Archive for the 'Emprego' Category

DEU CHABU. PERSONAGENS COM BAIXO GRAU DE INTELIGÊNCIA QUE GRITAVAM FORA DILMA, FORA PT ESTÃO SEM PANELA E COMIDA. SÓ ALGUNS DEGENERADOS FORAM ÀS RUAS. ENQUANTO ISSO, LULAPALOOZA É O NOSSO CANTO. CHORA, COXINHA! CHORA PATO! E SE IMISCUI A LAVA JATO.

https://i2.wp.com/www.tijolaco.com.br/blog/wp-content/uploads/2017/03/esplan-520x245.jpg

Antes do golpe jurídico-parlamentar-midiático contra a democracia brasileira, contra a Presidenta Dilma e seus 54.501.118 votos, nos idos de 2013 pessoas com baixo grau de inteligência, segundo o filósofo holandês Espinoza saíram às ruas, bateram panelas, frigideiras, bacias, alguidares, contra a corrupção. Vestiram a camisa verde amarela da corrupta CBF. Eduardo Cunha e todos os deputados golpistas, Aécio e todos os senadores delatados, Michel Temer e vários peemedebistas estronchados , exceto Kátia Abreu e Roberto Requião.  Sérgio Moro, Dallagnol e muitos procuradores,  alguns delegados da PF, STF acovardado, PGR complacente. Os procuradores de Curitiba saíram propagando um projeto de 10 itens contra a corrupção.  Todos   adversários de Dilma, Lula e do PT. Políticofastros, coxinhas e os patos não saiam das ruas a protestar contra a corrupção como se fossem íntegros e éticos. Hoje, muitos deputados e senadores  estão a chafurdar na grana e não comparecem para um chamado do MBL e do Vem pra Rua. Deixaram aquelas duas aberrações a ver o povo de Lula fazer a festa. Os éticos, incorruptíveis, olham a rua e ela está vazia. Logo hoje, dia 26 de março de 2017, data escolhida para uma mega manifestação contra a corrupção e a favor de Sérgio Moro e da Lava Jato. A polícia se recusou a estimar o número de participantes. Não dava para estimar. Não havia ninguém. Os ninguém que compareceram, foram os Zé Ninguém que Wilhelm Reich descreveu num de seus famosos escritos. Os degenerados que mostraram a faixa fora Corruptos esses estão no mais abaixo  grau da inteligência. Os demais que não protestaram estão escondidos, mais não deixam também de fazer parte do golpe e por isso são responsáveis pelo desastre político econômico, social em que o Brasil está mergulhado. Enquanto coxinhas e patos neste momento dizem – somos um fiasco, a translulação no seu devir povo, que desde domingo passado soa em uníssono pelo Brasil vai rimbombando por todos os cantos no Brasil numa só alegria que não escapa nem de uma banda de Rock no Lollapalooza de São Paulo. Sinfônica e eletronicamente a guitarra reverbera um solo, o som sai, vai contagiando, o povo vai cantando e a vida surge: “Olê, olê, olê, olê o lá, Lula, Lula.” Isso é lindo, lindo lindo. Chora coxinha, chora patos da FIESP. “Lula é um diamante Bruto e não está morto”, disse o ministro da ditadura Delfim Neto. Chora Moro, Chora Xarope. Curte povo do Lula e do Brasil.

AQUI PSEUDOS DEPUTADOS DO AMAZONAS INIMIGOS DOS TRABALHADORES: PAUDERNEY, ATILA LINS, SILAS CÂMARA E SABINO CASTELO BRANCO

 painelll

A aprovação do Projeto de Lei 4.302/1998, de autoria do Executivo, com 231 votos a favor, 188, contra, e, 8 abstenções, libera a terceirização para todas atividades das empresas. É um atentado predador aos direitos dos trabalhadores, porque vai roubar a carteira assinada e os direitos trabalhistas por contratos temporários de trabalho. Tudo que os patrões exploradores e embrutecidos em suas voracidades pelo lucro máximo, queriam.

   Os golpistas, embora tenham levado a vantajem sórdida (na sordidez não há vantagem) para explorar e denegrir a força de trabalho dos trabalhadores historicamente em luta por seus direitos, nessa votação não tiveram os mesmos números de votos de tempos passados. Alguns golpistas votaram contra como foi o caso dos deputados do Amazonas, conhecidos sobejamente como antidemocratas, Hissa Abrão (PDT), Conceição Sampaio (PP), Alfredo Nascimento (PR) e Arthur Virgílio Bisneto (PSDB) (filho de Arthur que quando senador afirmou surrar Lula). Mudaram seus votos talvez imaginando as eleições de 2018 temendo não conseguir qualquer voto de trabalhadores. A não ser voto de falso trabalhador conformado com sua situação de escravo. 

    Esses deputados votaram contra a terceirização impulsionados pelo calculismo-eleitoral, mas o eleitor não esquece seus passados antidemocratas, principalmente quando participaram fortemente na trama do golpe que destituiu a presidenta Dilma Vana Rousseff eleita com mais de 54 milhões de votos democráticos. O eleitor não esquece e aquele que esquecer será lembrado pela campanha que vai ser desencadeada pelos democratas para que eles não sejam reeleitos.

    Porém, alguns pseudos deputados do Amazonas são como consciência-molar: não mudam. O vetusto Átila Lins, o mais velho do Amazonas, vitalício de eleições, continua uma bruta antidemocracia. Sempre reacionário sem qualquer vibração de pós-modernidade. Sua biografia vem do tempo da Arena, a falsa agremiação política criada pela ditadura,a Aliança Renovadora Nacional, partido dos ditadores, e no Amazonas aliado fiel dos mais reacionários governadores e prefeitos que estão impondo um atraso de mais de 30 anos no estado.

    Irmanado com Átila Lins tem o conhecido folclórico Pauderney, do DEM, que jamais esboçou qualquer sinal de democrata. Como Átila Lins, é produto de governadores reacionários que paralisaram o estado. Não expira qualquer corpo cognitivo de uma política racional que possa encadear potências criadoras de novas formas de existir comunitariamente. Na mesma esteira de desnecessidade para o estado, aparece o evangélico da Assembleia de Deus, Silas Câmara, um falso pastor cuja missão é ir ajudando a embotar a razão dos eleitores com suas promessas mistificadoras que só mantém os eleitores no solo da conformidade passiva.

    Agora, de volta, o mesmo Sabino Castelo Branco de antes. Como não havia sido eleito, ficou na suplência de Marcos Rotta, hoje vice-prefeito de Arthur Neto. Como trata-se de escola antidemocrática, Sabino, como bom aluno dos governadores reacionários, sempre foi uma falsa representação democrática do Amazonas na Câmara Federal. Como bom discípulo-reacionário, votou contra os trabalhadores. O que não podia ser diferente. Manteve sua consciência politicamente alienada.  

     Em síntese, como diria o filósofo político Rui Brito (ex-PCdoB), eles todos estão certos em suas posições alienadas da política como produção de existências gratificadas. Por essas posições deverão sofrer uma forte campanha para que não sejam reeleitos para o bem do estado do Amazonas. O Amazonas não suporta mais uma representação tão alienada como esta atual.

GOLPISTAS: A JARARACA ESTÁ VIVA E VAI FUMAR

Tucano

Uma grande jararaca se erguerá

E dará grandes botes

Seus maracás serão ouvidos

E aos golpistas assombrará

Correrá, e morderá

E fará mui grandes danos

E nos reinos das bananas

Os ladrões pedirão reza.

(Paródia de um poema sobre Dom Sebastião. Mito e criação Literária. Maria Leonor Machado de Souza, Lisboa, Portugal)

Desde os primórdios a cobra é um réptil que os humanos menos humanos a consideram traiçoeira, ardilosa. Estes menos humanos movidos pela superstição e baixo grau de inteligência não entendem que cada ser dentro de sua espécie carrega as qualidades inerentes da espécie. As cobras são classificadas como venenosas e não venenosas. As venenosas quando picam e se o acidentado não for imediatamente socorrido pode “pular o muro”. São perigosas. Como os humanos são criadores de símbolos e signos e portanto da linguagem e principalmente da linguagem figurada conotativa aproveitam para as metonímias, metáforas e outras mais para explicar ou fazer-se refletir sobre questões diversas. Dentre as poderosas e intimidadoras cobras, no Brasil, temos a jararaca. Ela possui um maracá que quando ameaçada emite um som. Pois bem, nessa capacidade de associação conotativa, nosso maior e melhor presidente do mundo, Luís Inácio Lula da Silva já foi comparado à cobra jararaca. Logo ele, nosso Sapo Barbudo, assim chamado pelo nacionalista de São Borja, Leonel de Moura Brizola. Lulinha paz e amor vira jararaca. Tudo isso é orquestrado porque há toda uma trama da direita brasileira que tem como partícipes membros do legislativo, executivo e judiciário pra denegrir a imagem de Lula e estão a querer vê-lo fora do páreo em 2017 ou 2018. Mas isso essa direita não terá o gostinho. Quanto mais batem no Lula mais ele cresce. Quanto mais o juiz Martins Pena da Roça manda advogado fazer concurso pra juiz, faz campanha política para o PSDB mais Lula cresce no coração do povo. Todas as testemunhas arroladas no processo do Triplex do Guarujá já inocentaram o melhor presidente do mundo. Até a mulher do Juiz Martins Pena da Roça já depôs contra o afásico dizendo que “aparentemente” Lula é o dono do sítio de Atibaia. Aparentemente. Lula é inocente. E o maracá da cobra jararaca soou ontem, dia 10 no sertão do Nordeste. “Olê, olê, olá, Lula, Lula”. Lula é tão inocente que essa elite, essa direita e o juiz da Roça de Martins Pena vai ver o que será feito no dia 1º de Maio que se aproxima. No dia 03 de maio um tsunami humano acompanhará Lula a Curitiba para ouvir Lula dar voz de prisão ao agente norte americano corresponsável pela derrocada política, econômica do Brasil. A quebra das grandes empresas brasileiras é responsabilidades de todos os golpistas. E quando a democracia brasileira for construída com a participação do povo, para esses usurpadores só restará a cadeia. A penitenciária. É inadmissível o que está acontecendo nosso país. O deputado federal Paulo Pimenta tem sido um grande crítico do STF. Diz ele: temos um STF acovardado. Um STF que deve julgar a nulidade do golpe. Mas isso não ocorre. O STF faz parte do conluio. Uma ministra do CNJ falava para Lava Jato chegar ao STF. Isso significava que naquele mato tinha peixe graudo. Taí. Os podres poderes do ministro Teori da conspiração estão todos vindos à luz. Ah, Teori era uma sumidade. Ministro sério. Não ria. Só gostava de mordomia, com rima, e dar ganho de causa para os amigos. Gostava de voar Para ti. Diante desta desconfiança, dessa insegurança jurídica só resta ao povo a construção da democracia. Isso só pode acontecer em comunalidade.

Guilherme Boulos sai da Folha de S. Paulo

Um exemplo de comunalidade é o que o MTST coordenado pelo filósofo e psicanalista Guilherme Boulos e o povo Sem Teto realizaram no ocupa a avenida Paulista. Numa união de todos, artistas, professores, economistas, cantores, todo mundo participando com os acampados no centro financeiro de São Paulo obrigou o degenerado Fora Temer rever o valor das casas do projeto Minha Casa Minha Vida dos governos populares de Lula e Dilma. Passado o carnaval, 12 milhões de desempregados. As manifestações de ruas vão estremecer a República. Divulgação das delações a partir de segunda, terça feira. Mais  senhas para o protástico Quadrilha. Era um quadrilha ganancioso, desculpe a redundância. Tinha 4 senhas. e de quebra ainda recebia com o codinome Angorá, do Moreira Franco, angorá nas listas da Odebrecht. Ladrão roubando ladrão. Lula a chegar ao Planalto, tudo isso vai por água no reservatório. Nenhum será perdoado. Todos pagarão por seus crimes. Prisões serão feitas e refeitas para colocar todos os golpistas. Não ficará nenhum fora das grades para contar história. Estaremos livres de picaretas. Quem as contará seremos nós. Cláudia Cruz, cônjuge do Caranguejo, preso em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, a dos milhares de sapatos será a primeira presa, já que o juiz da Roça de Martins Pena esqueceu que ela é ladra, a localizou depois de não mais saber o endereço da dita e já era para estar com a liberdade cerceada. Uma coisa é certa. A democracia reconstruída, recriada no Brasil, os ladrões e ladras pedirão reza. 

: <p>O ex-presidente Lula chega em sua residência em São Bernardo do Campos</p>

SÓ HÁ UMA SAÍDA CONTRA OS DEGENERADOS E AS ABERRAÇÕES: ELEIÇÕES DIRETAS PARA PRESIDENTE, SENADORES E DEPUTADOS FEDERAIS. E O POVO TEM UM CANDIDATO

O Brasil está muito mal. Há entre nós nazi-facistas. A violência urbana está fora de controle. Os golpistas por serem aberrações não inspiram segurança a ninguém. Causam mais insegurança. Isto está demonstrado com a indicação do dublê de ministro policial para o STF. De golpista não podemos esperar nada que promova o bem estar da população. Os golpistas que  derrubaram Dilma Rousseff tinham um objetivo. “Estancar essa porra da Lava Jato.”

O enredo foi pensado tendo como personagens Aécio Never, Eduardo Cunha, Renan Calheiros, MT, STF, PGR, Moro e mais de 300 picaretas que compõem o Congresso Nacional.

O resultado do golpe de Estado está ai. Quebradeira geral da Engenharia brasileira. Sucateamento das grandes empreiteiras. Desemprego. Mais de 12 milhões de trabalhadores desempregados. Fome, muita fome. Necessidade que nos governos de Lula e Dilma foi varrida do mapa da fome do Brasil.

A violência nos presídios, hoje no Espírito Santo, demonstra o país que temos. Um país fruto de um desgoverno predatório, entreguista, que deve ser responsabilizado nas cortes internacionais porque todos seu membros são ladrões, corruptos e estão citados na Lava Jato que só persegue o presidente Lula porque Lula é do povo e eles tem medo do povo.

Neste momento só há uma saída para o Brasil e para os brasileiros e brasileiras. Lutar por eleições diretas para todos os cargos já, não aceitar as indicações do ministro policial para o STF, não aceitar o gato angorá com status de ministro, não aceitar as reformas da previdência e trabalhista e nas ruas, em casa, na escola, no trabalho, no campo, onde o povo estiver, debater, questionar tudo que esses lacaios, vendilhões da pátria estão fazendo para prejudicar milhares de brasileiros e brasileiras.

E o povo tem um candidato. Um candidato que nas horas felizes e tristes como nesta imagem registrada pela lentes do fotógrafo Ricardo Stuckert durante o funeral de Marisa Letícia, comprova que na equação Lula, povo, trabalhadores temos uma subjetividade que a fotosofia clicou e que chamamos de TRANSLULAÇÃO.

É isso isso golpistas, degenerados, aberrações. Lula é superior. Lula será o  futuro presidente da República do Brasil.

SEGUNDO A PESQUISA CUT/VOX POPULI, TEMER É ISSO AÍ E AQUI: O PIOR PARA O BRASIL

Resultado de imagem para imagens de temer

            Pesquisa realizada pela CUT/Vox Populi, entre os dias 10 e 14 de dezembro, e publicada ontem, com 2500 pessoas, sendo a primeira depois do vazamento das delações que apontam Temer e seus golpistas no esquema de propina, apesar da proteção concedida pela mídia golpista, também autora do golpe, revela que Temer teve uma subida de desvalorização de seu desgoverno em todos os quesitos.

         Temer aparece na opinião dos pesquisados nos piores lugares. Uma demonstração de que a mídia acéfala que pretende ser a consciência do povo, não tem esses poderes. Se tivesse, o povo teria Temer na mesma consideração que ela tem: um “líder do Brasil” ou o “brasileiro do ano”. O povo, desde o golpe, percebeu que os golpistas não tinham quaisquer condições sensorial, intelectual e ética para governar o Brasil. Além dessas aberrações com as quais ninguém pode ser tratado como racional e social, trata-se uma usurpação de um governo eleito com mais de 54 milhões de voto que concretizaram Dilma Vana Rousseff como a responsável governamental pela democracia.

        Vejamos os patamares de Temer saídos das observações que a CUT/Vox Populi afirmaram como responsáveis pelas belas posições do golpista-mor.

     – Somente 8% avaliam como positivo o desgoverno de Temer. Devem ser os que participam no desgoverno e os golpistas que invejam e odeiam Dilma e a democracia.

     – Falta de legitimidade.

     – Impopularidade do governo do PMDB.

     – Agenda recessiva reprovada pela maioria do povo brasileiro.

  Vamos à opinião do povo que a Rede Globo e suas congêneres não conseguiram dissipar.

     – Para 55% dos brasileiros o Brasil vai piorar. Para os nordestinos a piora de é 71%.

     – 70% acreditam que o desemprego vai aumentar.

     – 55% avaliam negativamente seu desgoverno.

     – 49$ acreditam que o combate à corrupção vai piorar.

     – 87% rejeitam a reforma da previdência.

     Vagner Freitas, presidente nacional da CUT, fez sua análise sobre a pesquisa que confirma que o povo brasileiro já concretizou o Fora Temer. Faltam só às eleições diretas.

         “A agenda golpista é pior do que o confisco da poupança feita pelo Collor. Não é com arrocho, desempregos e o fim das aposentadorias que o Brasil vai sair da crise. Isso só contribui para aumentar a pobreza, a violência e fazer o país andar para trás.

        A pesquisa mostra que a classe trabalhadora vai aos poucos se conscientizando dos prejuízos causados por esse governo e, com certeza, vai se organizar, se mobilizar cada vez mais para reverter essa situação”, analisou Freitas.

 

LULA SUGERE QUE PEZÃO CONVIDE TEMER “PARA SENTIR O CHEIRO DE UM METALÚRGICO DE ESTALEIRO, DE UMA SOLDADORA, PARA ELE SABER QUE ESSAS PESSOAS PRECISAM TRABALHAR”

 fili.jpg

 Lula se reuniu na manhã de hoje no estaleiro, em Angra dos Reis, com petroleiros e falou sobre a importância do setor para economia brasileira, a política de desenvolvimento implementada por seus governos na área e, como não poderia ser diferente, já que trata-se de uma pessoa comprometida com o Brasil e, principalmente, o povo, do desmonte que Temer vem disseminando em todo o Brasil por sua de sua irresponsabilidade e seus cúmplices.Em seus governos haviam mais de 12 mil trabalhadores. Hoje há menos de 3 mil.

     Para exemplificar, Lula afirmou que antes a industria naval é composta de 80 mil trabalhadores. Agora, com as decisões antinacionalistas de Temer, a industria segue no caminho de “engordar” empresas estrangeiras prejudicando o trabalhador brasileiro.

     “Pegamos do zero e levamos a quase 80 mil trabalhadores. Onde só havia mato e rato passaram a trabalhar mais de 12 mil operários. Provavelmente que é possível recuperar a indústria naval, através da manutenção da política de conteúdo local. Temos tecnologia, engenharia, gente capacitada. Temos que continuar a fazer investimento no Brasil, contratando obra e exigindo conteúdo nacional.

      O governador Pezão deve convidar Temer para sentir o cheiro de um metalúrgico de estaleiro, de uma soldadora, para ele saber que essas pessoas precisam trabalhar”.

        Lula participou de assembleia dos sindicalistas do setor metalúrgicos representativas de várias centrais sindicais.

“SÓ A LUTA TE GARANTE”, ARTIGO DE ROBERTO VON DER OSTEN, DA CONTRAF-CUT

Roberto von der Osten

Começamos a Campanha Nacional deste ano num cenário de crise econômica, de instabilidade política, de violentos ataques aos trabalhadores e em plena efervescência do processo de impeachment da presidenta Dilma.

Apesar desta conjuntura desestimuladora, sabíamos estar iniciando uma negociação com o setor que mais lucra na economia do país. Não deveriam ter problemas de ordem financeira para atender nossas reivindicações. Entretanto, escaldados pela campanha de 2015, antevíamos confusão.

A cuidadosa escolha da imagem e do mote da campanha dialogaram com a delicadeza da rosa vermelha para lembrar as discriminações que as pessoas sofrem nos bancos. A construção da figura da rosa somou os símbolos da igualdade, resistência, luta e tolerância.

Como mote adotamos a frase “Só a luta te garante!”, lembrando que não adianta ficar passivo no local de trabalho sem envolvimento na greve. A demissão, o assédio moral, o adoecimento, as discriminações e a exploração atingem principalmente as pessoas que não se defendem. Foram escolhas muito felizes.

No aspecto da organização, cumprimos todos os rituais de nossa campanha. A consulta nacional, os debates nos sindicatos, as conferências regionais e a Conferência Nacional. Entregamos nossa Minuta de Reivindicações aos banqueiros no dia 9 de agosto e iniciamos as negociações em 18 e 19 de agosto.

Rapidamente percebemos que os banqueiros pretendiam impor uma derrota exemplar para os bancários. Após infrutíferas rodadas de negociação, os banqueiros só foram capazes de nos apresentar uma proposta de reajuste de salários de 6,5%, feita no dia 29 de agosto, diante de uma inflação de 9,62%.

No dia seguinte a esta proposta a presidenta Dilma foi impedida, assumindo a presidência o seu vice, Temer. As coisas ficavam mais claras.

O Comando Nacional dos Bancários avaliou que esta proposta insuficiente estava seguramente vinculada à mudança de direção do governo, afinal o presidente que assumia nunca escondeu seus objetivos de atacar direitos fundamentais dos trabalhadores.

A coordenação do Comando comunicou aos banqueiros que levaria a proposta às assembleias de avaliação, mas que defenderia a sua recusa. Nada disso alterou a posição intransigente dos bancos.

As assembleias decidiram por quase unanimidade que a gente entraria em greve a partir do dia 6 de setembro. Isto de cara era um desafio. Seríamos a primeira grande categoria a entrar em greve após a posse de um governo golpista, privatista e neoliberal.

Tudo apontava para um feroz enfrentamento. De um lado os bancários, uma categoria de grande mobilização, articulados em uma unidade nacional de grande poder de ação. De outro os banqueiros, o segmento mais poderoso da economia e os organizadores da linha macroeconômica do governo. Foram os escalados para dar uma demonstração de força para o movimento sindical, mostrando que os tempos mudaram e que agora o jogo é bruto.

Iniciamos a mais longa greve da categoria, que ligeiro adquiriu uma força que surpreendeu os banqueiros. Diferente do que tinham projetado, tiveram de ir mudando suas ofertas e retomando as negociações interrompidas para desestabilizar o movimento.

Desde o primeiro dia da greve os nossos dirigentes assumiram o protagonismo do enfrentamento. Resolveram que era preciso resistir. Não aceitaram a derrota que os banqueiros queriam impor.

Surpreendentemente animados, com bom humor e coragem, a greve cresceu. Começamos com a adesão de 7.359 agências e no 14º dia já estávamos com mais de 13 mil agências e 36 centros administrativos paralisados, número superior ao 21° dia da greve de 2015.

Os bancários e bancárias da base, que não haviam entendido as lutas dos sindicatos desde o início do ano em defesa da democracia e de nossos direitos, começaram a se reaproximar por entenderem que coisa pior estava por trás da dureza dos banqueiros. Sentiram confiança e que estavam bem representados. Isto estimulou e redobrou a coragem dos dirigentes sindicais.

O Comando Nacional, por sua vez, conseguiu rapidamente decodificar, ter clareza e serenidade para tomar as decisões corretas em meio aos diferentes caminhos e escolhas que se apresentaram no processo das negociações.

Foram 31 dias de lutas, de ansiedade e de muita força de vontade até a assembleia que aceitou a proposta que conquistamos dos bancos. É bem verdade que não conseguimos a reposição de inflação, mas conseguimos algo muito maior, a oportunidade de politização e o respeito da categoria que representamos. Se o acordo não é o dos nossos sonhos, está longe também de ser a derrota que os banqueiros desejavam nos impor.

Inauguramos uma nova era nas nossas negociações com o acordo inédito de dois anos. Um novo momento se apresenta para o movimento sindical bancário brasileiro. Chegou a hora de provar que a nossa luta não é só por índice de reajuste. Vamos nos organizar mais e defender as pautas que também são fundamentais, para além da remuneração. O tiro dos banqueiros saiu pela culatra.

A conquista do abono dos dias parados coroou a campanha e calou os que duvidavam da nossa capacidade de luta na conjuntura adversa. Prevista para ser utilizada como punição para todos os trabalhadores e seus sindicatos, foi derrotada pela nossa tenacidade.

Agora é a oportunidade de render homenagens aos dirigentes sindicais que tiveram a capacidade de dobrar os banqueiros e sair vitoriosos da primeira grande greve, num momento de virada na correlação de forças e na luta de classes. Cada sindicato participou orgulhosamente e todos os dias mandaram para a Contraf suas fotos, suas conquistas e suas ousadias. Não ficaram na defensiva.

Mas temos que parabenizar principalmente a categoria bancária, esta categoria orgulhosa da sua mobilização e da sua unidade. Cada bancário e cada bancária, por todo o Brasil, em todas as cidades, estiveram disciplinadamente, pacificamente e convictos na frente de uma agência ou centro administrativo conversando com os companheiros de trabalho, animando, encorajando, convencendo, dizendo que coragem não é não ter medo. É dominar o medo. Foram dias e dias de paciência e de fé verdadeiras.

Outras categorias imediatamente homenagearam nossa Campanha Nacional pela coragem e pelo resultado. Diversos textos de análise acadêmica relataram o ineditismo da campanha e a magnitude da nossa resistência.

Se o governo e os banqueiros pretendiam nos derrotar e fazer da nossa derrota um aviso para todas as outras categorias, não deu certo. Pelo contrário, mostramos que é possível lutar contra eles.  Mostramos que com mobilização, com a unidade e com a capacidade de negociação dos trabalhadores podemos garantir direitos e avançar, mesmo nas condições mais imprevisíveis.

Somos um exemplo de luta, de criatividade e de resistência.

Só a luta te garante!

Roberto von der Osten é presidente da Contraf-CUT e um dos coordenadores do Comando Nacional dos Bancários

 
 

USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Blog Stats

  • 3,913,251 hits

Páginas

março 2017
D S T Q Q S S
« fev    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031