Archive for the 'Eleições' Category

PT DO AMAZONAS DECIDIU, HOJE NÃO APOIAR OS GOLPISTAS, EDUARDO BRAGA (PMDB) E NEM AMAZONINO MENDES (PDT) PARA GOVERNADOR

IMG-20170812-WA0039

 

 

IMG-20170812-WA0045IMG-20170812-WA0052IMG-20170812-WA0040

Produção Afinsophia

O diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores no Estado do Amazonas decidiu, hoje, sábado, dia 12 de agosto de 2017, no Sindicato dos Petroleiros, não apoiar nenhum dos dois candidatos nas eleições complementares no segundo turno, que acontecerá no dia 27 deste mês. A reunião foi presidida pelo presidente do Partido, Sinésio Campos. Franqueada a palavra para os diretorianos e os filiados, falaram da importância que foi essa eleição para o PT no Estado do Amazonas onde obteve mais de 181 mil votos e o segundo partido mais votado na capital do Estado a obter mais de 152 mil votos. Nos pronunciamentos dos diretorianos e filiados só dois defenderam a coligação com um dos golpistas, enquanto os demais, todos foram unânimes em discordar de qualquer apoio. A leitura foi feita também pelos contrários à aliança se reportaram ao golpe que o governo popular da presidente Dilma sofreu, o ataque que os golpistas do PMDB, PSDB, DEM, PDT veem promovendo com a desforma das leis trabalhistas, previdenciárias, terceirização e a política de desmonte do Estado brasileiro feita pelo golpista do PMDB, Michel Temer. O partido aprovou uma Resolução política por aclamação rechaçando votos nos golpistas. O candidato José Ricardo se pronunciou contra votar em qualquer dois dois concorrentes. Esteve presente também na reunião, o prefeito de Itacoatiara, Antônio Peixoto. O prefeito itacoatiarense levou a proposta de apoiar Eduardo Braga contra Amazonino Mendes, por considerar que a volta deste revigora Mamud Amed no município. O Diretório rechaçou a proposta na votação que ficou 9 para que o partido permitisse o apoio a Braga e 20 contra qualquer manifestação de apoio.

Diante do óbvio, de que só há um candidato, o Partido dos Trabalhadores decidiu aumentar o número dos votos nulos, brancos e as abstenções. Obviedade que alguns ainda preferem não ver.

 

ELEIÇÕES NO AMAZONAS TERÁ 2º TURNO COM UM SÓ CANDIDATO, MAS GRANDE FEITO FOI O CANDIDATO JOSÉ RICARDO, DO PT, QUE SURROU BRAGA E REBECA E COMO LULA RESGATOU A DEMOCRACIA EM MANAUS

Não é mágica virtual. Você imagina que está vendo duas imagens, mas é só uma

Produção Afinsophia

As pesquisas de  intenções de votos de alguns institutos de Manaus que remetem a golpistas erraram. Alguns desses institutos pertencem a pessoas ligadas ao poder, quer do Estado, quer dos mandatários da cidade de Manaus. Nas eleições de hoje, como já é vício erraram novamente. O candidato José Ricardo e Sinésio Campos, do Partido dos Trabalhadores surraram o senador golpista, Eduardo Braga e a outra golpista, laranja do PP, Rebeca Garcia. Zé13, como ficou conhecido, sempre aparecia em 4º lugar nessas falsas pesquisas.

Concluída a apuração dos votos de Manaus, José Ricardo conquistou 152,8 mil votos correspondendo 18,32%. Braga, ex-ministro de Dilma Rousseff,  das Minas e Energias, golpista do PMDB, que diferente de Kátia Abreu preferiu apoiar o golpe, obteve 150,1 mil votos, na estatística prevalecendo 17,97% e Rebeca Garcia que pertence ao partido golpista PP recebeu 141 mil votos, o equivalente a 16,86% do eleitorado da capital.

Essa votação de José Ricardo na capital, segundo o deputado do PT deve ao trabalho da militância do Partido. Podemos dizer também que já reflete uma mudança de muitos amazonenses que acreditaram num primeiro momento na ponte para o futuro e que a ponte desmoronou no nascedouro. Esse voto demonstra uma compreensão de que o PT não é e nunca foi o partido mais corrupto, como uma candidata no último encontro na TV bradou e ficou com zero votos. A vinda da presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffman à capital foi importante, bem como a manifestação de apoio de Luís Inácio Lula da Silva oxigenou a campanha de José Ricardo.

José Ricardo e o PT comemoram o feito na capital. Mas, no segundo turno, o Amazonas tem um só candidato. Sua principal característica é ser golpista. Os dois candidatos um só. Amazonino Mendes, natural de Eirunepé, funcionário do extinto Der-Am onde “pirangava” cigarro dos colegas foi alçado à política em 1983 pelo finado governador Gilberto Mestrinho. Foi prefeito da cidade, governador, senador e prefeito. Amazonino criou Eduardo Braga a quem chamava de “meu garoto”. Suas outras crias são, Omar Aziz, Zé, o Melo, mais conhecido como Zé Merenda, Alfredo Nascimento Tucumã, o campeão da corrupção nacional deputado Federal Pauderney Avelino, segundo Sérgio Machado. Todos e mais os que não citamos constituem uma única pessoa. Nosso texto não tem a pretensão de um realismo fantástico iniciado no Brasil por Machado de Assis e depois seguido por Júlio Cortázar, Gabriel Garcia Marques e Jorge Luís Borges. Mas, afirmamos, todos eles são uma só pessoa.

Amazonino  é Eduardo  e Eduardo  é Amazonino. Se essa cena fosse diante do espelho, Amazonino vê Eduardo e Eduardo vê Amazonino, infere-se com isso que os dois são um só.  O eleitor amazonense, por isso, no segundo turno vai votar num único candidato. O texto enunciado por ambos é o mesmo. A subjetividade dos dois em um é a mesma. Os dois estão governando o Estado do Amazonas a mais de trinta anos e falam em arrumar a casa que eles em sendo um destruíram e que isso tem jeito. (Ação Conjunta) O Estado do Amazonas está destruído. Faltam moradias, hospitais, remédios, médicos, reajustes salarial para os professores do Estado/Seduc e da Prefeitura/Semed. Os dois são uma só pessoa. Vejamos. São golpistas. O PDT de Amazonino Mendes, com Hyssa Abraão votou a favor do golpe bem como vários deputados e senadores do PDT. Eduardo Braga é Trigolpista. É do PMDB que arquitetou, planejou o golpe com a participação direta do campeão de citações e pedidos de prisão, Aécio Neves do PSDB de Artur Neto, prefeito de Manaus que ameaçou surrar o maior e melhor presidente do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva e do DEM de Pauderney Avelino que já levou uma bordoadas de Mazoca que agora fala em paz e amor.

Com um único candidato não vamos arrumar a casa e essa casa não tem jeito. Quem ganhar a eleição vai ter que responder à justiça. Há denúncias de cabo eleitorais de Amazonino comprando votos num distante município do Estado. E por falar em compra de votos, foi por isso que Zé, o Melo da Merenda foi cassado e o senador golpista, Eduardo Braga está batendo às portas da Lava Jato. Este deve muitas explicações bem como seu “adversário”, irmão, filho do mesmo pai, GM, senador Omar Aziz nos seus governos, foi construído por trabalhadores da Andrade Gutierrez a Arena da Amazônia.

O eleitor amazonense tem um só candidato. Amazonino que mandou uma paraense morrer porque sua casa foi inundada por uma forte chuva e não tinha para onde ir e um candidato paraense Eduardo Braga, que é diferente do Angelim e de todos os cabanos que lutavam contra o domínio português no Estado do Pará. Este Eduardo se caracteriza por um dote. O golpe. É ingrato. Não reconheceu o que o presidente Lula fez pelo Amazonas e nem Dilma que o elevou ao status de ministro das Minas e Energias. Mas, o recado de Lula para Cinta Larga ficou dado quando aqui esteve semana passada. Virá à Manaus, mas comerá um tambaqui como os seus. E os seus não estão na “CUT” do PT de Manaus e nem com o ex-prefeito “petista” de Maués, padre Carlos e o prefeito “petista” de São Gabriel da Cachoeira que bandeirou para Amazonino.

Portanto eleitor amazonense insatisfeito que não vota nos dois em um, esse é o quadro sinistro que temos pela frente. Só nos resta uma reflexão. O que fazer? Somos 2.338.886 eleitores. E aqui está a resposta. Como é só um candidato ele já está eleito. Como já está eleito só nos resta somar a abstenção do primeiro turno que foi de  569.501 ausências (24,35%) ou não votar no único candidato. Vamos somar aos nulos 218.201 (12,33%). Anulemos nosso voto que serão adicionados aos 61.826 (3,49%).

Escore final do pleito:

Amazonino Mendes 577.397 – 38,77%

Eduardo Braga 377.680 – 25,36%

Rebeca Garcia 268.922 – 18,06%

José Ricardo 181.257 – 12,17%

Luiz Castro de Envira 39.240 – 2,63%

Em síntese, a abstenção será bem maior que a do primeiro turno.

 

QUER MAIS VÍCIO? LULA JÁ PAPOU 2018, DIZ PESQUISA. MELHOR PRESIDENTE 55%, MAIS TRABALHADOR 65% , A VIDA MELHOROU 61%, BOM ADMINISTRADOR 58%. QUER MAIS VÍCIO? ESPERA

Lula na Quadra dos Bancários com UMM

   Produção Afinsophia.

    Pesquisa CUT/Vox  Populi realizada entre os dias 27 e 31 de julho com 1999 eleitores em 118 municípios  de todos os estados brasileiros e Distrito Federal reafirma que Lula venceria todos os ousados candidatos nas eleições presidenciais em 2018, que já é hoje. Veja o Moro preocupado em toná-lo inelegível. Não adiantou o juiz das direitas (não confundir com Diretas) condená-lo, porque deu o revertério: aumentou o número dos que dizem votar no vitalício metalúrgico. Marcos Coimbra do instituto diz que o aumento se deu, também, porque Moro não conseguiu provar que Lula é culpado. Foram 42% que fizeram esse entendimento.

     Em todos os cenários o Sapo Barbudo sova os ousados deslocados do real. Veja a tabela do vício como aperitivo já no segundo turno.

Lula – 53% Bolsonaro, o amaor dos nazifascistas, 17%. Dória, o janota ensandecido, 17%.

Lula – 52%. Marina, a evangélica assombragética, 15%. Alckmin, Opus Dei, 15%.

      Em um cenário em que os entrevistados não recebem as cartelas e só dizem em quem votaria. É coisa de doido, mano!

  Lula – 42%. Bolsonaro – 8%. Marina – Marina – 2%. Ciro, Moro, Fernando Henrique, Joaquim Barbosa e Alckmin, todos com 1%. E o Aécio? O Aécio? Continua estourando a boca do balão: Zero!

        Em cenário com pesquisa estimulada, onde são mostradas as cartelas com os nomes dos candidatos.

 Lula, o eterno vício, – 47%. Bolsonaro – 13%. Marina 7%. Alckmin – 6%. Ciro – %.

        E quando é colocado o nome do janota Dória? Que pergunta.

Lula – 48%. Bolsonaro- 13%. Marina – 8%. Ciro – 4%.

        É, pois é, seu Zé. De qualquer perspectiva Lulão, o comandante, é imbatível. Enquanto isso, as aberrações reacionárias se rasgam de ódio e inveja perseguidas pelo fel torpe da vingança. 

 

PASQUIM ISTOFOI UMA REVISTA TERÁ QUE PUBLICAR DIREITO DE RESPOSTA DE DILMA POR OFENSA. SEGUINDO A LINHA SUJA, TRÁZ CAPA COM A PERGUNTA:”VOCÊ VOTARIA EM UM CONDENADO?” RES DOS LÚCIDOS: SIM!

 Resultado de imagem para imagens de dilma e lula

    Produção Afinsophia.

   Simples lembrete: O hoje sujo-pasquim IstoÉ, um dia foi uma revista política-ética no tempo em que era dirigida pelo jornalista-filósofo, seu criador, Mino Carta. Mas faz muito. Agora, ela se metamorfoseou-se  em em uma sórdida QuantoÉ. Publica tido que é aberração oriunda das atrofias da espécie humana.

    Em julho de 2016, ela publicou a matéria: “Mordomia: carros oficiais a serviço da família de Dilma”. Dilma processou a sujeira e, agora, a juíza Karla Aveline de Oliveira, da Vara Cível do Foro Regional Tristeza determinou direito de resposta à presidenta eleita como mais de 54% milhões de votos democráticos.

      Em sua decisão a juíza firmou que a matéria é “machista”, “tendenciosa” e de “mau jornalismo”. Já na próxima edição, Dilma apresentara seu direito de resposta.

  “Pode-se afirmar que a revista semanal, de amplo espectro e permeabilidade, disponível em diversas plataformas e que já esteve sob comando de respeitados jornalistas e diretores em seu passado, atualmente, trilha o caminho de um mau jornalismo, ao apresentar, no mínimo, duas interpretações distintas para o mesmo tipo de episódio, divulgar chamadas apelativas e demonstrar conotação tendenciosa, quiçá machista, ao se referir à ora autora, ultrapassando o caráter meramente informativo e crítico em sua reportagem”, escreveu em sua decisão.

  Para não fugir da linha sórdida, a QuantoÉ divulgou nessa semana capa em que pergunta: “Você votaria em um condenado para presidente?” Antes da resposta é preciso simples lembrete: a sujeira é apoiadora do golpista-mor Temer e recebeu, nesse momento em que mais 15 milhões de trabalhadores estão desempregados, mais de 1.300% de verba do tal desgoverno. Agora, a resposta. Claro que votaria. Primeiro que Lula ainda não foi condenado. Segundo, mesmo que ele seja, o eleitor democraticamente brasileiro votaria nele, porque sabe que ele não foi condenado por uma justiça imparcial, mas por uma justiça parcial com objetivos por demais conhecidos. O que significa que não é justiça.

   Lula como TransLulação não pode ser atingido pelo arbítrio. Daí porque todo momento aumenta o número de pessoas que acreditam nele e o querem novamente presidente, por tal condição política e ética, votam nele.

    Aí a resposta politicamente democrática.

CANDIDATOS-GOLPISTAS AO GOVERNO DO AMAZONAS ESTÃO FAZENDO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS OBJETO DE EXPLORAÇÃO PARA SEDUZIR ELEITORES INCAUTOS

Resultado de imagem para imagens do senador eduardo braga com amazonino

Produção Afinsophia.

 Muito simples. 

 O reitor da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Cleinaldo de Almeida Costa, cujo cargo que ocupa lhe chegou por indicação e não por eleição direta realizada pela comunidade universitária, afirmou que a instituição encontra-se em colapso, e pode até fechar. Cleinaldo foi indicado pelo governador-cassado José Melo. Por sua vez, Melo chegou ao governo porque faz parte do grupo apolítico que há mais de 30 anos plantou o atraso no estado e que vem com representante ainda do período anterior da implantação da ditadura civil-militar que perdurou de 1964 a 1985, como foi o caso do ex-governador Gilberto Mestrinho que foi eleito o primeiro governador do Amazonas pós-ditadura.

  Gilberto Mestrinho fez o seu substituto Amazonino Mendes que fez seu substituto Eduardo Braga que fez seu substituto Omar Aziz que fez seu substituto Zé Melo. Lembra Drummond, mas não tem nada a ver com o excelso poeta de Itabira, Carlos Drummond de Andrade, a não ser a pedra no meio do caminho do estado do Amazonas.

    Como se observa, como diz o jornalista-filósofo Mino Carta, é tudo a mesma sopa. Agora, com Zé Melo cassado o grupo lançou seus candidatos, sendo que todos expressam a mesma subjetividade reacionária produzida pela imagem-dogmática do estado capitalista-paranoica, como dizem os filósofos Deleuze e Guattari. E mais, todos fizeram parte do golpe que assaltou o governo da presidenta Dilma Vana Rousseff eleita com mais de 54 milhões de votos democráticos. Quer dizer: todos fazem parte do golpe que colocou Temer no poder para entregar as riquezas do Brasil ao capital internacional, principalmente, ao norte-americano e destruir os direitos trabalhista como, também, as estruturas históricas da Previdência Social. Logo, todos são antidemocratas.

   Com a declaração de Cleinaldo, os golpistas aproveitaram para usar uma das regras ofensivas do capitalismo: a exploração. Amazonino Mendes, que se consider o pai da UEA, tomou para si o direito de defender a instituição diante do perigo. Disse que ao ser eleito vai tomar todas as providências para defender a instituição e elevar seu padrão que vem pedindo algumas mudanças necessárias. Por sua vez, Eduardo Braga também se tomou com o direito de defender a instituição. Afirmou que, como foi o sucessor de Amazonino, foi ele quem solidificou a instituição, aumentando o número de alunos de mil para vinte mil. Como se observa os dois avidamente querem aproveitar a declaração de Cleinaldo para faturar votos com os eleitores-incautos. Que democraticamente são os ignorantes-políticos (Brecht chama de Analfabetos Políticos). Há quem desconfie que tudo não passe de lance cabo-eleitoral. 

   Como se entente, os dois candidatos ao governo do estado estão se comportando da forma mais edipiana possível, diria Freud. Todos querem ser o pai da instituição e que ela só existe pela vontade deles. Esse tipo de posicionamento tem a clara intenção de levar os estudantes e os funcionário da instituição a acreditar que eles serão os governantes que defenderão seus direitos. Eles esquecem que a instituição é pública e não pertence nem a Amazonino e a Eduardo Braga. Pertence ao povo amazonense com corpos administrativos estabelecidos pelo estado, e que, por sua vez, é produção desse povo, como diz o filósofo Hegel.

    Nenhum sujeito individualmente pode criar uma instituição. Como diz o filósofo Deleuze, em um belo texto, as instituições foram se compondo historicamente através dos encadeamentos que os corpos dos instintos humanos foram produzindo. Só depois que as instituições foram capturadas pelos agenciamentos coletivos de enunciação da imagem-dogmática do estado capitalista-paranoico que elas se transformaram em aparelhos ideológicos, aí já estamos tratando de Marx e Engels. 

   Embora a UEA não tenha sido produzida pelos agenciamentos coletivos-livres das potências comunalidade como foi a Universidade Federal do Amazonas (UFAM), todavia, ela é uma instituição-publica que não reflete o narcisismo de Amazonino que tanto quer que ela fique ligada a ela. Assim, como também Eduardo Braga. Psicanaliticamente sintoma de apropriação-desapropriação. Na linguagem povo: meu pirão-querido. 

     A UEA é um território onde seus agentes produzem, através de suas sensibilidades, cognições e éticas, saberes e dizeres que compõem com os saberes e dizeres da camunalidade novas formas de existências. Corpos que nem Amazonino e nem Eduardo Braga jamais produziram no Amazonas. Os trinta anos de atraso no Amazonas confirmam a a inexistência desses corpos. 

     No mais (ou no menos), aquele que for eleito tem obrigação administrativa de dispor de recursos para o funcionamento da UEA. E mais ainda, se o eleito for um candidato com programa popular em que o povo seja o sujeito-ativo de sua existência política-econômica-social-estética. 

    

  

LAMENTO DE GOLPISTAS – CANDIDATOS AO GOVERNO DO AMAZONAS LAMENTAM DECISÃO DE LEWANDOWSKI DE INTERROMPER ELEIÇÃO. COMO IGUAL MELO COMEMORA.

 

Resultado de imagem para imagens do ex-governador amazonino com o senador eduardo braga

Resultado de imagem para imagens do ex-governador amazonino com o senador eduardo braga

Resultado de imagem para imagens do senador eduardo braga com ex-governador amazonino

Produção Afinsophia

Na noite de ontem, dia 28 (véspera da festa do porteiro do céu), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski concedeu liminar que suspende a eleição para o governo do estado do Amazonas. A eleição seria para indicar o candidato eleito ao cargo deixado pelo governador José Melo, cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A medida determina que Melo volte ao governo. Só depois de analisados embargos de declaração é que a situação poderá ser decidida.

  A decisão foi um sopro do Polo Norte sobre os candidatos que, de acordo com os graus de suas vaidades, já exibiam seus corpos narcísicos como fervorosos crentes do amor do povo. Como candidatos eles acreditavam e acreditam que são melhores que Zé Melo e podem salvar o Amazonas tão sofrido.

   Tem de tudo como candidato, de Amazonino, apoiado pelo prefeito que afirmou surrar Lula e membro do partido golpista PSDB, Arthur Neto, a Eduardo Braga. Só que nesse “tem de tudo” emergem dois corpos que eliminam o conceito coletivo “tem de tudo” que liga a maioria dos candidatos: o golpe. Um, é o que mostra a variável candidato Zé Ricardo do Partido dos trabalhadores. Zé Ricardo, como não poderia ser diferente, não participou do assalto contra a democracia que refletia a presidenta Dilma Vana Rousseff, eleita com mais de 54 milhões de votos democráticos. Golpe que colocou o Brasil a mercê de uma quadrilha de corruptos. Outro, é o que mostra e afirma que todos os candidatos são de partidos que idealizaram, elaboraram e executaram o golpe. Aí, a clara e insofismável ligação do Zé Melo que também apoiou o golpe.

    E mais, para esse corpo dois: esses candidatos são sujeitos-sujeitados da mesma subjetividade anacrônica e calculista que vem atrofiando o corpo político do estado do Amazonas. Se não fosse farsesco daria uma ironia-poética (ironia como o contrário da enunciação-afirmativa; do tipo socrático): Gilberto Mestrinho lança Amazonino Mendes que lança Eduardo Braga que lança Omar que lança Zé Melo. Todos governadores e alguns prefeitos de Manaus. Corpo-decadente circulado pelos outros candidatos que não ocuparam esses cargos, mas que participam da mesma subjetividade-impotente em relação a vida, como diriam os filósofos Spinoza e Nietzsche. 

     Abstraindo a questão jurídica e levando em consideração essa subjetividade-impotência-política, a eleição é um mero lance de troca de corpos biológicos: sai o corpo Zé Melo entra o corpo (qualquer um deles) mesma subjetividade. Todos continuam comprometidos com o golpe da mesma forma que Zé Melo. Poderia alguém afirmar: Mas Amazonino é do PDT que não apoiou o golpe. Ele é do partido, mas não tem nenhuma empatia-política com Brizola. Além de quê, o deputado Hissa, que é do PDT, votou pelo golpe, assim como um senador que votou pelas deformas do golpista-mor Temer, procurador do capital nacional e internacional. E mais mais além do quê: Amazonino se dizia comunista e durante seus cargos jamais expressou qualquer cacoete marxista. 

   De modos (sem modos) que até 2018, se Zé Ricardo não for eleito, Zé Melo continuará no trono de governador do Amazonas. Não importa qual seja o CPF.

PESQUISA MOSTRA SE HOUVESSE ELEIÇÃO HOJE AÉCIO SERIA ELEITO PRESIDENTE: 63,7% QUEREM QUE ELE SEJA PRESO

Resultado de imagem para imagens de aécio neves

  A maior intenção de Aécio, uma das bílis do golpe, no confuso mundo alcunhado de político sempre foi cair no gosto do povo. Ser o enunciado do discurso popular, já que o enunciado é o corpo estrutural do discurso. Embora Aécio jamais tenha se mostrado e se comportado como alguém que merecesse esse enunciado.

  Alienado do discurso do povo, ele invejou Dilma. Quis ser Dilma, já que o invejoso, como afirma o antipsiquiatra David Cooper, quer ser aquele que ele inveja. É o caso que ocorre com todos que invejam Lula. Um desejo impossível de ser realizado, posto que o invejoso inveja o outro porque é impotente para os valores que o invejado produz. O invejado mostra em público a insignificância do invejoso. Querer ser o outro que ele inveja é querer ter o outro como um esconderijo de sua indigência. Como diz o filósofo Sartre, o invejoso é um ser padecido. Não um ser que produz seu Para-si.

   Agora, Aécio pode deixar sua condição de ser padecido, invejoso. A pesquisa do Instituto Parana divulgada hoje, que apresenta Lula imbatível no primeiro lugar das intenções de votos para a presidência da República, mostra que Aécio, vulgo Mineirinho, o caráter oral, quer engolir todas as formas de valores monetários, como afirmam Freud/Klein, poderia ser eleito se as eleições para presidente da República fossem hoje, dia 31, porque encontra-se sustentado pela opinião pública.

   De acordo com a pesquisa, 63,7% do povo brasileiro querem que ele seja preso. E de quebra, 46% e 45% querem que seu amigão, Temer, o golpista-mor, seja também preso.

   Moral que se pode extrair da pesquisa: na democracia, nem sempre o elemento quantitativo serve somente para a eleição de um presidente, mas, também, para expressar o grau de opinião contrária a um representante antipopular.

  


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4,014,827 hits

Páginas

agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031