DEPOIS DA CENSURA, O QUE FALTA PARA DITADURA?

Beto Barata

Por: TEREZA CRUVINEL

Nas próximas horas, algum defensor da liberdade de imprensa e de expressão, algum zeloso guardião do Estado democrático de Direito, há de recorrer ao STF contra a decisão do juiz Hilmar Castelo Branco Raposo Filho, da 21ª Vara Cível de Brasília que, acolhendo petição de Marcela Temer, proibiu a publicação de notícias, baseadas em processo judicial que já teve o sigilo levantado, sobre a tentativa de extorsão que ela sofreu de um hacker que clonou seu celular. E quando isso acontecer, esperamos todos a oportunidade de ouvir novamente a ministra Cármem Lúcia dizer: “cala a boca já morreu, quem diz é a Constituição”.

Impossível também não ficar imaginando a estridência com que as grandes mídias e suas organizações corporativas estariam protestando se algo parecido tivesse ocorrido nos governos Lula ou Dilma. Teria havido uma sublevação patriótica, algaravia de vozes indignadas contra a violação constitucional indicadora da trama para implantar uma ditadura bolivariana no Brasil. Ao longo deste sábado, entretanto, nem O Globo nem a Folha de S. Paulo, alvos diretos da decisão do juiz, insurgiram-se contra esta iniciativa que não tem outro nome senão censura. Quem protestou com veemência foi a Abraji – Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo -, que em sua nota cobra um posicionamento do Supremo, anulando a liminar. Mas para isso o STF tem que ser provocado. E assim vamos marchando para a ditadura, num governo não eleito, com um Congresso amestrado e amplamente delatado, a escalada crescente de repressão aos protestos e movimentos sociais e a declarada disposição do governo, verbalizada pelo ministro Padilha, de “colocar ordem” em manifestações contra as reformas previdenciária e trabalhista.

O precedente é grave, como destacou em entrevista à CBN o advogado Alexandre Fidalgo, que atua em defesa da liberdade de expressão, porque partiu da mulher do presidente da República. Mas na medida em que ela foi representada na Justiça pelo subchefe da SAJ (Secretaria de Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República), Gustavo do Vale Rocha, tornou-se um ato de governo, ainda que se alegue que ele atuou como advogado pessoal de Marcela. Esta sim, uma grossa mistura entre o público e o privado. Junte-se o fato de que as informações das reportagens publicadas por O Globo e pela Folha de S. Paulo tiveram origem em documentos oficiais, num processo judicial que não está sob sigilo de Justiça. Não “invadiram” a privacidade de Marcela. Apenas reproduziram informações que não estão sob interdição judicial.

Ninguém publicou (ainda) conteúdos do celular clonado e muito menos o teor da mensagem de áudio de Marcela para seu irmão, que na avaliação do hacker poderia jogar “o nome de vosso marido na lama”. Ninguém investigou (ainda) que tipo de serviços de “baixo nível” prestaria ao presidente um certo marqueteiro referido pelo hacker. A Folha de S. Paulo apurou que se trata de Arlon Viana, assessor de Temre. O que soubemos pelas matérias, baseadas nos autos do processo, foi apenas que ele tentou arrancar R$ 300 mil de Marcela para não divulgar o conteúdo. Ela resistiu e acusou-o de ter feito uma montagem para chantageá-la. Acionou o marido, que recorreu ao então secretário de segurança de São Paulo, Alexandre de Moraes, que mobilizou uma grande equipe de investigadores e em poucos dias prendeu o criminoso, agora preso em Catanduva. Credor, Temer o nomeou ministro da Justiça e agora o indicou para uma vaga no STF.  É estranho que o conteúdo do celular não integre o processo, o que deveria tranquilizar Marcela. Mas ela quer silêncio sobre o caso. Em se tratando de mulher do presidente da República, e havendo no crime referências diretas a ele, Temer, o assunto suplanta a privacidade e torna-se de interesse público. Também por isso, não cabe censura.

O caso é clamoroso, mas não representa a primeira investida do governo ilegítimo contra a liberdade de imprensa e de expressão. Nas Olimpíadas de julho, após gestões do governo ainda interino, o Comitê Olímpico Internacional tentou proibir o “fora Temer” nas arenas. Um juiz garantiu a liberdade de expressão política dos cidadãos, desde que não perturbassem os jogos. Há poucos dias, o Planalto proibiu a circulação de jornalistas no quarto andar, a não ser que acompanhados de um funcionário da Secom. Isso é uma violação ao exercício do jornalismo. Um repórter teria que compartilhar com o fiscal da Secom sua pauta e seus interlocutores, quando a Constituição lhe garante o sigilo da fonte. Na EBC, nem falar. A matéria da Agência Brasil que registrou a abertura de inquérito sobre a “solução Michel” – os diálogos gravados por Sergio Machado com Jucá, Renan e Sarney sobre a necessidade de derrubar Dilma para estancar a Lava Jato – passa ao largo do centro da trama: colocar Michel na cadeira de Dilma e dar curso às ações para impedir o avanço das investigações.

Como dizia Paulo Francis, estamos virando mesmo um “bananão”. Uma imensa republiqueta, onde os segredos da primeira-dama sobrepõem-se a um fundamento constitucional basilar.

Anúncios

0 Responses to “DEPOIS DA CENSURA, O QUE FALTA PARA DITADURA?”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4,012,979 hits

Páginas

fevereiro 2017
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728  

%d blogueiros gostam disto: