Archive for the 'Simulação' Category

O DESLUMBRADO-BEIJOQUEIRO, DEPUTADO CHICO ALENCAR DO PSOL, E O FALSO REVOLUCIONÁRIO DE MARX

Resultado de imagem para imagens do deputado chico alencar do psol
Resultado de imagem para imagens do jornalista noblat Não que a humanidade seja dividida entre os bons e os maus. Ou, entre os que se consideram bons e os que se consideram maus de acordo com suas orientações (ou desorientações) para seus objetivos que são tomadas como finalidade de suas existências. Nada disso. Existem as noções comuns, mostradas pelo filósofo holandês, Spinoza. Há sempre corpos que se relacionam entre todos.

  Porém, essas noções comuns, mesmo sendo comuns a todos, levam cada um escolher o que lhe é conveniente para perseverar na vida. Perseverar pelo que é fundamental para o homem, ou outro animal, possa continuar seu processual vital. Não sucumbir. Na escolha de uma existência contrária a práxis do conactus, ato de perseverar mostrado por Spinoza, não há como a vida se fazer um processual gratificantemente sensorial, cognitivo e ético, como confirma a existência burguesa-capitalista.

   É pois, pelo ato de perseverar na vida, que é um ato coletivo, já que a vida é uma plano de imanência, como dizem os filósofos Deleuze e Guattari, que se pode entender as escolhas dos indivíduos. E são as duas subjetividades-políticas mais expressadas no mundo, a subjetividade-política economia política capitalista, e economia política socialista, que levam os indivíduos a cortarem as noções comuns que os dispõem às relações. No sentido coletivo, não há no burguês-capitalista qualquer corpo que seja necessário ao socialista. Assim, como não há no socialista qualquer corpo necessário ao burguês-capitalista. Logo, politicamente, não há noções comuns entre essas duas subjetividades políticas.

    O deputado Chico Alencar do Psol que se diz socialista (ou comunista?) e que se toma como combatente ao ‘lulismo’, claro que para se autopromover ressentidamente, já que nasceu no Partido dos Trabalhadores, compareceu de livre escolha ao regabofe dos golpistas promovido por um dos mais submissos representantes da imprensa brasileira defensora do capital norte-americano: Ricardo Noblat. No rega estavam as principais figuras do golpe e, por tal, os representantes da burguesia-capitalista. De Aécio a Temer. Uma burguesia brasileira, mas brasileira.

  O socialista (ou comunista?), entre umas e outras, resolveu expressar no recinto a indecorosa subjetividade da casa parlamentar. Passou a comentar relações dos personagens presentes. Entre esses comentários sobrou para Aécio, no bom sentido, para eles. Além de elogiar Aécio, um dos mais delatados na Lava Jato e Furnas, ainda lhe beijou a mão.

  Com a publicidade em torno do caso beijoqueiro, ele tentou tirar as broncas, e entre as broncas disse que era amigo de Noblat das antigas e escrevia em seu blog por isso havia ido ao rega. Um socialista (comunista?) amigo de um burguês cuja consciência-ideológica-teclados -antigamente se dizia a pena- defende avidamente o patrão Marinho, proprietário da maior inimiga do Brasil a Rede Globo, defensor e mantenedor do capital. Um Noblat conhecido como um importante reacionário que inveja os sujeitos-ativos que pensam um mundo em que a vida persevere como alegria de viver.

  Agora, corre informação que seus lábios não ficaram só na mão de Aécio (que traição). Ele beijou também o invejoso amigo do reacionário Roberto Freire, Raul Jungmann, todos golpistas que estão se locupletando com o desmonte das estruturas do Estado brasileiro. Pode ser que as umas e outras tenham liberado o verdadeiro burguês do socialista (ou comunista?) Chico Alencar que, no caso dele, ninguém é de ferro. Só que nem alcoólatra vive toda a vida nos braços de umas e outras. Sendo assim, ele vai ter que lutar muito para representar para seus eleitores o socialista (ou comunista?) que antes da cenas beijoqueiras ele representava.

  Mas é Marx quem nos mostra que Chico Alencar, o socialista (ou comunista?) é um o falso socialista (ou comunista?), mas um verdadeiro burguês. Marx diz que nas lutas revolucionárias se unem três tipos para lutar.

   – Um, o revolucionário engajado comprometido com as causas libertárias e conhecedor das necessidades de libertação do proletariado. Esses são os autênticos revolucionários. Os que estão sempre em luta. Lutam todas horas, todos os dias, todas as semanas, meses e séculos (Há uma certa relação com o poemas de Brecht que tratam dos homens que lutam.

   – Dois, os que lutam porque conhecem a necessidade da libertação do proletariado e em todas as lutas eles contribuem com suas presenças, porque aspiram outra sociedade, embora não tenham o engajamento dos primeiros.

   – E por terceiro, os que se envolvem nas lutas, mas não tem qualquer compromisso com a revolução. Estão sempre aproveitando o momento dos conflitos para conseguirem respeitabilidade como se fossem revolucionários. São tipos que não servem para a autêntica revolução do proletariado. No Brasil existem milhares. A ditadura de 64 mostrou. São burgueses travestidos de revolucionário, já que a vestimenta, para eles, lhes conferem, ilusoriamente, um glamour de esquerdistas. Claro, que só para otário alienado historicamente.

  Um beijo para quem adivinhar em quais dos três Chico Alencar se encaixa perfeitamente! 

Anúncios

“Lula sempre agiu dentro da lei antes, durante e depois de ocupar dois mandatos como presidente da República”

Rebate acusação divulgada pela aberrante e degenerada mídia porta-voz do capitalismo imperial cujo imperador é o dinheiro estrangeiro. Daí porque ela despudoradamente está comprometida em entregar o pré-sal para o capital norte-americano.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem sua vida investigada há 40 anos, teve todas as suas contas e de seus familiares devassadas, seu sigilo bancário, fiscal e telefônico quebrado e não foi encontrada nenhuma irregularidade.

Lula não ocupa mais nenhum cargo público desde 1º de janeiro de 2011, e sempre agiu dentro da lei antes, durante e depois de ocupar dois mandatos eleitos como presidente da República.

A defesa do ex-presidente irá analisar o documento da Polícia Federal, vazado para a imprensa e divulgado com sensacionalismo antes do acesso da defesa, porque essa prática deixa claro que não são processos sérios de investigação, e sim uma campanha de massacre midiático para produzir manchetes na imprensa e tentar destruir a imagem do ex-presidente mais popular da história do país.

“EM ESTILO DITADURA MILITAR” SEGUNDO ADVOGADO, PRISÃO DE PALOCCI FOI ANUNCIADA, ONTEM, PELO MINISTRO DA JUSTIÇA MORAES, COMO APOIA A CANDIDATO. DEPUTADOS QUEREM EXPLICAÇÃO

palocci.jpg

Continua a operação fim do Partido dos Trabalhadores e Lula desencadeada pela república de Curitiba com suas técnicas para além dos direitos constitucionais, de acordo com o pensamento de grande parte da sociedade civil. Desta vez foi a prisão do ex-ministro de Lula e Dilma, Antônio Palocci que segundo seu advogado, Roberto Batochio, seguiu o “estilo ditadura militar”.

A prisão de Palocci confirma a tese de vazamento seletivo contra a esquerda. Ontem, domingo, o ministro da Justiça de Temer, Alexandre Moraes, que é filiado ao PSDB de Ribeirão Preto, em apoio ao seu candidato à prefeitura da cidade, terra de Palocci, antecipou o que iria ocorrer hoje, e ainda afirmou que o que dizia era tão verdade que depois voltaria para confirmar sua palavra.

“Esta semana vai ter mais, podem ficar tranquilos. Quando vocês virem, esta semana, vão se lembrar de mim”, afirmou o ministro Moraes no comício de seu parceiro.

Por sua vez, o advogado de Palocci, Batochio, contestou a prisão arbitrária do ex-ministro.

“Não há necessidade de prender uma pessoa que tem domicílio certo, que foi duas vezes ministro, que pode dar todas às informações quando for intimado. É por causa do espetáculo?”, disse o advogado Batochio.

A extrapolação de suas funções oficiais praticada por Alexandre Moraes recebeu contestações veemente em todos os quadrantes da opinião pública da sociedade brasileira que para muito mostra o Estado de exceção que domina hoje o Brasil.

Para deputados o ato foi claramente arbitrário, por isso os deputados Paulo Teixeira e Paulo Pimenta protocolaram na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara Federal requerimento para convocação do ministro vazador.

“Antecipar informação privilegiada, e, sobretudo, sigilosa, é um ato criminoso e demonstra a interferência do Ministério da Justiça nas operações. A seletividade comprova que a operação Lava Jato virou instrumento de luta política contra os adversários do governo Temer”, afirmaram os deputados.

Para a senadora do Amazonas pelo PC do B, Vanessa Grazziotin, a prisão de Palocci partiu do governo Temer.

“Ficou claro que iniciativa de hoje, não partiu do Ministério Público, mas do governo federal. É lamentável que isso aconteça e é muito grave. E precisa ser amplamente investigado”, observou a senadora.

JOGADORES ALEMÃES IMITANDO MACACOS, RELACIONANDO-OS A BRASILEIROS, MOSTRAM SUAS REAIS CORTESIAS PARA AS CONSCIÊNCIAS COLONIZADAS GERMANÓFILAS. ELAS MERECEM

http://p5.focus.de/img/fotos/origs3991304/5184519079-w467-h274-o-q75-p5/foto-show.jpg

Os jogadores alemães enquanto estiveram no Brasil simularam uma cortesia e uma educação que só os germanófilos obstruídos, ou escotomizados, não viam. Além de uma grande parte de brasileiros germanófilos tecerem-lhes abundantes elogios, muitos dos chamados grandes comentaristas de futebol do Brasil se rasgaram em exaltações aos conterrâneos de Hitler. Até a ESPN, do consciente Trajano, caiu na simulação e gastou inúmeras matérias elogiando a simulação. Uma verdadeira república de germanófilos.

 Pois bem, levaram a Copa e quando chegaram de volta à sua terra, mostraram o que esse blog já havia afirmado. A cortesia e a educação não passavam de pura simulação. “Os bons moços”, que os germanófilos brasileiros cobriram de referências notáveis, mostraram o quanto carregam de ódio e desprezo pelos brasileiros.

Os jogadores Klose, Schürrle, Mustafi, Götze, Weidenfeller e Kroos, amados pelos germanófilos brasileiros, desfilaram na passarela quase de cócoras imitando macacos, gritando: ”Assim andam os gaúchos!” Gaúchos para eles são os brasileiros. E lentavam, gritando, em pés: “Assim andam os alemães!” Numa prepotência que o mundo já conhece de miserável lembrança.

Tem mais. Neuer, Schweinsteiger, Höwedes, Grosskreuz, Draxler Matthias e Günter entraram em fila indiana imitando como os jogadores brasileiros entravam em campo. Mostrando um total desprezo por nossos jogadores. E com o apoio do público alemão. Isto é muito perigoso.

O psiquiatra alemão criador da Bioenergética, Wilhelm Reich, certa vez, comentado a ascensão do nazismo, afirmou que estava convencido que sua vitória não fora resultado da propaganda desencadeada por Hitler, mas, sim, porque o povo alemão a desejava. Ao observar o comportamento nazista dos jogadores alemães nos deixa uma preocupação em relação ao mundo atual onde grupos neonazistas estão proliferando.

Aqui mesmo no Brasil já se observa essa ameaça. Esse ano tem eleição para Presidência da República e há anos materializou-se uma campanha, como esta, para destruir os governos populares e impedir que Dilma seja reeleita. Uma campanha que tenta ofender Dilma de todas as formas. Um exemplo próximo, a burguesia-ralé usando a pornofonia, linguagem sui generis dessa classe, contra a presidenta no Estádio Itaquerão. Explícito comportamento nazifascista.

Como o nazismo é composto de corpos que carregam partículas sadomasoquistas, é possível que os germanófilos brasileiros tenham gostado das expressões dos jogadores alemães. É só constatar que eles estão excitados pela volta do patrão Fundo Monetário Internacional (FMI).

Veja o vídeo e confirme como se mantém vivo o nazismo.

MÍDIA, EDUCAÇÃO E TROTE SE EQUIVALEM NO AMAZONAS

Sábado, dia 06 foi dia de tiração de broncas e jogo de responsabilidades pela inobservância elementar de como repassar uma notícia. Uma notícia para ser dada ela tem que ser checada, confirmada, ouvida as partes, mas não foi isso que ocorreu por estas bandas de cá. Então vamos à prosa.

Dois assuntos repercutiram positivamente na imprensa em Manaus na semana que passou. Um deles envolvendo o Jornal A Crítica e a digitação da tabela do campeonato brasileiro versão 2013, onde ao nome do Flamengo foi acrescido um sufixo pejorativo causando grande constrangimento.

O outro tema que recebeu toda a atenção e cobertura foi a suposta aprovação do estudante Jean Lopes Cardoso, 18 anos para cursar medicina na Universidade de Harvard nos Estados Unidos.

Insistimos. O que chama a atenção é que a informação foi plantada no site da SEDUC-AM e a partir daí motivou toda a repercussão. Elogios de todo mundo. Foi até ensaiada por políticos uma moção de parabenização ao estudante como modelo e exemplo que deveria ser seguido e principalmente por ser de escola pública.

Quando a SEDUC-AM lançou no seu site a informação, seus jornalistas, que leram “Os meios de Comunicação como extensões do homem” de Marshall Mcluhan, pensaram no seguinte; nós lançamos a informação primeiro e depois, com a velocidade elétrica ela há de se confirmar  como ocorre na diplomacia onde muitas decisões eram anunciadas antes de expressamente formuladas, a fim de assegurar previamente as diversas respostas que pudessem ocorrer quando as decisões fossem realmente tomadas.

Os “jornais” locais que caíram no trote, na simulação, na mitomania do estudante como já foi caracterizado por duas psicólogas, Shara Valois e Andréia Leite,  não foi por engano não. Foi porque estão visceralmente ligados ao governo estadual e municipal e fazem e divulgam tudo que favoreça seus financiadores e aí seus leitores também se ligam a esses governos, pela saga ideológica rasteira desse desserviço social.

Ainda falando do jornal, Mcluhan, diz: “o jornal é uma forma confessional de grupo que induz à participação comunitária. Ele pode dar uma “coloração” aos acontecimentos, utilizando-os ou deixando de utilizá-los. Mas a exposição comunitária diária de múltiplos itens em justaposição que confere ao jornal a sua complexa dimensão de interesse humano”.

Os alcunhados jornais por estas bandas estão muito distantes de atenderem esses princípios sociais, comunitários. São jornais, como temos debatido nas nossas reuniões públicas, parasitários, já pegam tudo pronto e aí só reproduzem de “acordo como nosso rei mandou.”

Os arremedos de jornais de Manaus não teem nada interessante. Infelizmente, assim como são seus jornalistas, são seus leitores. Assim como é a educação, assim são as pessoas que compram esses ditos jornais. Especializaram em trazer em suas manchetes, assassinatos, mortes, prisões, fugas e muitas mulheres semi-nuas. Em termos de conteúdo não há nada. E aí caí bem, o que Mcluhan fala no final do capítulo 21, a imprensa – governo por indiscrição jornalística: “Os donos dos meios sempre se empenham em dar ao público o que o público deseja, porque percebem que a força está no meio e não na mensagem ou na linha do jornal.

A falta de um marco regulatório de mídias no Brasil tem muito haver com isso. A imprensa brasileira está nas mãos de grupos que fazem o que bem entendem e com isso contribuem também para o tipo de educação que temos, pois numa cidade onde seus jornais não trazem conteúdos de interesses sociais, a tendência é a proliferação da violência.

Se esses jornais deixassem de circular por um mês nesta não cidade, aconteceria aquilo que Marschal menciona em seu livro, na fala de um policial num posto onde não recebia notícias a mais de um mês e isso resultara na diminuição do índice de assassinatos naquele local, naquela cidade.

Ademais, este é o quadro midiático em Manô, no Amazonas. Um estado desprovido de um jornalismo investigativo,  comprometido com a comunidade,  que infelizmente retrata o modelo de educação que temos.

JOVEM PARAENSE MOSTRA ATRAVÉS DE SIMULACRO A INEFICÁCIA DA MÍDIA AMAZONENSE

O jovem Jean Cardoso Lopes nascido na bela cidade de Óbidos, a filha do Rio Amazonas, veio para Manaus há 2 anos e atualmente estuda (?) no último ano do Ensino Médio na Escola Estadual Sebastiana Braga. Um estudante exemplar, estudioso, que responde as exigências dos professores e da instituição escolar. Com grande dedicação aos estudos Jean sempre tirou notas altas e se deu melhor que a média das turmas da escola.

Nesta semana quando o estudante chegou na escola levando um documento que certificava sua aprovação no curso de medicina  da Universidade de Harvard, sendo inclusive aprovado em outras cinco prestigiadas instituições americanas. Além disto o jovem foi convidado para um concurso de astronomia na Polônia. Alvíssaras para o estudante que cursou a escola pública no Amazonas e mostrou que pode dar certo. Correira total. A Secretaria de Educação só tem sorrisos e dá uma medalha ao estudante, estampando-o na capa do sítio virtual. A mídia amazonense retrata este orgulho da educação amazonense. Alvíssaras a nossa educação.

Tudo um falso problema. Dois dias após a divulgação o escritório da Harvard do Brasil divulgou que a notícia era falsa, que o nome de Jean não estava em nenhuma lista,  e que a instituição nem possui curso de medicina. A Seduc após descobrir este desdobramento disse que desconfiava desde o príncipio da autenticidade e aguardava o certificado do jovem. A mídia então acusou o jovem de fraude e até levantou a possibilidade de prisão. No fim como na pior das novelas brasileiras, amargamos as cenas ilusórias dos próximos capítulos que já estão escritos.

A INEFICÁCIA DA MÍDIA MANAUARA

A mídia amazonense representada pelos jornais, emissoras de rádios e tvs e alguns blogs já está acostumada a defender os interesses do governo a quem suas informações estão diretamente atreladas. Vemos eles sempre omitindo informações prejudiciais ao governo ou a prefeitura, ou ainda engrandecendo e heroicizando os governantes e suas ações. Pobre do povo que precisa de heroi, já dizia Brecht. E neste esquema de atrelamento e dependência, a mídia mais uma vez foi manipulada e manipulou a informação pública.

Quando divulgaram a notícia de que Jean tinha sido aprovado, vários jornais e a própria Seduc apontaram que o jovem ainda estava matriculado na instituição e que era finalista. Porém após a descoberta da farsa os jornais e a Seduc divulgaram a notícia que Jean já tinha terminado o ensino médio no ano passado. Obviamente uma manipulação para tentar beneficiar a Seduc, mas que saiu pela culatra, pois quando a notícia da suposta fraude ficou evidente logo frisaram que o estudante não tinha qualquer relação formal com a Escola Sebastiana Braga e com a Seduc.

E ainda por cima julgam o estudante de ser um “falso aluno” um “jovem fraudador”. Mas quem tornou as notícias públicas sem verificar as fontes senão a própria mídia manauara? Quem mudou a situação de matriculado para egresso senão os próprios jornais e blogs? Além de entender de que se trata de um jornalismo parasitário e dependente dos poderosos percebe-se que o repasse das informação é automático, sem o comprometimento com a notícia em sua amplitude social.

Não se que não trata-se da declaração que é falsa ou não, mas de discutir o por que de um jovem estudante dedicado fraudar um documento dizendo que foi aprovado em uma ou mais universidades americanas. Teria ele vergonha de dizer que com toda sua capacidade, foi aprovado na UFAM ou UEA? Ou será ele carrega o discurso colonizado de que só presta o que vem do centro do império?

Não cabe agora discutir a escolha do rapaz, mas sim como o simulacro criado por ele demonstra toda uma ineficácia da mídia e do ensino amazonense, e como são postas estas notícias de maneira inescrupulosa para a população.

A ilusão de que a educação amazonense pode ser boa como é posta

A Seduc tentou aproveitar para mostrar que a educação amazonense, que ano após ano amarga ser uma das piores do país, poderia ter melhorado. Mas como ter melhorado não foi realizado nada pela Secretaria que transformasse esta realidade. É necessário que as experiências na sala de aula levassem este aluno para fora (educere) em uma ultrapassagem da forma que ele estivera anteriormente. Como foi discutido várias vezes neste bloguinho os representantes pela secretaria não tem a concepção da verdadeira educação transformadora, e por isto mesmo já se sabe da impossibilidade de transformação da educação por quem não a quer ver transformada.

Daí o orgulho da Seduc em ter um aluno, matriculado, institucionalizado em uma universidade americana é algo que fica apenas na ilusão. E mesmo que fosse verdade seria um orgulho de certa forma contraditório, pois como ter um estudante “nosso” em uma universidade internacional sabendo que “nosso” ensino não corresponde ao que ele sabe e pra piorar é um dos piores? Seria uma forma ou de  fazer alguém acreditar que um milagre é possível, ou de mostrar que foi um caso isolado que nada reflete na educação em geral.

Assim esta sede de reconhecimento da Seduc em logo querer  colocar o estudante como parte da educação, não funcionou. Talvez mostrou apenas que este estudante é parte de uma educação fraudulenta. Fraude no sentido de que não amplia a realidade dos estudantes, e não corresponde no sentido de ultrapassagem que a educação conduz. Nada adiantou amplificar aquela que foi uma “brincadeira”, passada pelas redes sociais e levada a escola Sebastiana. No fim, sabemos que tudo não passa de um ineficaz simulacro.

SUPERINTENDENTE DA SMTU E MANAUSTRANS AFIRMA QUE TRANSPORTE SEMPRE FUNCIONOU NO ESQUEMA DA ‘CAIXA PRETA’

Manaus meu ciúme

Eu sinto o teu perfume

Nas asas do urubu

Para fazer a antítese da propaganda que enaltece a princesinha do Norte, o rock cabocão compôs essa música para falar sobre a situação da não cidade de Manaus. Desse tempo para cá já passaram pela prefeitura de Manaus, Manuel Ribeiro, Artur Neto, Eduardo Guerreiro de Sempre Braga, Alfredo Nascimento, Carijó, Serafim Corrêa e Amazonio Cassado Mendes.

E nada mudou.

A não-cidade por si só redundante é uma lástima. Continua com graves problemas de infra-estrutura. As ruas estão intransitáveis devido  buracos; falta água, a coleta de lixo está irregular; não temos um serviço de transporte coletivo eficiente. Mas é sobre esse tema que falaremos hoje.

A população usuária de transporte coletivo que paga um serviço caro não é bem servida por esse serviço. Os ônibus não passam no horário, são superlotados e as viagens duram mais de 2 horas em determinados trechos.

Devido esse problema, a grande maioria dos habitantes de Manaus, facilitados pela política econômica de Luis Inácio Lula da Silva e da presidenta Dilma Vanna Rousself adquiriram automóveis e tornam as vias nesta incidade intransitáveis.

O prefeito Artur Neto, do PSDB paulistano indica para a SMTU e para o MANAUSTRANS o tecnólogo Pedro Carvalho que durante o mandado de Alfredo Nascimento na Prefeitura foi responsável pelo projeto do sistema expresso avaliado em mais de R$ 120 milhões e que não foi concluído durante aquela administração e nem quando os dois, no governo do presidente Lula e com a presidenta Dilma estiveram no Ministério dos Transportes.

É interessante que agora vem para radicalizar. De início diz em entrevista, dia 3 do corrente, ao Jornal A Crítica que não haverá reajuste de passagens, embora esteja firmado em acordo esse reajuste anual. Vai, conforme decisão do prefeito diminuir nos dois órgãos o número de funcionários comissionados e o que nos chama atenção é o fato de ter dirigido a antiga EMTU que por várias vezes foi denunciada pelo hoje Deputado Federal Francisco Praciano de ser submissa aos empresários e manipular reajuste, afirmar que “admito que cometi erros, mas aprendi que todas as coisas precisam ser feitas às claras. Esse sistema sempre funcionou no esquema da “caixa preta” e precisa ser aberta.” O que são coisas?

Precisa mesmo abrir essa caixa preta e os órgãos de fiscalização federal, principalmente, devem iniciar urgentemente essa fiscalização e criminalizar os responsáveis pelo emprego de dinheiro do BNDES na construção dos corredores do expresso com suas paradas e ônibus adquiridos e que nunca atenderam a população.

Por que então quando o vereador na época, Praciano denunciava a EMTU de maquiar, manipular dados estatísticos sobre reajuste de tarifa, o superintendente atual não falou que o sistema funcionava no esquema “caixa preta”?

O SINETRAN sempre teve ingerência na EMTU. Teorizar sobre sistema de transporte é fácil. É muito fácil dizer que não temos vias expressas, que faltam vias para os ônibus; que as viagens são longas; que com um sistema de transporte coletivo eficiente as pessoas deixarão seus carros na garagem, na rua e utilizarão coletivos. Isso tudo é muito bonito.

Pencas de técnicos viajam para Fortaleza, Recife, São Paulo, Curitiba. Pencas de técnicos veem de Brasília, Curitiba, Fortaleza para Manaus para estudar o trânsito local e “necas”, só desperdício de dinheiro.

A administração do velho prefeito Artur Neto, com a denúncia de seu superintendente de Transportes e do MANAUSTRANS já deve enfrentar mais um problema na justiça. Ele disse que o sistema de transporte funcionou com “caixa preta” e ele foi um dos responsáveis por essa caixa. Sempre foi subserviente ao SINETRAN e irresponsavelmente projetou um sistema de via rápida que provocou o maior estress nesta incidade e que causou-nos um prejuízo de milhões de reais que nós, o povo, temos que pagar.

E não me venha falar em BRT e dinheiro do PAC. Pelo amor ao capiroto, esse vai ser mais um prejuízo que os manauaras terão que pagar, além do elefante de concreto, Arena da Amazônia. Ainda bem que a presidenta Dilma Rousself já falou que não irá liberar dinheiro para esse tipo de transporte, ainda bem.

Assim como não fomos complacentes com o cassado, não iremos ser com os maus servidores irresponsáveis que fazem o povo sofrer.

 


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4,080,889 hits

Páginas

dezembro 2017
D S T Q Q S S
« nov    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31