UMA CARTA AO FUTURO: NOVA ENCICLOPÉDIA ESMIÚÇA PAPEL DA MÍDIA NO GOLPE

JORNALISMO À BRASILEIRA
Livro reúne conhecedores do “jornalismo à brasileira” por dentro e por fora, e desnuda seu papel no golpe de 2016 – da promoção da ignorância ao massacre da democracia
por Paulo Donizetti de Souza, da RBA.
 
DIVULGAÇÃO

Enciclopédia do Golpe

Em sentido horário: Mírian Gonçalves, Giovanni Alves, Wilson Ramos Filho, Miguel do Rosário, Maria Inês Nassif e Mino Carta

São Paulo – Está nas rotativas o segundo volume da Enciclopédia do Golpe. O primeiro foi lançado em novembro. E tratou em diversos artigos e diferentes abordagens de como integrantes do sistema de Justiça, da República de Curitiba às cortes superiores, serviram de alavanca para a deposição da presidenta Dilma Rousseff. E para botar em seu lugar executores de planos de governo que a população brasileira rejeitou sucessivamente nas urnas em todas as eleições presidenciais deste século.

O segundo volume (Editora Praxis) tem como subtítulo O Papel da Mídia, e traz em artigos, ou “verbetes”, métodos, técnicas e estratégias que fizeram dos donos dos meios de comunicação outro alicerce fundamental do golpe de 2016.

A Operação Lava Jato como verdadeira agência de notícias a abastecer o noticiário da mídia comercial. O desempenho orquestrado dos jornais impressos. A fábrica de notícias falsas como forma de induzir a sociedade a apoiar um processo de impeachment. Como atores externos alimentaram essa orquestração. O uso calculado das fotografias, dos telejornais de massa, das capas de revista e das redes sociais. O terrorismo econômico e o abastecimento do fascismo, dos preconceitos e da misoginia. Estas e outras questões que escancaram o papel da imprensa são tratadas em 28 “verbetes” destrinchados por especialistas em diversas áreas de atuação, na imprensa e na política (veja lista de temas e autores no quadro ao final deste texto.)

A publicação é coordenada pelo sociólogo Giovanni Alves, o jurista Wilson Ramos Filho, os jornalistas Maria Inês Nassif e Miguel do Rosário e organizada pela advogada Mírian Gonçalves, ex-vice-prefeita de Curitiba. Autora do prefácio, Maria Inês observa que os brasileiros ainda precisarão de mais alguns anos para entender a complexidade do golpe, mas que a extensão pode ser compreendida rapidamente. “Nos dias seguintes ao golpe, os cidadãos deste país assistiram a uma sucessão de horrores: para cada noite de sono, um dia de pesadelo; para cada noite mal dormida, uma manhã que revelava ao brasileiro médio mais uma conquista perdida, menos um direito”, assinala a jornalista, lembrando dos primeiros “frutos” de um processo resultante dos cenários de justiçamentos e do clima montados para atrair e iludir as massas.

Esta postagem traz logo abaixo, como aperitivos da obra, o prefácio de Maria Inês e a introdução assinada pelo jornalista Mino Carta, diretor da CartaCapital. Os demais verbetes serão oferecidos ao leitor em breve, segundo Maria Inês, em doses semanais – a RBA os publicará tão logo estejam disponíveis. Os autores pretendem expor a debates esses acontecimentos tão contundentes para a história do Brasil e promover uma intensa agenda de lançamentos em diversas capitais e no Fórum Social Mundial, que espera receber 60 mil pessoas de 13 a 19 de março, em Salvador.

Em seu texto, Mino Carta registra que o jornalismo à brasileira sempre serviu à casa-grande, embora nunca de forma tão acintosa conforme se deu depois da eleição de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002, para atingir o auge da sua ação desinformante desde as manobras contra a reeleição de Dilma Rousseff, que desaguam no golpe de 2016. “Para entender a mídia nativa, é preciso entender o Brasil, desde a fundação da República até os dias de hoje”, explica Mino.

Para ele, os donos da mídia atuam como propagandistas da desgraça e “apostam na resignação e na ignorância do povo brasileiro”. “O jornalismo à brasileira é digno apenas do país da casa-grande e da senzala. Unido no empenho de manter o monstruoso desequilíbrio social, assume-se como antítese da democracia, com o beneplácito agradecido do establishment.”

Além de seu valor como documento político de uma época, Enciclopédia do Golpe – O Papel da Mídiaserá de grande interesse para leitores, espectadores e internautas entenderem como são feitos os produtos que consomem, para jornalistas, estudantes e historiadores. E para qualquer cidadão desejoso de interpretar com outros olhares o momento pelo qual passa o país sem precisar dos livros de história de amanhã. É uma “carta ao futuro em tempos de horror”, como define Maria Inês Nassif no título de seu prefácio.

Enciclopédia do Golpe – O Papel da Mídia | Prefácio de Maria Inês Nassif e introdução de Mino Carta.
Livro impresso será lançado no início de março

Os “verbetes” e seus autores

Agência Lava Jato, Paulo Moreira Leite

Comunicação pública, Laurindo Lalo Leal Filho

Constituição midiática, Rogerio Dultra dos Santos

Diários nacionais, Fernando Antônio Azevedo

Fake news, Camilo Vannuchi

Falso consenso, Miguel do Rosário

Fascismo, Bajonas Teixeira de Brito Junior

Fotografia, Lula Marques

G de golpe, Rodrigo Vianna

Grupo RBS, Marco Weissheimer

Imperialismo, Francisco Sierra Caballero

Manchetes, Olímpio Cruz Neto

Mercado, Francisco Fonseca

Misoginia, Eleonora Menicucci e Júlia Martim

Não regulamentação, Tarso Cabral Violin

Ódio à arte, Christiele Braga Dantas

Organizações patronais, Renata Mielli

Pacto das tevês, Altamiro Borges

Partidarismo midiático, João Feres Júnior

Reacionarismo em rede, Sandra Bitencourt

Redes sociais, Emerson U. Cervi

Revistas semanais, Frederico de Mello Brandão Tavares

Sequestro do jornalismo, Frederico Füllgraf

Telejornais, Bia Barbosa

Terrorismo econômico, Bruno Santos

Vocação golpista, Paulo Henrique Amorim

Voz de deus, Elson Faxina

Vozes dos donos, Patrícia Cornils

Anúncios

0 Responses to “UMA CARTA AO FUTURO: NOVA ENCICLOPÉDIA ESMIÚÇA PAPEL DA MÍDIA NO GOLPE”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Acesse esquizofia.wordpress.com

esquizofia.wordpress.com

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4,194,090 hits

Páginas

fevereiro 2018
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  

Arquivos

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: