TOLERÂNCIA SOCIAL E DO PIB COM TEMER REVELA ALMA DO IMPEACHMENT, TEXTO DO EXCELENTE E ENGAJADO JORNALISTA ANDRÉ BARROCAL, DA CARTA CAPITAL

O presidente Michel Temer

As greves e os protestos contra as reformas radicais do governo e contra Michel Temer na sexta-feira 30 foram mais uma vez localizados, engrossados majoritariamente por grupos e movimentos sociais ligados à esquerda.

De novo a chamada “classe média”, que lotou as ruas pela queda de Dilma Rousseff, foi indiferente. Tem sido assim desde o início do escândalo Friboi. Por quê?

“Isso está de acordo com o caráter golpista do processo político visto desde o impeachment”, diz o cientista político Renato Perissinotto, da Universidade Federal do Paraná.

“O presidente já devia ter sido tirado, contra ele há muito mais do que havia um ano atrás. Mas agora o tratamento dado a ele é suave, quase de normalidade, ninguém radicaliza pela saída dele”, completa o professor, presidente da Associação Brasileira de Ciência Política.

Dilma foi deposta pelo Congresso por “pedalada fiscal”, um conceito contábil difícil de explicar para a população. Mas o que fez milhões protestarem nas ruas foram os escândalos de corrupção do PT.

No caso de Temer, a situação é mais didática: um subordinado de sua confiança foi filmado correndo com uma mala contendo meio milhão de reais em propina para ser repartida com o chefe.

“Se não houve mobilização contra o Temer até agora, depois de tudo o que já se sabe, não sei o que seria capaz de provocá-la. E olha que corrupção é um tema tradicional para a classe média”, afirma Perissinotto.

“A única conclusão possível”, comenta, é que “setores da classe média, como o MBL,radicalizaram contra um tipo de política social e econômica”, não contra a corrupção.

Em outras palavras: aquelas pessoas apoiadoras do impeachment que diziam não ter “bandido de estimação”, uma referência aos partidários do ex-presidente Lula, têm bichinhos de pelúcia sim. Os que governam a seu gosto. “O Temer é investigado por um fato muito mais grave do que pedalada, mas com efeitos menos contundentes. É trágico”, diz Perissinotto.

O cinismo não está apenas nas ruas – ou melhor, em casa.

Às vésperas da votação do impeachment de Dilma na Câmara, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) mandou uma carta aos deputados fazendo lobby pela cassação. Após o escândalo JBS-Friboi, pagou propaganda em jornal e distribuiu uma “comunicado à nação” em defesa das reformas radicais (trabalhista e da Previdência) e da estabilidade política, ou seja, de Temer.

Na Folha de S. Paulo da segunda-feira 26, o presidente da entidade, Robson Braga, foi direto. “Todo o empresariado prefere continuar com o presidente Michel Temer. Hoje a posição é essa: é melhor seguir e fazer a transição no país. Chega de turbulência.”

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) age igual. Sua sede na Avenida Paulista foi uma espécie de QG anti-Dilma. Seu presidente, Paulo Skaf, liderou marchas de patos amarelos pelo impeachment e contra aumento de impostos. Agora na crise de Temer, ele diz não caber à entidade opinar sobre a saída do presidente.

Há compreensíveis razões particulares por trás da postura de Skaf. Criminosos delatores da Odebrecht dizem que naquele famoso jantar com Temer no Palácio do Jaburu em maio de 2014, os 10 milhões de reais em grana suja solicitados pelo anfitrião seriam repartidos com Skaf, candidato ao governo paulista pelo PMDB naquele ano.

O líder da Fiesp também está na bombástica delação da JBS. Contam os criminosos delatores Joesley Batista e Ricardo Saud que na eleição de 2014 Temer pediu à empresa 15 milhões de reais em caixa 2. Era para ele distribuir entre aliados. Skaf ficaria com um naco 2 milhões da bufunfa.

Razões pessoais à parte, o empresariado em geral apoia Temer por desejar as reformas radicais patrocinadas pelo governo. Em especial, a trabalhista, prestes a ser aprovada em definitivo para matar a CLT. “Para o mercado, a preocupação nunca é a democracia, é a estabilidade econômica, o ganho direto”, diz Perissinotto. “Haverá boa vontade com Temer enquanto ele for útil às reformas.”

O sonho de conseguir reformas radicais esteve na raiz do apoio engravatado ao impeachment. O serviço que a turma do PIB encomendou a Temer tem chances remotíssimas de aprovação em uma eleição. O peemedebista nem faz segredo disso, vide um discurso seu na segunda-feira 26. “Nós chegamos aqui para fazer aquilo que muitas e muitas vezes as questões eleitorais impedem.”

Ele já tinha sido explícito, mas só com endinheirados, em um almoço a portas fechadas em Nova York em setembro de 2016.

Ali, afirmou que Dilma caiu por não aceitar as reformas radicais de propostas pelo PMDB no documento “Ponte para o Futuro”, plano levado a ferro e fogo pelo atual governo. “Como isso não deu certo, não houve adoção [da Ponte], instaurou-se um processo que culminou agora com a minha efetivação na Presidência.”

Para a sobrevivência de Temer até aqui em meio a um escândalo, não se pode esquecer o papel do sistema político, em especial dos grandes partidos governistas, PMDB e PSDB. Temer, lembra Perissinotto, tinha outra missão além de levar adiante uma agenda feita na medida para empresário: enterrar a Operação Lava Jato.

A missão foi celebremente descrita pelo atual presidente interino do PMDB e líder de Temer no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), em uma conversa com um criminoso delator, Sergio Machado, sem saber que era gravado. Dizia Jucá, ali por fevereiro, março de 2016, que por trás do impeachment havia uma “solução Michel” para “estancar” a Lava Jato, “com o Supremo, com tudo”.

A soltura do “homem da mala”, Rodrigo Rocha Loures, nesta sexta-feira 30 por ordem do Supremo Tribunal Federal e a autorização do mesmo STF para o tucano mineiro Aécio Neves reassumir o mandato de senador mostram que a “solução Michel” está a todo vapor. Temer continuará no cargo para ver sua obra pronta e acabada?

“O presidente parece ter número para barrar a denúncia [de corrupção, apresentada ao STF] na Câmara dos Deputados. São números instáveis, há investigações por todo o lado”, diz Perissinoto. “Se ele conseguir aprovar as reformas [a trabalhista está por um fio], acredito que terminará o mandato em 2018.”

registrado em: Renato Perissinotto Corrupção Michel Temer Impeachment Dilma Rousseff

 

 
Anúncios

0 Responses to “TOLERÂNCIA SOCIAL E DO PIB COM TEMER REVELA ALMA DO IMPEACHMENT, TEXTO DO EXCELENTE E ENGAJADO JORNALISTA ANDRÉ BARROCAL, DA CARTA CAPITAL”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4,052,416 hits

Páginas


%d blogueiros gostam disto: