ATO EM CURITIBA COM LULA, BOULOS E MANUELA EM DEFESA DA DEMOCRACIA ENCERRA CARAVANA

LULA PELO BRASIL
Presença de pré-candidatos é um desagravo após onda de agressões que culminou com disparos de tiros contra dois dos três ônibus da comitiva do ex-presidente
por Redação RBA.
 
RICARDO STUCKERT
Lula na IFFS

São Paulo – A Caravana Lula pelo Brasil termina nesta quarta-feira (28), em Curitiba, sua quarta edição, desta vez pela região Sul. O ato de encerramento está previsto para as 17h, na Boca Maldita, centro da capital paranaense. E mais do que fechar um percurso de 3.300 quilômetros por duas dezenas de cidades, o ato deve ser converter numa grande manifestação em defesa da democracia e contra o fascismo. 

Os pré-candidatos à Presidência da República Guilherme Boulos (Psol) e Manuela D’Ávila (PCdoB) já confirmaram presença. Ciro Gomes (PDT) também foi convidado, mas se encontra fora do país.

Será um desagravo após uma onda de atentados movidos a paus, pedras, chicotes contra trabalhadores e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. E que culminou com disparos de tiros contra dois dos três ônibus que levavam convidados e jornalistas ao assentamento 8 de junho, em Laranjeiras do Sul, onde foi erguido um campus da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), durante o governo Lula, em 2007.

RICARDO STUCKERTLula em Quedas do Iguaçu
Com comunidades indígenas, em Quedas do Iguaçu
RICARDO STUCKERTLula na UFFs
Com comunidade acadêmica na Universidade Federal da Fronteira Sul

Antes, a caravana havia experimentado um dia de muito acolhimento na passagem por Quedas do Iguaçu, como em todos as cidades, assentamentos, praças, escolas e empreendimentos agroecológicos visitados. Foram celebrações de gratidão, pelo que foi feito, e de esperança, pelo que ainda pode ser feito se a democracia prevalecer. Os depoimentos de um professor e de uma estudante da UFFS traduzem em parte esses sentimentos

Micheli Becker, 24 anos,

Formada em Engenharia de Aquicultura na Universidade Federal Fronteira Sul e cursando mestrado

Por que mulheres não foram para o enfrentamento contra o Lula? Porque  viram que ele colocou comida na mesa, melhorou a educação para os filhos, sentem no dia a dia as melhorias mais do que o homem.

Sou de Querência do Norte, noroeste do Paraná, de um assentamento do MST. Estava trabalhando na brigada do movimento, e uma mulher falou sobre a existência da UFFS. Naquela época, era mais um sonho, a gente não tinha nem sede própria, nada. Foi em 2011.

Fiz minha inscrição pelo site, passei na primeira chamada, e vim. Com o passar do tempo, a gente conseguiu vir para esse lugar, que é o nosso bloco definitivo. Aí consegui terminar Engenharia de Aquicultura, em cinco anos. Terminando, consegui entrar no mestrado, em Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável. Entrei na terceira turma.

O campus Laranjeiras do Sul é o único dentro de um assentamento. Para mim, que sou do MST, é um orgulho muito grande. Assim como eu, muitos filhos de agricultores, que não teriam oportunidade de fazer o ensino superior, – foi uma das últimas coisas que Lula fez, a criação da UFFS. E a gente tem. Temos um quadro de professores muito bom, a maioria com doutorado. A gente está na expectativa em ter o primeiro doutorado da UFFS aqui, no campus Laranjeiras do Sul, também na área da agroecologia.

Meus pais estão assentados em Querência do Norte, no assentamento Portal do Tigre. Tem mais ou menos 300 famílias. Quando vim para a universidade, acessei o programa estudantil para a manutenção de alunos de baixa renda, como eu. Durante toda a graduação, tive incentivo do governo federal, através de bolsa – o auxílio-permanência.

Aqui era assentamento Oito de Junho. Agora não é mais. O Oito de Junho cedeu os dois lotes para a construção da universidade, o terreno passou a ser público.

Importância da agroecologia

Meus pais têm produção de arroz orgânico, certificado pela Rede Ecovida. Na Rede Ecovida, não se busca simplesmente um produto orgânico, e sim um produto agroecológico, porque leva em conta essa questão do social. Para mim, poder estar estudando o que os meus pais já faziam na prática foi uma oportunidade de ouro, que aproveitei.

Agroecologia é uma ciência. Muita gente conhece como prática, muito comparado com o orgânico, mas na verdade a agroecologia é uma ciência. O nosso curso se propõe a pensar os problemas que a gente vive na sociedade, principalmente a intensificação da produção, pensando nisso de uma forma holística. É conseguir ver o todo do problema, com uma visão macro, para poder discutir, junto com os agricultores, e pensando formas de resolver esses problemas, levando em consideração todo o custo social, ambiental, que isso pode ter para o restante da população.

O nosso mestrado tem duas linhas: uma de entrevistas com agricultores, sobre problemas práticos; e a minha, mais laboratorial. Estou estudando uma forma alternativa de tratamento de doenças em peixes. Seguindo a minha graduação, na parte de piscicultura, estou fazendo trabalho com erva mate e outras plantas, com o extrato delas, para combater. É uma atividade prática.

A gente tem uma diversidade muito grande. Na minha turma, tinha enfermeiro, nutricionista, agrônomo, historiador, geógrafo. Essa ideia da agroecologia de pensar de forma diferente proporciona que outras áreas se conectem, cada um trazendo do macro para a sua área para tentar pensar de forma diferente e resolver aquele problema.

Machismo e empoderamento da mulher

O sul é muito patriarcal. Normalmente o homem responde pela família. Só que, na agroecologia, dentro da Via Campesina, a gente tem uma coisa muito assim: quando a vida está ameaçada, quem sai à luta é a mulher.

Por que mulheres não foram para o enfrentamento contra o Lula? Porque elas viram que ele colocou comida na mesa, melhorou a educação para os filhos, sentem no dia a dia as melhorias mais do que o homem, que está preocupado normalmente em aumentar o patrimônio da família. Não é aquela coisa do dia a dia…

Por que a gente tem toda essa dificuldade? É uma construção histórica. Aqui na instituição, os cursos ainda tem muito mais homens do que mulheres. Eu estou formada e encontrando dificuldade no mercado de trabalho. Por que não tenho qualificação? Não, me formei entre os melhores da turma, mas a área que eu escolhi é dominada pela questão dos homens.

Os agricultores têm essa mentalidade patriarcal. Para eles, chegar uma mulher na propriedade para dizer como ele tem que fazer para produzir peixe é um choque, por que a assistência técnica sempre foi feita por homens.

Tanto para mim, que sou da Engenharia da Aquicultura, como as minhas amigas que se formaram em Agronomia, temos muita dificuldade na busca pelo campo de atuação. Exatamente porque o sul, até pela própria colonização – de alemão e italiano –, é uma coisa mais patriarcal, onde o homem decide as coisas. A gente está passando por um período de transição, e de a mulher se assumir e se desafiar a fazer novos papeis dentro da sociedade.

Paulo Henrique Maia, 51 anos

Professor de Agronomia na UFFS

Nossos cursos são bem conceituados. O grande problema da elite é ver o filho do trabalhador rural fazer o concurso junto com o filho deles e passar. As pessoas que querem estudar fazem isso com qualidade. Durante oito anos, demonstramos que essa universidade é de qualidade

A universidade foi fundada no dia 15 de setembro de 2009. Ela é uma universidade com campi no Paraná, Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Em Laranjeiras do Sul temos cursos nas áreas de educação agrária. Temos curso de Agronomia com ênfase na agroecologia, tem curso de Engenharia da Agricultura, Ciências Econômicas no Cooperativismo e Gestão de Agroindústria. Tem um curso de Educação na área de Ciências da Terra.

O nosso campus conta com mais de 1.200 alunos e temos dois mestrados: um sobre agroecologia e desenvolvimento rural sustentável e outro na ciência de alimentos. Ao todo, em todas as universidades, deve ter uns 15 mil alunos.

Nós começamos aqui numa estrutura emprestada. Durante o governo Lula e Dilma construímos esse campus que está afastado 4 quilômetros do centro da cidade. Conta com 40 laboratórios equipados, 40 salas de aula, um restaurante universitário, um bloco de 90 professores e 70 técnicos

Integralização do ensino

Nosso exemplo é importante para o atendimento das populações locais. Nosso campus funciona num assentamento da reforma agrária e os nossos cursos são formados em 70% por alunos da região. Vêm os agricultores aqui do lado para cursar Agronomia, Engenharia e saem daqui trabalhando na própria região. Isso é importante para o desenvolvimento local.

Aqui todos os alunos que têm dificuldades socioeconômicas têm uma bolsa, que foi promessa da Dilma. A gente cumpriu isso nesse campus graças ao trabalho de uma equipe impressionante que temos na universidade, principalmente, na área de serviço social. Isso é um fato importante para manter os alunos.

Existem preconceitos das pessoas que são ignorantes. Por exemplo, há pessoas que vêm para cá e acham que vai ser um ato de politicagem. Não, a universidade é criada por lei e nunca sairá daqui. Existe muita truculência, sim. Mas aqui temos filhos de assentados e pequenos agricultores que vêm para fazer uma faculdade de qualidade.

Os nossos cursos são bem conceituados. Acho que o grande problema da elite é ver o filho do trabalhador rural fazer o concurso junto com o filho deles e ver a gente passar. As pessoas que querem estudar fazem isso com qualidade. Durante os oito anos, demonstramos que essa universidade é de qualidade.

Com reportagem de Cláudia Motta, em Laranjeiras do Sul (PR)

registrado em:         

Anúncios

0 Responses to “ATO EM CURITIBA COM LULA, BOULOS E MANUELA EM DEFESA DA DEMOCRACIA ENCERRA CARAVANA”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4,176,410 hits

Páginas

Arquivos

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: