”.

Mas se isso acontecer, o Senador Lindberg Farias, do PT avisou, caso o Senado antecipe o início do julgamento final do processo de impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff do dia 29 de agosto para três dias antes, a bancada do PT e dos aliados irão requerer que as 40 testemunhas de defesa sejam ouvidas no plenário.

“Se mudar do dia 29 para o dia 26, vamos requerer que as 40 testemunhas de defesa sejam ouvidas no plenário do Senado. Se o Temer quer guerra, quer atropelar o Senado, estamos preparados. Não vamos aceitar proposta de antecipar, de votar sábado e domingo. Nossa proposta é que fique no dia 29”, afirmou.

Mais cedo, o presidente do Senado, Renan Calheiros, disse que trabalhará pela antecipação do início do julgamento e não descartou incluir sessões no final de semana.

Por trás de tudo isso há uma trama de Temer. Caranguejo entregou as chaves da mansão do presidente da Câmara dos Deputados. Vai habitar um apartamento funcional. A Câmara já deu demonstração que colocado em votação a perda de mandato ele não escapa. E segundo, corre pelas bocas grandes das mídias golpistas e nos sujos, o ex-todo poderoso Caranguejo prepara um dossiê e é isso que tem deixado Temer com pavor porque Eduardo Cunha tem ainda a  gravação feita no último jantar entre os dois. 

Caranguejo cassado ele causa pavor nos golpistas da  República. Sérgio Moro não tem dado trégua aos recursos de Cláudia Cruz. Isso deixa o crustáceo temerizado.

Agora, não adianta quererem manipular o tempo, porque o tempo com sua dramática (ação), é histórico e portanto ele não é manipulado e se há como há, uma preocupação por trás disso, o pavor é que se realize e que vai se realizar, Dilma vai voltar com rima e tudo mais.

 

EX-SENADOR EDUARDO SUPLICY É PRESO E LEVADO A DISTRITO POLICIAL, POR TRUCULENTOS PMs PORQUE DEFENDIA TRABALHADORES DESAPROPRIADOS, MAS UMA VOZ FEMININA DO MEIO DO POVO GRITOU: VALEU SUPLICY, VOCÊ FOI DIGNO

suplicy

A maneira, a forma, como o ex-senador, Eduardo Suplicy, Secretário Municipal de Direitos Humanos foi detido e preso por truculentos policiais do governo pdebista de  Geraldo Alckmin é inadmissível. No meio de tanta arbitrariedade, durante a condução do ex-senador, uma voz feminina, do meio do povo, dos trabalhadores, protestou: Valeu Suplicy, você foi digno. A consideração pelo Secretário por parte do povo foi e é tão especial que se preocuparam até no momento que sua carteira porta cédula caiu.

A prisão do ex-senador aconteceu,  hoje de manhã porque ele se opôs a uma reintegração de posse de uma área que abriga mais de 350 famílias na cidade Educandário perto da Rodovia Raposo Tavares, zona oeste da capital paulista. A área pertence à prefeitura e apresenta perigo para os moradores devido ser encosta e causar deslizamento. Resultado de administrações que perderam para Fernando Haddad e que são situações que extrapolam sua administração mas que na periferia ele está trabalhando.

Houve tiros, bomba de gás lacrimogêneo que atingiu uma criança e muito corre-corre. Suplicy acompanhava a reintegração discordando da decisão e a forma que encontrou para protestar foi deitar-se, junto com outros manifestantes no meio da rua para evitar a ordem e foi retirado à força pela brucutu polícia do governo do golpista PSDB e conduzido ao 75º DP do Jardim Arpoador.

Pra que serve a Polícia? Serve ao grande capital e a um estado mínimo que tira do povo, por exemplo uma condição necessária que é a casa. Se uma parcela desse povo está habitando um lugar há mais de três anos, ali ele tem um espaço que faz parte e sua vida, da sua cultura, de suas relações sociais. E quem está ali é o povo, é o povo trabalhador. Vem o Estado com seu aparelho jurídico repressor através da polícia para agredir o povo.

A polícia protege o grande capital e o papel dela, diz Louis Althusser, é essencialmente, como aparelho repressivo, em garantir pela força (física ou não) as condições políticas da reprodução das relações de produção, que não são em última instância relações de exploração [..].

A polícia de São Paulo, no governo de Geraldo Alckmin e do seu ex-secretario de Segurança, hoje ministro da injustiça no governo golpista de Temer, Alexandre Moraes tem a marca da violência, do sangue e da insegurança.

O que aconteceu com Eduardo Suplicy tem que ser denunciado porque isso é uma prática que já se tornou hábito, mas é um hábito que tem que ser banido de São Paulo e se possível, excluir a Polícia, acabar com esse câncer, com esse mal, porque ninguém precisa dela.

AS FÉRIAS DE BRUNO ARAÚJO E AS INFELIZES COINCIDÊNCIAS QUE AS CERCAM

Em tempos difíceis quando vemos ameaças contra a democracia e a soberania brasileira, alguns fatos verídicos ou suspeitos noticiados tem que merecer da nossa parte atenção, desconfianças, porque essa turma que se apossou num golpe político-jurídico-parlamentar-midiático já chegaram ao Juiz Sérgio Moro e lhes impuseram ordens e determinações. Só que além de Moro, esquecem os incautos que há outras instâncias.

Hoje, dia 10 de julho, a blogueira, Noélia Brito, lá das bandas das terras de Miguel Arraes, Pernambuco nos brinda com o fato e a notícia abaixo que reverberamos para leitura e análise, pois  em tempo de golpe até férias sem ter completado um ano de labor, nesse desgoverno golpista faz parte das bondades de Temer, como mais denúncias de corrupção que envolve Serra, Aécio e outros sem votos que roubam o Brasil. Sem delongas vamos ao fato e à notícia.

O ministro interino das Cidades, Bruno Araújo, apesar de ter sido agraciado com uma das Pastas mais importantes e de maior orçamento do governo interino de Michel Temer, conseguiu se destacar não por qualquer ação que tenha desenvolvido nesses quase dois meses à frente do Ministério, mas por ter precisado se afastar do cargo, às pressas, por uma semana, para realizar misteriosa viagem ao exterior, onde teria ido tratar de “assuntos pessoais inadiáveis”.
Para poder autorizar o afastamento do ministro, sem exonerá-lo, já que isso acarretaria seu  retorno ao mandato em prejuízo de seu suplente, a assessoria do presidente interino criou um arranjo, segundo o qual, o ministro, que sequer tem dois meses no cargo, teve direito a tirar uma semana de férias, mesmo sem ter um ano no exercício do cargo. Como sabemos, para que qualquer trabalhador ou servidor público adquira tal direito, faz-se necessário, pelo menos, um ano de exercício no cargo ou emprego.
Privilégios à parte, chama a atenção, o fato de que as “férias” do ministro coincidem com dois episódios envolvendo pessoas bastante próximas a Bruno Araújo, que se notabilizou durante o processo de “impeachment”, não apenas por ter dado o voto 342, que resultou no afastamento da presidente Dilma Rousseff, mas, também, por levar panelas para o plenário da Câmara dos Deputados e ficar batendo-as, enquanto fazia pronunciamentos contra a corrupção do governo, ao qual fazia oposição, na tribuna da Câmara Federal. Araújo chegou a ficar conhecido como “o deputado paneleiro”, por causa da pantomima que encenava com frequência na Tribuna.
A edição do Diário Oficial da União, de 05/07/2016, publicou o despacho nº 7, de Michel Temer, autorizando as férias do Ministro das Cidades, dos dias 3 a 8 de junho:
No mesmo dia, ou seja, 05/07, em que foi publicada a autorização de “férias” de Bruno Araújo, por uma infeliz coincidência, a Polícia Federal deflagrou a “Operação Black List”, contra o prefeito de Camaragibe, Jorge Alexandre, do PSDB, partido de Araújo. Jorge Alexandre é um dos  principais aliados do ministro Bruno Araújo, no Estado de Pernambuco. O inquérito que investiga o aliado de Araújo e vários de seus assessores e empresários, corre perante o TRF da 5ª Região,  porque Jorge Alexandre, como prefeito, tem foro privilegiado. O desembargador alagoano Rubens Canuto, que tomou posse em dezembro de 2015, decretou sigilo absoluto sobre o inquérito, proibindo, inclusive, que a Polícia Federal desse qualquer entrevista sobre a Operação.
    SAIBA MAIS SOBRE A POSSE DE CANUTO AQUI
Sabe-se, entretanto, que a ação da Polícia Federal teria desbaratado um esquema de fraudes em licitações e comércio ilegal de medicamentos, que girou em torno de R$ 100 milhões (Leia Aqui).
Exatamente um mês antes da Operação da PF, em Camaragibe, Araújo fez visita política ao aliado  Jorge Alexandre, prometendo liberação de recursos federais para obras de infra-estrutura no Município. Segundo o jornalista Inaldo Sampaio, em seu Blog, Jorge Alexandre foi um dos poucos prefeitos pernambucanos a irem à posse de Araújo no Ministério das Cidades.
Blog do Inaldo Sampaio, em 05/06/2016
O prefeito de Camaragibe é empresário do setor de medicamentos, sendo proprietário de distribuidoras, a primeira delas foi a empresa JAMED Comércio Ltda ME, CNPJ, 04.754.413.0001-12. Assista o vídeo onde Jorge Alexandre se apresenta como dono da Jamed, Aqui. Segundo o site da Receita Federal, hoje, a JAMED apresenta outros sócios:
Bruno Araújo, por sua vez, em sua campanha, recebeu ajuda de empresas ligadas ao setor de laboratórios, num total de R$ 340 mil, em doações, o que demonstra que é um político bem visto pelo empresariado que atua no ramo de laboratórios. Vejamos:
     Fonte: http://meucongressonacional.com/eleicoes2014/candidato/2014170000000043
Embora não tenha processos ajuizados em seu nome, Bruno Araújo é sócio cotista do escritório de advocacia J. Meira, conforme ele mesmo declara à Justiça Eleitoral, num percentual de 17,5%, onde também assume ser proprietário de um apartamento nas chamadas “Torres Gêmeas” da Moura Dubeux” (Pier Duarte Coelho). Não fica clara, portanto, qual seria sua função no escritório de advocacia, uma vez que como deputado, portanto, mesmo antes de assumir o ministério interino, Araújo já era impedido de advogar, por força do Estatuto da OAB.
Nas chamadas “Torres Gêmeas”, Araújo é vizinho do deputado Jarbas Vasconcelos, de quem foi líder do governo, quando Vasconcelos governou Pernambuco (Leia AQUI: “Líder do governo Jarbas, Bruno Araújo interferiu para transferir delegado que investigava corruptos aliados”) e de Rômulo Maciel Filho, ex-presidente da HEMOBRAS, este último, acusado, pela  Polícia Federal, na Operação “Pulso”, de fraudar licitações da estatal, juntamente com os lobistas Delmar Siqueira Rodrigues e a filha deste,Juliana Siqueira Rodrigues, que, segundo o blog apurou, têm ligações antigas com a Odebrecht. Curiosamente, o lobista Delmar Siqueira Rodrigues, preso pela Operação “Pulso”, recebeu título de cidadão pernambucano por indicação de ninguém menos que Bruno Araújo, quando ainda deputado estadual (Leia AQUI).  Na operação “Pulso”, também foi indiciado o petista Mozart Sales, o que demonstra que a corrupção não faz acepção de pessoas. Durante a Operação Pulso, um fato curioso foi a tentativa de Rômulo Maciel Filho “salvar” parte dos recursos que guardava em seu luxuoso apartamento nas “Torres Gêmeas”, arremessando uma sacola de dinheiro pela janela. Vejam o vídeoAqui.
  Confira AQUI
Conforme se pode observar na procuração extraída de um processo em tramitação no STF, o escritório do qual Bruno Araújo se declarou “cotista”, se associa com outros escritórios de nomeada, para atuar especificamente nos Tribunais Superiores, onde não só o próprio Bruno Araújo teria muito prestígio, mas seus sócios, entre eles o advogado e empresário do ramo de turismo e imobiliário, Marcos Meira:
Recentemente, aliás, Araújo, já ministro das Cidades, prestigiou a posse  do novo desembargador federal Élio Filho, fazendo-se acompanhar de pessoas ligadas à gestão Geraldo Júlio, do PSB (DetalhesAQUI):
O advogado Marcos Meira, sócio de Bruno Araújo, conforme o próprio ministro interino declara à Justiça Eleitoral, foi apontado pelo ex-presidente da OAS, Leo Pinheiro, em mensagens de celular, como a pessoa a quem os executivos da empresa recorreriam para retardar ou modificar resultados de julgamentos no STJ, de onde o pai de Marcos Meira, Castro Meira, fora ministro até 2013, quando se aposentou. De acordo com a Polícia Federal, que interceptou as mensagens durante as investigações daLava Jato, as trocas de mensagens entre Leo Pinheiro, já condenado na Lava Jato e outros executivos da OAS, teriam ocorrido entre 2012 e 2013 (Detalhes AQUI, AQUI).
Outro personagem bastante conhecido e poderoso no meio jurídico pernambucano, que também pediu férias (leia AQUI), numa dessas impressionantes coincidências da vida, praticamente junto com o ministro interino Bruno Araújo, só que pelo período de três meses foi o presidente do STJ, ministroFrancisco Falcão, que, ligadíssimo ao sócio de Araújo, o advogado e empresário Marcos Meira, Francisco Falcão teve pedido de instauração de inquérito contra si ajuizado pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, por tentar influenciar na Operação Lava Jato, através da nomeação do ministro Marcelo Navarro, oriundo do TRF da 5ª da Região e que daria como contrapartida à sua nomeação, a soltura de empreiteiros corruptores, presos pelo juiz Sérgio Moro, na Lava Jato, entre eles, o ex-todo-poderoso ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht.
Falcão é tão íntimo do sócio de Bruno Araújo, que foi a Fernando de Noronha só para participar da festa de arromba que o jovem e já milionário advogado deu em sua pousada, a “Maravilha”, que já pertenceu ao apresentador Luciano Huck, em celebração de suas núpcias. O rega-bofes, que teve até show do cantor Arnaldo Antunes, foi assunto da colunista Roberta Jungmann (Leia Aqui)
Segundo o jornalista de “O Globo”, Jorge Bastos Moreno, um famoso advogado com forte atuação junto aos Tribunais teria feito uma delação premiada que colocou em pânico as cúpulas dos Tribunais. Esperamos que essa delação venha o quanto antes a público, para os podres que ouvimos tanto falar, em privado, sejam, finalmente, desmascarados para o público em geral. Talvez já tenha passado da hora de repensarmos a forma como são feitas as escolhas desses senhores que vestem a toca em nossos Tribunais e, principalmente, a forma como seus parentes e aderentes  têm enriquecido, aproveitando-se desse parentesco e da influência que tiveram nas respectivas nomeações dos senhores togados.
Vivemos novos tempos e quem tiver seus podres, nem com o melhor e mais caro dos perfumes franceses conseguirá ocultar o mau cheiro que exalam.

USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Blog Stats

  • 3,958,880 hits

Páginas

maio 2017
D S T Q Q S S
« abr    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031