Arquivo de setembro \30\UTC 2013

MÉDICA TROCA HOSPITAL PRIVADO PELO PROGRAMA MAIS MÉDICOS. TUDO QUE OS MÉDICOS-BURGUESES JAMAIS FARIAM

Práxis democrática conduz o homem/político ao entendimento que as generalizações não combinam com a realidade social. Todos os juízos devem ter como suporte uma lógica da adequação entre os sujeitos/políticos para impedir a proliferação da irracionalidade. O conceito de médico-burguês deve ser entendido dentro dessa assertiva. O médico-burguês é aquele que tem o mínimo – ou nenhuma – dimensão política ou, talvez, a de que se encontra inserido – sem saber – em sociedade. Seu entendimento da dimensão humana é estranhado – estranhado, como diz Marx – daí ser um ente defensor da medicina privada contra a medicina comunitária. Ele burguês, porque, alienado, faz da prática médica um recurso comercial, uma fonte de lucro. Para ele as doenças são mercadorias que devem ser entendidas como objetos de lucros. Daí, ele se encontrar bem informado sobre as novas informações-monetárias do mercado das doenças. Além dessa prática, ele é aliado dos laboratórios e empresas que exploram as doenças. Empresas comerciais das enfermidades.

Sujeitado á esses valores capitalista/médico ele jamais teria a iniciativa-racional e comunitária que teve a médica oftalmologista Kátia Marquinis de 39 anos. Kátia recusou continuar trabalhando em hospital privado, como especialista, para se inscrever no Programa Mais Médicos do governo federal tão combatido pelos médicos-burgueses privados da dimensão politica. Kátia como médica especialista, agora trabalha na periferia de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, na Unidade Básica de Saúde (UBS), do bairro Batistini.

“O Mai Médicos me despertou a atenção logo no início. Fui ler a respeito, entender direito o que é o Pacto pela Saúde. E percebi que faz mais sentido quando é visto no conjunto. Aí pensei: é nessa que eu vou. Quando eu estava terminando a faculdade, cheguei a procurar informações para ir pra África, de preferência atuar em um país em guerra. Não fui porque não poderia ficar pelo tempo mínimo necessário; eu estava para prestar residência. O plano acabou meio adiado, mas aí veio o programa federal, sem que eu precisasse sair do meu país. Não preciso ir para fora, porque faltam médicos aqui. Precisamos dos “brasileiros sem fronteira”. Comecei a pensar: se a gente está precisando de médicos na periferia de cidades ricas não se consegue contratar, imagina nos extremos do país? Como eu já tinha em mim essa vontade de um trabalho humanitário, resolvi aderir.

Saí do hospital para me focar no Mais Médicos. Eu já estava ali havia 10 anos, e queria mudar de vida; já tinha essa coisa em mim. Minha família apoio. Todos me apoiaram. Quando você faz uma escolha e as pessoas estão vendo que te faz bem, elas apoiam.

A UBS aqui, no bairro Batistini, tem uma estrutura boa, equipe de saúde da família completa, tem medicamento. Ali se coloca na prática o que o SUS tem de ser. A impressão que tenho é que o SUS vai chegar a sua plenitude ali. Tudo muito limpo, padronizado, tem equipe de saúde bucal, funcionários atenciosos com a população, entrosados com a comunidade. Fui muito bem recebida. A gente sente que não é uma consulta só, que a gente vai acompanhar o paciente por um bom tempo.

Tenho participado de curso de formação continuada. Dia desses tive palestras de atualização sobre saúde da mulher. Há previsão de cursos para o ano inteiro. A jornada e de 40 horas semanais e vou receber uma bolsa de R$ 10, que não deixa nada a dever a muitos salários pagos no país. O programa prevê ainda, outros benefícios, auxílio refeição, como auxílio moradia, capacitação permanente. Só estou me dedicando ao programa. Deixei tudo para me dedicar a ela (…).

Cho que esse programa pode ser prorrogado. Fiquei contente de ver o ministro falando esses dias no Congresso que é um programa apartidário, o que me faz pensar que é uma política de Estado. Isso me deixa muito feliz. E fico contente de saber que a gente vai chegar onde precisa chegar, que é aos milhões e milhões de brasileiros que não tinham acesso à saúde, a nada”. Considerou analiticamente a médica Kátia Marquinis.

PROFESSORES, DEPOIS DE AGREDIDOS E EXPULSOS DA CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO, ACAMPAM AO LADO DE FORA DO PRÉDIO

Os professores da rede municipal de ensino do Rio de Janeiro, depois de agredidos por policiais militares e expulsos do interior do plenário da Câmara Municipal no sábado, dia 28, na parte da noite, onde se encontravam acampados desde quinta-feira passada, dia 26, resolveram em assembleia permanecer acampados em suas tendas do lado de fora do prédio da câmara.

Às 18 horas do sábado, os policiais militares chegaram com um documento pedindo que os professores desocupassem o local. Os professores tentaram negociar com os policias para permanecerem no local, mas não foram ouvidos em seu pedido. Diante do empasse eles resolveram permanecer no local, foi então que os policiais começaram a expulsão usando da força. Antes os policiais chegaram a mostrar um documento determinando a saída dos professores, entretanto os professores que o documento era falso com data de 20 de agosto.

Gesa Correa, coordenadora-geral do Sindicato dos Profissionais de Educação do Estado do Rio de Janeiro (SEPE), afirmou que os policiais usaram de truculência resultando em professores feridos e outros presos.

“Foi uma truculência. Foi um caos. Eles chegaram com um documento que era uma farsa de 20 de agosto. Falamos com os advogados e não saímos. Ontem foi a mesma história.

Depois ele chegou dizendo que era ordem do Cabral, do Jorge Felipe – presidente da Câmara – e do Eduardo Paes. Não tinha nada escrito, foi autoritarismo mesmo.

Vamos entrar com ações judicias em todas as instâncias. Eles não podiam tirar a gente de lá e nem dar voz de prisão”, afirmou a coordenadora-geral Gesa Correa.

Por sua vez, a Polícia Militar publicou nota afirmando que “cumpriu determinação da Justiça”.

RESOLUÇÃO DA ONU SERÁ CUMPRIDA PELA SÍRIA

Bashar al-Assad concedeu entrevista à TV Rai News 24 neste domingo, 29 de setembro de 2013.

Depois de aceitar o acordo para entregar suas armas químicas para serem destruídas pela Organização das Nações Unidas, acordo iniciado por decisão da Rússia e posteriormente com aliança com os Estados Unidos, o presidente da Síria Bashar-al-Assad afirmou que acatará a resolução da entidade internacional.

A resolução determina que o início da destruição das armas químicas inicie amanhã terça-feira, dia 1°. Ainda, segundo o presidente da Síria, a aproximação do governo dos Estados Unidos com o governo do Irã, poderá possibilitar maior certeza da paz no Oriente Médio.

O presidente sírio também comentou sobre a conferência sobre a paz que será realizada em Genebra, chamada Genebra 2. Para ele a Europa não tem capacidade para a conferência.

“Claro que vamos respeitá-la e a nossa história prova que sempre respeitamos a assinatura em todos os tratados que assinamos.

Se os americanos forem honestos na sua aproximação ao Irã, os resultados serão positivos no que diz respeito à crise síria e a todas as crises na região.

Francamente, a maior parte dos países europeus não tem capacidade para desempenhar um papel em Genebra 2, porque não tem os recursos necessários para ser bem sucedidos”, observou o presidente Bashar-al-Assad.

ARTHUR NETO, PREFEITO DA NÃO-CIDADE DE MANAUS, REPETE O MESMO MODELO DE ADMINISTRAÇÃO DE SEUS SEMELHANTES DAS DIREITAS

O marketing é uma forma de exibição de objetos tidos como mercadoria para ser vendida sem que passe por um exame claro e distinto. Nisso, o marketing é um recurso de sedução usado por uma empresa sobre as percepções dos incautos. O marketing nunca visa à razão, pois seu objetivo é um consumidor. Por isso, não se encontra pudor no marketing. Foi essa falta de pudor, expressada na ambição do lucro, que levou o insigne e talentoso escritor e ativista inglês, George Orwell, a sentenciar que “a publicidade é o fruto mais sujo do capitalismo”.

“É o fruto mais sujo do capitalismo”, porque visa transformar as percepções dos sujeitos, também em mercadoria. Ou seja, sujeitos-sujeitados ao mercado. Se o mercado é lugar fixo onde são expostas as mercadorias, o marketing é o mercado deslocado. O mercado móvel. Sua moral capitalista é: “Se você não vai ao mercado o mercado vai a você”. E toda essa questão fica sintetizada no entendimento de que toda mercadoria tem um valor. Valor extraído do tempo da força de trabalho do trabalhador. E o mercado, como sistema propulsor do capital, se apresenta como mercado monetário. Lugar de onde saem os valores das mercadorias que o marketing tenta impingir ao sujeito-sujeitado como necessidade.

O MARKETING OFICIAL DE MANAUS

Mas não existe apenas mercadoria sensual, empírica, a mercadoria com corpo material, uma geladeira, um carro, uma joia, uma mesa que caracteriza o marketing comercial. Existe também a mercadoria incorporal, imaterial e ideal. Apesar de que todas visam o mesmo objetivo: dominar as percepções dos sujeitos-sujeitados. Impedir que eles entrem na ordem do exame do que lhe é oferecido. Essa segunda publicidade é a que é adotada pelos governos. O chamado marketing oficial. Para isso os governantes possuem uma gama de recursos de sedução. Desde as propagandas nos meios de comunicação, os outdoors até “obras” sentenciadas nas enunciações chantagistas: ”Desculpe, estamos trabalhando para transformar a cidade”. 

Esse último recurso é o mais usado pelos administradores que não têm entendimentos revolucionários do que seja o espaço-urbano. Do que seja cidade. Dos afetos incorporais e corporais que compõem uma cidade e que precisam ser destruídos – os que causam dor nos habitantes, diminuem suas potências de agir –, precisam ser preservados – os que causam alegrias na população, aumentam suas potências de agir – e os que precisam ser criados. Para que a cidade seja uma caosmose aistética. Que ela expresse o conceito comunalidade de ética: o modo de habitar com alegria. Nenhuma alegria a não-cidade de Manaus possui, a não ser sua tenaz, vigorosa e inteligente população.

Distante do que sejam afetos alegres-urbanos, o prefeito da não-cidade de Manaus, Arthur Neto do PSDB, partido da burguesia-ignara, em seus nove meses de administração tem confirmado que sua administração é a repetição – Marx dizia que toda repetição é farsa, claro que ele não se referia ao gênero teatral que exige grande talento – do modelo adotado por seus semelhantes administradores das direitas. A prefeitura de Arthur é puro marketing. O mesmo marketing usado pelos ex-prefeitos Amazonino, Eduardo Braga e Alfredo. Um dos mais escrachados é o do chamado asfaltamento das vias do centro da cidade. Colocar máquinas, asfalto e operários nas ruas nos momentos em que há um número maior de veículos e pessoas tentando transitar.

EXEMPLO DE MARKETING VIOLENTO

Um breve exemplo. Para quem não conhece a não-cidade de Manaus, a Avenida Djalma Batista é a principal avenida do centro da capital composta de duas pistas: uma subindo do centro para os bairros e outra descendo dos bairros para o centro. Ela serve de ligação com vários bairros. Pois o prefeito, Arthur, resolveu colocar os apetrechos asfálticos e os trabalhadores na pista do lado direito no sentido bairros-centro. Para que o marketing fosse bem observado ele resolveu dividir a pista em três seguimentos. Do lado esquerdo ficaram as máquinas asfaltando e os trabalhadores distribuindo o asfalto. Do lado direito caçambas estacionadas em filas. E no meio, como corredor polonês, a parte para passagem dos veículos. Aí, filósofo Felix Guattari, não dá outra: o marketing cola nas pessoas que tentam transitar nesse horário. Vinte minutos, mais ou menos, para escapar da violência ‘inurbana’. Mas quando escapa, leva o marketing consigo: ”Estamos trabalhando para transformar a cidade”.

Pode ser até que Arthur tente argumentar que não era isso que ele queria e que aplicaram essa tortura ‘inurbana’ nos habitantes da não-cidade sem autorização dele. Mas não tem como convencer os que pensam que Manaus um dia será uma cidade. Mesmo que ele tente se esquivar a Teoria do Domínio do Fato que eles do PSDB adoram e defendem, o condena. Arthur é responsável pelo marketing violento que a população de Manaus está sendo submetida.

Se não há inteligência e criatividade estética para a produção de uma subjetividade-urbana original o que resta são os corpos esfuziantes do marketing. Mas eles não servem para a aistese-urbana.

NÃO TEM PRA NINGUÉM II: EM UM DIA É ESTADÃO/IBOPE, NO OUTRO, CNI/IBOPE, NO FINAL, DILMA CONTINUA CRESCENDO

Continuam chegando boas notícias do junho que não existiu confirmando que os arrepios das direitas não possuíam sistema nervoso-central e muito menos cérebro. Quer dizer: não havia sentidos para estimular os nervos aferentes e movimentar os nervos eferentes. Daí, a confirmação de que as chamadas manifestações não passaram de fantasias elucubradas por quem pretende que o princípio do prazer substitua o princípio de realidade expressado no governo Dilma.

Na quinta-feira, dia 26, foi à vez do jornal das direitas, um dos porta-vozes da burguesia-ignara, Estadão, junto com o IBOPE, divulgar pesquisa que a presidenta Dilma Vana Rousseff ganharia as eleições de 2014 no primeiro turno, sem qualquer chance para os anêmicos adversários. Dilma chegou a 38% contra 16% de Marina Silva, candidata dos “felicianos”, que aparece em segundo lugar na pesquisa. Ontem, dia 27, foi à vez da divulgação da pesquisa da Confederação Nacional da Indústria CNI/IBOPE mostrar que a aprovação pessoal de Dilma passou de 45% em junho para 54%. O que significa uma aumento de 9 pontos percentuais.

E tem mais – para o maior desespero das direitas -, aumentou 6 pontos percentuais a avaliação positiva do governo passando de 31% os que consideravam bom ou ótimo o governo, em junho, para 37%, agora. E têm mais ainda, 39% consideram o governo regular. Já os direitistas, representados em 22%, consideram ruim ou péssimo. Um percentual que não permite ganhar eleição.

Mas ainda não acabou. A confiança em Dilma passou de 45% para 50%. Em comparação com os governos Lulu aparece em empate. O que é boníssimo. Por regiões sua melhor avaliação continua no Nordeste de Genoíno, Belchior, Ariano Suassuna, Ednardo, Miguel Arraes, Gil, Marcus Vinícius entre tantos, 46% ótimo e bom. Pior, na região Sul, 31%. Já no Sudeste sua avaliação é 35%, e Centro-Oeste e Norte 34%.

Em síntese, a pesquisa mostra que o governo continua no plano ascendente na opinião da população brasileira. Infere-se, em simplíssimo raciocínio, que as direitas continuam também no plano ascendente de desespero.

DILMA LANÇA O NOVO PORTAL BRASIL NA INTERNET

A presidenta Dilma Vana Rousseff com o objetivo de ficar mais próxima da sociedade e conhecer e debater suas necessidades lançou, ontem, dia 27, o novo Portal Brasil. Em suas palavras: uma forma de ouvir as vozes das ruas. Dilma disse que o novo Portal Brasil deve ser acessado pelos brasileiros, pois significa uma forma de exercício de cidadania visto que ele será a principal fonte de informação pública na internet. Qualquer cidadão pode fazer perguntas à presidenta que terá respondida sua pergunta.

O Portal Brasil conjugará todas as notícias divulgadas pelas assessorias de comunicação dos ministérios. Também, contará com os programas da TV NBR, mormente as transmissões ao vivo. Outra novidade é que o Portal Brasil comunicará diretamente com o Portal da Transparência. Serão 2.900 sistemas de dados, livres que estarão disponíveis para utilizados e redistribuídos sem limitação de licenças, patentes ou mecanismos de controle.

“Melhorar o acesso do cidadão, mas acesso no sentido amplo do governo, não só em termos de informação, mas no uso de todos os dados do governo. Vamos construir as condições para substituir o mundo analógico pelo digital.

Então estamos reformulando um dos elementos que nós temos. Isto significa que queremos construir uma prática sistemática de ouvir as ruas, o que querem as universidades, o que querem as pessoas do campo, dos diferentes segmentos sociais, e ouvir as redes sociais, ter com elas uma interação.

Isso que permite que eu diga que o Portal Brasil, que estamos hoje lançando hoje na nova forma, é mais um instrumento para a cidadania. Tornar cada vez mais esse governo digital e aberto é o que nós queremos” discursou Dilma.

PESQUISA NACIONAL POR AMOSTRA DE DOMICÍLIOS AFIRMA QUE O DESEMPREGO E A DESIGUALDADE CAÍRAM E A RENDA AUMENTOU. POR CONTA, AS DIREITAS DESESPERAM

População do Brasil cresce 0,8% e chega a 197 milhões, diz IBGE

Queda no índice de desigualdade entre os brasileiros, 0,5; queda na taxa de desemprego, 6,1%, sendo a menor registrada na história; e aumento no rendimento médio dos trabalhadores 5,8%. Foi o que o governo Dilma Vana Rousseff conseguiu como continuidade dos governos Lula.

Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), 2012, divulgados pelo Instituto Brasileiro Geográfico e Estatístico (IBGE) que traz também amostragem para regiões, estados e regiões metropolitanas sobre migração, trabalho, educação, população e domicílios.

Sobre empregados com carteiras assinadas no setor privado, embora o número absoluto tenha crescido 3,2%, entretanto, manteve o mesmo nível de 2011, 74,6%. Foi apresentado queda no trabalho de pessoas com 15 anos ou mais em 6,1% em comparação com os anos de 2004, 8,9%, e 2011, 6,7%. Os indicadores mostram também que houve uma acentuada queda no número de trabalho de crianças e adolescentes com 5 e 17 anos. São 156 mil a menos que em 2011.

O PNAD informa que embora tenha aumentado a renda dos trabalhadores, todavia, quando comparado os ganhos das trabalhadoras com os dos trabalhadores, os índices mostram que aumentou a desigualdade – aí a direita aproveita para vibrar -. No quesito instrução, pessoas com 25 anos ou mais que não tinham instrução ou que cumpriram um ano de estudo caiu de 15,1% para 11,9. E pessoas com o curso superior completo passou de 11,4% em 2011, para 12,0% em 2012.

São brasileiros adquirindo conhecimentos para que possam lutar por uma existência mais justa e trabalhar na produção de uma democracia mais real, porque, como diz Marx, o homem antes de ser um animal social ele é um animal político. Não pode viver se não for em sociedade. Sociedade que ele mesmo constrói.

Por seus lados, às direitas desesperam com notícias tão alvissareiras – como diz o internauta, Deusarino – que para elas são tão somente tristes. Para elas seria bom se tudo fosse o contrário.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Blog Stats

  • 3,913,153 hits

Páginas

setembro 2013
D S T Q Q S S
« ago   out »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930