Archive for the 'Nos Comentários Enunciantes' Category

MANAUS ONTEM: MÁGICA; HOJE: ESGOTOS A CÉU ABERTO

LINDA E GOSTOSA CIDADE DO SUL E MÁGICA E DESCONHECIDA MANAUS

Nosso E-mail recebeu um texto, classificado pelo(a) emissor(a) como um desabafo de indignação. Essa pessoa foi aprovada no último concurso que a SEDUC promoveu em 2011 e agora  foi convocada para trabalhar em Manaus. Está na cidade, trabalhando e quer saber  “como participar do blog, para escrever matérias, fazer reflexões, indagar, polemizar no intuito de fazer a gente de Manaus Pensar e Repensar a questão da sua educação e sua terra.”

Nesta oportunidade queremos destacar que com suas idéias manifestas no e-mail passas  debater questões vivenciadas em Manaus conosco e com toda a blogosfera.  A temática exposta  pelo(a) leitor(a) que reproduzimos marca o início deste diálogo sobre Manaus e outros temas de interesse público.

“Tenho percebido em minhas turmas total ausência de consciência a respeito do querer o melhor para si e sua gente. Falo de qualidade de vida como um todo. A juventude daqui se demonstrou alheia e desconhecida do que pode ser esse melhor, do que significa conservar e valorizar essa cidade tão linda e tão rica em patrimônio material e cultural. Essa gente não enxerga a si própria… Estão habituados a coisas absurdas que nem as percebem. Um exemplo tosco são os fios de esgotos que escorrem na beirada das portas e calçadas de toda a cidade! Em bairros nobres e populares igualmente! Nunca vi isso! Parece ser uma imagem que existe para constituir a paisagem da cidade… E esse trânsito! Meu Deus, dirigir aqui é quase como dirigir na Índia! E o transporte público!

Todavia, ainda não entendo o porquê do resto do Brasil pensar que Manaus é só floresta, lugar “atrasado”, onde habita apenas povos isolados nas margens dos rios da selva, em meio a jacarés, cobras e índios selvagens… Eu mesmo(a) pensava isso quando vim fazer turismo aqui há 10 anos. Será por que Manaus não aprece para o Brasil? Olha quase ou raramente é citada e quase nada se mostra ou se vende sobre e da terra na massificadora mídia! É preciso um olhar estrangeiro para percebe r isso. Meu olhar é estrangeiro.

A maneira como o profissional da educação é tratado é indigna! Só descobri na posse e tôo late baby… Santo Deus Sophia, não há um plano de saúde ao servidor da SEDUC, não há auxílio transporte e alimentação. O fato do piso ser um pouco acima da média determinada pelo Governo nacional é uma artimanha absurda, pois o salário final acaba ficando menor que muitos pisos no resto do Brasil quando temos que deduzir do total gastos (a alimentação, transporte e saúde) que são condição Sine Qua Non para atuação de um profissional, cujo trabalho é extremamente desgastante e sugador. Como é possível um professor se sentir bem remunerado aqui e ser uma classe tão dominadinha assim? Que processo de apagamento de voz foi esse Sophia? Nas escolas nunca consegui ouvir alguém falar sobre o Sindicato, e quando comecei a cutucar me disseram que é “comprado”, e nem sabem onde  “a sede” está localizada. Acredita? E como Manaus é cara! Meu Deus é quase impossível comer frutas e legumes nesta terra!

O que é isso AFINSOPHIA?

Enfin, isso é um dasabafo de indignação. E toda essa frustração está me servindo para ter muito fôlego e ânimo para lutar e transforma essa terra linda onde agora piso e dela busco tirar meu sustento. Quero o melhor alimento dela, o melhor chão para pisar, o melhor transporte, o melhor trânsito, enfim Manaus pode e tem como dar a mim e sua gente qualidade de vida! O povo manauara merece e eu também mereço! Mas alguém precisa começar a vociferar por isso.”

PRA INÍCIO DE PAPO: MANAUS NÃO É UMA CIDADE

Manaus é uma não cidade, mas vários governantes já quiseram “vê-la Paris”. E essa não cidade reflete o que seus desgovernantes fizeram para ter uma população do jeito que você está encontrando na cidade, na escola. Manaus é desprovida de tudo. Lazer, teatro, cinema, esporte, bibliotecas. Manaus é uma não cidade teleguiada pela TV Globo que está nos consultórios, bares, lares e onde jamais deveria está que é na sala de professores nas escolas e por incrível que pareça exibindo BBB. O manauara tem esse comportamento devido os péssimos desgovernantes  e professores que teve e ainda os tem e por responsabilidade também de cada morador  que elege pessoas descompromissadas com a vida  e que só vêem seus interesses.

MANAUS E SUAS VÁRIAS IDENTIDADES

Manaus não é essa cidade rica em patrimônio material e cultural que você destaca. O que tem Manaus de riqueza nesse campo? O que há são alguns prédios construídos no período  áureo da borracha fruto da megalomania de quererem compará-la a Londres e Paris. “Porto de lenha tu nunca  serás Liverpool”. Claro, como pode? Ninguém pode ser o outro. Mas por aqui, no imaginário tanto dos barões da borracha como de políticos, “artistas” e técnicos sempre quiseram Manaus Fortaleza, Curitiba, Recife. Estão conseguindo aos poucos. Numa coisa. Todos seus condomínios fechados são italianos, franceses e ingleses. Nossa elite mora noutro mundo.  Se você vai a Belém,  São Luís, Fortaleza, Recife ou outra qualquer cidade deste país, você vê como essa questão cultural é tratada. Como seus moradores tem amor pelo patrimônio que tem. Como eles contam e cantam, conversam e apresentam seus monumentos, museus e histórias. Aqui temos um secretário de cultura vitalício e que de seu” trabalho” dá para notar a cidade cultural que temos. Temos muito boi. Carnavalizado.

Manaus é um esgoto a céu aberto. Aqui se paga taxa de esgoto o equivalmente a 80% do consumo de água. Mas não temos tratamento de águas que saem das torneiras e nem de vasos sanitários. Manaus é uma cidade onde as casas andam para o meio da rua e a prefeitura não toma providências. No bairro Nossa Senhora das Graças, na Rua Belém, aquela do antigo Parque Amazonense tem uma casa que fornece alimentação e o esgoto da cozinha vai todo para a rua. E por incrível que pareça do lado há uma emissora de televisão que nunca reportou essa vergonha. Em Manaus televisão e “jornais” todos estão cooptados pelos governantes e não tem como mudar suas pautas.

A DENGUE VOA E MATA

A não cidade será sede da Copa do mundo, mas até hoje nada foi feito em termos de mobilidade urbana.  Devem processar alguma mágica para executar essas obras. Os cem primeiros dias do prefeito psdebista já estão sendo completados e o que vemos é o aumento dos casos de dengue, inclusive com três mortes já confirmadas e as campanhas, limpezas de quintais e fumacê até agora em vários bairros ainda não aconteceu.

ENCARRAMENTO

Em Manaus não há trânsito. Esta se tornando uma não cidade imóvel. É tanto carro que um dia ela vai parar de uma vez. Agora o porquê disso. Por que nossas autoridades foram irresponsáveis quanto ao direcionamento e implantação de um serviço de transporte público bom, com horário, segurança e comodidade.

O sistema de transporte público é tão ruim que obrigou sua população comprar carros. E todos que tem carro saem nos seus veículos para o trabalho e provoca esses encarramentos nos mais diversos pontos da cidade. Quem manda no sistema de transporte público é o sindicato dos proprietários de ônibus. Eles é que ditam a política de transporte. A prefeitura cumpre o que eles mandam. Por estes dias o preço da passagem de ônibus será reajustada. R$ 2,95, aguardem.

Quando por aqui você esteve há 10 anos passados você esteve como turista. O olhar do turista é diferente, passageiro, por isso que ele vê mágica numa não cidade pensando que é uma cidade. A visão do turista é pura ilusão. Ilusão que você está  deilusionando e confirmando agora. Os caminhos do turista são determinados. Só mostram fantasias. Boi cocalizado é fantasia. Pode ser também vaca louca.

EDUCAÇÃO E SINDICATO

No campo da educação você já sentiu. Tanto na relação como os estudantes como na relação patronal. Estamos sabendo como foi a tomada de posse e as lotações. Professores tendo que trabalhar em duas três escolas. Escolas ainda hoje sem professores de língua portuguesa no ensino médio. Escolas com seu décimo horário provisório. Escolas sem pedagogos e sem supervisores. Escolas onde não faltam cobranças. SADEAM, PROVA BRASIL e ENEM. E os professores  “e nem”  ganham auxílio transporte, alimentação e plano de saúde. E o salário é o que você apresenta mesmo. No final se ganha abaixo do piso nacional.

O sindicato da categoria está nas mãos do PCdoB. Ficou tão atrelado ao governo que professores insatisfeitos resolveram fundar uma Associação novamente para reivindicar junto ao governo melhorias salariais e de trabalho.  Não é reconhecida e não tem autorização do Secretário de Educação para entrar nas escolas e conversar com os professores. O HTP que já está determinado por lei federal só este ano, depois de muita pressão, cobrança desses professores o governo institutiu com reservas, pois ainda há questionamentos quanto a sua real execução. O SINTEAM a muito deixou de ser o Sindicato da categoria e tem inviablizado alternância de novos dirigentes o que tem deixado muitos professores indignados e causado uma grande desfiliação do mesmo.

Manaus é uma cidade cara. Alimentação é cara. Ainda bem que a presidenta Dilma desonerou impostos sobre vários produtos para possibilitar sua aquisição. Infelizmente por aqui, apesar de termos várzeas, importamos a maioria das frutas, legumes do sul, cheiro verde do nordeste e peixes de Roraima e Porto Velho.

Os grandes responsáveis por tudo isso ai são os políticos que a partir do golpe militar de 1964 assumiram o poder e depois passaram para os filhotes da ditadura que transformaram Manaus e todo o Estado do Amazonas num feudo e governam para si.

O debate está aberto e você é bem vindo(a)     

 

    

 

CONFERENCIA DE SAÚDE, MAS NADA DE SAÚDE NO AMAZONAS

O companheiro Marcio Ricardo mais uma vez entra numa composição movimentadora de afetos alegres com este bloguinho. Dessa vez ele compartilha sua participação nas lutas por mudanças na Saúde no Amazonas e traz suas preocupações/análises das representações amazoniquins na Conferência Nacional de Saúde. Então, manda ver, Marcio.

===================================

Companheiros da AFIN, apesar de não conhecer todos pessoalmente, tive pouco contato com alguns membros que permanecem até hoje na AFIN, lembro do Marcos, do Mário, Welton e Mônica. Com a internet foi possível acompanhar melhor as ações realizadas pela AFIN, principalmente por me informarem na época em que estive exilado do Amazonas. De qualquer forma, gosto muito do trabalho realizado por vocês.

Em 2007 comecei a participar de reuniões relacionadas à área da saúde aqui na Cidade Nova, por ser funcionário de uma Unidade Básica de Saúde. Acabei participando da Conferência Municipal de Saúde em 2007 também, essa participação, que é bem mais política (tudo nessa vida é politica), me deu conhecimento para entender muitos problemas que impedem existir saúde na cidade e no estado.

Se antes não via a participação coletiva como potência de mudança foi por minha culpa em não ter participado mais da sociedade em que vivo, e de certa forma da organização de ensino superior na área de Saúde, que não estimula, e às vezes até impede que os acadêmicos consigam ter um pensamento crítico mínimo que seja.

Envio essa mensagem para informar que a conferência estadual de saúde será realizada no período de 18/10/11 a 21/10/11, na qual serão escolhidos os representantes de usuários, profissionais e gestores que representarão o nosso estado em Brasília, na Conferência Nacional. Esta conferência tem o tema “TODOS USAM O SUS! SUS NA SEGURIDADE SOCIAL, POLÍTICA PÚBLICA E PATRIMÔNIO DO POVO BRASILEIRO”.

Abraço a todos.

LEITOR INTEMPESTIVO ATENTO PARA INCLUSÃO DE MINORIAS NO PLANO ESTADUAL DE SAÚDE

O leitor intempestivo Márcio Ricardo, na sua percepção deste bloguinho como serviço público, envia e-mail relatando sobre a elaboração do Plano Estadual de Saúde pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SUSAM).

As observações de Márcio, como sempre, são um ato cidadão de quem percebe e busca compartilhar as informações necessárias para forçar os serviços públicos a um processo de democratização. Por tal o reproduzimos aqui.

=========================================

Bom dia, companheiros da AFIN, escrevo para comunicá-los sobre as discussões que estão acontecendo na Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SUSAM), a respeito do Plano Estadual de Saúde. Neste momento, há discussões entre os técnicos para as diretrizes. Em momento posterior haverá a decisão pelos conselheiros.

É importante estar atento para esta política que vigerá de 2012 a 2015, pois é importante que estejam incluídos nela todas as minorias – negros, GLBTT, indígenas, profissionais do sexo, ribeirinhos -, para que sirva de instrumento de pressão e cobrança contra o governo estadual para que realize um trabalho mínimo para essas populações na área de saúde.

Abraço,

Márcio Ricardo de Souza

CARTA DE UM LEITOR INTEMPESTIVO: DILMA E OS CULTOS AFRO

Olá, amigos da AFIN

Nunca entrei em contato antes, mas há três anos que sou leitor quase diário do blog e gostaria de dizer que o trabalho executado por vocês é excelente! O material do blog é verdadeiramente informativo, inteligente e gostoso de ler. A interação com a filosofia e a sociologia, sempre trazendo as ideias e pensamentos de grandes desbravadores da realidade para o nosso mundo contemporâneo enriquece inúmeros textos publicados. Sou particularmente fã do semanal O Mundo é Gay e fico muito contente quando vejo assuntos como Umbanda, Candomblé e liberdade religiosa sendo tratados tão abertamente e sem ilusões ou deturpações.

Atualmente temos visto os ataques fascistas que a candidata Dilma vem sofrendo pela mídia degenerada e, por acreditar em sua potência democrática, é que vejo que seu governo será infinitamente melhor que o de Serra. No entanto, como militante das religiões afro-brasileiras no Rio, me surpreende ver umbandistas, candomblecistas e espiritualistas em geral indecisos ou pensando em votar no Serra, o que comprova que muitos desconhecem as propostas dos candidatos, o que gera ondas de calúnias e factoides como esse da Dilma ser a favor do aborto. Ocorre que eu não tenho o gabarito e a capacidade intelectiva dos membros da AFIN para escrever os maravilhosos e esclarecedores textos como os que são publicados no blog e é por isso que gostaria de pedir/sugerir, visto o comprometimento da AFIN com a verdade e a democracia, que vocês escrevessem um artigo sobre a Dilma e o combate a intolerância religiosa. Eu já venho repassando, dentro das comunidades virtuais afro-brasileiras e por e-mail, diversos textos publicados no blog da AFIN mostrando o jogo sujo da Direita decadente, mas creio que os afro-religiosos e simpatizantes precisam de algo mais claro que os mostre que seus direitos estarão sendo mais garantidos com a eleição da Dilma.

Sou umbandista e no Rio tem muitos terreiros de Umbanda (só na minha rua tem dois), e os umbandistas estão se reunindo bastante na internet para discutir e lutar pelos seus direitos. Infelizmente o deputado Átila Nunes e seu filho, grandes combatentes da intolerância religiosa, não foram eleitos dessa vez. Então venho pedir a ajuda de vocês da AFIN para que eu possa esclarecer meus irmãos de fé quanto a essas questões tão importantes, haja vista que os evangélicos estão cada vez mais reunidos e organizados, colocando em perigo a liberdade religiosa do povo. Fica então a sugestão de texto para o blog, que acredito que se escrito por vocês, irá esclarecer muitos dos irmãos de fé.

Um grande abraço!

Daniel Ferreira

RESPOSTA INTEMPESTIVA:

Daniel,

dado o grau afetivo na composição de um bom encontro democrático aumentador da potência de agir, tomamos a liberdade de publicar a mensagem de seu e-mail neste bloguinho intempestivo.

Podemos dizer que foi na proximidade e em respeito a você que este bloguinho se fez e se faz todos os dias. Ou seja, na crença de que existem leitores inteligentes que não se enquadram no óbvio das medíocres manipulações da mídia sequelada.

Mais: leitores, como você, que se percebe por suas palavras, declinam o ângulo de suas existências numa prática alegre, tendo como base a suavidade, o humor, a ternura e a inteligência. Uma existência ativa/ativante de afetos construtores de outro mundo possível.

Quanto à questão que você propõe, seguindo a sua proposta, realizaremos uma série de quatro textos como análise das questões religiosas e deturpações da religiosidade envolvidas nessas eleições. O primeiro destes textos foi publicado ontem: “A BLOGOSFERA E AS EMINÊNCIAS PARDAS (I)”.

No mais, sempre que quiser, envie-nos suas sugestões ou outros escritos, que os publicaremos com prazer neste bloguinho intempestivo, pois você diz não ter “o gabarito e a capacidade intelectiva dos membros da AFIN”, o que não é verdade, haja vista a graciosidade e composição do próprio e-mail que você nos enviou.

À sua disposição,

Associação Filosofia Itinerante – AFIN

NOS COMENTÁROS ENUNCIANTES

PARA BRASILEIROS, A JUSTIÇA É LENTA

Deusarino de Melo

quinta-feira, 29 abril, 2010 às 6:25 pm

Enfim, uma pesquisa quase próxima da verdade. Para os brasileiros, principalmente os que estão na terceira e última idade, que precisam ter suas ações IMEDIATAMENTE solucionadas. Portanto, LENTÍSSIMA, VAGAROSÍSSIMA, seriam termos melhor empregados. Acrescentemos, sem qualquer embargo, desprovida de méritos, porquanto esquartejada pelas brechas que a Lei permite sejam lançadas por sobre a aviltante venda que usaram para que a Justiça não tenha oportunidade de ver a que a reduziram. Mas, tendo um lampejo de HONRA, a Justiça não permitirá, por meio de seus dignitários (os Juízes) que a deslealdade continue impune, mormente porque já colocaram, em diversas oportunidades, o carro adiante dos animais de tração, ou seja, como podem os causídicos, que se acham e se denominam os verdadeiros agentes da justiça, quererem passar por cima da sentença? O direito ao contraditório, a ampla defesa e tudo o mais que for arranjado para remendar os erros atrelados como suficientes para postular a INICIAL, devem, indubitavelmente, estar ao inteiro dispor do réu, do promovido, do reclamado, seja lá que nome tenha, mas, mas, mas, no ínterim entre a audiência de conciliação (nos casos em que assim for necessário) e audiência de instrução e julgamento (nos casos em que assim se fizer mister) e não após a sentença, quando o Julgador, tendo lido, estudado e pesado os fatos, as provas, testemunhas, contestações, réplicas, tréplicas, exarou a sentença. Pelo menos, no Cível, deve ser assim. No Penal, deve seguir este traçado, ainda que os passos possam ser outros. A Justiça jamais deve permitir que seu símbolo (o Juiz), seu dignitário e mandatário natural, concursado (e se ali está é porque foi aprovado) venha a ser sequer pressionado, a não ser pelo seu par situado em instância superior, desde que haja razões inevitáveis para tal ocorrência. Tudo o que extrapolar essa tramitação, certamente acarretará paralisação, constrangimento, retardamento de solução. Aos governantes cabe a responsabilidade de providenciar, sem hesitação, que se promovam concursos para preenchimento das vagas existentes nas Comarcas e, aos advogados, coragem e estímulo para concorrerem a essas vagas. Cada qual no seu nível de atuação. O bom advogado deve convencer o Juiz, que por sua vez não deve ser convencido por qualquer literatura jurídica retocada com veleidades, nem por amizades e favores. A sabedoria do Juiz deve amparar-se na intuição que Deus lhe proverá diante de seus esforços pelo conhecimento da Lei, nunca por outra fonte.

Aí, pode haver ação por sobre ação, embargos, desembargadores, provas, cada um trabalhará a sua habilidade conscienciosamente e tudo resulta no melhor. Fora disso, voltaremos ao que temos presentemente: a desestabilização do Judiciário.

NOS COMENTÁROS ENUNCIANTES

ANULADO O FAMIGERADO PROCESSO SELETIVO DA SUSAM

Marcio Ricardo

sábado, 27 fevereiro, 2010 às 4:42 pm

Que bom que houve justiça,

eu, que trabalho em Boa Vista como concursado, pois em minha própria terra não há trabalho para os que querem trabalhar. Sou enfermeiro e infelizmente para quem quer trabalhar como enfermeiro ganhando apenas 1200 reais nos hospitais privados de Manaus, precisa se humilhar muito.

Mais difícil ainda é ver a injustiça e bandidagem realizada pelos gestores da saúde e pela administração pública em permitir que apenas um grupo seleto de enfermeiros das cooperativas decidam o preenchimento de cargos para enfermeiro no setor público. Quando está estabelecido na Constituição Federal, artigo 37, que a investidura em cargo ou emprego público será feita por concurso público.

Até mesmo no interior do estado é difícil conseguir emprego sem ter laço político. Muitos secretários municipais de saúde, mesmo precisando de profissionais de saúde, não contratam se o indivíduo chegar no interior procurando emprego sem indicação. Vivi essa situação em Anori e em Caapiranga. O que me deixou profundamente triste por não conseguir emprego mesmo querendo trabalhar e sendo qualificado para a função.
Ainda estamos aqui em Boa Vista esperando que saia o edital de concurso para enfermeiro na área de saúde. Infelizmente, por ser deficiente físico, não pude fazer o concurso dos bombeiros, já que não posso correr, então seria reprovado na prova de aptidão física.

Felizmente, eu já acompanhava o blog da AFIN quando estava em Manaus. Aqui em Boa Vista vocês me ajudaram muito informando sobre o que acontece em Manaus, com a análise política bem mais crítica e filosófica de todos os assuntos.
Abraços para vocês aí.

NOS COMENTÁRIOS ENUNCIANTES

A EXPRESSÃO ESTUDANTIL MOSTRA MANAUS IN-VIÁ-VEL

Rosilda Ferreira Gontan

sexta-feira, 12 fevereiro, 2010 às 2:38 pm

Moro em São paulo há mais de 22 anos, tenho dois filhos, a menina tem 16 anos e o menino 17 anos. Eu estou fazendo uma pesquisa na capital de Manaus, pois estou querendo ir embora de São Paulo, mais para isso preciso saber quais os tipo de comércio, indústria, que predomina na capital. Até pensei em vender meu imóvel e ir diretamente para Manaus, mais não conheço a cidade. Gostaria muito de algumas dicas.

Sem mais para o momento, abraços.

Rose

Proximidades Reais Intempestivas

O companheiro José deixa o seu e-mail para você, Rose, entrar em contato e travar uma conversação sobre a cidade.

Olá, Rosilda, você quer vir, como tantos outros. Já no meu caso moro aqui há vinte e quatro anos, e estou querendo ir embora. Se interessar, entre em contato: oj.vidal@bol.com.br. Se eu puder lhe ser útil, o farei, pois podemos trocar informações. Boa noite!”

De nossa parte, vemos que em torno de Manaus sempre houve, desde o século XIX, um marketing muito grande em cores carregadas de exotismo. “Paris dos Trópicos!”, “Cidade na Selva!”, “Capital da Amazônia!”, “Princezinha do Norte!”, entre outras, afora as alcunhas dos governos de momento. Isso serviu – e como serve! – para vender o ideal de uma cidade entre o selvagem e o moderno. Ou seja, uma cidade onde se vai encontrar a natureza intocada, com uma fauna e flora exuberante, índios nus pelas ruas, macacos no galho da ingazeira da Praça da Matriz, e, de outro lado, os confortos(?) da civilização (asfalto, points de diversão, o Teatro Amazonas, a Ponta Negra, uma indústria possante, comércio desenvolvido, etc). Idealismo! Manaus sempre viveu (se se pode empregar esse verbo aqui) de surtos. O Período Áureo da Borracha, chamado de 1º Ciclo da Borracha, no final do século XIX, criou uma cidadela para barões de que é prova as mais imponentes construções da Belle Époque, entre elas o Teatro Amazonas, tudo à custa do sangue indígena (o golpe final do genocídio) e de cabocos, enterrados vivos dentro dos seringais.

Com a produção da borracha na Ásia, Manaus virou uma cidade fantasma a povoar a imaginação europeia, como se pode ver em filmes do início do século. Novo surto veio apenas várias décadas depois, durante a Segunda Guerra, quando os Estados Unidos, devido ao Japão fechar a saída de borracha asiática, plantaram aqui o 2º Ciclo da Borracha. Em um ano, cerca de 100 pessoas, principalmente nordestinos, migraram na esperança de enriquecer como “Soldados da Borracha”. Além da enganação da propaganda, com o fim da guerra, estes ficaram abandonados por aí pelos interiores da vastidão do Amazonas.

Finalmente veio o 3º surto: a criação da Zona Franca de Manaus, no ano de chumbo de 1968, que, com seus “incentivos fiscais”, propiciou a vinda de diversas multinacionais para cá e a corrida daqueles “abandonados” do interior, agora já multiplicados, e nova leva de outros estados e até de outros países. Cerca de 50% da população do imenso estado passou a habitar Manaus e esta cidade sozinha passou a conter 95% da renda econômica do estado. Uma cidade com cerca de 200 mil habitantes, em poucos anos tinha 2 milhões. Manaus inchou como um cachorro morto caído à rua: exploração da mão-de-obra barata, invasões faveladas, inexistência de saneamento básico, precariedade em praticamente todos os serviços públicos para que um lugar possa ser chamado de cidade.

Ainda hoje, há mais de 40 anos, se se tirar os olhos dos cartões postais no marketing governamental, quase a totalidade desses problemas persiste em todas as zonas da cidade. Mas não são apenas as multinacionais que lucram com isso, transformando a cidade que tem um dos maiores PIBs do país em uma ponte aérea de capital financeiro. Há uma classe que sempre lucrou com a miséria e é, na verdade, a sua produtora: os políticos. Não faremos aqui um histórico – seria preciso fazer um tratado -, tomemos apenas alguns fatos referentes aos atuais.

A começar pelo governador do estado, Eduardo Braga, ano passado foi acusado de desvio bilionário de combustíveis. A queixa foi retirada depois pela acusadora, mas como o Ministério Público Federal já havia se encarregado da denúncia, ela está correndo em algum lugar dos meandros da lei. Seu principal projeto em Manaus, o Prosamim, para as pessoas que vivem à beira do igarapé é muito diferente do marketing televisivo. O valor que o governo quer pagar de indenização, segundo eles, não lhes possibilita adquirir uma residência condizente.

O prefeito de Manaus, Amazonino Mendes, que já foi prefeito e governador tantas vezes, é conhecido como um dos políticos mais corruptos do Brasil, envolvido na compra de votos para a reeleição de Fernando Henrique, na gestão atual, foi cassado antes de assumir e até hoje continua prefeito a partir de liminar.

Quase todos os deputados estaduais e federais mais votados são os apresentadores de programas miserabilistas de exploração da miséria material e emocional das pessoas expostas a suas canalhices. O ex-deputado estadual Wallace Souza, cassado ano passado, um dos mais fortes e mais conhecidos entre eles, hoje se encontra na penitenciária por acusação de comandar, junto com seus irmãos e outros comparsas, grupos de extermínio, coações, tráfico de drogas, lavagem de dinheiro, etc.

O vice-prefeito, Carlos Souza, irmão de Wallace, na associação com o irmão, chegou a ir para a penitenciária e, acredite, ao sair continua vice-prefeito, apesar de não mais aparecer em público.

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) é totalmente subserviente ao prefeito cassado, sendo seu presidente do mesmo partido deste.

No que diz respeito aos serviços públicos: apesar do alto investimento do governo federal, os serviços de atendimento de saúde são precários; Manaus tem um dos piores serviços de transporte coletivo do Brasil; a educação, segundo todas as avaliações nacionais, inclusive o último Enem, está sempre como a pior do Brasil; sem esquecer a situação das ruas, que Manaus é conhecida no Norte como a “Cidade dos Buracos”, e por aí vai. Quer dizer, não vai.

O grande marketing demagógico epidêmico atual é que Manaus é sede da Copa 2014. Apenas mais um pequenino surto.

Se uma de suas razões, Rose, de querer sair de São Paulo e vir pra Manaus, é a péssima administração Serra-Kassab (PSDB-DEM), não seria trocar seis por meia dúzia, como diz o ditado. Seria algo como 0 x 0. É preciso abrir esse placar. Há o que se fazer em São Paulo e há o que se fazer aqui. Independente das atividades que se exerça na vida, sempre é possível contribuir com a afirmação da cidadania e fortalecimento da democracia.

Se não vieres, dê notícias (novidades!) de como vão as coisas, você que convive cotidianamente, na prática, com a realidade paulista-paulistana. Se vieres, dê notícias também para que este bloguinho possa conversar pessoalmente sobre suas impressões e seus planos…

Abraços afinianos!


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4,001,043 hits

Páginas

julho 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031