Archive for the 'Copa do Mundo 2014' Category

POLÍCIA FEDERAL PRENDE PRIMEIRO TRAIDOR DE DILMA E AMIGO DE TEMER ENVOLVIDO COM INDÍCIOS DE ROUBO NA CONSTRUÇÃO DE ARENA DAS DUNAS PARA FIFA

Resultado de imagem para imagens do ex-ministro henrique alves

Atenção governadores que  construíram Arenas. O provérbio latino em voga é: “Manus Manum Fricat, Et Manus Manus Lavat”, que significa “uma mão esfrega a outra, uma mão lava a outra”. Essa é a operação que levou agora de manhã ao xilindró, o ex-presidente da Câmara dos Deputados Federais, ex-ministro e primeiro traidor de Dilma Roussef, amigo de MT, Henrique Eduardo Alves e duplicou a prisão de Eduardo Cunha que já está encarcerado em Curitiba.

A Polícia Federal só esperou o amigo de Temer acordar para prendê-lo. Os federais atenderam determinação da Lava Jato com base em delações que investiga o desvio de R$ 77 milhões na construção da Arena das Dunas em Natal para a copa do mundo de 2014.

A PF informou em nota oficial que cumpre no total cinco mandados de prisão preventiva, seis mandados de condução coercitiva e 22 mandados de busca e apreensão nos estados do Rio Grande do Norte e Paraná como parte da operação.

“Das delações premiadas que estão a  tramitar no STF, feitas análises de sigilo fiscal, bancário e telefônico dos envolvidos, identificou-se valores recebidos como doação eleitoral oficial, entre 2012 e 2014 que nada mais é do que propina” disse a  Polícia Federal e disse mais, os investigados responderão pelos crimes de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro.

Estádios investigados: do Corinthians, Arena Pernambuco, Arena Castelão, Arena da Amazônia e Maracanã.

 

 

JOGADORES ALEMÃES IMITANDO MACACOS, RELACIONANDO-OS A BRASILEIROS, MOSTRAM SUAS REAIS CORTESIAS PARA AS CONSCIÊNCIAS COLONIZADAS GERMANÓFILAS. ELAS MERECEM

http://p5.focus.de/img/fotos/origs3991304/5184519079-w467-h274-o-q75-p5/foto-show.jpg

Os jogadores alemães enquanto estiveram no Brasil simularam uma cortesia e uma educação que só os germanófilos obstruídos, ou escotomizados, não viam. Além de uma grande parte de brasileiros germanófilos tecerem-lhes abundantes elogios, muitos dos chamados grandes comentaristas de futebol do Brasil se rasgaram em exaltações aos conterrâneos de Hitler. Até a ESPN, do consciente Trajano, caiu na simulação e gastou inúmeras matérias elogiando a simulação. Uma verdadeira república de germanófilos.

 Pois bem, levaram a Copa e quando chegaram de volta à sua terra, mostraram o que esse blog já havia afirmado. A cortesia e a educação não passavam de pura simulação. “Os bons moços”, que os germanófilos brasileiros cobriram de referências notáveis, mostraram o quanto carregam de ódio e desprezo pelos brasileiros.

Os jogadores Klose, Schürrle, Mustafi, Götze, Weidenfeller e Kroos, amados pelos germanófilos brasileiros, desfilaram na passarela quase de cócoras imitando macacos, gritando: ”Assim andam os gaúchos!” Gaúchos para eles são os brasileiros. E lentavam, gritando, em pés: “Assim andam os alemães!” Numa prepotência que o mundo já conhece de miserável lembrança.

Tem mais. Neuer, Schweinsteiger, Höwedes, Grosskreuz, Draxler Matthias e Günter entraram em fila indiana imitando como os jogadores brasileiros entravam em campo. Mostrando um total desprezo por nossos jogadores. E com o apoio do público alemão. Isto é muito perigoso.

O psiquiatra alemão criador da Bioenergética, Wilhelm Reich, certa vez, comentado a ascensão do nazismo, afirmou que estava convencido que sua vitória não fora resultado da propaganda desencadeada por Hitler, mas, sim, porque o povo alemão a desejava. Ao observar o comportamento nazista dos jogadores alemães nos deixa uma preocupação em relação ao mundo atual onde grupos neonazistas estão proliferando.

Aqui mesmo no Brasil já se observa essa ameaça. Esse ano tem eleição para Presidência da República e há anos materializou-se uma campanha, como esta, para destruir os governos populares e impedir que Dilma seja reeleita. Uma campanha que tenta ofender Dilma de todas as formas. Um exemplo próximo, a burguesia-ralé usando a pornofonia, linguagem sui generis dessa classe, contra a presidenta no Estádio Itaquerão. Explícito comportamento nazifascista.

Como o nazismo é composto de corpos que carregam partículas sadomasoquistas, é possível que os germanófilos brasileiros tenham gostado das expressões dos jogadores alemães. É só constatar que eles estão excitados pela volta do patrão Fundo Monetário Internacional (FMI).

Veja o vídeo e confirme como se mantém vivo o nazismo.

JOGADOR ALEMÃO MOSTRA SUA VERDADERA CORTESIA ALEMÃ: PROTESTA CONTRA A ESCOLHA DE MESSI COMO O MELHOR DA COPA

messi_frank_augstein_ap_292280_10012011

Todos sabem que os critérios da FIFA não são confiáveis. Mas, às vezes, algumas de suas decisões merecem considerações. Por exemplo, a escolha de Messi como o melhor jogador da Copa. O que implicam percepções e concepções mais sensíveis sobre o que é jogar futebol. Que não se resume em um atuar qualquer de uma equipe que lhes faltam os fluxos e os quantas futebolísticos como faltam a seleção dos chucrutes. Nessa seleção o que se tem são jogadores muito bem ordenados por dentro, por códigos-significantes, e muito bem controlados por fora pelos corpos que eles técnicos-burocráticamente entendem como necessários e eficientes no futebol. Tudo que não existe em Messi e o que lhe faz ser uma craque, ou, o melhor jogador do mundo. Mesmo que a FIFA tenha escolhido ano passado Ronaldo.

Conforme mostramos aqui na coluna Não Vai Ter Copa, que a tal cortesia e educação doa chucrutes, tão cantada e decantada pelos brasileiros germanófilos, era calculista, interesseira e pragmática, agora ela se confirmou através do jogador Bastian Schweinsteiger. Em uma reação testemunhal de inveja contra Messi, mostrou que a tal cortesia e educação eram só simulações. Para ele Messi não deveria ser escolhido o melhor da Copa, mas sim um de seus parceiros.

“Quando um jogador consegue isso, você tem que mostrar respeito, dar parabéns, mas tenho outra opinião. O que eu vi aqui de Thomas Müller, Manuel Neur e Phlipp Lahm.. Eles jogaram um torneio inacreditável”, desabafou o invejoso chucrute jogador do futebol replicante.

ARGENTINA MOSTRA AO MUNDO QUE A BADALADA EVOLUÇÃO DO FUTEBOL ALEMÃO ERA SÓ SIMULAÇÂO DE MARKETING

Apresentação14pptx

É simples de entender. No primeiro jogo da Alemanha contra Portugal ela ganhou de goleada. Depois vieram outras partidas e ela apresentou dificuldades para ganhar chegando a quase perder para Gana. Na outra etapa do torneiro ela foi para prorrogação contra a Argélia sofrendo para ganhar com dois gols contra 1 que depois os argelinos mostraram ao mundo sua consciência política ao se assumirem a causa Palestina. Consciência política que não se encontrou nos jogadores germânico. A não ser calculistas cortesias com brasileiros na Bahia. Muito aplaudida pelas consciências obliteradas.

Nesse momento, foi formado pela imprensa escotomizada (termo oftalmológico que significa dificuldade de enxergar claramente dado quantidade de pontinhos luminosos nos olhos, as chamadas estrelinhas), a corrente germanófila que de toda forma fazia publicidade dos chucrutes. Foi então que ocorreu a partida entre as seleções do Brasil e da Alemanha. A seleção canarinho em estado observável de dissipação ou de evanescência, como diriam os filósofos Deleuze e Guattari, que possivelmente não foram estudos pela psicóloga da seleção, perdeu de goleada. Uma goleada contra um adversário que não existiu, mas que deixou os, ‘solidários e corteses’ alemãs, em estado exaltado de ufanismo. E com a poio dos brasileiros sujeitos sujeitados colonizados.

A partir daí foram revelados dois enunciados carregados de elementos sedutores. Um que o futebol do Brasil encontra-se acabado. Terminado sua história de futebol combativo, criativo e vitorioso. Outro que a seleção alemã era a ‘superioridade da raça’ futebolística. Nesse momento, entra em campo a imprensa germanófila escotomizada com toda força de tentativa de sedução dos incautos.923370-%20maracana_argentina_alemanha-1715

Ela passou a divulgar um estudo que os responsáveis pelo futebol alemão iniciaram nos anos 2002 que, segundo eles, revolucionou o sentido de futebol no país. Criaram novas técnicas, novas interpretações e novas formas de conceber o futebol. E como empresa tinha que observar sempre os resultados. Não esquecer que a Alemanha é um país que adotou submissamente a ortodoxia do capitalismo neoliberal. Portanto, futebol no país é entendido e praticado, dentro da lógica do capitalismo: o máximo lucro.

Com a divulgação desse documento, que exalta os alemães e censura o futebol brasileiro taxando de atrasado e sem qualquer força de competição, os imbecis coletivos acreditaram que a goelada sobre a seleção brasileira confirmava realmente que o futebol alemão havia evoluído.923371-%20maracana_argentina_alemanha-1717

Foi então, que os canarinhos foram disputar o terceiro e quarto lugar com a Holanda e foram goleados. Os germanófilos, como são imbecis coletivos, não viram que ali já se mostrava a simulação da evolução do futebol alemão. Assim, escotomizados, os germanófilos obstruídos acreditaram que seria contra a Seleção Argentina que ‘a supremacia da raça alemã’ se confirmaria.

Não se confirmou. Os hermanos com um futebol criativo, corajoso e combativo mostraram para o mundo que a evolução do futebol alemão era uma simulação sustentada por um forte marketing propagado pelas consciências colonizadas de vários brasileiros. A Seleção da Alemanha foi para o campo da mesma forma que sempre atuou durante a Copa. Covarde, sem criatividade, pragmática, esperando um momento para atacar. Na verdade, tudo que seu relatório mostra: um futebol técnico-burocrático com jogadores bem territorializados, sem talento criativo apenas com preparo físico e, como um soldado, cumpridor de ordem. Nada de singularidade.923429-%20maracana_argentina_alemanha-2802

Se os alemães querem aprender a jogar futebol, têm que deixar seus cálculos e suas logísticas que só se fundamentam em seus mundos de ideias tipo hegelianas que não se encadeiam no mundo da estética criativa. E para isso basta observar o melhor craque do mundo Messi.  

Os Hermanos não só desmontaram a simulação da evolução dos chucrutes, como ainda mostrou ao mundo como a FIFA exerce seus critérios. O goleiro alemão fez um penal visível e condenável no jogador portenho Higuaín, mas o juiz não marcou o penal. Se o juiz marca a falta máxima, o goleiro seria expulso. Só que FIFA já o tinha escolhido o melhor goleiro da Copa. Dessa forma, não dava para marcar o penal e expulsá-lo.

Síntese: os chucrutes não evoluíram nada e os hermanos continuam jogando o melhor futebol do mundo.

E um lembrete para o futebol brasileiro: para mudar sua realidade atual nada de copiar o modelo simulado que os alemães quiseram passar como realidade para o mundo. Não esquecer: simular é fingir o que não se é.  

NÃO VAI TER COPA! FINALMENTE, HERMANOS E CHUCRUTES EM CAMPO!

Apresentação14pptx

Depois de prognósticos delirantes efabulados pelas direitas de que não haveria Copa do Mundo por falta de eficiência do governo Dilma, prognósticos impregnados de invejas, já que a inveja é um delírio do invejoso em querer ser o sujeito de sua inveja, chegamos hoje, dia 13 (um número que as direitas nacional e internacional odeiam), a final do maior torneio futebolístico do planeta.

No transcurso de mais de um mês, seleções de vários países de enfrentaram. Os resultados agradaram a algumas e não agradaram a outras. Mas como o torneio tem suas regras, duas seleções têm que disputar a final. E coube a Seleção da Argentina, terra do maior revolucionário do mundo latino-americano, Che, e a Seleção da Alemanha, terra do maior filósofo de todos os tempos, Marx, que pelos seus pensamentos certamente não torceria por nenhuma das duas, visto o futebol ter se transformado num grande negócio para exploração capitalista promovido pela multinacional FIFA.alemanha-x-argentina

Mas, se Marx não torceria, no Brasil há um grande número de torcedores que vão cravar na seleção dos chucrutes. A confirmação encontra-se na posição da maioria dos comentaristas e narradores brasileiros que formaram a corrente germanófila. Com direito ao culto da personalidade como fez a ESPN que produziu uma matéria nostálgica e melosa sobre a existência do jogador Müller.  

Dois enunciados levam esses torcedores a escolher a seleção dos chucrutes. Um o histórico complexo de inferioridade-cultural que muitos brasileiros têm com relação à Argentina. O que o psicanalista Freud chama de complexo das pequenas vizinhanças. Para essa porção, tudo que for argentino não presta. Até o tango. Outro, também expressando inferioridade, é o sentimento de vingança transferido. Ou seja, a seleção dos chucrutes tem que ganhar da Argentina, na ótica desses brasileiros, para mostrar para eles que eles não são melhores que nós, seleção canarinho. Se nós perdemos, eles também têm que perder. Raciocínio de sujeito frustrado e vingativo.

Mas a seleção dos hermanos também tem seus torcedores brasileiros. Claro, que eles também têm suas frustrações, mas não desse tipo. São torcedores que sabem o que é a elevação emocional que um drible possibilita. Uma jogada-devir que corta o enquadramento do futebol burocrático exemplificado pelos chucrutes. Um devir-futebolístico, Messi. Cujo corpo cria com a dendeca, uma zona de indiscernibilidade imperceptível para o adversário. Messi sabe criar linhas de fuga que racham os corpos solidificados por uma semiótica opressora.

Esses torcedores brasileiros adoram as zonas de evanescências criadas pelos craques do futebol. Nada que o futebol pragmático proporciona, mas que os torcedores germanófilos se encantam. Os torcedores brasileiros pró-argentina não têm nada de xenofobia contra os chucrutes, nada de xenogermania, só que eles têm o direito e o dever de gostar da estética futebolística que desterritorializa os sentidos elevando-os a outras dimensões lúdicas. E como já era de se esperar, entre esses torcedores estamos nós desses blogs afinsophia.com e esquizofia.com. Somo hermanos desde quando a vida era inorgânica e continuamos sendo quando a vida tornou-se orgânica e sexuada. Quer dizer, muito antes, mas muito antes mesmo, de ser criancinha.

Por tal, arriba, hermanos!

NÃO VAI TER COPA! O SADISMO E O LUCRO NO TERCEIRO E QUARTO LUGAR

Apresentação14pptx

Como dizia um colunista social, é ‘simplérrimo’ de entender. O indicador de disputa da Copa do Mundo é ganhar o torneio. Ou seja, ser campeão mundial. Quase todas as seleções, participam desse torneio com esse objetivo: querem se tornar campeãs. Isto, as seleções consideradas com um futebol capaz de disputar o primeiro lugar.

Algumas seleções, como é evidente, participam da Copa para ganharem experiências e, também, fazerem publicidades de suas nações que é composta de sua cultura, sua língua sua forma de viver. Algumas até participam movidas por uma causa política mais engajada, como foi o caso, nessa Copa, da Seleção da Argélia cujos jogadores têm uma clara consciência da força colonizadora e opressora do europeu sobre seu povo. Principalmente, a França. Além de outras causas de independências de povos, como o caso da Palestina.

Como ganhar a Copa é o que move essas seleções que se sentem rivais futebolísticas, não há racionalidade disputar o terceiro e o quarto lugar em função de sua perda de significado maior na competição. É uma realidade em que a qualidade da disputa da Copa inexiste.

E dessa inexistência saltam dois sentidos. O sentido sádico, aquele que leva os jogadores disputarem lugares que não lhes interessam por não apresentarem valores ligados ao indicador maior da Copa, e por isso lhes causam sofrimento diante do desnecessário. Ser terceiro ou quarto lugar não muda nada. A não ser a ilusão de se encontrar acima das outras seleções. Estupidez, já que as duas seleções se encontravam virtualmente nessas posições antes de disputarem as semifinais.

Portanto, a disputa desses lugares é sadismo puro da presidência da FIFA. E também, a força dominadora e excludente da sociedade segmentada que tem como marcador de poder a hierarquização.  

O segundo sentido é o lucro. Como a Copa é um evento eminentemente capitalista, quanto mais a FIFA e outras entidades ligadas a ela, lucrarem melhor para elas. Há a venda de ingressos, transmissão da partida pela emissora com direitos comprados, como a TV Globo, objetos, refrigerantes, vagas para veículos, etc., tudo como elemento lucrativo. Pouco importa para FIFA que seja a Seleção Brasileira ou a Seleção Holandesa a ocupar um dos dois lugares. O “Show não pode parar”.

É a lógica do capitalismo, que até criança sabe, porque seus antepassados, crianças, foram explorados nas fábricas, é o lucro máximo. Vampirar os jogadores e os consumidores ao máximo.

Só analfabeto-político cai nesse conto do terceiro e quarto lugar. Qual, brasileiro, na sua psico-moral futebolística, vai se vangloriar dizendo: “Nós somos os terceiros do mundo”.

Como diz o Zé Amante: “Copa é como o amor: quem não ganha a mulher ou o homem, não lhe interessa outras considerações”.

NÃO VAI TER COPA! NEYMAR AFIRMA QUE VAI TORCER POR MESSI E MASCHERANO

Apresentação14pptx

O contundido jogador Neymar, que foi tirado da Copa do Mundo pelo zagueiro colombiano Zuñiga, que deu uma entrada pelas costas, afirmou em entrevista na Granja Comary, em Teresópolis, que na partida final entre as seleções dos churrascos e dos hamburguês, vai torcer pela seleção de seus companheiros de clube, Barcelona, Messi e Mascherano.

Neymar toma uma posição racional-geo-política, contrária dos brasileiros-germanófilos que ao se sentirem derrotados por suas próprias inseguranças e frustrações as projetam na seleção portenha como se ela fosse responsável por tais afetos triste.

Nessa conturbação, nomeiam um herói para se iludirem com a satisfação de serem vingados por esse mistificado herói. No caso da mistificação, a seleção dos chucrutes. Logo eles conterrâneos do poeta, teatrólogo, escritor, cinegrafistas e ativista Bertolt Brecht que colocou na boca de seu personagem Andreas a máxima deprimentemente reativa: “Pobre do povo que não tem herói”. Para ouvir a réplica revolucionária de seu mestre Galileu Galilei: “Não, Andreas! Pobre do povo que precisa de herói!”.

É evidente e entendível que essa gente insegura e frustrada não é o povo brasileiro. Trata-se de uma amostra diminuta dos que ainda não aprenderam que não se pode escapar de sua Nação. Mesmo pela mistificação.

Neymar, disse que “Messi merece ser campeão”. ap435816531222_neymar_ap_photo_leo_correa

“O merecimento de Alemanha e Argentina, por terem chegado à final, vem sendo muito grande. Desejo sorte às duas equipes. Espero que vençam os meus companheiros, o Messi e o Mascherano. Espero que, para o futebol, pela história que o Messi tem, de ter conquistado muita coisa, quase tudo em sua carreira, ele merece ser campeão. Estou torcendo por ele. É um amigo, um companheiro, e desejo muita sorte”, afirmou Neymar sua torcida gardeliana.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Leitores Intempestivos

Juliana em CONVERSA COM A MARIA PADILHA D…
Anônimo em O CASUÍSMO DE FERNANDO HENRIQU…
Zeina Miranda Correa em EMPRESA DEGELO, ASSISTÊNCIA TÉ…
Luciana do nasciment… em CONVERSA COM A MARIA PADILHA D…
Elizandra gomes em CONVERSA COM A MARIA PADILHA D…

Outras Comunalidades

   

Categorias

Blog Stats

  • 3,980,058 hits

Páginas

junho 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930