Archive for the 'Carnaval' Category

POTÊNCIA-POLÍTICA-DIONISÍACA DO CARNAVAL SE CORPORIFICA NO DEMOCRÁTICO FORA TEMER!

Resultado de imagem para imagens de Temer

  Não se corporificou por enunciação evocativa dos sindicatos, movimentos sociais, grupos específicos, entidades de classes, expressões políticas da democracia, mas pela potência-política-dionisíaca sociedade civil. O Brasil inteiro bradou alto e em bom som-folia, o Fora Temer! Tudo de forma como se manifesta a singularidade-coletiva de um povo.

  Dionísio, como festa revolucionária, não poderia se mostrar como alegria da forma diferente que se mostrou no Brasil. Foi a demonstração clara e distinta que não há mais lugar para golpistas como desgoverno que vem desmontando de maneira predadora a economia, os direitos dos trabalhadores, a educação, a saúde, a Previdência Social, do Brasil.

  Dionísio, como devir-povo, haveria que se mostrar em práxis e poieses em uma festa popular como o carnaval. O brado-revolucionário de Fora Temer escapa de qualquer interpretação psicanalista que possa atribuir o ato a uma forma de desabafo contra uma representação simbólica edipiana na figura-tenebrosa de Temer. Não, Temer para os brasileiros-festeiros, não tem qualquer símbolo edipiano que se mostraria como sublimação no protesto coletivo.

  O simbólico desvanece em Temer. Os brados de Fora Temer que se fizeram concretude-política por todo o Brasil nasceram e se expressaram da experiência antidemocrática que o povo brasileiro vem sendo submetido. De formas que nessa realidade cruel não há elementos que sirvam à interpretação psicanalítica. Temer é o fator-sofrimento atual do povo brasileiro. A não mais suportável condição opressiva provocada pelo que há de mais insignificante e impotente na memória social do país.

    Os brados-revolucionários confirmam que o momento de extirpar o agente-patológico que obliterou a democracia no Brasil, encontra-se amadurecido. Esse é o momento. Se antes Temer já se encontrava em destroços, agora ele não passa de poeira, e o devir-povo não vai esperar a poeira baixar. Muito menos se ele virar cinzas, visto que há, lendariamente, algum perigo dele ressurgir das cinzas. Mas é somente lenda. Lenda não libera as potências políticas da história. E Temer e seus cúmplices, não tem qualquer qualidade para ser personagens históricos. E nem lixo, como alguns tolos dizem e escrevem, já que a história não produz resíduos. História é produção de existências satisfatórias.

     Por isso, que venha a Quarta-Feira de Cinzas que Deus é democrático!

     

BANDINHA DO OUTRO LADO FAZ FESTA MOSTRANDO QUE É NETA SINGULAR-ORIGINAL DE DIONÍSIO

4360506631_cce515d11b_oEntre os vários vetores fluxos mutantes e quantas desterritorializantes da Associação Filosofia Itinerante (Afin) que agenciam há mais de 14 anos em Manaus produções-moventes como corpos de novas formas de existir, sentir, ver, ouvir e pensar, a Bandinha do Outro Lado é festa singular e original da potência dionisíaca.

p1090569 p1090574 p1090576 p1090577 p1090581 p1090584 p1090589 p1090590 p1090599 p1090600A Bandinha do Outro Lado se imbricou como corpo dionisíaco há nove anos na Rua Jaú do Bairro Novo Aleixo, zona Leste de Manaus. Uma das muitas regiões populacionais desassistidas pelos governos reacionários que se apossaram do estado do Amazonas e da capital Manaus. Na linguagem politicofastra (linguagem do falso político, o tagarela do Legislativo, Executivo e Judiciário, corpos alienados da democracia), é um curral eleitoral onde esses personagens exploradores da miséria do povo, que eles mesmos fomentam, conseguem suas eleições, reeleições constantes.

Desde sua inicial apresentação nas ruas do bairro que a Bandinha do Outro Lado se atualiza como real através das próprias criações das crianças. Suas fantasias são concebidas e elaboradas por elas. Certo que com o auxilio de alguns moradores. Como Dona Antônia, por exemplo.

p1090602 p1090604 p1090609 p1090622 p1090627 p1090640 p1090652Como a Afin é um corpo comunalidade e sua atuação é sempre um processual coletivo, não seria coerente a Bandinha do Outro Lado, como expressão do personagem que forneceu corpos para a emergência do Teatro Grego, a Filosofia e a Política, que os moradores ficassem fora da composição festeira de seus netos.

p1090653 p1090663 p1090665 p1090678Nesse carnaval, que apesar de Temer e seus cúmplices golpistas, a Bandinha do Outro Lado fez sua festa em outra zona abandonada pelos exploradores governantes: Bairro Nova Cidade, que de novo só tem o nome: segue a antiga violência administrativa de outras zonas que não têm seus direitos urbanos garantidos. Fica no extremo de Manaus. Agora, a Bandinha do Outro Lado se apresenta na última rua, número 72, do bairro no limiar da mata, fronteira com um cemitério indígena. Porém, a potência dionisíaca-contínua segue a movimentação intensiva da poieses.

p1090686 p1090690 p1090691 p1090697 p1090702 p1090723 p1090742 p1090749 p1090757 p1090761Aqui a letra desse ano do carnaval da Bandinha do Outro Lado. Carnaval que vibrou por todo Brasil em um uníssimo Fora Temer! Para o bem da Democracia!

     A Bandinha do Outro Lado está na Nova Cidade Ô, Ô,Ô

     Veio lá do Novo Aleixo com sua festa vontade Ô,Ô

     Para fazer o carnaval Dionísio da criança

     Por isso, ninguém vai ficar fora da dança.

     “Corre, corre lambretinha”,” se a canoa não virar”,

     “Eu vou pra Maracangalha” “abre alas que eu quero passar”

     “Viva o Zé Pereira, viva o carnaval,

      Viva o Zé Pereira que a ninguém faz mal”.

     Vejam algumas imagens dionisíacas.

  Vejam um breve vídeo. 

OS BLOGS AFINSOPHIA E ESQUIZOFIA CANTAM E DANÇAM A MARCHINHA DO BLOCO DA SURUBA. CUIDADO! SURUBA NÃO É ORGASMO!

Resultado de imagem para imagens de temer com seus assessores

Resultado de imagem para imagens do deputado rodrigo maia com o empresário cavendish

A Associação Filosofia Itinerante (AFIN), através de seus blos Afinsophia e Esquizofia, lança a marchinha  “O Bloco da Suruba Não é Orgasmo”

Aqui apresentamos as estruturas-golpistas, de acordo com a concepção semiótica do filósofo estruturalista Roland Barthes, que permitiram a construção estrutural do texto antipolítico e anti-sexual.

Aliás,como já foi afirmado e con-confirmado, re-reafirmado, a única importância dos golpistas para nós é que eles nos fazem rir. É por esse talento deles que aproveitamos a demanda-deboche.

  Aqui apresentamos as estruturas, de acordo com a concepção estruturalista do filósofo Roland Barthes, que servirão para a arquitetura-estrutural da marchinha antipolítica e anti-sexual proporcionada pelos golpistas.

    Estrutura I – José Yunes, amigão do golpista-mor Temer, delata o outro amigão de Temer, Padilha (ou Quadrilha” dependendo do entendimento(.

   Estrutura II – Cavendish, amigão de Cabral, delata o presidente da Câmara-golpista, Rodrigo Maia (o ‘Botafogo’ dependendo do torcedor).

    Estrutura III – “Suruba”, produção de Romero Jucá ( o ‘porra’, dependendo do pornofônico).

    Estrutura IV – Confusão entre Suruba e Orgasmo com explicação do psiquiatra W. Reich, e do anttipsiquiatra David Cooper.

    Estrutura F – Golpista,por não ser democrata, não tem orgasmo.

            Escute o áudio. 

FOTO-PREMONITÓRIA-GOLPISTA: TEMER, SENTINDO QUE VAI SER EXPULSO DO CARGO USURPADO DE DILMA, TIRA FOTO COM FAIXA PRESIDENCIAL QUE, DEMOCRATICAMENTE, NÃO TEM DIREITO

IMG-20170125-WA0004

Resultado de imagem para imagens de temer com a faixa presidencial

 Não que estivesse sob o domínio do afeto ético, porque golpista se lixa para eticidade, mas o certo é que o golpista-mor Temer, já ha mais de sete meses no poder usurpado da presidenta Dilma Vana Rousseff, poder outorgado pelo povo em forma de mais ade 54 milhões de votos, vinha se despreocupando em posar para às câmeras fotográficas que lhe tornariam, segundo seu orgulho – Spinoza: o orgulho é uma ideia triste que o orgulhoso tem de si maior do que ele é -, perpetuado na história do Brasil como presidente.

 Ocorre, que a decisão de Temer, o golpista-mor, posar para às câmeras fotográficas, com o objetivo inútil de se tornar imortal, deve ser entendida como um ato premonitório. Ele sabe que vai ser expulso do cargo que não conseguiu pelas vias legais: eleição direta. Ele sabe que não tem qualquer qualidade para ser presidente da República, mas faz de conta que tem. Em psicanálise se chama “como se”. Ele se comporta “como se” fosse presidente para se manter no poder. Um “como se” que é sustentado pelas mídias delírio das massas reacionárias.

  Diante da implacável realidade democrática, ele decidiu posar com a faixa presidencial, porque sabe que vai ser expulso do poder que ele usurpou. Daí, que enquanto isso não ocorre, ele corre – rima rimada – para às lentes se iludindo que algum dia – e que dia – um desavisado estudante do primário vai responder à professora os nomes dos presidentes do Brasil e seu nome será pronunciado pelo aluno. Ledo, Ivo, engano. A professora, que estudou os filósofos Deleuze e Guattari, sabendo que a aula é um ato político, vai dizer: “Amigo, pule esse aí que ele jamais foi presidente. Passe para o próximo nome que é o tríplice-presidente Lula!”

   Então, Temer-futuro vai olhar para a foto e dizer, em forma de consolo, “Até que eu fiquei bem com essa faixa”. E alguém ouvindo o narcisismo-desativado, vai avaliar sua auto-consideração: “É verdade, ficou muito bem como fantasia carnavalesca, já que no carnaval toda fantasia cai bem”.

     Viva, Momo!  

A QUADRA MOMESCA ATIVA. ENQUANTO O BLOCO DE OLINDA FREVA O “FORA TEMER”, CAIADO, ACUSADO DE EXPLORAÇÃO DO TRABALHO ESCRAVO, QUER CPI CONTRA A IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE.

CARNAVAL

Imperatrizleopoldinense.com.br/Reprodução

“Sempre é carnaval, sempre é carnaval, vamos embora pessoal”. Fundado no ano de 1976 com o objetivo de contestar a ditadura civil-militar, o Bloco Eu Acho É Pouco”, de Olinda, continua mantendo a verve e o ativismo. É o que confirma a comemoração dos seus carnavalescos 40 anos.

Esse ano, estimulado pela contribuição alegórica dos golpistas, ele vai desfilar com indumentária ressaltando o golpista-mor: “Fora Temer”. Além de outras enunciações políticas na indumentária como “Lutaremos pela Liberdade Sempre”, Trumpocalipse, Golpe e Regresso, Por uma Mídia Democrática”. Enunciações que já se tornaram palavras de ordem e que são ressaltadas nas cores vermelho e amarelo. Cores do ouro.

Aqui a programação do Eu Acho é Pouco.

  • 4 de fevereiro: Baile Vermelho e Amarelo – Eu Acho é Pouco.
  • 25 de fevereiro: Eu Acho É pouco.
  • 27 de fevereiro: Eu Acho é Pouquinho.
  • 28 de fevereiro: Eu Acho é Pouco.

E fora do ritmo, já que burguês além de não descender de Dionísio, mas Mamon (deus da cobiça), sua alegria é compensatória como alimento material, lucro, e não a alegria que aumenta a potência de agir, como afirma o filósofo Spinoza, o senador Caiado (DEM/GO), fundador da União Democrática (imaginem que tipo de democracia) Ruralista (UDR), cuja família é acusada de exploração do trabalho escravo, vai propor ao Senado uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar quem são os financiadores da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense que vem com o Samba Enredo criado pela sensibilidade, inteligência, ética e engajamento dos sambistas Moises Santiago, Adriano Ganso, Jorge do Finge e Aldir Senn. Não esquecer que Caiado, apesar de caiado, é campeão do agronegócio.

O Samba Enredo toca no tema explorador realizado pelo agronegócio que envolve as terras indígenas e quilombolas. Aí a represália do senador latifundiário.

Olha a letra e o áudio aí, gente! E com a participação especial do amazonense David Assayag que foi além do Boi Bumbá.

Compositores: Moisés Santiago, Adriano Ganso, Jorge do Finge e Aldir Senna
Participação especial: David Assayag
Intérpretes: Tinga, Celino Dias, Tuninho Júnior e Tinguinha

BRILHOU… A COROA NA LUZ DO LUAR!
NOS TRONCOS A ETERNIDADE… A REZA E A MAGIA DO PAJÉ!
NA ALDEIA COM FLAUTAS E MARACÁS
KUARUP É FESTA, LOUVOR EM RITUAIS
NA FLORESTA… HARMONIA, A VIDA A BROTAR
SINFONIA DE CORES E CANTOS NO AR
O PARAÍSO FEZ AQUI O SEU LUGAR
JARDIM SAGRADO O CARAÍBA DESCOBRIU
SANGRA O CORAÇÃO DO MEU BRASIL
O BELO MONSTRO ROUBA AS TERRAS DOS SEUS FILHOS
DEVORA AS MATAS E SECA OS RIOS
TANTA RIQUEZA QUE A COBIÇA DESTRUIU

SOU O FILHO ESQUECIDO DO MUNDO
MINHA COR É VERMELHA DE DOR
O MEU CANTO É BRAVO E FORTE
MAS É HINO DE PAZ E AMOR
SOU GUERREIRO IMORTAL DERRADEIRO
DESTE CHÃO O SENHOR VERDADEIRO
SEMENTE EU SOU A PRIMEIRA
DA PURA ALMA BRASILEIRA

JAMAIS SE CURVAR, LUTAR E APRENDER
ESCUTA MENINO, RAONI ENSINOU
LIBERDADE É O NOSSO DESTINO
MEMÓRIA SAGRADA, RAZÃO DE VIVER
ANDAR ONDE NINGÚEM ANDOU
CHEGAR AONDE NINGUÉM CHEGOU
LEMBRAR A CORAGEM E O AMOR DOS IRMÃOS
E OUTROS HERÓIS GUARDIÕES
AVENTURAS DE FÉ E PAIXÃO
O SONHO DE INTEGRAR UMA NAÇÃO
KARARAÔ… KARARAÔ… O ÍNDIO LUTA PELA SUA TERRA
DA IMPERATRIZ VEM O SEU GRITO DE GUERRA!

SALVE O VERDE DO XINGU… A ESPERANÇA
A SEMENTE DO AMANHÃ… HERANÇA
O CLAMOR DA NATUREZA
A NOSSA VOZ VAI ECOAR… PRESERVAR!

 

TRANSMISSÃO DO CARNAVAL POVÃO DA BAHIA PELA TV BRASIL E TVE MOSTRA UMA RALIDADE DIONISÍACA DIFERENTE DO “CARNAVAL” CAPITALISTA

Carnaval 2015:  Saída do Olodum, no Pelourinho.

Na noite de ontem, e madrugada além, a emissora de televisão da Bahia TV Educativa, em parceria com a TV Brasil, a mais importante sensorial e cognitivamente rede de programação de TV do Brasil, a única que sabe que comunicação é serviço público e disciplina cívica, mostraram para o Brasil e sessenta e tantos país como se faz carnaval com a essencialidade dionisíaca.

As duas emissoras se mostraram engajadas com a essência do carnaval: o povo se manifestando livre em festa coletiva produzida e dirigida por ele mesmo. Sem amarras, no sentido literal, como as apresentadas pelos comerciais trios elétricos que fizeram do carnaval baiano um instrumento de lucro, principalmente dirigido aos turistas. Trios elétricos que foram institucionalizados pelos partidos políticos e representantes partidários como foi o caso do ex-governador e ex-senador, finado, Antônio Carlos Magalhães, o Toninho Malvadeza. O avô calculista do Axé Music a manifestação capitalista que alienou musicalmente o sentido dionisíaco do carnaval baiano.

As transmissões da TV Educativa e a TV Brasil mostraram outra Bahia carnavalesca. Uma Bahia que brinca carnaval muitos antes de sair pelas ruas. Brinca no momento das confecções das fantasias pelas famílias e moradores. Comunidades inteiras que fazem parte da população baiana que não faz gênero e nem tem pruridos burgueses mostrados pelo glamour de outra forma de carnaval apresentado pelos trios elétricos tipo Toninho Malvadeza.

As emissoras mostram o carnaval de rua, o carnaval pipoca, carnaval dos blocos que carregam o verdadeiro axé com cheiro claro e embelezador do povo. Um carnaval solto, se movimentando pelas ruas populares de Salvador com brincantes que não fazem caras e bocas. Com brincantes que se mostram autênticos em seus dançares, cantares e relações coletivas.

Entre tantos foliões criativos e festivos mostrados pelas duas emissoras, ainda teve a transmissão da apresentação de vários artistas no Pelourinho. Graciosamente, Pelô. Paulinho da Viola, Riachão, o ícone da música baianas no auge de seus 95, Claudete Macedo e outros. Um espetáculo de intensa vibração! É mole! Alegria própria do carnaval sem amarras. Do carnaval dionisíaco. Do Dionísio Negro expressado no candomblé, macumba e umbanda dos blocos afros. Resplandescência africana-brasileira.

Os blocos populares na ordem de uns 120 contam com a parceria do Projeto Ouro Negro que estimula as festas populares no carnaval. Uma expressão da politica-cultural-social do governador Rui Costa do Partido dos Trabalhadores que entende muito bem da importância da população principalmente a parte discriminada pela burguesia reacionária, anêmica e satisfeitas que pretende ser proprietária do Brasil. Só que no carnaval popular baiano ela não se cria e nem se estabelece.

Se você é daqueles foliões que gosta de vivenciar o carnaval em casa, aproveite dê uma ligada na TV Brasil e na TV Educativa. Pois, assistindo essas emissoras, você estará realizando duas satisfações. Uma a de curtir um carnaval originalmente dionisíaco. E outra estará permitindo audiência a duas emissoras públicas que se preocupam com seus sentidos e sua cognição. Preocupação que TVs do tido TV Globo, Band, SBT, e suas semelhantes, não possuem. Elas se preocupam mesmo é só com o deus delas: o lucro capitalista.

DIONÍSIO CONCLAMA OS LIVRES: É CARNAVAL, É CARNAVAL, VAMOS EMBORA PESSOAL! AS DIREITAS NÃO BRINCAM, SÃO ESCRAVAS

carna 001

Dionísio mandou soltar os sátiros e as ninfas! Então, o que estamos esperando? Vamos à embriaguez-criadora que é o carnaval, enquanto a carne não vai. A dogmática diz: carnaval é a carne vai. Mas a carne é o abrigo, ou morada, da sensualidade. Sem carne não há sensibilidade, e não havendo sensibilidade não há conhecimento. E não havendo conhecimento não há festa. Ainda mais, festa dionisíaca.

carna 003Dizem os empiristas: nada existe na mente sem que antes tenha passado pelos sentidos. O que significa que as representações-imagéticas do mundo humano são produzidas primeiramente pelos sentidos. Uma imagem alegre ou uma imagem triste tem seu nascedouro na sensibilidade. Os significados alegres e tristes já são produtos da cognição.

Daí que o carnaval, com a carne bem disposta-sensivelmente, é um reflexo epistemológico da sensibilidade. A embriaguez ou estado euforizante que proporciona a festa dionisíaca é um movimento-vital da poiesis e da práxis. Daí o carnaval ser uma manifestação poiética e produtiva. A liberação que ele proporciona é uma forma geral de revitalização da vida como consagração do existir. Já dizia o filósofo Nietzsche, um filho de Dionísio.

car 001Não é por acaso que não só a estética-trágica saiu de Dionísio como também a filosofia. Ambas exaltam a vida como processual continuou como diziam os gregos como Heráclito. Quando Nietzsche afirma que não acredita em um deus que não dance ele afirma que a vida é uma festa. Como a filosofia é uma festa comunitária.

Apesar da Igreja Católica, ter usado elementos dionisíacos, como a celebração da missa, a estética-teatral, mesmo considerando o teatro uma arte profana-pagã, e os pensamentos filosóficos de Platão e Aristóteles para estruturação de sua dogmática, entretanto ela não teve a sinceridade de deixar o carnaval em seu devir-natural. Para isso aplicou a pena do castigo e da condenação aos foliões que fazem uso de suas sensibilidades como corpus de produção do movimento-vital. Crasso erro!

O carnaval como emanação dionisíaca, movimenta-se, em seus primórdios, como festa agrária da coleta da uva, depois transformada em vinho. O néctar dos deuses. De onde nasce o conceito-natural de cultura: colere, o que cria-vida. Cultura, fazer brotar a vida. Nada a ver com dogmática. Dai que brincar o carnaval significa tomar parte em uma festa coletiva pulsante da vida. Nada que as direitas, como escravas da negação da vida, o existir-reativo, possa vivenciar.  Nelas não há cultua a vida, mas sim tânatos, a morte. Basta observar o comportamento paranoico delas perpetrando trapaças e conspirações contra a democracia brasileira.  

carna 002Daí que não se pode descarnar a vida, mesmo pela força da dogmática. Então, o devir é carnavalesco! Não há “pecado” principalmente abaixo do equador, como diz Chico Buarque. Vamos fazer um frevo rasgado que ninguém é de ferro.

Vamos nessa que o carnaval com seu espírito dionisíaco-comunitário é uma festa-política! Uma festa democrática! Para quem a existência é um espírito filosófico e uma concepção estética, sempre é carnaval! Por isso, vamos embora pessoal!    


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4,001,043 hits

Páginas

julho 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031