Archive for the 'Meio Ambiente' Category

PREFEITO DE MANAUS ESTIMULA A PRODUÇÃO AGRÍCOLA URBANA: MORADORES PLANTAM BANANEIRAS NOS BURACOS QUE INFESTAM RUAS DO NÚCLEO 16, LOT. VITÓRIA E NOVO ALEIXO

IMG-20170513-WA0102[1]

O golpe de Estado jurídico, parlamentar, empresarial, norte americano e midiático que derrubou a presidente Dilma Vanna Rousseff eleita com 54.501.118 votos democraticamente vem impondo ao trabalhador brasileiro inúmeras consequências.

Os golpistas com as desformas que estão promovendo na área da Educação, previdência, trabalhista, na aprovação da terceirização e nenhum investimento que retome a volta do pleno trabalho e emprego faz com que o trabalhador brasileiro seja criativo. FHC foi o grande incentivador desse negócio. Enquanto ele, príncipe dos sociólogos comprava apartamento em Paris e em Higienópolis, na cidade de São Paulo, o povo percebeu que vender churrascos e outras iguarias era um grande negócio.

Nos anos de FHC nunca se vendeu tanto churrasco. Agora com o desemprego atingindo 14 milhões na era golpista, na cidade de Manaus, a população resolveu inovar. Deixaram o churrasco de lado porque a carne está muito cara. Os moradores do Núcleo, bairro Cidade Nova IV, Loteamento Vitória, Rua 7 e Rua 197 resolveram protestar contra o abandono da Prefeitura de Manaus que tem como prefeito do PSDB aquele que quis surrar Lula.

As ruas estão infestadas de buracos. Com as chuvas torrenciais dos últimos dias tem entupido bueiros, inundado casas e os esgotos estão despejando fezes e muito barro humano nas casas dos moradores que não suportam mais  o mal cheiro e o abandono que o poder público municipal legou aos cidadãos da terra de Ajuricaba.

Por isso, na tarde de ontem, dia 13 de Maio, para não esquecermos o golpista Salazar, na cova da Iria, Jesus aparece pra Virgem Maria na copa de uma bananeira que os moradores resolveram plantar nas ruas para chamar a atenção dos responsáveis dos serviços públicos e do mundo, porque é inadmissível que numa capital rica como é Manaus as ruas estejam nesse estado de calamidade.

Como a banana é uma fruta tropical muito consumida e a maior parte vem de outros Estados, os moradores resolveram investir nesse novo negócio implementando a política do III ciclo da era anacrônica de Arthur Neto.  Plantar bananeiras nos buracos do prefeito de Manaus, a  não-cidade. E o negócio é tão bom que já tem bananeira dando cachos. Em algumas ruas elas estão plantadas próximo ao acostamento como determina o código diretor da cidade, os moradores observaram esse critério, pois os buracos estavam nesses locais, noutros, não, como os buracos estavam no meio da rua lá foi plantada a pacovão. Há quem tenha até criado novos nomes de bananas: “Pracovão”. Não tem “Pracovinha”. As covas são grandes demais.

Os moradores da Rua 197 não só plantaram bananeiras como resolveram interditar o acesso à mesma amontoando geladeira velha, sofás, e muitos pedaços de paus.

Como já postamos aqui, a não cidade de Manaus é a cidade dos buracos. Os buracos são tantos que se um dia tivermos que ter túneis para metrô as construtoras quando deixarem de ser movidas a propinas para seus executivos lobistas, não vão ter muito trabalho. Por que os buracos comunicam-se entre si, como aparecem na peça do teatro maquínico da Afin “A farsa da verdade golpista”. Há buraco que vai do Jorge Teixeira IV até a Compensa, do centro até o Cemitério dos Índios, na Nova Cidade.

 

IMG-20170513-WA0104[1]

A cidade de Manaus nestes primeiros 5 meses da velha gestão do prefeito do PSDB está abandonada.

Para vencer a eleição contra o em fé zado, o candidato prefeito só falava em iluminação led. Manaus ia se transformar na cidade Luz, suplantaria Paris.

Para enganar analfabeto político, contratou várias empresas para tapar buracos. Era dia e noite as caçambas com asfalto a tampar buracos. Terminada as eleições esse serviço também acabou. Não se vê a bastante tempo nenhuma caçamba a carregar asfalto. O que se vê, são infiltrações nas grandes avenidas e os buracos a surgir a cada instante. Ora, na Torquato Tapajós, ora, na Paraíba. O morador desta não cidade deve ter muito cuidado porque a transitar por qualquer dessas ruas  pode ser sugado por uma cratera e ser despejado lá no Rio Negro ou no Solimões e ser engolido por uma piraíba ou por um jaú e ai “bau bau” dia das mães.

IMG-20170513-WA0105[1]IMG-20170513-WA0192[1]IMG-20170513-WA0228[1]

 

CORRA, CORRA QUE NÃO HÁ MAIS VAGA NEM EM LOMBO DE JEGUE, MULA, E BODE PARA PARTICIPAR DA FESTA DA TRANSPOSIÇÃO DO SÃO CHICO COM LULA E DILMA

A imagem pode conter: texto

 Verdadeira loucura, meu! Os caras calcularam umas cinco mil pessoas na festa da tranposição do São Francisco com a participação de Lula e Dilma e os cálculos defasaram. Não há mais lugar em hotéis, pousadas, pensões, ônibus, vans, lombo de mula, jegue, bode e outros animais-transportes antropomorfizados.

   O acontecimento será domingo, dia 19, e há uma multidão querendo participar da festa não só pela inauguração da obra histórica que é a transposição do Rio São Francisco, mas, também, pela festança de poder testemunhar a presença de Lula e Dilma como os responsáveis pela magnânima realização hídrica-arquitetônica-humana. Um testemunhar que dissipa qualquer tentativa de posse de golpista que se quer passar como o autor da magnânima-realização. Como vem ocorrendo com o golpista-mor Temer, e seus asseclas. Se golpe é o corpo fálico da política, não tem potência de agir, como pode realizar uma obra que implica relações sociais entre habitantes de regiões como modus de melhoria de suas existências? Golpista como golpista-corpo-fálico não se relaciona nem com matéria e nem afetos variadores-criativos.

   A transposição do Rio São Francisco é autoria de Lula com a participação de Dilma e mais a mão de obra eminentemente nordestina. A portentosa realização nordestina acirra o ódio das aberrações nazistas que imaginem um mundo só deles. Imaginam? Imaginam nada. Nazifascista cultua a morte, tem medo da vida e para construir um mundo e essencial amar a vida.

    Vamos lá, moçada! O que é nosso é nosso e nenhum golpista tasca! Vamos lá que São Francisco é nosso!

ASSESSORES DE DEPUTADO QUE TEM PAU NO NOME SENTAM A PUA EM MULHER NO INPA

Foto Reinaldo Okita

Não bastasse Manaus, a cidade dos tatus ter o prefeito, Artur Neto, amante de esportes violentos como MMA, que ameaçou surrar o maior presidente deste país, o estado do Amazonas ganhou fama por ter um deputado federal com assessores truculentos e agressores de mulher.

Cansado de levar porrada na cara de Amazonino, conterrâneo lá de Eirunepé,  de ser escrachado em aeroporto,  de ser chamado de o maior corrupto do Brasil por Sérgio Machado, cansado de ter que devolver 4,6 milhões para os cofres públicos municipais, o deputado que mais fala em ética na Câmara dos Deputados, Pauderney Avelino, de tanto ser chamado de golpista, traidor do Brasil seus assessores resolveram partir para o faite.

A peleja aconteceu nas matas do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, no dia 17, sexta-feira. O golpista que chamam de ministro Gilberto Kassab, das Ciências, Tecnologia e das Comunicações, veio ao Amazonas fazendo turismo conhecer a situação do INPA que para executar suas atividades de pesquisa precisa de R$ 16 milhões além dos 18. Depois do INPA, no seu trajeto  turístico, Kassab vai a Tefé ver a reserva de Desenvolvimento Sustentável de Mamirauá, herança dos governos populares de  Lula e Dilma. Como não tem ponte o jeito é atravessar a ponte que Lula e Dilma construíram.

Como na província a vinda de uma ortoridade é sempre carregada de simbolismos, de reverência e subserviência uma orda de puxa-sacos acompanhou o ministro ao Instituto. Senador golpista Omar Aziz e o deputado dos assessores boxeadores.

Ao saírem da reunião vários manifestantes, funcionários, sindicato com faixas protestavam chamando a comitiva de golpistas.

Foi quando os assessores do maior corrupto, segundo o laminado Machado partiram para o faite. Analisando o áudio que registrou o fato, assessores de Pauderney sentaram a pua por não suportarem os gritos de: golpista, fora Temer, traidores do Brasil.  Assessores e seguranças partiram para  socos e rabo de arraia – rapaz, eu não gravei, mas ele deu um soco na cara da mulher. Que é isso rapaz? Bateram na mulher? – bateram! – Quem? Pergunta uma voz masculina – os assessores do Pauderney.

Analisando a imagem quem está de camisa de mangas compridas clara e discutindo alterado é o natural de Eirunepé e um outro  boxeador que não para de socar. Há gritos. Falas como: bate em mulher, estudantes e trabalhadores!  muitos gritos e discussão também.

Em nota, o golpista do Amazonas que desesperado por já está no velório do desgoverno Temer assim ecolaliou:

“Mais uma vez fui alvo de ataques daqueles que não aceitam os rumos da democracia. Insistem num discurso equivocado de golpe, enquanto o país precisa do trabalho de todos para ser reconstruído”.

O Brasil precisa de trabalho sim, não de roubo. Não  desempregar mais de um milhão de pais e mães por causa de uma Lava Jato seletiva e um congresso medíocre composto por mais de trezentos picaretas que contribuíram para a situação que vivemos. A operação era necessária e deve, sim, punir todos os corruptos, inclusive, o maior do Brasil, envolvidos em sordidez, mas deixem as grandes empresas funcionando.

 

MANIFESTANTES REALIZAM MARCHA PELO CLIMA PARA PRECIONAR CONFERÊNCIA DO CLIMA (COP21)

Rio de Janeiro - Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro – Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Exigindo que se concretizem acordos para diminuir emissão de gases de efeito estufa e desenvolvimento de uma economia de baixo carbono centenas pessoas realizaram nas praias de Copacabana e Ipanema no Rio de Janeiro, a Marcha pelo Clima para pressionara a Conferência do Clima (COP21). A marcha fez parte de outras manifestações que ocorreram e ainda vão ocorrer em todo o mundo.

Desde o início da era industrial aumento menos de 1grau Celsius a temperatura média do planeta que acarretou ondas de calor, enchentes, secas e derretimentos de geleiras, segundo informação do Centro Brasil no Clima que uma das entidades organizadoras da marcha.

Rio de Janeiro - Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro – Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro - Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro – Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro - Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro – Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro - Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro – Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro - Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro – Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro - Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro – Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Além de exigirem o aprofundamento das investigações sobre o derramamento de lama no Rio Doce como consequência da irresponsabilidade gananciosa das companhias Vale/Samarco em Mariana, os manifestantes produziram alguma reivindicações socioambientais referentes à mudança do clima: subsídios aos combustíveis fósseis, combate ao desmatamento, fomento à micro e à minigeração de energia solar e eólica e prevenção dos recursos hídricos.

Alfredo Sirkis, diretor-executivo do Centro Brasil pelo Clima, disse que a marcha tem um grande valor porque mostra que a população encontra-se preocupada com a questão que atinge o mundo como um todo.

Rio de Janeiro - Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro – Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro - Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro – Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro - Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro – Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro - Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro – Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro - Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro – Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro - Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

Rio de Janeiro – Manifestantes realizam a Marcha Global pelo Clima na orla do Rio chamando a atenção da população da cidade para a gravidade das mudanças climáticas globais.(Tomaz Silva/Agência Brasil)

“Temos uma meta de redução de 43% de emissões de gás carbônico até 2030. Comparativamente com outros países é bom, mas em relação do tamanho do problema é muito pouco ainda. Se a gente pegar o somatório das metas voluntárias anunciadas por vários países, estamos ainda muito aquém do necessário para manter o aumento da temperatura do planeta nesse século em menos de dois graus”, observou Sirkis que ainda afirmou que a proposta que o Brasil vai apresenta na COP21, não é ruim.

TIRANDO OS ESTADOS DO ACRE E RORAIMA, A TAXA DE DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA DIMINUIU 18%

6.12.03abr_0

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgou dados que afirmam que o desmatamento na Amazônia entre os períodos de agosto de 2013 e julho de 2014, diminuiu 18%, com exceção dos estados do Acre e Roraima que apresentaram taxa de crescimento no desmatamento.

Para o Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal (Prodes) do Inpe são computadas as áreas maiores de 6,25 hectares onde ocorre remoção completa da cobertura florestal, o conhecido corte raso. Para se chegar à informação dessa taxa de desmatamento foram mapeadas 89 imagens de satélites.

O que o monitoramento mostrou.

– Maranhão, redução de 39%.

– Tocantins, 35%.

– Rondônia, 28%.

– Pará, 22%.

– Amazonas, 20%.

– Mato Grosso, 8%.

“Apenas os estados do Acre e de Roraima apresentaram taxa de crescimento do desmatamento, em relação ao período de 2012/2013, de 41% e 37%, respectivamente. Vamos conversar com os governos estaduais e olhar a fiscalização. Embora do ponto de vista de magnitude, não seja expressivo como temos no Pará, Mato Grosso e Rondônia, tradicionalmente estados mais representativos da pressão de desmatamento, e eles tiveram redução.

Mudamos o patamar da fiscalização para uma fiscalização preventiva. É um reconhecimento ao trabalho dos fiscais do Ibama, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, da Força Nacional e dos sistemas criados para fortalecer a fiscalização ambiental, que estão trazendo resultados”, observou a ministra Izabella Teixeira, ministra do Meio Ambiente.

LEONARDO BOFF E AS MINISTRAS DO MEIO AMBIENTE E COMBATE À FOME SE REUNIRAM COM SOCIOAMBIENTALISTAS

O respeitado e conhecido teólogo e filósofo Leonardo Boff e as ministras do Meio Ambiente, Izabella Teixeira e Tereza Campelo, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, se reuniram com os socioambientalistas no Eixão de Brasília, para tratar do tema referente à política ambiental.

Leonardo Boff, que tem obras escritas sobre ética e natureza, disse que o meio ambiente necessita ser preservado para que a sociedade tenha uma vida com qualidade. E par isso, é preciso mudar a visão e o entendimento antropocentrista que afirma que a natureza é para satisfazer estritamente o homem. Em sua crítica a sociedade predadora, Leonardo Boff chamou a atenção para o uso exacerbado do termo “recurso” em relação ao meio ambiente. Para ele, esse termo é exclusivamente capitalista.

Observando a candidata Marina, que representa claramente o capital financeiro, Leonardo Boff disse que ela adotou como base de seu programa o modelo neoliberal que dificulta a criação e desenvolvimento de políticas públicas. E novamente afirmou que vota em Dilma pela causa que abraçou em relação aos pobres. E a prova exemplar foi retirada de milhões de pessoas da faixa de miséria. Ele também comentou sobre o os adversários dos governos populares afirma sobre o Bolsa Família.

“É mentira dizer que o Bolsa Família é esmola. O Bolsa Família é humanitarismo em grau zero. ´E compaixão”, afirmou Leonardo Boff.

Para a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, o governo federal realizou uma política ambiental racional que sempre fora preterida pelos governos passados, mas que agora querem se apropriar das soluções encontradas.

“O governo Dilma olha para o sócioambiental procurando soluções que sejam inclusivas, como por exemplo, o Código Florestal. Durante anos as pessoas adiara a solução. Quem tinha condições de decidir não decidiu deixando 90% dos agricultores familiares na ilegalidade. Na hora em que nós construímos as soluções todos agora querem se apropriar.

Então, o diferencial do governo da presidenta Dilma é o fato de ser um governo em busca de soluções. A área ambiental tem uma envergadura que não tinha no passado”, analisou a ministra Izabella Teixeira.

Já para a ministra do Desenvolvimento e Combate à Fome, Tereza Campello, um dos grandes méritos do governo Dilma foi associar o social com o ambiental.

“As pessoas mais pobres sofrem mais com o processo de devastação do planeta e a presidenta Dilma enfrentou essa questão ao criar o Bolsa Verde e tirar as pessoas da pobreza.

O novo na política é o que nós construímos: é ter o pobre no orçamento. Por isso, vamos eleger Dilma em outubro”, afirmou a ministra Tereza Campello.

EM ALERTA, SOLDADOS DA BORRACHA! A CÂMARA APROVOU A PEC QUE LHES CONCEDE IDENIZAÇÃO DE R$ 25 MIL

Os soldados da borracha foram trabalhadores contratados pelo governo brasileiro em 1943, em plena a Segunda Guerra Mundial, para produzir borracha no meio da selva Amazônica, principalmente no Amazonas para alimentar a necessidade que o momento exigia. Quase sempre nordestino, foram muito explorados pela voracidade do capitalismo-bélico e não bélico. Tiveram uma existência muito sofrida, não só por força das explorações patronais, mas também pelas doenças que contraíram na selva, o que fez com que muitos deles viessem a morrer.

Para diminuir essa culpa econômica, social e política foi elaborado a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 346/13 que obriga os soldados a serem indenizados em R$ 25 mil em dinheiro, além de fixar um benefício mensal de R$ 1,5 mil que será atualizado pelo índice do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Atualmente, estes ex-seringueiros recebem dois salários mínimos.

Não é uma indenização que chegue a dirimir, nem de longe, os sofrimentos passados por esses trabalhadores que enfrentaram uma selva cheia de cobras, onças, jacarés, e, pior, o bicho homem, mas já ajuda na compra de uma casinha quem não tem. E quem já tem, ajuda na compra do feijão, peixe e um bom arrasta-pé.

O deputado Arlindo Chinaglhi (PT/SP), foi o autor do texto aprovado, ontem, dia 5, em primeiro turno na Câmara Federal. O texto é um requerimento que substituiu a proposta original de autoria, na época, da deputada Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM), hoje senadora.

Portanto, alerta soldados da borracha! Agora, o texto vai ser votado no Senado.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4,016,087 hits

Páginas

agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031