GGN: FIFAGATE ENTRA NA QUARTA SEMANA DE JULGAMENTO COM ACUSAÇÕES DE HAWILLA. POR PATRÍCIA FAERMANN


Foto: Spencer Platt/Getty Images

Entenda como funcionou o esquema de pagamentos pela Traffic para direitos de transmissão a diversos cartolas. Gravações telefônicas, mensagens de texto e comprovantes bancários são provas levantadas por Hawilla em colaboração com a Justiça norte-americana. Detalhes foram dados na audiência desta segunda e terça-feira.
Patrícia Faermann
Jornal GGN – Na quarta semana do julgamento do escândalo de corrupção na FIFA pela Corte do Brooklyn, nos Estados Unidos, o depoimento do empresário brasileiro J. Hawilla, proprietário da empresa de marketing esportivo Traffic, é o destaque das investigações. 
 
Os detalhes de como funcionava o esquema de pagamento de propinas a cartolas como o ex-presidente da Conmebol, Nicolas Leoz, ao ex-presidente da Associação de Futebol Argentino, Julio Grondona, e ao ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, renderam a Hawilla o perdão de parte dos crimes cometidos. Ainda assim, o empresário deve receber uma pena de até 80 anos, além do pagamento de multa que já está sendo feito.
 
Boa parte do depoimento de Hawilla na manhã de hoje foi destinado a transmitir diversas gravações dele, em chamadas telefônicas a Kleber Leite, dono da empresa de marketing esportivo Klefer e ex-presidente do Flamengo, sobre as propinas envolvendo a Copa do Brasil. 
 
 
As gravações já haviam sido entregues pelo ex-presidente da Traffic à Justiça norte-americana, e foram feitas, inclusive, em colaboração com o FBI durante o processo de delação do empresário no julgamento do FIFAGate.
 
Na noite desta segunda-feira (04), o Uol conversou com Kleber Leite, que colocou em xeque a veracidade das transcrições, cujos trechos foram acessados pelo jornal. “Estranho profundamente isso. Você ouviu o áudio? Transcrição é uma coisa relativa. Tanto que há a transcrição do áudio de uma conversa do Hawilla comigo que não corresponde à realidade. Coloco em dúvida tudo isso, não é verdade. São três pessoas sendo julgadas, e passam a tarde sem nada que se relacione às três pessoas. São réus confessos contando piadas, proezas da vida deles. São áudios que absolutamente não correspondem à realidade. É um atentado à democracia”, havia dito.
 
Entretanto, para não restar dúvidas sobre os conteúdos das chamadas, as gravações foram transmitidas na manhã desta terça na Corte do Brooklyn. E foi imediatamente após serem ouvidas que Hawilla começou a detalhar caso a caso sobre as provas reveladas.
 
As gravações teriam sido feitas nos primeiros meses de 2014, quando o ex-presidente da Traffic trabalhava para obter de Leite a confissão do pagamento de propinas a Ricardo Teixeira, Jose Maria Marín e Marco Polo Del Nero, e também para esclarecer à Justiça quanto teria sido destinado a cada um dos cartolas.
 
De acordo com o jornalista do BuzzfeedNews Ken Bensinger, em determinado momento, Leite mostra a desconfiança na chamada: “Eu acho que o telefone é uma coisa muito perigosa, sabe… Acho que é melhor a gente falar sobre isso pessoalmente”, teria manifestado o empresário e ex-presidente do Flamengo.
 
Foi apenas no dia 31 de março daquele ano que Leite envia a Hawilla uma mensagem de texto com a informação do pagamento de propina: “No passado era 1,5. Agora, contando o passado e futuro, adicionado, 2.0”. A referência era que o plano anterior era para pagar um total de R$ 1,5 milhão pra três funcionários, mas houve um aumento para R$ 2 milhões.
 
Ainda, para comprovar sua fala, além da própria mensagem de texto, o empresário anexou cópias de transferêncais bancárias, em dólares, equivalentes a R$ 1 milhão da Traffic destinadas à Klefer, como metade dos pagamentos de subornos, com a referência da transferência escrita “Copa do Brasil 2013”.
 
Novamente, repetiu que houve repasses de propinas a Teixeira, Marco Polo e Marin. No depoimento, contou que após um mês da assinatura do acordo, Kleber Leite o chamou para dizer que “tínhamos um acordo para pagar subornos”. Inicialmente, Leite teria dito que seriam R$ 1,5 milhão por ano, o total de R$ 500 mil para cada um dos cartolas.
 
De acordo com Ken Bensinger, que acompanha os depoimentos, as propinas eram pagas para direitos comerciais e de televisão, para direitos de patrocínio e para contratos com as agências.
 
“A categoria de direitos inclui a Copa da CONCACAF e Champions League, os campeonatos da Copa Libertadores, Copa América, Copa Sudamericana, Sul-americano Sub-17, Sub-19 e Sub-20; Centenário da Copa América; Copa do Caribe; Copa do Brasil e amistosos brasileiros; Eliminatórias da Copa do Mundo em casa, a Copa do Mundo FIFA, e os jogos olímpicos da CONCACAF e da CONMEBOL”, informou o jornalista.
 
Já para os direitos de patrocínio, Hawilla não foi responsabilizado pelos crimes que remontam a 1989, de marcas como a Umbro; Nike Europa; Coca-Cola Brasil; Coca-Cola; e Pepsi-Cola. Questionado pelo tribunal norte-americano sobre estes acordos, Hawilla disse que se tratavam de “empresas legais”.
 
Da mesma forma, o empresário brasileiro não será acusado pelas negociações feitas, entre 1995 e 2014, com a Match Hospitality AG, empresa inglesa e mexicana que controla a maior parte da comercialização de bilhetes da FIFA, hospitalidade e acomodações, e detinha estes direitos para a Copa do Mundo de 2014 e a Copa das Confederações 2013.
 
“Outro tema que gerou também imunidade a Hawilla foram os contratos de representação da Traffic com a CBF do Brasil e com a Match Hospitality AG. Não forneceram detalhes, mas Hawilla e o Grupo Águia do Brasil foram os responsáveis da Match por vender bilhetes e pacotes VIP do Mundial de 2014”, detalhou, ainda Bensinger, sobre o julgamento.
 
Por confessar parte da culpa, o brasileiro J. Hawilla concordou em pagar US$ 151 milhões ao governo dos Estados Unidos, sendo que US$ 25 milhões destes teriam que ser pagos no momento em que se confessou, e o restante deveriam ser divididos em duas parcelas posteriores. 
 
Ele ainda não cumpriu com o acordo da multa estabelecida pela justiça norte-americana. Culpando a crise econômica brasileira, o empresário disse que não conseguiu vender a Traffic, o que agora se tornaria ainda mais difícil. Por isso, pediu um maior limite de prazo. Do total, ainda deve US$ 106 milhões.
 
Anúncios

0 Responses to “GGN: FIFAGATE ENTRA NA QUARTA SEMANA DE JULGAMENTO COM ACUSAÇÕES DE HAWILLA. POR PATRÍCIA FAERMANN”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4,077,767 hits

Páginas

dezembro 2017
D S T Q Q S S
« nov    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

%d blogueiros gostam disto: