Archive for the 'Rua' Category

ATO SACRO-DEMOCRÁTICO DO GRITO DOS EXCLUÍDOS INCLUI MAIS DE 5 MIL PESSOAS EM MANAUS

IMG_5304.JPG

Neste 7 de Setembro de 2016 realizou-se em todo o Brasil mais um Grito dos Excluídos e das Excluídas com o tema principal, “Vida em primeiro lugar.”

Na não cidade de Manaus o ato sacro-democrático incluiu  mais de 5 mil pessoas na caminhada daquela que um dia foi a Santa Casa de Misericórdia de Manaus até a Praça do bairro de São Raimundo. Falamos daquela que um dia foi um hospital. Uma casa de saúde. Casa de Misericórdia. Hoje é só abandono. O prédio é históricos mas as iniciativas governamentais são farsas. Entra governo estadual, municipal, fazem inúmeras reuniões, nomeiam o comendador para administrar a  Misericórdia e o hospital não funciona. O resultado é o que manifestantes falaram. A Saúde em Manaus vai bem. O que não vai bem é o atendimento aos doentes. Falta hospitais, atendimento e já foi decretado estado de calamidade pública. Do jeito que está é melhor o doente permanecer em casa do que procurar socorro médico hospitalar.

IMG_5291.JPG

O ato que é coordenado pela Arquidiocese de Manaus e pela Cáritas Arquidiocesanas e contou com a participação de pessoas das diversas denominações religiosas. Tinha católicos, batistas, adventistas, metodistas, evangélicos, umbandistas, candomblecistas, muçulmanos, budistas, dentre outras manifestações religiosas. Contou ainda com a participação de várias entidades, indígenas e seus representantes que tem como política a defesa da vida contra a morte.

IMG_5266.JPG

No trajeto os coordenadores faziam paradas para refletir sobre determinados temas como: Falta de moradias, expulsão de locais onde famílias residiam há vários anos e indenizações irrisórias. Expuseram temas como a falta de saneamento básico na cidade de Manaus. Continua faltando água em vários bairros da não cidade bem como a inexistência do serviço de tratamento de esgoto. Denunciaram uma cidade cheia de buracos-crateras, transporte coletivo desumanizante.

IMG_5326.JPG

Por se tratar de um ato sacro-democrático em vários momentos da caminhada o povo gritou em uníssono: Fora Temer, Fora Golpista, Diretas Já, Dilma Guerreira do povo brasileiro. Aproveitaram também para escrachar outros políticos e partido golpistas.

IMG_5283.JPG

Foi dada oportunidade para crianças se manifestarem. Uma delas, uma menina falou das dificuldades vividas com a exploração do trabalho infantil e o convívio com violência sexual e o estupro praticado muitas vezes pelos próprios pais das meninas. Por se tratar de um grito, isso é muito sério e a sociedade não pode esconder esse mal que além de pais envolve políticos da não cidade de Manaus.

IMG_5321.JPG

IMG_5322.JPG

IMG_5295.JPG

IMG_5261.JPG

IMG_5288.JPG

img_5246

img-20160908-wa0057 img-20160908-wa0059 img-20160908-wa0056 img-20160908-wa0060 img-20160908-wa0058 img-20160908-wa0053 img-20160908-wa0061 img-20160908-wa0051 img-20160908-wa0055 img-20160908-wa0052

IMG_5306.JPG

IMG_5275.JPG

IMG_5274.JPG

O ato foi encerrado na Praça de São Raimundo em frente da Igreja católica com apresentações teatrais, manifestos, celebrações e a leitura do poema do prospecto da mais nova produção do Teatro Maquínico da Associação Filosofia Itinerante – AFIN, “A farsa da verdade golpista” que diz no seu grito às margens do igarapé de São Raimundo o seguinte:

Respeitável público

Vamos contar uma história

Que fala de verdade e mentira

Onde a mentira se diz verdade

Mas a verdade não se retira

Porque sem verdade

A democracia não respira

“Política”, “Justiça” e “mídia”

Unidas em golpe e corrupção

Feriram a democracia

Em seu corpo Constituição

Ao afastarem a presidenta

Porque ela não protege ladrão.

Mas o povo não concorda

Com essa cruel armação

Quer de volta a presidenta

Que ele escolheu na eleição

Por isso quer os golpistas fora

Julgados, condenados  na prisão.

IMG_5303.JPG

NOSSOS INIMIGOS DIZEM: É UM MOVIMENTOZINHO; NÓS DIZEMOS É A MULTIDÃO CONTRA TEMER E TODOS OS GOLPISTAS DA DEMOCRACIA BRASILEIRA

IMG_5143.JPGÉ o sétimo dia consecutivo que o povo está nas ruas de todo o Brasil protestando contra o golpe jurídico-partidário-midiático praticado pela classe rica brasileira contra a democracia do Brasil sem respeitar os resultados das urnas que impôs ao candidato derrotado Aécio Never fragorosa derrota em 2014.

Ontem, sábado, dia 03 de setembro de 2016, centenas de pessoas compareceram à Praça São Sebastião, na Zona Centro Sul da não cidade de Manaus, para expressarem seu descontentamento contra o golpe de Estado e manifestar posição firme de seguir protestando contra o desgoverno golpista até sua queda.

IMG_5049.JPG

Estiveram participando da manifestação representantes e filiados de partidos políticos como PT, PCB, PSOL, PSTU, Movimentos Sociais, Sindicatos de diversas categorias, O Grupo de Dança Maracatu, a Associação Filosofia Itinerante – AFIN, dentre outras instituições contrárias à brutitude que vive o Brasil no momento atual.

IMG_5173

Nas falas das representações todos foram unânimes em refletir sobre o atual momento vivido por nosso país. Foi falado sobre o que significa um desgoverno comandado pelo PMDB, PSDB, DEM e demais aliados ao golpe contra a classe trabalhadora e contra a soberania do nosso país.

IMG_5141

Didaticamente ouve quem explicasse que o golpe veio para parar a Lava Jato e vender, privatizar o Pré-Sal e todas as grandes empresas que dão lucro no Brasil. Mais, o principal objetivo dos golpistas é retirar direitos trabalhistas como 13º salário, férias, promover a reforma da previdência, aumentar a idade mínima da aposentadoria para 70 anos, acabar com o Minha Casa Minha Vida, ENEM, PROUNI, PRONATEC, Mais Médicos, cancelar o repasse de 7 bilhões para o Norte Nordeste investir em infraestrutura e aumentar os turnos de trabalho.

IMG_5146.JPG

Foi lembrado também que o golpe de Estado que a democracia brasileira sofreu e que a presidenta da República foi deposta teve a participação direta de todos os deputados Federais do Amazonas: do maior corrupto do Brasil segundo Sérgio Machado, Pauderney Avelino, Conceição Sampaio, Hyssa Abraão, Artur Bisneto, Alfredo Nascimento, Marcos Rota, Silas Câmara e Henrique Oliveira. Os senadores golpista foram são: Eduardo Braga e Omar Aziz. A única representante do Amazonas e defensora intransigente da democracia e da presidenta Dilma Vana Rousseff foi Vanessa Grazziotin. 

IMG_5121

Vários manifestantes ao mencionarem o nome dessas aberrações e na proporção que eram citados um coro em uníssono como numa ópera de Heitor Vilas Lobo ecoava rumo ao Teatro Amazonas assim: Golpistas, golpistas, golpistas. Fora Temer, fora Temer. Diretas já. Golpistas, fascistas, não passarão!

IMG_5073.JPG

Houve também pedido para que os amazonenses acompanhem e protestem contra a onda de violência que as polícias de São Paulo, Rio Grande do Sul e outras cidades vem cometendo contra os manifestantes contrários ao golpe de Estado.

IMG_4982.JPG

IMG_5148.JPG

O grupo Maracatu apresentou várias músicas com temas alusivos ao golpe de Estado e fez uma encenação tendo como referência os deputados e Senadores do Amazonas que são golpistas.

IMG_5084.JPG

IMG_5056

IMG_5197.JPG

IMG_5046.JPG

IMG_5147.JPG

IMG_5159.JPG

IMG_5189IMG_5197

IMG_5113De Paris, passando pelo Vaticano onde ontem o Papa Chico condenou o golpe e disse que o Brasil vive momento triste, contradiz o timoneiro da nau golpista de que somos 40 a 50 pessoas, um movimentozinho. É um movimentozinho, mas que está em toda parte, inclusive na não cidade de Manaus. É bom que os inimigos do povo pensem assim, e falem assim mesmo, porque é este povo que é capaz de promover mudanças, e principalmente, elas ocorrem quando:

A Rosa Vermelha desapareceu.

Para onde foi, é um mistério.

Porque ao lado dos pobres combateu

Os ricos a expulsaram de seu império.

(Epitáfio 1919 – Bertolt Brecht)

IMG_5052

 

STF RATIFICA AFASTAMENTO DE CUNHA, MAS NÃO FALA SOBRE O IMPEACHMENT DE DILMA

images|cms-image-000495742.jpg (1000×357)

“Jesus chegará um dia depois do juízo final.” Kafka.

O STF acaba de fazer a última cesta para a o afastamento de Eduardo Cunha do mandato de Deputado Federal e da presidência da Câmara dos Deputados. Mas não citou o impeachment (golpe) da Presidente da República. Isso é bom para a democracia porque oportuniza condições de se recorrer ao STF ratificando o que disse o Ministro Ricardo Levandovisk. As portas do STF estão abertas para julgar qualquer ilegalidade.

O réu, independente, da vontade de Deus, de Feliciano, Malafaia a seu favor, deve se preocupar com a mulher e a filha que a partir de agora podem ser presos a qualquer momento e sentirem aquele odor além de Coco Channel, lá na Papuda que quer degustar caranguejo.  

Não adianta mais expressar seu ódio contra o PT, contra a presidente Dilma.

Não adianta querer recorrer ao STF porque o cacete foi de 11 a zero. Uma verdadeira cacetada.

Não adianta questionar a interferência do judiciário no poder legislativo ou executivo. Os três poderes são independentes. O legislativo faz as leis, o executivo pratica e o judiciário é o árbitro que deve atuar quando uma pessoa ou ente federado, instituição comete um crime.

Eduardo cunha cometeu inúmeros crimes.Suposto desvio de 5 milhões para “Michel”, segundo, Teori. Evasão de divisas. Contas na Suíça. Recebimento de propinas, intimidações e ódio a democratas deste país e o pior de todos, deu prosseguimento num processo de afastamento de uma presidente eleita com mais de 54,5 milhões de votos constituindo-se num verdadeiro desvio de finalidade que cabe agora à AGU recorrer ao STF da decisão da admissibilidade do golpe  da presidente por uma casa comandada por um ladrão e seus 367 picaretas não tendo cometido crime algum.

A presidente não cometeu crime, mas no imprestável relatório de Jovair lá estava. Foi pro Senado e lá um outro imprestável relatório de um impoluto Anastasia confunde julgamento administrativo com penal dando sua interpretação de crime onde não há. Mas a nosso favor, o relator que por estar afoito para escrevê-lo não ouviu os depoimentos dos contra o impeachment e tipificou errado os crimes que não foram cometidos o que já dá condições para cancelamento do processo no Senado, claro, que se aí passar, o jeito é ir ao STF.

Cabe ao povo agora atender o chamado do deputado Paulo Pimenta e da procuradora Eugênia Augusta Gonzaga, da Frente Brasil Popular, CUT, CTB, INTERSINDICAL, Associação Filosofia Itinerante – AFIN e ir às ruas e se manifestar mesmo, contra o golpe. É urgente a reação do povo. Não devemos ser condescendentes com essa elite ignara que quer acabar com tudo que foi conquistado nos últimos governos populares comandados por Lula e Dilma.

Mantemos ainda nossa posição de desobediência Civil nos moldes de Thorreau. A presidente, por estar sendo julgada sem ter cometido crime nenhum não deve acatar a decisão do Senado. Seus ministros devem permanecer nos postos e a presidente deve governar com as ruas. Cada brasileiro, democrata deve ser um soldado da legalidade que nem aquele Coronel da Aeronáutica, em Congonhas, que impediu que os marines da Federal prendessem Lula e o levasse a Moro em Curitiba.

Aécio, Temer, Agripino, Cássio, Carlos Sampaio e todos os demais golpistas, a hora de vocês está chegando. As portas do STF estão abertas para julgar os traidores da pátria. “É chegada a hora dos ladrões pedirem reza.”

 

A INCONFUNDÍVEL ROSTIDADE DOS COXINHAS: INVEJA E ÓDIO

e196060b-a6d8-4b89-a7ca-f60395210f8aO amigo perguntou: “Você viu os rostos dos coxinhas? Que loucura! Ódio e inveja!”

Você viu o rosto dele? Tinha uma profunda expressão de ódio. Quando ela chegou já deu para perceber que ela não estava para conversa. Verdade. Cara de inveja pela promoção de Cláudia.

Não se nasce com rosto. O rosto é uma inscrição que se processa durante a existência das pessoas. O que há é cabeça, não rosto, dizem os filósofos Deleuze e Guattari. No lugar do que vai ser tido como rosto há um muro branco. Local de inscrição dos signos e das redundâncias. Mas um sujeito não se reduz a signos, redundância-significante. Há uma subjetivação que “não existe sem um buraco negro (D/G)”. O buraco negro é “onde aloja sua consciência, sua paixão, suas redundâncias (D/G)”. Dois estratos.

O rosto começa no muro branco para aparecer vagamente no buraco negro como rostidade pai, mãe, patrão, criança, policial, professor, etc., como traços significantes indexados específicos. A subjetivação necessita do rosto para escava o buraco negro por onde atravessa.

Mas a rostidade como significante e subjetivação não se mostra apenas no processo muro branco-buraco negro. Ela se mostra também nos objetos que também estão rostificados. Uma casa, uma cadeira, uma roupa, uma paisagem que se conectam a máquina abstrata de rostificação. “Essa roupa me olha”. Ou melhor, os objetos me olham. Me olham de acordo com minha rostidade. Meus significantes, minha consciência, minhas paixões.

No caso do rosto de Cristo. Ou rostos de Cristo, há também traços do agenciamento realizado pela máquina abstrata de rostificação. Há o rosto de Cristo o amante, o que não acusa, o que não cobra, que não julga, não persegue e que só ama seu próximo. O Cristo alegre. O rosto que Barrabás e Judas viram. E há o rosto de Cristo criado por Paulo. O rosto do crucificado que rostifica compaixão, dívida, julgamento, castigo, condenação, perdão compensatório e sem amor ao próximo, como liberdade. Esse segundo, a rostidade do homem ocidental onde a superstição, tida por religião, e o capitalismo fazem uso para manter a opressão ambiciosa. “Cristo de mercado. Cristo-tirânico (D/G)”.

Jornalistas livre e pessoas, também livres, se preocuparam em interpretar a redundância-significante dos cartazes exibidos pelos coxinhas, analfabetos políticos. Mas o que havia nos cartazes? Dizeres contra Dilma, Lula e o Partido dos Trabalhadores? Não. Os cartazes exibiam a rostidade dos coxinhas. “Deviam ter mortos todos”, dizia uma rostidade. “Somos Todos Cunha”, se exibia outro. Não havia Dilma, Lula e PT, mas só a rostidade coxinha.

O amigo viu a rostidade coxinha nos cartazes. Um cartaz expressava todos. “Viu os rostos deles?”. A gatinha, a madame mal-amada, o homem-fálico-narcisista, o jovem caráter-anal obsessivo, o bombado, o homofóbico, o racista, o arrivista, o misógino, estavam no muro brando-buraco negro dos cartazes. Foram 795 mil rostos no Brasil? Não. Uma rostidade só. Uma única inscrição. Uma rostidade redundância-significante e uma subjetividade-golpista-nazifascistas. Uma rostidade burguesa-branca, ponto-molar paranoico. Eu atribuível como rostidade determinada sem possibilidade de traços a-significantes e a-subjetivos.

Deleuze e Guattari nos dizem: “Se o rosto é uma política, desfazer o rosto também o é, engajando devires reais, todo um devir-clandestino. Desfazer o rosto é o mesmo que atravessar o muro do significante, sair do buraco negro da subjetividade”.

Mas os coxinhas não querem sair dessa opressão rostificadora. Eles querem continuar a cultuar o rosto do Cristo crucificado como ressentimento e má consciência. Quer dizer: eles não podem. Desfazer o rosto é a morte com quem eles não sabem lidar como criação para o novo. Eles não podem desejar. Eles são estratificados por linhas duras muito bem segmentadas e estriadas. Muito bem estratificadas como identidade, organização e subjetivação molar. Não qualquer possibilidade de variável, resíduos, neles.

Essa a inconfundível rostidade dos coxinhas: inveja e ódio.  

         

            

PARA ADILSON DE SOUZA, TENENTE-CORONEL DA RESERVA DA POLÍCIA MILITAR DE SP, A VIOLÊNCIA DA PM É “RESQUÍCIO DA DOUTRINA DE SEGURANÇA NACIONAL” DA DITADURA

Já vem de muitos anos a ideia de que é preciso desmilitarizar a Polícia Militar em função do papel que vem desempenhando no Brasil. Há hoje na sociedade brasileira, de acordo com pesquisas de especialistas, uma descrença quase que geral na importância da instituição como sentido de segurança pública. Todas às pesquisas mostram que a população não acredita na Polícia Militar. E muitos dos entrevistados afirmam que a temem

Motivos para tal descrença são muitos. A PM tem siso constantemente noticia dos meios de comunicação. E notícia nada agradável para a população. O tema noticioso é sempre a arbitrariedade e a violência praticada por membros dessa instituição. Casos como o do pedreiro Amarildo, preso, torturado e mortos por policiais militares no Rio de Janeiro, e o caso do jovem Douglas Rodrigues, morto por um policia militar, em São Paulo, já são comuns no Brasil. Como disse uma sobrinha do pedreiro Amarildo: “as crianças são tratadas, na favela, com tapa na cara pelos policiais”. É uma violência que atinge a dignidade social, principalmente dos pobres e negros. E muitas vezes apoiada por algumas pessoas.

Todos esses temas foram discutidos no programa da TVT, Melhor e Mais Justo, que contou com a presença do tenente-coronel, Adilson Paes de Souza, autor do livro O Guardião da Cidade, que mostra como a Polícia Militar continua com a mesma mentalidade e ações da ditadura militar com sua Doutrina de Segurança Nacional. Para Adilson Paes de Souza é necessário desmilitarizar a PM e criar uma Polícia Civil. Em seu entender, a palavra autoridade perdeu seu sentido de responsabilidade para significar hoje violência, arbitrariedade e truculência. De acordo com sua observação, temas como violência policial, tortura e preconceito não eram debatidos nas 1.100 horas de aulas na formação dos policiais. Somente 90 horas de aulas eram dedicadas aos temas dos direitos humanos. Para Adilson de Souza é preciso entender quais os mecanismos que na mente e no ensino policial, “faz com que uma pessoa reduza a outra a objeto a ponto de praticar violência”.

“Desmilitarizar não é defender uma polícia sem armas, mas a existência de uma Polícia Civil. Não há a menor necessidade de que uma instituição de segurança pública seja militar. Essa condição leva a uma série de abusos e de tradição de subcultura da violência que é inaceitável no Estado Democrático de Direito.

Existem supostas autoridades que apregoam o extermínio e a morte. Isso exerce um efeito pedagógico nefasto sobre a mente de policiais militares e da sociedade civil, que faz com que eles defendam ideias como a pena de morte ” analisou o tenente-coronel reformado.

Para ele, o fato de desmilitarizar a PM constituísse em desarmar a Doutrina de Segurança Nacional que até hoje é atuante no Brasil. A violência extrajudicial praticada pela PM no Brasil já foi tema do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) que pediu para o governo brasileiro desenvolver políticas de segurança que mude esse quadro de violência praticada pela PM.

Para Ângela Mendes de Almeida, coordenadora do Observatório de Violências Policiais da Pontifícia Universidade Católica (PUC/SP) as ações dos militares nas periferias têm o objetivo de exterminar os pobres.

“Quando o jovem (Douglas Rodrigues) perguntou ao policial ‘por que você me matou?’, ele não percebeu que a polícia está lá para matar todos eles, para torturá-los, para humilhá-los e tem uma grande parte da população que aprova esse tipo de ação, desde que seja com o pobre”, observou Ângela de Almeida.

ESTUDO DO INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA MOSTRA QUE DE TRÊS PESSOAS ASSASSINADAS DUAS SÃO NEGRAS

O estudo Segurança Pública e Racismo Institucional que faz parte do Boletim de Análise Político-Institucional do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que foi elaborado pelos pesquisadores da Diretoria de Estudos e Políticas do Estado das Instituições e das Democracias (Diest) divulgou que o racismo predominante no Brasil confirma que o homicídio de uma adolescente negro é 3,7 vezes maior do que de um branco. Para o estudo, embora o racismo institucional seja mais evidente nas ações das polícias, todavia outros grupos também praticam essa discriminação.

“O desvio comportamental presente em diversos outros grupos, inclusive aquele de origem dos seus membros.

Ser negro corresponde fazer parte de uma população de risco: a cada três assassinatos, dois são de negros. Cada ano uma maior proporção de jovens, cada vez mais jovens, é assassinada.

Contudo, a segurança pública é uma das esferas da ação estatal em que a seletividade racial se torna mais patente”, mostraram os pesquisadores Almir Oliveira Junior e Verônica Couto de Araújo Lima.

Diante a apresentação do estudo, na sede do Ipea, Daniel Cerqueira, diretor do Diest, que participou do Rio, em videoconferência, confirmou o teor da pesquisa sobre racismo institucional mostrando que mais 60 mil pessoas são assassinadas durante o ano no Brasil com uma grande parcela de negros.

“Há um forte viés de cor/raça nessas mortes. O negro é discriminado duas vezes: pela condição social e pela cor da pele. Como falar em direitos fundamentais e democracia.

Enquanto o homem negro perde 1,73 ano de expectativa de vida ao nascer, vinte meses e meio, a perda do branco é de 0,71 ano, o que equivale a oito meses e meio”, analisou Daniel.

PREFEITURA DE ARTUR NETO, DO PSDB, 100 NADA

O vitual e o real

Manaus continua a mesma.  Ruas cheias de buracos, falta de água, reajuste da passagem de ônibus de R$ 2,75 para R$ 3,00, agressão a estudantes por parte do rapa que reclamavam do reajuste  abusivo da passagem de ônibus.

Uma coisa é propaganda, virtualidade a outra é o fato, a situação real.

Nos jornais e televisões o prefeito e seus seguidores propagam realizações: tapa buracos, prourbis, construção de casas, entrega de ruas, iluminação, ampliação do horário de atendimento nas ubs, plano de reforma para 60 escolas e por ai vai.

O que o prefeito e sua equipe realizaram foi mínimo. Nestes 100 dias não há nada para ser comemorado.

Como comemorar algo se em campanha o prefeito prometeu que não reajustaria a passagem de ônibus?

Comemorar o quê se em várias áreas da não cidade de Manaus a falta de água continua sendo diária e persistente?

Tapar buraco é uma obrigação e isso já era para ter sido concluído nesses 100 dias, mas não é o que acontece. A cidade continua a cidade dos tatus a qual apenas para  que enriquecer donos de lojas de autopeças.

Para que economizar R$ 70 milhões se meu filho não tem mais leite. Comemorar 100 dias inaugurando obras que já estavam em fase de término é questionável.  O corredor viário do Mindu estava quase pronto quando ele assumiu a prefeitura.

Por que reajustar o IPTU se antes o prefeito criticava o elevado índice tributário?

Por que a campanha de limpeza de quintais nas diversas zonas da cidade ainda não foi autorizada para que as pessoas possam colocar seus entulhos nas laterais das vias e assim os caminhões da prefeitura os recolher. A dengue está ai e como já falamos; o prejuízo é enorme tanto para o município como para o Estado, bem como coloca em risco a vida de muitas pessoas.

Por que reformar escolas em pleno andamento do ano letivo? Há escolas no município que ainda não iniciaram as aulas bem como há escolas que começaram a partir deste mês e estão repondo aulas aos sábados.

Não se deve esquecer que este ano teremos avaliações externas como a prova Brasil e se as escolas retardarem suas atividades os índices educacionais do Amazonas irão continuar os últimos como se encontram hoje em comparação como os outros estados da federação.

Manaus como várias cidades do Brasil que sempre foram comandadas por políticos tradicionais, carreiristas são os principais responsáveis pelo que elas apresentam.

A  falta de planejamento urbanos, alagamentos resultados de fenômenos pluviais, falta de política habitacional, de saúde, educação. Por trás de tudo isso estão os políticos que ininterruptamente se elegem e são responsáveis pelo descaso que estas cidades como Manaus, São Paulo enfrentam.

O prefeito eleito prometeu muita coisa. Nestes 100 dias não há nada de fenomenal. A não cidade continua triste. Muito triste.

A capitalista promoção da FIFA, a copa do mundo por aqui em termos de transporte coletivo ainda não deu as caras. Neste momento obra nenhuma em termos de transporte  será concluído até a realização do evento.

E diante de toda esta situação, Manaus continua uma não cidade.

Uma não cidade 100 água, 100 transporte coletivo, 100 combate à dengue, 100 o leite do meu filho, 100 aulas, 100 cumprir promessas, 100 cancelar o contrato com a Manaus Ambiental, 100 dialogar com os movimentos sociais.

100 tudo isso, Manaus continuará a ser um território 100 cidade.  

 

 

  

 

    


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Blog Stats

  • 3,915,793 hits

Páginas

março 2017
D S T Q Q S S
« fev    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031