Archive for the 'Midiotização' Category

NÃO TEM GLOBO QUE SEGURE O GOLPE. LULA É QUERIDO E ESTÁ PRESO NO CORAÇÃO DO SEU POVO

ricardo stuckert

Por que a Globo usa de 4 horas, 33 minutos para denegrir a imagem do ex-presidente Lula e 18 minutos para falar mal da presidente Dilma Rousseff eleita com 54.501.118 votos e o dublê junto com Aécio tiveram 21 minutos?

Porque no governo do Lula e da Dilma não se quebrou o monopólio dessa empresa golpista.

A quebra desse monopólio não dependia só dos dois, teria que passar pelo congresso, é claro. Mas se tivessem os dois trabalhado para isso, principalmente o Lula no primeiro e segundo mandatos não teríamos uma emissora sonegadora de impostos, golpista, colocando os dois com mais tempo negativo do que os golpistas Aécio, Temer e seus 8 ministros delatados.

Mas, a Globo pra nós já era. É bom que Requião vá mesmo visitar os irmãos Marinhos na penitenciária. Esperamos. E isso será em breve. Porque na Democracia que vamos reconstruir não há lugar para golpistas e nem emissora de televisão que propaga ideias nefastas e defende interesses privados e dos Estados Unidos contra o bem comum, contra o povo.

Prova de que a Globo não influencia o povo brasileiro está ai na pesquisa da Vox Populi/CUT. Lula é o primeiríssimo nas intenções de votos para 2018. Está com mais de 45% de preferência contra todos os golpistas. Menos o Ciro. O Ciro não é golpista. Já foi ministro de Lula e está no PDT que um dia teve Leonel de Moura Brizola. Só essa pesquisa para nós já foi um grande alento depois da decisão arbitrária de ontem do juiz das Araucárias de determinar que Lula esteja presente nas oitivas das mais de oitenta testemunhas. Lula teria que se mudar para Curitiba. Isso é uma jogada, como disse o jurista italiano, de juiz que está perdendo o jogo. Lula irá prendê-lo e ele está com medo.

Atenção caravanas com destino a Curitiba. Serão mais de cem mil defensores de Lula que chegarão à cidade das araucárias a partir do dia 1º de Maio, inclusive, enviados deste Blog como correspondentes da AFINPRESS. O juiz da 13ª Vara de Curitiba que este Blog já conhece, a Vara, quer intimidar o caravaneiros. O certo é estarmos em Curitiba no dia 3 de Maio e no término da audiência retornarmos para nossos Estados. Não tem como ficar em Curitiba nas mais de 80 audiências, e é claro, isso é para intimidar, é um forma de pressionar Lula que já recorreu e não tem como prosperar mais uma arbitrariedade dessa. Mas  se for preciso um exército de Lulas é o que temos em excesso.

O dia 18 de abril também foi muito bom porque, desde ontem, anunciado uma produção de cinema, transmitido pela TV franco-alemã ARTE, nessa terça-feira 18, o documentário “Brasil: O grande salto para trás”, das francesas Frédérique Zingaro e Mathilde Bonnassieux,  com Duvivier divulgaram com mais de 55 minutos o golpe que nossa Democracia e a presidente Dilma sofreram e como era o Brasil antes e como está agora. É um trabalho cinematográfico interessantíssimo e que neste momento deve-se propagar, divulgar mostrando o que está se concretizando de ruim no nosso país.

Os golpistas levaram um surra na Câmara dos Deputados quando leram as propostas da reforma trabalhista: 230 x 163. Deputados golpistas que aprovaram a admissibilidade do golpe estão a deixando o golpista mor e seu projeto de ponte para o futuro.

Categorias de trabalhadores começam a reagir contra as propostas de mudanças na CLT, reforma trabalhista, terceirização já aprovada e sancionada, reforma da previdência. A invasão da Câmara dos Deputados por policiais civis em Brasília pela segunda vez demonstra que o grau de aceitação das medidas que o congresso vota está chegando num limite e que o povo não aceitará. O povo não aceita um congresso com deputados e senadores acusados de roubo votarem medidas que só prejudica o trabalhador.

A decisão do Papa Francisco de não atender ao convite do dublê de presidente foi uma decisão política. Está certo o papa.

No mais, a Odebrecht, grande empresa brasileira se constituiu como império devido as relações promíscuas que sempre manteve com governos e não nos venham dizer, senhores da Odebrecht, senhor Emílio, que a corrupção aumentou depois da ditadura. Na ditadura havia corrupção e vocês veem enriquecendo a muito tempo no Brasil. E ainda dizem que no governo de FHC não houve investimento em infraestrutura. Claro, investiu-se noutros negócios. Paraísos fiscais por exemplo.

O próximo dia 28 de abril iremos para o Brasil com uma monstra greve geral. Todos os trabalhadores da cidade e do campo estão sendo convocados pelos líderes dos trabalhadores, pelas centrais sindicais, movimento sociais, pra pararmos o Brasil exigindo a queda desse golpistas, eleições diretas já, pois não consideramos o dublê de presidente e seus dublês de ministros como nossos governantes. Vamos avantes companheiros. Avantes Camaradas. Nossa vitória está próxima e aqui parafraseamos Lenin: Todo poder aos trabalhadores brasileiros!

COMO A TV GLOBO NÃO PODE AUTO PSIQUIATRIZAR SUA PATOLOGIA ANTIDEMOCRÁTICA CABE AO GOVERNO RECORRER À JUSTIÇA

O Povo N_o _ Bobo, abaixo a Rede Globo Manifesta__es pelas ruas do pa_s.  'Protestos contra a Globo deveriam ser di_rios', diz cientista pol_tico

Atavicamente a genética antidemocrática da TV Globo vem muito antes de sua fundação em abril de 1965. Muito antes, o jornal O Globo e a Rádio Globo, comandados por seu patriarca Irineu Marinho, já mostrava seu pathos infectado por corpos opostos ao convivi com as multiplicidades dos iguais. O encadeamento das potências de todos que constituem a Substância-Democracia que nos mostra o filósofo Spinoza.

Como grande parte da sociedade brasileira sabe, a família Marinho mostra sua personalidade antidemocrática de forma explícita e sem qualquer constrangimento, quando começa a perseguir Getúlio Vargas junto com outro inimigo da democracia Carlos Lacerda, do partido reacionário UDN.

Depois o ódio antidemocrata passou a ser projetado no ainda candidato Juscelino Kubitschek expressado no estereótipo golpista: não pode se candidatar, se se candidatar não pode vencer, se vencer não pode assumir, se assumir não pode governar. Mas o ódio não pôde interromper a democracia e JK governou nacionalisticamente o Brasil, criou Brasília e de quebra industrializou o país.

Depois de JK veio Jânio, narcisista-histérico que em função de “forças estranhas”, segundo ele, levou-o à renúncia. Quando entra João Goulart, Jango, a família Marinho continua tramando contra a democracia e o Brasil em favor do capital norte-americano que já contava com alguns personagens no interior do país elaborando o golpe.

Consumado o golpe em 31 de março de 1964, a família Marinho, agora sob o comando de Roberto Marinho, passou a auxiliar a ditadura civil-militar instalada no Brasil. Em 1965, é fundada a TV Globo com capital norte-americano ligado ao grupo Time Life. Um capital que é proibido pela Constituição quando se trata de meios de comunicação de massa. Assim, durante todo o período da ditadura a TV Globo, o jornal O Globo, a Folha de São Paulo e Estadão, foram braços auxiliares do Estado de Exceção implantado no país.

Com a abertura política Tancredo Neves quase no poder, morre e entra Sarney. E a TV Globo que era contra as Diretas Já, jogou suas garras ambiciosas. Para conseguir maiores privilégios ela passa a propagar e defender a candidatura de Collor. Botou fé, porém a fé logo acabou quando ela sentiu que havia um sentimento contrário ao governo do falso caçador de marajá. Que Lula chamava na época de caçador de maracujá. Com a queda de Collor ela se envolveu com Itamar. Veio Fernando Henrique e ela se sentiu totalmente em casa.

Em 2003, um novo processual político, ou outra subjetividade política, se faz real objetividade: Lula. Antes ela tentou todas as formas de trapaças para que Lula não fosse eleito. Tentou repetir o que fez em favor de Collor contra Lula. Não deu: o Brasil era outro. Os movimentos sociais, que formaram a base da eleição de Lula, já eram a nova objetividade do Brasil. Mesmo assim ela continuou conspirando. Lula foi eleito duas vezes, mas sempre sendo sabotado por ela.

Lula ajudou a eleger Dilma. A TV Globo desesperou em sua psicopatologia golpista. Durante todo o primeiro governo de Dilma ela não deu trégua. Cotidianamente publicou matérias falsas contra o governo. Nas eleições de 2014, ela exacerbou sua psicopatologia golpista. Derrota junto com seus pares direitistas, ela passou a liderar a conspiração golpista com outros ressentidos como Aécio, Serra, Carlos Sampaio, Agripino Mais Roberto Freire, Alckmin, entre outros “honestos” pedindo o impeachment de Dilma. Aliada com Moro, juiz responsável pela Operação Lava Jato, chegando a lhe premiar, acreditou que poderia conseguir seu intento psicopatológico: frustração geral.

Como se trata de um transtorno psiquiátrico é bom lembrar que o ódio é produto de uma ou várias interdições violentas impostas pelos pais sobre os filhos que ficam, no momento da interdição-traumática em forma de repressão, paralisados, física e psicologicamente, concentrando a energia reprimida em si. Quando adultos, ao invés de procurarem encontrar a causa de seus ódios neles mesmos como resultado da interdição cruel dos pais, esses adultos passam a procurar no exterior, pessoas, entidades, instituições, grupos, etc., para servirem de elementos de suas projeções. Investir seus ódios internos nelas. Quando na verdade elas odeiam, elas mesmas, porque não conseguiram se rebelar contra a interdição brutal dos pais. Elas têm medo de seus ódios e por isso procuram vitimar quem não aparece igual a elas.

Assim, como o caso da TV Globo – ela e outras que odeiam a democracia como Veja, Época, IstoÉ, Folha, Estadão – é explícito caso psicopatológico e ela não vai jamais se auto-psiquiatrizar para mudar sua conduta em relação aos governos populares, é certa a posição do governo Dilma recorrer à Justiça para tentar impedir os delírios midiáticos da TV Globo que são projetados nesse governo.

É lógico que se a TV Globo se submetesse a um tratamento psiquiátrico materialista – nada de psiquiatria idealista -, embora um tratamento não seja rápido, Dilma não precisaria recorrer à Justiça. Mas como a realidade da TV Globo é outra e dissipa o real, o governo tem que recorrer à Justiça. 

 

 

DILMA TEM EM MÃOS, PARA SANCIONR, A LEI APROVADA QUE GARANTE RESPOSTA A QUEM FOR OFENDIADO PELA A MÍDIA.AS GLOBOS ESTRIBUCHAM

90db72fd-c828-406e-8795-9b82b72af4bd“É um direito da cidadania, de defesa de qualquer pessoa agredida por um meio de comunicação”.

Roberto Requião

Em um momento em que as consideradas grandes mídias – grandes pelo poder econômico e não por manifestarem devir-democrático criativo – deixam de ser um instrumento de comunicação dos fatos, mas criadoras de factoides, caluniadoras, escamoteadoras, fingidas, simuladoras e dissimulados por representarem a subjetividade reacionária com o propósito de almejar e defender os interesses do capital de mercado, a aprovação da PLS141/2011 é um dos grandes ganhos da democracia brasileira. Um grande ganho porque toca na prepotência das mídias reacionárias que tiranicamente querem ser as senhoras produtoras e dominadoras da opinião pública.

O projeto de autoria do senador Roberto Requião, um dos combatentes da fúria dominadora da TV Globo – que deve a Receita Federal e ainda se diz combatente da corrupção – é uma forma civilizatória de atuação dos meios de comunicação, já que esses meios de comunicação reacionários por si mesmo não pretendem se civilizar e viver em uma sociedade democrática onde a linguagem livre é que constrói as relações sociais autênticas. E não linguagem ecolálica que só replica o que os meios de comunicação impõem.

O cerne do projeto é esse. A partir do momento em que a mídia publicar uma matéria que ofenda uma pessoa, o ofendido tem 60 dias para fazer sua defesa no meio de comunicação que lhe ofendeu. O direito de respeito ou retratação, mesmo sendo inúmeras ofensas, o ofendido conta a partir do primeiro dia da ofensa.

É considerado ofensa até matéria que não se baseou em informações reais. Ou seja, erro de informação. São caracterizadas ofensas matérias que atentem a honra, o nome, a intimidade, a reputação, o conceito, a marca, a imagem da pessoa física ou jurídica.

O direito de resposta segue o mesmo tamanho e as mesmas características da matéria ofensiva em mídia escrita ou internet. No rádio e na televisão a resposta deve ter o mesmo tempo da matéria ofensiva e circular nos mesmos territórios onde a matéria ofensiva chegou.

“É um direito da cidadania, o direito ao contraditório, de defesa de qualquer pessoa agredida por um meio de comunicação”, afirmou o senador Roberto Requião, a quem a Globo tem pavor.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM) elogiou o senador Requião pelo projeto que fortalece a democracia.

“As mídias usam o argumento da liberdade de expressão e da impunidade para atacar biografias, fazer jogo político rasteiro e divulgar calúnias”, observou a senadora.

Por sua vez, o senador Humberto Costa (PT/PE) disse que a lei estabelece imediatamente a verdade, que é o que deseja o ofendido.

“Muitas vezes o mais importante que a reparação é o restabelecimento imediato da verdade. É um posicionamento do Poder Judiciário especialmente em atividades políticas como a nossa em que a credibilidade é o principal capital que cada um tem”, analisou o senador.

Era de se esperar que a chamada grande mídia se opusesse a aprovação da lei, já que ela fragmenta dessas mídias o delírio de que se quererem autoras da realidade brasileira. Principalmente criando quadros denegridores contra os que elas têm como inimigos e protegendo, com inverdades, seus apaniguados, como os reacionários membros dos partidos das direitas.

Agora, com a lei, Lula, não precisará só processar as mídias sórdidas. Agora, ele terá o direito de resposta nessas sórdidas mídias. Imaginemos uma capa de uma dessas mídias sórdidas com a imagem sorridente de Lula com uma legenda lhe enaltecendo e mostrando a face abjeta dessa revista.

Essa lei faz a democracia brasileira mais real!

EM SEU CORPO-ALIENADOR, TELE-NOVELA, TV GLOBO USA O NOME DA ANISTIA INTERNACIONAL E A ANISTIA DIVULGA NOTA DE PROTESTO

Captura-de-Tela-2015-09-22-às-13.06.42-e1442938699937A Anistia Internacional que trabalha compromissada ética e juridicamente com os direitos humanos, se sentiu tripudiada ao constatar que a TV Globo teve o despudor de usar seu nome em uma de suas engrenagens de alienação social.

A TV conspiradora e golpista que odeia a democratização dos meios de comunicação por lhe auferir monopólio midiático, usou em uma cena de presídio de uma de suas teles-novelas o nome da entidade internacional de defesa dos direitos humanos para simular honestidade da produção alienadora.

Por se sentir ultrajada em seu corpo ético-jurídico a Anistia Internacional divulgou nota de protesto.

Leia e tome sua posição sobre o tema.

A Anistia Internacional manifesta total repúdio ao uso do nome da organização de maneira indevida no capítulo da novela A regra do jogo exibido nesta segunda-feira (21). Ao entrar em um presídio de segurança máxima, o protagonista da novela, Romero Romulo, interpretado por Alexandre Nero, se apresenta como advogado de direitos humanos que estaria a serviço da Anistia Internacional. O uso indevido do nome da Anistia Internacional e a representação equivocada do trabalho de defensores de direitos humanos na novela tem sido explorado de forma irresponsável e contribuído para criminalizar o mesmo.

A Anistia Internacional é uma organização respeitada, com 54 anos de história, que conta com mais de 7 milhões de apoiadores que se mobilizam em defesa dos direitos humanos para todos e todas. Vencedora do Premio Nobel da Paz (1977) e presente em mais de 150 países, tem 95% dos seus custos financiados por doações individuais, o que permite total independencia de governos, partidos, interesses econômicos, políticos e religiosos.

No início de agosto desse ano, a Anistia Internacional publicou o relatório “’Você matou meu filho’: Homicídios cometidos pela Polícia Militar na cidade do Rio de Janeiro”, denunciando casos de execuções extrajudiciais na favela de Acari e outras comunidades fluminenses. Desde então, vem pressionando as autoridades estaduais a adotarem medidas urgentes para garantir investigação dos casos e justiça para as famílias das vítimas, além de medidas estruturais para adequar o uso de força letal pela polícia.

No Brasil, a atuação da organização tem sido pautada pelo debate amplo sobre os altos índices de homicídios entre os jovens negros moradores de periferia, que respondem por 77% dos cerca de 30 mil jovens assassinados todos os anos no país.

Embora se trate de uma obra de ficção, a novela Regras do Jogo, ao usar o nome da Anistia Internacional – uma organização referência e atuante no país, presta um desserviço à consolidação de uma cultura de direitos humanos na sociedade brasileira.

“Nos causou surpresa e indignação a maneira irresponsável que a TV Globo usou o nome da Anistia Internacional, organização presente em mais de 150 países e que há 54 anos luta pelos direitos humanos, para reforçar um estereótipo equivocado sobre o trabalho dos defensores de direitos humanos no Brasil. A Anistia Internacional representa mais de 7 milhões de apoiadores que se mobilizam por mudanças e combatem violações de direitos em todo o mundo. A ficção, quando se propõe a retratar a realidade, precisa ser mais cuidadosa e capaz de avaliar as consequências nesse momento do país de associar levianamente o tema dos direitos humanos a iniciativas criminosas”, disse Atila Roque, diretor executivo da Anistia Internacional Brasil.

A SIMULAÇÃO COMO ÊXTASE DA INFORMAÇÃO, MAIS VERDADEIRO QUE A VERDADE, PRATICADA PELA MÍDIA ACÉFALA DE MERCADO

manipulao-mafiomiditicaO filósofo Jean Baudrillard é considerado como um outsider, um rebelde, da filosofia. E não é para menos. Ele consegue mostrar a dissipação da sociedade pós-moderna através de seus agentes teratogênicos. Onde todas as formas de trocas e relações chegaram a exaustão. E já não funcionam, porque seu sistema de valor entrou no estado de catástrofe. Sujeito-objeto, pensamento-ser, normal-anormal, bem-mal, etc. foram desrrealizados pela tirania da simulação.

É ele quem pode nos mostrar o vazio que representa a mídia de mercado que não tem como objetivo a informação, mas o deslocamento do fato. A ilusão. Como se sabe, todo ser tem suas etapas de vida. Nascimento, desenvolvimento, amadurecimento e fim. O que significa que todo ser tem seu limite, território onde realiza suas trocas com o meio. Na verdade, meio mutante onde ele transita, com suas necessidades, em busca de suas satisfações naturais e sociais. Suas trocas reais.

O mundo como objetividade e subjetividade permite que os bens necessários a este ser tornem-se materializados através das trocas que ele experimente em seus limites. Daí que nenhum ser pode processar suas trocas se não for, em seu limite que alguns consideram como sua singularidade. Ou multiplicidade das singularidades.

Entretanto, quando um ser vai além de sua singularidade ele atinge uma zona de não mais ser. Ele chegou ao ex-terminis, extremo, “além de seu fim”. Parou seu crescimento e chegou a excrescência. Chegou ao fim o movimento e a mudança para prevalecer a estase. O que significa que ele já não é seu natural e social. Ele tornou-se um êxtase. Um mais do que ele mesmo. Uma espécie de metástase.

No Brasil atual é essa mídia estase – paralisia – como êxtase da comunicação que prevalece. A informação desapareceu e passou a predominar a simulação. Fingir ser o que não é. Não conta mais informar, mas simular que informa. Mídias como a Rede Globo, Band, Folha de São Paulo, Estadão, o Globo, Época, Veja, IstoÉ, em seus impulsos paranoicos com o objetivo de atingir o governo Dilma e o Partido dos Trabalhadores fabricam esse mundo teratogênico de simulações em que a informação se mostra substituída pela mentira. Fazer com que o outro tome como verdade a mentira que eu divulgo. Em um entendimento em maior magnitude: tornar o mundo um laboratório simulante.

Baudrillard nos mostra que assim como o êxtase do tempo é o tempo real, instantaneidade: mais presente que o presente; o êxtase do real é o hiper-real: mais real que o real; o êxtase da informação é a simulação: mais verdadeira que a verdade. Essa a verdade das mídias acéfalas de mercado. Uma verdade que não reflete o corpo do fato verdadeiro, mas de um simulacro elaborado por seus agentes.

E é aí que ela não produz, para si, o efeito desejado. Como foi além de seu limite que é informar, ela entrou no estado de excrecência: além de seu fim. O que significa que nesse fora, ela não pode comunicar nada com os que transitam em seus limites-singulares. A simulação, como mais verdadeira do que a verdade, não tem concretude, posto que não é um prolongamento discursivo do real. Não é substrato que sai da experiência. Daí não suportar a prova da suspeita e da comprovação, pois se trata de uma lógica abstrata que simula um mundo virtual. Onde não há possibilidade de trocas.

Em síntese, essas mídias de mercado trabalham (trabalham ?) com miríades-virtuais que não são cópias e nem semelhanças da verdade. Por tal condição vem há anos sofrendo com os malogros de suas intenções simuladoras.

E vai ser sempre assim, enquanto assim for!

50 ANOS DA REDE GLOBO: TUDO A VER CONTRA A DEMOCRACIA

protesto-50-anos-globo-sp-1Conforme ficou combinado ontem, dia 26, parte da sociedade brasileira esclarecida, ocupou as ruas para mostrar que jamais a Rede Globo teve importância para o Brasil. Essa parte esclarecida sabe que o conglomerado Globo sempre foi um elemento teratogênico da comunicação no país com o único objetivo de criar monstros com seus tentáculos disseminados pelo território nacional para aumentar seu fator pecuniário. Para essa parte, a Rede Globo é a cristalização dos sentidos e cognição dos que para ela  oferecem essas faculdades.   

Assim, ontem, dia 26, não sereia possível faltar lembranças dos atos perniciosos que a Rede Globo patrocinou em favor da ditadura civil-militar que submeteu a sociedade brasileira à opressão entre os anos de 1964 e 1985, sua criação com o capital norte-americano, a conspiração contra a eleição de Brizola como governador do Rio de Janeiro, as manipulações de notícias importantes para democracia através de seu desnecessário Jornal Nacional, as trapaças contra Lula frente a Collor, sua grade de programação elaborada com o fito de criar uma consciência pró-cultura norte-americana, as tentativas de golpes contra os governos populares, criado por Lula e agora continuado por Dilma.  

protesto-50-anos-globo-bh-1 protesto-50-anos-globo-bh-2 protesto-50-anos-globo-bh-3 protesto-50-anos-globo-df-1Em São Paulo milhares de pessoas se uniram para mostrar que a moral contra a corrupção pregada pela Rede Globo não passa de simulação para mostrar o que ela não é. Como a simulação e fingir o que não se é, os manifestantes apresentaram faixas e dizeres mostrando o que a Rede Globo: a representação maior da comunicação brasileira corrompida. Uma afirmação real que desfaz o descaramento da Rede Globo que na comemoração de seus 50 anos fantasiou e delirou uma programação totalmente fora da realidade que é a entidade. Não podia ser diferente, a Rede Globo tem que falar bem de si mesma. Ela jamais iria mostrar que conspira contra a democracia desde JK a Dilma. Em seu sintoma paranoide ela é o modelo da democracia.

protesto-50-anos-globo-df-2 protesto-50-anos-globo-df-3 protesto-50-anos-globo-df-4Com essa demonstração coletiva contra a tirania das comunicações perpetrada pela Rede Globo, o governo federal deve se comprometer com a democratização da comunicação e partir para luta pela regularização da Lei dos Meios. Um fato é real, respaldo da sociedade civil ele tem.

Veja algumas imagens das manifestações contra o delírio-narcísico da Rede Globo.

protesto-50-anos-globo-sp-2 protesto-50-anos-globo-sp-3 protesto-50-anos-globo-sp-4 protesto-50-anos-globo-sp-5 protesto-50-anos-globo-sp-6

GLOBO, 50 ANOS DE ASSALTO ÀS MENTES DOS SUJEITOS-SUJEITADOS COMO CONSPIRAÇÃO CONTRA A DEMOCRACIA

40 Anos de jornalismo espectral

50 Anos de jornalismo espectral

Hoje, dia 26, várias manifestações serão realizadas em todo o Brasil como formas de protestos contra a TV Globo, por sua atuação alienadora e desrespeitosa contra os sentidos e os intelectos dos telespectadores. Embora se saiba que os telespectadores que ligam seus aparelhos no sinal da TV Globo fazem porque a escolhem. Por isso, são responsáveis por suas auto-alienações. O controle remoto é seu instrumento de ação televisiva. Não usam porque lhes satisfaz o tele-masoquismo. Logo, estão comemorando, também, os 50 anos de assalto às mentes como conspiração contra a democracia, já que são sujeitos-sujeitados.

Como se entende, facilmente, a grade de programação da emissora da família mais rica do Brasil, é um atentado contra a comunicação como serviço público e disciplina cívica. A TV Globo é eminentemente uma emissora reacionária porta-voz das direitas que trabalha com imagens e textos selecionados para propagar seus interesses e atacar os governos populares como o implantado por Lula e continuado por Dilma. Não é de surpreender ninguém, visto que sua ideologia é a perseguição ferrenha do capital como lucro máximo.

Suas posições em defesa de personagens patéticos como Fernando Henrique, Aécio Cunha, Eduardo Cunha, Geraldo Alckmin, e outros da mesma estirpe que ocupam cargos de direção em outras instituições, é resultado das benesses que recebeu durante os governos de direita. A TV Globo, ou, melhor dizendo, a família Marinho, sempre perseguiu e se abraçou com essa ideologia de mercado que lhe sustenta. Foi assim quando de sua criação, sua defesa da ditadura civil-militar para aumentar seus interesses, foi assim contra Brizola, na campanha em favor de Collor contra Lula, foi assim com José Sarney e Itamar Franco, quando teve aumentado seus lucros, como, também, nos desgovernos de Fernando Henrique. E agora a perseguição paranoica contra os governos populares.

Para você conferir a ganância e a falta de escrúpulo da TV Globo de forma mais detalhada nós lhe apresentamos o documentário de Simon Hartog, com a participação da Televisão Pública, BBC de Londres, de 1993, Muito Além do Cidadão Kane, criado a partir das obras de Romero Machado, A Fundação Roberto Marinho, e Daniel Herz, A História Secreta da Rede Globo.

Veja, ouça, analise e tome sua posição! Se é que ainda não tomou!

 


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Leitores Intempestivos

Juliana em CONVERSA COM A MARIA PADILHA D…
Anônimo em O CASUÍSMO DE FERNANDO HENRIQU…
Zeina Miranda Correa em EMPRESA DEGELO, ASSISTÊNCIA TÉ…
Luciana do nasciment… em CONVERSA COM A MARIA PADILHA D…
Elizandra gomes em CONVERSA COM A MARIA PADILHA D…

Outras Comunalidades

   

Categorias

Blog Stats

  • 3,979,726 hits

Páginas

junho 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930