FLÁVIO AGUIAR: DE JUÍZES E JUÍZOS, OU DA FALTA DE

LIXO DA HISTÓRIA

Apressamento em julgar o recurso da defesa do ex-presidente Lula pelo TRF-4 é mais nova expressão da hipocrisia que tornou-se “a alma do negócio” da mídia brasileira
por Flavio Aguiar.
 
CC – WIKIMEDIA
MoroLula.jpg

Hipocrisias: com argumento de ‘definir’ o cenário para as eleições 2018, parte do Judiciário e da mídia promovem perseguição política contra Lula

Dizia La Rochefoucauld, escritor francês do século XVII, que “a hipocrisia é uma homenagem que o vício presta à virtude”. Mas hoje em dia, em várias frentes, a hipocrisia não presta mais homenagem a nada: ela tornou-se a própria alma do negócio. 

Cevar a mentira com ares de moralismo transformou-se na prática comum em várias frentes, do jornalismo aos tribunais, dos tribunais à política. Mentir com convicção de verdade: este é o motto, por exemplo, da prática disseminada das “fake news”, expressão que já existia no jornalismo, mas que o presidente Trump revigorou na sua defesa diante das acusações de ter-se conectado, por meio de assessores e familiares, com operadores russos.

É verdade que a Rússia tornou-se uma espécie de bode expiatório universal. Para parte da mídia ocidental, tudo é culpa da Rússia, da derrota de Hillary Clinton nos EUA ao movimento da independência da Catalunha na Espanha, passando pela guerra interminável na Síria. Porém cabe ao acusadores de Trump apresentar provas e a ele cabe se defender. Porém, quanto mais ele e seus assessores se manifestam, mais sua defesa se enreda num cipoal de declarações que se contradizem entre si.

Também se deve pôr na conta da hipocrisia suas declarações de que o reconhecimento pelos EUA de Jerusalém como capital de Israel (“eterna”, segundo sua campanha) não prejudica a perspectiva de paz na região, ou de solução negociada para o conflito entre israelenses e palestinos. 

Há exemplos também vigorosos no passado: grande parte da mídia ocidental comprou, sem qualquer juízo crítico, a acusação de que Saddam Hussein armazenava armas de destruição em massa para justificar a invasão do Iraque e sua deposição.

Não há, portanto, qualquer originalidade por parte da mídia brasileira “mainstream” ao aderir à prática da hipocrisia. Talvez haja mais grossura, em comparação com alguns de seus pares na mídia internacional.

A última versão desta atitude hipócrita consiste em propalar seu “alívio” pelo apressamento do TRF da 4ª Região em julgar o recurso da defesa do ex-presidente Lula diante de sua condenação pelo juiz Sérgio Moro no caso do apartamento no litoral paulista. Este propalado “alívio”, que vem algumas vezes seguido do comentário igualmente hipócrita de “seja qual for a decisão”, se estriba no argumento de que assim pode-se “definir” com mais clareza o cenário eleitoral de 2018. Caso contrário, este ficaria “conturbado”. 

Ora, ele já está devidamente “conturbado” pelo golpe de 2016, pela perseguição implacável (o chamado lawfare) contra Lula, praticada por procuradores, juízes, policiais e pela própria mídia. O dito “apressamento” é parte do “lawfare” e da conturbação do cenário eleitoral. Ele vem acompanhado de toda a sorte de especulações que visam também conturbar o cenário eleitoral, das quais a mais perfeita é a da adoção do “semi-presidencialismo”, expressão que visa traduzir na esfera política, com semi-requintes de pseudo-polidez, a cassação pura e simples do conceito de soberania popular, bem como a cassação da já moída Constituição de 1988, a melhor que já tivemos.

Não esqueçamos que parte desta mesma mídia golpista se referia a ela como “a Constituição cidadã”, e que esta era uma expressão pejorativa…

A condenação de Lula sem qualquer prova já é uma trágica piada jurídica de mau gosto. Tem razão o juiz-presidente do TRF-4, Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, em dizer que esta condenação vai entrar para a História. Entrará, sim, mas não pela porta da frente, cobrindo a testa de quantos a montarem de louros gloriosos. Vai entrar, sim, mas pela lata de lixo, fazendo companhia, como já escrevi anteriormente, às práticas de Roland Freisler na Alemanha nazista, de Andrey Vichinsky na URSS de Stalin e de Joe McCarthy nos EUA que, antes de ser senador, foi também juiz. Todos eles primavam pela prática da usurpação de funções: eram juízes, mas também promotores; pré-julgavam, antes mesmo de acusar.

McCarthy levou esta prática para o Congresso norte-americano, onde tornou-se senador e deixou, como marca, seu nome vinculado à ideia de injustiça e perseguição, ao contrário de justiça e equilíbrio na investigação.

Na mesma lata de lixo da História, embrulhados no mesmo papel que a condenação e os procuradores e juízes sem juízo, irão parar todos os arautos desta mídia “mainstream” que esbravejam pela condenação do ex-presidente, por sua prisão e amputação da vida política.

Anúncios

0 Responses to “FLÁVIO AGUIAR: DE JUÍZES E JUÍZOS, OU DA FALTA DE”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4,155,086 hits

Páginas

dezembro 2017
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: