Archive for the 'Esporte' Category

BOTAFOGO DE GARRINCHA SE CLASSIFICA E ‘BOTAFOGO’, RODRIGO MAIA É DENUNCIADO PELA PF POR RECEBER 1 MILHÃO DA OAS

Resultado de imagem para imagens da torcida do botafogo no jogo de volta contra o colo-colo

Resultado de imagem para imagens do deputado rodrigo maia

 Na primeira, em seu estádio, o Fogão ganhou de 2×1 do Colo-Colo do Chile. Ontem ele foi ao Chile para a segunda partida. Precisava só do empate, mas logo no início do pebol seu zagueiro fez contra. Desespero de sua torcida estrela solitária que, na verdade, não tem nada de solitária.

  Veio a segunda etapa e o fogão – que fora durante a semana censurado pelos invejosos e coxinhas do pebol – não deu bola para o azar. Queria o empate de qualquer forma, mas não podia a reganhar a zaga, porque se o Colo-Colo faz mais um a vaca talvez fosse pru brejo. Mas vaca já havia voltado do brejo e não queria nem ouvir falar sobre o brejo.

    Foi então que lá para os 30 e tantos minutos, Pimpão, pimpou o arco do goleiro chileno. Loucura da galera que acompanhava no estadio do Fogão, lá Rio, e também, no estádio do Colo-Colo. Aí, não deu outra: os torcedores, inicialmente do time da casa, começaram a jogar objetos no campo, e a torcida do Fogão fez a tabelinha; também participou do lançamento de objetos. 

    Como diz o pedagogo Abdiel Moreno, resulta resultado: a partida foi paralisada para que os ânimos fossem acalmados. Tudo em ordem? Tudo. Então vamos a peleja. O juiz, para o desespero do time do Fogão e sua torcida, o juiz acresceu 7 minutos. Porém, Mané Garrincha estava presente: terminou a partida e o Fogão passou para segunda fase da Libertadores

     Enquanto isso, lá naquela cidade onde se encontram as piores representações das agremiações partidárias, inimigas da democracia, e compulsivas por grana pública, Brasília, foi anunciado que a Polícia Federal havia denunciado o Botafogo’, Rodrigo Maia por receber R$ 1 milhão da empresa OAS.

    O inquérito concluído pela Polícia Federal no âmbito da Lava Jato, teve como suporte as mensagens trocadas, pelos celulares do presidente da empresa, Leo Pinheiro e Rodrigo Maia, o ‘Botafogo’. A propina de R$ 1 milhão era para o ‘Botafogo’, defender os interesses da empresa OAS no Congresso.

     Como trata-se de uma Câmara Federal compostas de vários parlamentares acusados de corrupção, cúmplices de Eduardo Cunha na trama para assaltar o governo Dilma Vana Rousseff, eleita com mais de 54 milhões de votos democráticos, Rodrigo Maia, foi reconduzido ao cargo de presidente da Casa, posto resultante do golpe. Sua eleição contou com a ajuda de deputados do PT.

     Diante dos dois fatos, o torcedor-eleitor botafoguense rejeita o uso do nome de seu time em propineiro, e, em seguida, cai na comemoração garrincheira.

      Valeu, Fogão!

OLIMPÍADAS PROPORCIONAM O BRADO INTERNACIONAL: FORA TEMER. MANIFESTANTES EM COPA MOSTRAM SÓ O APERITIVO

Veja as fotos e vídeos.

É certo que golpista não tem escrúpulo, não tem honradez, brio, honestidade, vergonha, justiça, bondade, alegria, qualquer princípio fundamenta à democracia. O golpista é uma aberração das naturezas genética e politico-sócio-cultural. Todo golpista, em sua aberração, é um poço de solidão. Onde existe um grupo de golpista cada um encontra-se preso em sua solidão de golpista. É impossível a relação de contato entre os golpistas. Eles só formam um grupo quando vistos de fora. Por isso, eles são, em suas individualidades, o exemplo claro de desconfiança-paranoica. Eduardo Cunha e Temer confirmam o grau de desconfiança paranoica. Cunha, golpista, desconfia de Temer, golpistas. Diante desse quadro de aberração, o golpista faz de conta que se encontra preocupado com as manifestações nas Olimpíadas contra ele, por isso ele simula repressão. Mas, na verdade, qualquer corpo ético não lhe afeta como princípio do bem.

Em embora ele não seja afetado por corpo ético, entretanto, ele sabe que as pressões sobre ele podem surtir um efeito que ele não quer de forma nenhuma. Um efeito que atinja seu produto golpista: o poder que ele usurpou do povo brasileiro. É com esse entendimento que os democratas vão às ruas para protestar contra o golpista e enfraquecer sua psicopatologia e sua genética aberrante. Daí que os democratas, não aceitam o “cala boca!”, porque o “cala boca, já morreu (em verdade, nem nasceu)”, porque “quem manda na minha boca sou eu!”. Nesse afeto criador e produtivo, os manifestantes bradam o “Fora Temer!”, em todos os quadrantes do Brasil.

E Copacabana, desde manhãzinha, já amostrava seu aperitivo do que vai ser logo mais às 19 horas (horário de Brasília). Uma puta “Fora Temer e leva tua camarilha contigo!”

EM CERIMÔNIA COM ATLETAS DOS JOGOS PAN-AMERICANOS DILMA DISSE QUE É PRECISO RESPEITAR O RESULTADO DO VENCEDOR. NADA QUE AÉCIO PRATIQUE

A presidenta Dilma Rousseff recebe as delegações que representaram o Brasil nos Jogos Pan-Americanos e nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015, em cerimônia no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A presidenta Dilma Rousseff recebe as delegações que representaram o Brasil nos Jogos Pan-Americanos e nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015, em cerimônia no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Há sempre entrelaçamentos ou encadeamentos de códigos, signos e sinais em enunciados que parecem específicos e que acabam em si mesmos. Como se diz no conceito estruturalista em uma estrutura há estruturas intersubjetivas e micros estruturas. Há sempre passagens que tocam em outros elementos e funções que se expressam como enunciados como práxis e linguagem. Tudo que Marx sabia do capitalismo com sua verdade opressiva no sistema estrutural da força de produção e relação de produção. Cadeia que oferece fetichismos como realidade.

973283-27-08-2015_6441 973284-27-08-2015_6615 973285-27-08-2015_6925 973286-27-08-2015_6968Dilma sabe disso. Na cerimônia de homenagem aos atletas dos Jogos Pan-Americanos e Para Pan-Americanos, em Toronto, a presidenta mostrou esse entrelaçamento ou encadeamento de códigos, signos e sinais que não se reduziram nos enunciados do discurso.

Ela, ao discursar, levou ao seu pedestal a necessidade da ética nas relações esportivas. Mas essa elevação ética não ficou imobilizada na cerimônia. Foi além, tocando em outras formas de comportamentos dos homens em sociedade. Como, em um caso relativo, o comportamento de certos personagens da política partidária.

“O esporte mostra que é possível sofrer derrotas, dificuldades no caminho, mas que todo atleta levanta e segue em frente. Muitas vezes não ganha na primeira, mas ganha na segunda, ou ganha na terceira, e segue lutando para ganhar e respeitar também o resultado do outro atleta que é o vencedor,

Fiquei muito feliz em saber que o Thiago ganhou por uma medalha do cubano, ele tem 23 anos e o cubano tem 22 e aí ele é o maior atleta pan-americano. É óbvio que ele respeita o cubano que tem 22, mas á inequívoco que ele é o primeiro desta história. Essa é uma da ética no esporte: você vence, mas respeita o adversário, porque o adversário qualifica o vencedor”, discursou Dilma.

973287-27-08-2015_7176 973288-27-08-2015_7198

A presidenta Dilma Rousseff recebe as delegações que representaram o Brasil nos Jogos Pan-Americanos e nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015, em cerimônia no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A presidenta Dilma Rousseff recebe as delegações que representaram o Brasil nos Jogos Pan-Americanos e nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015, em cerimônia no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A presidenta Dilma Rousseff recebe as delegações que representaram o Brasil nos Jogos Pan-Americanos e nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015, em cerimônia no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A presidenta Dilma Rousseff recebe as delegações que representaram o Brasil nos Jogos Pan-Americanos e nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015, em cerimônia no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A presidenta Dilma Rousseff recebe as delegações que representaram o Brasil nos Jogos Pan-Americanos e nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015, em cerimônia no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A presidenta Dilma Rousseff recebe as delegações que representaram o Brasil nos Jogos Pan-Americanos e nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015, em cerimônia no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A presidenta Dilma Rousseff recebe as delegações que representaram o Brasil nos Jogos Pan-Americanos e nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015, em cerimônia no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A presidenta Dilma Rousseff recebe as delegações que representaram o Brasil nos Jogos Pan-Americanos e nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto 2015, em cerimônia no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O discurso de Dilma se desdobra em outros significados. Por exemplo: político. Aécio foi vencido, mas não respeita a vencedora. Quer por força tirá-la do governo. Com a vitória “o adversário qualifica o vencedor”, afirma Dilma. Mas é exatamente isso que Aécio não quer: qualificar a vitória de Dilma. Para ele o vencedor é ele. E é só ele, como vencedor, que ele qualifica. Ninguém mais. Nem se fosse seu guru Fernando Henrique.

Para a maioria dos brasileiros ele se mostra como aquele que quer de qualquer forma que seus desejos narcísicos sejam satisfeitos, não importando o mundo objetal. Igual o menino atoleimado que chantageia os pais para ganhar todos os brinquedos. Inclusive das outras crianças. Um vazio impreenchível. 

Dilma leu o interior da estrutura. Não se iludiu com as aparências como a maioria que acredita que o salário do trabalho é real porque significa sua jornada de trabalho. Quando na verdade ele é roubado pela mais-valia.

NADADORA JOANNA MARANHÃO MANDA LEMBRANÇA A EDUARDO CUNHA E CIA. VAI UMA MEDALHA AÍ, ANTIDEMOCRATAS?

joanna_medalha81888A talentosa e íntegra nadadora brasileira Joanna Maranhão, de Pernambuco, antes de partir para Toronto, Canadá, para participar dos Jogos Pan-Americano, produziu um vídeo em que repudiava as posições dos parlamentares que votaram a favor da redução da maioridade penal. No vídeo ela mostra sua formação política através de sua posição contra o que há de mais ignominioso no Congresso Nacional: a indigência da maioria dos parlamentares.

Joanna, diz no vídeo, que vai representar o Brasil, mas não os deputados Eduardo Cunha, presidente da Câmara Federal, Bolsonaro, homofóbico e racista, Feliciano, homofóbico, Malafaia, homofóbico, porque não os têm como seus representantes, dada suas posturas contrárias a democracia.

Participando da prova dos 200 metros borboleta, Joanna, a íntegra e talentosa atleta, abiscoitou a medalha de bronze quase chegando à medalha de prata. Ganhar faz parte do evento esportivo, mas mesmo que Joanna Maranhão, não tivesse conseguido a medalha, ela já prestou relevante serviço ao Brasil e a democracia, visto que tem tantos inimigos. Como no caso da TV Globo que trama contra os governos populares, mas que usa sua imagem de atleta vencedora. Porém, não divulgou seu vídeo contestatório.

Valeu, Joanna Maranhão!

INDICAÇÃO DO DEPUTADO GEORGE HILTON PARA O MINISTÉRIO DOS ESPORTES “TRAZEM PREJUÍZOS”, DIZEM ATLETAS

b4570838-0d89-46c4-97b6-fad32b8d1d8eÉ mais um caso de fácil entendimento, mas de impossível aceitação. O deputado federal pelo estado de Minas Gerais, George Hilton, do Partido Republicano Brasileiro (PRB), que faz parte da base aliada do governo Dilma, foi indicado para ocupar o cargo de ministro dos Esportes. Como é fácil entender, a indicação faz parte da cota do partido diante do governo. Tudo certo, tudo legal.

Mas vem a parte que se caracteriza como impossível aceitação. O deputado George Hilton, não tem qualquer afinidade com os esportes. Seja em sua burocrática quanto em sua vida pessoal. Pode-se até afirmar, em relação ao futebol, que ele sequer chutou um caroço de tucumã. Ou, quanto ao atletismo, nunca disputou uma corrida de apenas cinquenta metros.

Diante dessa realidade, que ele pode contestar afirmando que o cargo de ministro não é para disputar torneios, mas para penar os esportes no Brasil, por isso não pede exclusivamente alguém que já tenha sido atleta, a organização Atletas do Brasil, que é dirigida pelo ex-craque Raí, irmão do outro craque Sócrates, nascido no estado Pará, terra de grandes revelações futebolísticas, resolveu divulgar uma nora de protesto contra a incoerente indicação. Por tal, ela afirma que a nomeação de ministro apenas por critério político traz prejuízos ao setor.

“Infelizmente, o Ministério do Esporte, é usado na barganha política. Não se trata de decidir quem seria a melhor pessoa para ocupar o cargo, mas qual partido o terá de acordo com as alianças e que decidirá ao seu bel-prazer quem o representará.

Nem mesmo uma familiaridade com o tema é observada, o que traz enormes prejuízos ao esporte e ao País em um setor que está à frente de um enorme investimento como os megaeventos esportivos.

O critério unicamente político traz consigo o aumento da ineficiência de gestão, descontinuidade da política, reinício de convencimentos e processos e tudo isso com custo aos cofres públicos.

Às vésperas das Olimpíadas, a presidenta Dilma abriu mão de uma oportunidade de melhorar a gestão do esporte; decepcionou todo um setor de atletas, jornalistas, empresários, organizações, trabalhadores e amantes do esporte em geral”, diz parte da nota.

Os ditos atletas se cobrem de razões, mas é preciso saber se eles se movimentaram para ter qualquer nesga de influência na escolha. É do conhecimento até das pedras que não rolam que na sua maioria os atletas do Brasil são pateticamente limitados politicamente, sem falar cognitivamente quanto suas atuações nos territórios sociais. Um exemplo de limitação política é o jogador Kaká, que faz parte da organização Atletas do Brasil.

A organização dos atletas tem que compreender que um país não se governa sozinho. É imprescindível a atuação da sociedade civil em suas expressões como os movimentos sociais, as entidades de classes, grupos. O Estado não pertence ao governo, por isso a luta do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MTST).

Um exemplo próximo de que e por seus movimentos que as categorias influenciam nas decisões do governo é nos dado pela aprovação do Plano Nacional de Educação (PNE). Se os profissionais da educação não tivessem atuado continuamente nos seus interesses a decisão possivelmente não saísse. Apesar da boa vontade do governo.

Como se diz na linguagem mais do que massificada: É preciso ir à luta, mano.

JOSÉ TRAJANO, JORNALISTA ESPORTIVO, MOSTRA SER UMA VARIÁVEL DE INTELIGÊNCIA NO FUTEBOL AO MANTER REINALDO AZEVEDO NO GUETO DA MÍDIA

A insignificância de alguém em si mesma surge para esse alguém no momento em que ele não consegue saltar de seu em-si para atingir o para-si e se tornar outro em-si humanizado. Ou seja, não se reconhece como existente. Diante dessa angústia ontológica ele precisa de um reflexo que venha de outro para que ele possa acreditar que existe. Então, ele, cativo do outro, se expressa de acordo com o que ele acredita que esse outro imagina dele. Aí, é só esperar o momento final, já que sua existência é um total malogro. Nada nele é fundado. E como nada é fundado, nada é autêntico, posto que o autêntico necessita de fundação original. Ele é uma deplorável simulação. Fingir ser o que não é. E ao mesmo tempo dissimulação. Fingir não ser o que é.

Os jornalistas guarda-costas do capitalismo predador são esse tipo de vazio ontológico. Por tal, fazem uso de uma semiótica composta de estereótipos e clichês. Enunciações desativadas. Inautênticos eles não podem se expressar em uma semiótica-potência. Semiótica-vida onde as palavras criação ultrapassagem nos estados de coisas estabelecidos. Esses alcunhados jornalistas são os pétreos-protetores da imobilidade e tudo que reluz como movimentos eles se desesperam e tentam atacar afetados pelo ódio da destruição. São violentamente perigosos por representam o mais baixo grau de inteligência onde se alojam os afetos vingativos, destruidores, invejosos, perversos. A psiquiatria diz trata-se da base traumática do ódio contra si mesmo, decorrente da impotência diante da frustração, quando criança, promovida pelos adultos seus responsáveis. E que na chamada vida adulta, é projetada nos que eles nomeiam como seus inimigos. Tudo sem passar pelo exame da razão. O que neles é quase ausente.

O jornalista José Trajano, da ESPN, mostrou mais uma vez que é uma variável como inteligência no universo futebolístico onde predomina a estupidez pela ausência de vida inteligente. Movido por sua inteligência e dignidade diante da reação (dos reacionários ou imobilizados) dos entorpecidos, contra a presidenta Dilma Vana Rousseff durante a partida com a Croácia, ele resolveu mostrar sua indignação repudiando o quadro patológico promovido pela estúpida classe dos parasitas.

Um quadro subjetivo exibido sem qualquer pudor, sem qualquer preocupação com entendimento que a sociedade iria ter, por trata-se de uma prova explícita e pública de quem têm seus ânus reificados como objetos-paranoicos deslocados na objetividade, como elementos de perseguição-aversiva de si mesmas. Nada do “ânus, o orifício mais vivo dos orifícios, um orifício lírico, como diz o filósofo Sartre. Já que o usual “vai tomar no cu” só existe como fetiche pervertido da zona erógena que é o ânus. A perversão como deslocamento da função original de um órgão como seu próprio desejo.

Daí que quem tem o cu como expressão de agressão tem conflito com o ânus como região fisiológica-erógena e de excreção de fezes. E mais, como diz Lacan/Freud, quem tem o cu na boca tem a relação dos sois órgãos invertidos. Daí que é impossível a linguagem se fazer pelo cu. Em uma lógica sintética, os entorpecidos usam o cu para colocar o próprio cu no mundo. Um grito de desespero como se dissessem: “Ajudem-me a salvar meus ânus”. 

 Com sua posição, José Trajano, excitou a turma da reificação do ânus que simboliza a Dilma como a mãe/má. Aquela que carrega o seio mau, o seio que não alimenta como fala a psicanalista, M. Klein. Os reificados anais fantasiam que a Dilma tem que pagar pela relação conturbada que eles tiveram com as imagos de suas genitoras condensadas com as imagos de seus genitores. E não perdoam quem compõe com a presidenta. Por isso, não perdoaram José Trajano. Mas o jornalista não se calou e se expressou com o saber e a hombridade de quem conhece o fator patológico.

“Foi só dizer que o Reinaldo Azevedo é semeador de ódio que ele já fez dois posts me odiando e convocou sua trupe para me xingar nas redes.

Eu fechei minha conta no Facebook para não perder amizades, assustado que estava com o pensamento protofascista de seguidores de Reinaldo Azevedo, Olavo de Carvalho, Augusto Nunes e outros semelhantes.

Essa gente, a plateia vip, só semeia o ódio, a inveja. As páginas da Veja estão recheadas a insultos voltados a petistas ou esquerdistas: canalha, ignorante, cretino, idiota, apedeuta, safado, cafajeste… E, na falta de mais termos agressivos, inventam-se neologismo como petralha, para atacar quem está no polo ideológico oposto. A padrão Veja de discussão política tomou conta de parte da sociedade brasileira”, analisou Trajano.

Trajano só cometeu um equívoco. Ao atribuir “pensamento” aos reificados. Eles não pensam, porque o pensamento é da ordem da profundidade. Eles só põem o já posto. Neles tudo são mimeses. Patética imitação do grotesco social. E o pior, eles são a burguesia: a anomalia da genética humana. Uma doença.

MENGÃO É CAMPEÃO COM GOL-IMPEDIMENTO. E O SANTOS ? AH, SE NÃO HOUVESSE A PRAIA! VALEU, ITUANO!

Duelo teve escolta e outras ações de policias no Maracanã Foto: Daniel Ramalho / Terra

Cupimbol especial para o “Por Fora de Futebol”.

A presidenta Dilma Vana Rousseff diz que a Copa de 2014 será a Copa Das Copas. Certo que ela se refere ao fato do Brasil ser considerado o país do futebol, a pátria de chuteiras. Aliás, observando a realidade do chamado futebol brasileiro só ficaram as chuteiras. Nada de jogador, muito menos craques.

Ontem, dia 13 – dia da sorte -, terminaram os campeonatos regionais dos chamados centros futebolísticos do Brasil. A raposa comeu o Galo e se tornou campeão do futebol mineiro. Mas o que conta mesmo para os torcedores colonizados são os campeonatos paulista e carioca. Como coisa que fossem menos peladeiros.

Lá no Rio, o Mengão, com um gol-impedimento, levou o campeonato em cima de seu maior rival, Vascão. Um fato que promove o aproveitador Eurico Miranda que acabou com o mesmo Vascão e hoje Roberto Dinamite paga o pato. Foi uma verdadeira pelada como é comum proporcionar os grandes pernas-de-pau. O Mengão, que no meio da semana foi desclassificado da Libertadores das Américas – imaginem se às Américas precisassem do Mengão para serem livres -, sua menina dos olhos, fingiu comemorar. Uma comemoração pálida. Que valor tem ser campeão do futebol carioca? Ainda mais com um gol-impedimento, o que não toca moralmente nos seus jogadores e torcedores fanáticos, já que para eles o importante é o resultado oficial: fomos campeões. Não importa como. Nada de dignidade e honestidade. Isso são princípios de otários. “Somos campeões, o resto são vascões, eternos vices”.

A IMPORTÂNCIA DA PRAIA

E em São Paulo o Santos foi literalmente peixe antropomorfizado: nadou, nadou, nadou para morrer na praia com a boca cheia de sal. Nos pênaltis Ituano 8 e o peixe estragado por pernas-de-pau, 7. Sem falar que o pobre do peixe, que não é o peixe verdadeiro porque peixe não joga futebol e muito menos tem os valores humanos, começou a batida dos pênaltis alegre, porque estava na frente. “E deixa essa falsa alegria a tristeza enganar (Sérgio Souto)”.  Melhor do Paulista, Santos não teve vantagem do empate na final Foto: Alan Morici / Terra

O certo é que a vitória do Ituano não só gratificou seus jogadores e torcedores, gratificou também os jogadores e torcedores do Palmeiras que depois de saberem do campeonato conquistado pelo Ituano sobre o Santos passaram a tirar as broncas: “Taí, perdemos para o campeão paulista, então somos melhores que o Santos”.

Observando os pernas-de-pau dos dois considerados melhores campeonatos regionais do Brasil, a nossa grande confiança de brasileiros-torcedores na Copa do Mundo, é sabermos que o resto do mundo também está cheio de pernas-de-pau. Olha o Barcelona, o melhor time do mundo, com um peladeiro e dublê de craque, Neimar. O corpo que é mais boneco embalado da propaganda do capitalismo consumista do que jogador de futebol.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Blog Stats

  • 3,982,100 hits

Páginas

junho 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930