Archive for the 'Jovens' Category

ENTIDADES DE DIREITOS HUMANOS, SINDICATOS E MOVIMENTOS SOCIAS CONDENAM A TRUCULÊNCIA DA PM DE ALCKMIN CONTRA ESTUDANTES

O fato já é comum, embora tenha tido da sociedade racional profunda contestação. Sempre que estudantes se reúnem para manifestarem insatisfação contra alguma decisão dos governos que lhes atingem de forma negativa, logo aparece a reação (de força pétrea psicológica reacionária) em forma de violência provocada pela polícia desses governos.

A população brasileira mais uma vez presenciou, ou teve notícia, da truculência da Polícia Militar do governo Alckmin, do PSDB, partido da burguesia-ignara, contra estudantes que realizavam manifestações na Avenida Paulista contestando o aumento da tarifa do transporte público que passou de R$ 3,50 para R$3,80.

O resultado da truculência policial deixou dezenas de jovens feridos por estilhaços de bombas, balas de borracha e cassetetes. De acordo com o Movimento Passe Livre (MPL) foram 20 estudantes feridos.

Foi mais um déjà vu policial, expressão de como os governos do PSDB não sabem trata com temas relativos à educação. Dias passados, o mesmo braço repressor de Alckmin usou de violência contra estudantes que protestaram contra o plano de “reorganização” do ensino público que o governado queria impor aos estudantes, seus país e a comunidade.

Em nota a Anistia Internacional condenou a truculência da PM de Alckmin. Ela considerou “muito grave que a Polícia Militar de São Paulo continue reprimindo protestos pacíficos com uso excessivo e desnecessário da força e detenções arbitrárias”.

“A politica aplicada pelo governador de São Paulo de criminalizar os movimentos sociais e reprimir manifestações como a de ontem mostra cada vez mais a face autoritária e repressora de Geraldo Alckmin que não condiz com o Estado Democrático de Direito que vivemos.

Saímos às ruas por não pactuar com mais um aumento abusivo dos transportes públicos, por acreditar no nosso direito em acessar a cidade e entender que esse aumento vai contra isso”, disse Ângela Meyer, presidenta da União Paulista dos Estudantes Secundaristas (UPES).

“É uma violência lamentável, muito ruim que o governo Alckmin siga essa truculência. A policia está cada vez mais equipada para empregar a violência. Agora não pode mais se manifestar? Tem que escolher o que a polícia quer? E o direito de ir e vir? A Constituição foi rasgada pelo governador nesse episódio”, sentenciou Martim de Almeida Sampaio, diretor da Comissão de Direitos Humanos da OAB(SP).

“Esta atitude não condiz com uma sociedade democrática onde é legítimo o direito de manifestação de todo cidadão. Não podemos aceitar a forma covarde e violenta com que o governador Alckmin e os governos do PSDB em outros estados tem agido para reprimir toda e qualquer ação da sociedade civil organizada, seja do movimento sindical durante as greves, dos movimentos sociais e mais recentemente as agressões a alunos, pais e professores contra o fechamento de escolas no estado de São Paulo”, observou , em nota, o Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de São Paulo.

“Foi um ataque covarde. Mais um ataque covarde contra manifestantes pacíficos”, disse a Central Sindical Conlutas.

Vejam os vídeos que mostram o “carinho” usado pela polícia contra os estudantes. Mas na mídia burguesa, como a Globo, os estudantes são colocados como agressores. Por sua vez, o secretário de Segurança, Alexandre de Moraes, teceu elogios à ação da PM. “Ótima a alteração da estratégia”.

ARTISTAS REALIZAM A “VIRADA OCUPAÇÃO” EM SOLIDARIEDADE AOS ESTUDANTES QUE ENFRENTAM A VIOLÊNCIA DE ALCKMIN CONTRA A EDUCAÇÃO

image_large (1)

Ontem, dia 6, artistas de várias expressividades estéticas em São Paulo realizaram shows de solidariedade, Virada Ocupação, aos estudantes que lutam contra o plano de ‘reorganização’ do ensino público proposto pelo governador do estado Geraldo Alckmin do partido da burguesia-ignara, PSDB, que já mostrou nacionalmente que não carrega o sentido do educar.

Exemplo claro e irrefutável foi apresentado pelos desgovernos de Fernando Henrique, guru das direitas, quando desmantelou e sucateou a educação no Brasil. Outro exemplo próximo, a violência usada pelo governador do Paraná, Beto Richa, contra os professores chegando a afetar mais 200 profissionais da educação.

Conscientes de que os estudantes estão certos aos defenderem seus direitos de cidadãos, se impondo a violência do governador, violência nos dois sentidos, violência da ‘reorganização’ e violência policial, os artistas se solidarizaram com eles da mesma forma que outras entidades que lutam pelos Direitos Humanos e direitos democráticos.

A Virada Ocupação, que contou com 800 artistas escritos e 700 produtores e 800 profissionais da comunicação, é organizado pelo Coletivo Minha Sampa cujo obtivo é integrar a cidade em uma condição “inclusiva e sustentável”.

 “A ideia de apoiar o movimento estudantil surgiu do entendimento da construção se uma cidade mais inclusiva passa pelos investimentos necessários em educação, e que qualquer mudança nessa política pública essencial deve ser amplamente discutida com os pais alunos e professores e beneficiar claramente a comunidade escolar como um todo”, disse um membro do Minha Sampa.

1j0xnyj1sppmbyrr2zgvxp1220x1sua6ey2yffdjxvmaai1mndCVkP3nRXAAAADlW5llajfv9dr6tiicu4u3gpn84s6ujhxzbtcr_7lbw8jsrl5_filef4dyf9ypw7mvcytc5cj9hsymmDurante a Virada Ocupação os artistas se apresentaram tanto nos espaços públicos como dentro das escolas ocupadas. Entre os artistas que realizaram os shows estavam Céu, Chico César, Maria Gadu, Criolo, Pitty, Clarice Falcão, Paulo Miklos, Lucas Santana, Analis Assumpçao, Tiê, Edgar Escandurra e Arnaldo Antunes.  

Alguns dos shows foram transmitidos pela internet.

“VAI SER PIOR SE RESISTIR”, DISSE O POLICIAL AGREDINDO O ESTUDANTE CHICO QUE LUTA POR UM NOVO CONCEITO DE EDUCAÇÃO , MAS CHICO TEM O APOIO DOS PAIS

bec47298-cc01-4a25-81a1-e63d36535f44O estudante da escola técnica Etec, Francisco, para os íntimos, como o papa, Chico, não é um aluno, o que não tem luz própria. Ele tem luz própria que ilumina sua vontade de saber, como diz o filósofo Nietzsche, por tal compreende a ideia de democracia. Compreende e vive a educação democrática.

Movido pela vontade de saber foi à luta na Escola Estadual Professor Antônio Alves Cruz compor com os companheiros das mesmas ideias de resistência contra o plano de ‘reorganização’ do ensino público imposto pelo governador do estado de São Paulo Geraldo Alckmin do partido da burguesia-ignara PSDB que há mais de 20 anos impõe o atraso a sociedade. Vide, breve exemplo, a crise hídrica.

Chico sabia que a polícia de governos de direitas não contemporizam. Com esse conhecimento sabia que podia sofrer violência e ser preso. Então, ocorreu o óbvio: ele foi preso e no ato de sua prisão ele experimentou diretamente a reverberante voz do governo proferida pelo policial militar que lhe prendia. “Vai ser pior se resistir”. Os filósofos Foucault, Deleuze e Guattari dizem: é a voz marcadora de poder do Estado ecoando pelo corpo do policial sobre Chico.

Não se sabe se Chico, no auge de seus 16 anos, cursando o segundo ano do ensino médio, estudou Foucault, Deleuze e Guattari, mas ele não compôs com a ressonância replicante da sonorização imperiosa traspassada pelo policial como agente a serviço do aparelho de ressonância opressora do Estado.

Chico foi preso, mas, como todos os estudantes que participam da subjetividade ocupação de escolas, teve o apoio de seus pais. Na delegacia sentiu a importância da inteligência e eticidade dos pais em relação ao espírito democrático. Seu pai, Luiz Braga, corretor de seguros, disse que o filho tem princípios que ele, como pai, defende. Seu filho não é um fascista, machista, homofóbico, misógino, racista, imperfeições que dominam corpos antidemocratas. Seu Luiz, com sua luz, soube auxiliar na revelação da luz própria de Chico.

Agora, Chico encontra-se solto deslocando sua luz junto aos outros amigos com luzes próprias como manifestação da vontade de saber. Vontade de saber que os filhos dos coxinhas jamais poderão vivenciar dado ao Não que seus pais escolheram para obstruir a vida.

Veja o vídeo da TVT apresentado pela jornalista do jornal.

ALCKMIN DIZ QUE POLÍCIA ESTÁ AGINDO DENTRO DA NORMALIDADE E ESTUDANTES AGREDIDOS MOSTRAM A NORMALIDADE DAS BOMBAS E GÁS

a7bbb76a-d0df-4072-8724-5fc84db51db5Depois do governador Geraldo Alckmin, junto com seu secretário de Segurança recorrer a eufemismo, afirmando que a polícia vem agindo dentro da normalidade com os estudantes, mais atos de violências contra estudantes são exibidos em via pública protagonizados por agentes da Polícia Militar.

Durante manifestação contra o plano de ‘reorganização’ do ensino público proposto pelo governador que vai alterar profundamente a vidas dos estudantes, professores, pais e comunidades, a polícia voltou a fazer uso de sua companheira de desejoso: a violência.

Impossibilitado de resolver o impasse criado por ele mesmo que se reflete em 208 escolas ocupadas, de acordo com o sindicato dos professores (Apeoesp), o governador vem usando a repressão como forma de dissuadir os estudantes da luta por seus direitos. Mas os estudantes vêm mostrando que acreditam em seus propósitos educacionais.

Diante da situação deplorável, várias entidades jurídicas anunciaram que vão recorrer a medidas judiciais contra o projeto ‘organização’. Entre essas entidades se encontram promotores da Justiça do Grupo Especial de Educação (Geduc) e da Promotoria da Infância e Juventude da Capital do Ministério Público de São Paulo, defensorias públicas do Núcleo da Infância e Juventude e Direitos Humanos.

Vejam as fotos que mostram a normalidade usada pela polícia de Alckmin contra os estudantes. Tudo sem “jamais perder a ternura”.

São Paulo - Os estudantes que protestam contra a reorganização do ensino paulista realizam novos atos na manhã desta quinta-feira (3) e bloquearam vias importantes de São Paulo. (Rovena Rosa/Agência Brasil)

São Paulo – Os estudantes que protestam contra a reorganização do ensino paulista realizam novos atos na manhã desta quinta-feira (3) e bloquearam vias importantes de São Paulo. (Rovena Rosa/Agência Brasil)

São Paulo - Os estudantes que protestam contra a reorganização do ensino paulista realizam novos atos na manhã desta quinta-feira (3) e bloquearam vias importantes de São Paulo. (Rovena Rosa/Agência Brasil)

São Paulo – Os estudantes que protestam contra a reorganização do ensino paulista realizam novos atos na manhã desta quinta-feira (3) e bloquearam vias importantes de São Paulo. (Rovena Rosa/Agência Brasil)

São Paulo - Os estudantes que protestam contra a reorganização do ensino paulista realizam novos atos na manhã desta quinta-feira (3) e bloquearam vias importantes de São Paulo. (Rovena Rosa/Agência Brasil)

São Paulo – Os estudantes que protestam contra a reorganização do ensino paulista realizam novos atos na manhã desta quinta-feira (3) e bloquearam vias importantes de São Paulo. (Rovena Rosa/Agência Brasil)

São Paulo - Os estudantes que protestam contra a reorganização do ensino paulista realizam novos atos na manhã desta quinta-feira (3) e bloquearam vias importantes de São Paulo. (Rovena Rosa/Agência Brasil)

São Paulo – Os estudantes que protestam contra a reorganização do ensino paulista realizam novos atos na manhã desta quinta-feira (3) e bloquearam vias importantes de São Paulo. (Rovena Rosa/Agência Brasil)

São Paulo - Os estudantes que protestam contra a reorganização do ensino paulista realizam novos atos na manhã desta quinta-feira (3) e bloquearam vias importantes de São Paulo. (Rovena Rosa/Agência Brasil)

São Paulo – Os estudantes que protestam contra a reorganização do ensino paulista realizam novos atos na manhã desta quinta-feira (3) e bloquearam vias importantes de São Paulo. (Rovena Rosa/Agência Brasil)

SINDICATO DOS PROFESSORES DE SÃO PAULO (APEOESP) DIZ QUE POLÍCIA DE ALCKMIN CONTINUA AGREDINDO ESTUDANTES

image_large (1)Os estudantes do ensino público do estado de São Paulo não se intimidaram com as ameaças do governo Alckmin que afirmou que o plano de reorganização vai ser cumprido e vai combater os estudantes com “ações de guerra”, como afirmou Fernando Padula Novaes, chefe de gabinete do secretário de Educação.

O princípio de valor constitutivo da democracia é o diálogo, porque o diálogo é a manifestação de simpatia entre os que discordam de ideias, mas tendem a examinar suas discordâncias para brote o que é necessário a comunalidade. O bem de todos.

Mas quando esse princípio falta principalmente ao que receberam a outorga de autoridade, quando o diálogo é substituído pela força, temos a tirania. O comportamento tirânico de uma autoridade é a confirmação da ausência desse princípio racional o que se configura como o regime antidemocrático. É que o que está sendo comprovado em São Paulo com a posição do governador Alckmin com seu plano de reorganização do ensino que ameaça centenas de estudantes, suas famílias e comunidades.

36e3f225-6c8c-4a68-a04f-9475754aa44aCom a ausência de racionalidade no governo, quem vem sofrendo com essa posição antidemocrática são os estudantes que além de serem ameaçados em seus direitos de estudantes estão sendo agredidos física e psicologicamente pela polícia repressiva do governo.

A agressão sofrida pelos estudantes por força da polícia é uma das ocorrências mais presenciadas e divulgadas pelo Sindicato dos Professores do Ensino Oficial em São Paulo (Apeoesp). O sindicato divulgou ontem, dia 1º, que um polícia da Polícia Militar atirou contra uma escola ocupada.

“Era de madrugada e os estudantes estavam ocupando a escola. Nós acompanhávamos dando apoio. A polícia chegou da maneira mais agressiva possível e um dos oficiais deu um disparo contra a ocupação.

Isso é culpa do governo Geraldo Alckmin que na reunião de domingo incitou a violência”, disse Pedro Paulo Vieira de Carvalho, diretor da Apeoesp.

Se o governo de São Paulo não sabe nem qual é o conceito institucional de educação, imaginemos o conceito de Vontade de Educação saído do conceito Vontade de Saber do filósofo Nietzsche.

É a brutalidade contra a sensibilidade e inteligência.

DILMA LANÇA A PRIMEIRA FASE DO PRONATEC APRENDIZ COM 15 MIL VAGAS PARA QUALIFICAR JOVENS A PARTIR 14 ANOS

b429b81a-681b-427b-b965-bd062cbd4c58A presidenta Dilma Vana Rousseff lançou ontem, dia 28, o Pronatec Aprendiz na Micro e Pequena Empresa para jovens a partir dos 14 anos até 18 anos. São 15 mil vagas para jovens da rede pública e que se encontram em situação de vulnerabilidade social como os que se encontram em abrigos, resgatados do trabalho infantil, adolescentes egressos do cumprimento de medidas socioeducativas e com deficiências.

O Pronatec Aprendiz é um desdobramento do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) que tem parceria com a Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE), e os ministérios da Educação, do Desenvolvimento Social e do Trabalho e Emprego. O programa iniciará em 81 municípios escolhidos de acordo com o Mapa da Violência para possibilitar os jovens em vulnerabilidade a iniciarem rapidamente ao acesso ao programa.

O jovem, que vai cumprir 400 horas de aulas teóricas, vai experimentar a capacitação técnica e a inserção no mercado de trabalho com contrato de dois anos. Essa experiência vai ser registrada na carteira de trabalho e será garantida a cobertura da Previdência Social.

De acordo com o empregador o aprendiz deverá receber um salário-hora mínimo ou maior, recolher 2% total para o FGTS e 8% para INSS. Se ele for optante do Simples Nacional, a alíquota patronal será isenta. A Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica será responsável pela oferta dos cursos técnicos, pelas escolas técnicas estaduais e municipais do Sistema S, Sesi, Senai, Sebrae, Senar, Senac, Sest, Senat e Sescoop. Os cursos são custeados pelo governo federal.

O jovem interessado deve procurar o Centro de Referência e Assistência Social (Cras) onde poderá se inscrever e entrar em contato com a lista dos cursos oferecidos.

Durante o lançamento do programa, Dilma se posicionou sobre a aprovação da redução da maioridade penal.

“Onde não há Estado, parceria e organização empresarial, a tendência é que ações criminosas se desenvolvam mais e substituam as ações do Estado e da sociedade.

Temos que combater o uso de jovens pelo crime organizado, daí porque temos um critério para começar este programa, o critério é justamente áreas onde há maior grau de violência e portanto maior vulnerabilidade. Não podemos aceitar que o crime organizado substitua o Estado e a sociedade”, disse Dilma.

“MAPA DO ENCARCERAMENTO: OS JOVENS DO BRASIL” TEM LANÇAMENTO EM CLIMA DE AMEAÇA DA REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL

image_largeA pesquisadora Jacqueline Sinhoretto é a responsável pela pesquisa apresentada no Mapa do Encarceramento: Os Jovens do Brasil que mostra que há uma superpopulação carcerária, onde só entre os anos de 2005 e 2012, cresceu 74% e um grande número de presos são jovens entre os 18 e 24 anos. E mais, entre esses jovens a maioria é negra.

No decorrer da pesquisa o número absoluto de presos era de 296.919 e passou para 5i5.482. Sendo que 70% das prisões se deram por crimes patrimoniais ou envolvendo drogas e 12% de crimes contra a vida. Hoje, a população carcerária feminina é de 6,17%, correspondendo a 31.824 presas. Já a masculina é de 93.83%, correspondendo a 483.658 presos.

O Mapa do Encarceramento: Jovens do Brasil que foi divulgado pelas secretarias Nacional da Juventude (SNJ), de Politicas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) confirma que não há estrutura para o aumento da população carcerária.

A pesquisa confirma o grau de irracionalidade e indigência politica dos parlamentares que pretendem aprovar a lei da redução da maioridade penal. A obsessão em aprovar a redução penal mostra não apenas o sadismo que domina esses parlamentares como também o sentimento de culpa social que eles carregam e por isso pretendem penalizar crianças e jovens.

A superpopulação carcerária é uma realidade em todo o Brasil, afirma Jacqueline Sonhoretto.

“Todos os estados brasileiros já estão com superpopulação carcerária. A média do Brasil é 1,7 presos para cada vaga, a um custo variado entre R$ 2 mil e R$ 3 mil por presos. Em Alagoas, a média é de 3,7 presos por vagas. No entanto, há unidades com índice superior a 5 presos por vagas.

Este é um problema de direitos humanos pelo qual as autoridades brasileiras, por diversas vezes, têm sido interpeladas por órgãos internacionais.

Enquanto o aumento da população carcerária masculina foi de 70%, o da população feminina foi mais que o dobro: 146. Isso está fazendo nossa população carcerária ser cada vez mais feminina.

Para cada dois presos não julgados temos apenas um julgado. Isso mostra que não encontramos na Justiça condições para fazer o julgamento dessas pessoas. Se considerarmos que a maior parte das pessoas apenadas tiveram condenação entre quatro a oito anos, concluímos que, se houvesse preocupação da Justiça, em cumprir a lei, 20% dos presos poderiam cumprir a pena em regime alternativo”, analisou a pesquisadora Jacqueline Sonhoretto.

Para Gabriel Medina, secretario da Secretaria Nacional da Juventude, no Brasil a Justiça encarcera mal e não ressocializa os presos.

“O Brasil encarcera muito, encarcera mal e não ressocializa os presos. Prova disso é que, apesar de a juventude já vir sendo encarcerada, a situação do país não tem melhorado. Além de não ressocializar os presos, as instituições vêm colocando os jovens sob o domínio de organizações criminosas”, observou Gabriel Medina.

As politicas punitivas não funcionam, é o que acredita Jorge Chediek, coordenador das Nações Unidas no Brasil.

“A maioria dos países fracassou ao priorizar as políticas punitivas porque as causas dos crimes não foram reduzidas. Não é solução colocar mais gente na cadeia. Por isso temos recomendado que o país não mude a situação da maioridade penal”, disse Jorge Chediek.   


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Blog Stats

  • 3,935,692 hits

Páginas

abril 2017
D S T Q Q S S
« mar    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30