Arquivo para 11 de abril de 2011

SÃO 500 MIL TRABALHADORES QUE DILMA PRETENDE TIRAR DA INFORMALIDADE AINDA ESTE ANO

Ao comentar o programa Micro Empreendedor Individual, afirmando que mais de 1 milhão de trabalhadores passaram a ter carteira assinada, a presidenta do Brasil, Dilma Vana Rousseff, disse que seu governo pretende até o final deste ano tirar da informalidade mais de 500 mil trabalhadores, e que todos deverão ter emprego com carteira assinada. O que será possível com a redução de 11% para 5% da alíquota de contribuição para a Previdência Social.

Entre os pontos principais para retirada dos trabalhadores da informalidade, segundo a presidenta, encontram-se a concessão do auxílio-doença, salário-maternidade e aposentadoria por idade, além do acesso a financiamentos.

Vamos criar linhas de crédito próprias para os empreendedores individuais nos bancos públicos. Esse apoio financeiro é fundamental para quem quer expandir ou melhorar seu negócio”, afirmou Dilma.

A presidenta falou também sobre a criação da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, que, de acordo com ela, vai provocar inovações para que essas empresas possam se desenvolver. Esse é o seguimento que comporta a maioria das empresas brasileiras.

Esse ministério vai promover a inovação para que as empresas possam se desenvolver; vai diminuir a burocracia, vai buscar a redução de impostos e vai estimular as exportações”, disse a presidenta.

Anúncios

OPOSIÇÃO SÓ NEGOCIA SE KHADAFI DEIXAR O PODER

Em clima ainda não ocorrido na Líbia de intensos bombardeios promovidos pelas forças militares comandadas pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), a União Africana, que é composta por 52 países, depois de levar mensagem de acordo de cessar-fogo aceito por Khadafi, ouviu do líder dos insurgentes, Mustapha Abdeljalil, um sonoro não ao acordo.

O líder oposicionista afirmou que os rebeldes só negociam o cessar-fogo se Khadafi, junto com sua família, deixar o poder.

A iniciativa que foi apresentada hoje está desatualizada. O povo exige a saída de Muammar Khadafi e dos seus filhos. Qualquer iniciativa que não contemple essa reivindicação não é digna de consideração”, disse o líder oposicionista. E sugeriu, em tom de ameaça, que Khadafi e sua família devem deixar a Líbia “imediatamente se quiserem salvar as suas vidas”.

SEGUNDA-FEIRA DOMINICAL

O dia das boas almas

# Em sua obra Genealogia da Moral, o filósofo da Vontade de Potência, Nietzsche, apresenta um estudo sobre o castigo usado pelos homens como um recurso moral para que a justiça seja cumprida e prevaleça o sentido do bem humano.

Segundo o filósofo, são vários os fins que perseguem os aplicadores da moral, desde os juízes, policiais, carcereiros, carrascos, sacerdotes, padres, a burguesia, a ralé, etc. Castigas-se para que o criminoso ou delinquente pague diante da sociedade sua dívida jurídica-social, para que o culpado se arrependa de que transgrediu uma regra social.

O castigo é sempre tido como uma espécie de correção da consciência pecadora contra a moral estabelecida. A moral daqueles que a criaram como força de suas particulares proteções, e aí se encontram incluídos a igreja, as classes dominantes, os políticos, os comerciantes, todos que participaram com sua cota para produção dos princípios dessa moralidade. Ou seja, o fundamento do castigo.

Pois foi exatamente a impossibilidade da execução histórica do castigo que mais perturbou grande parte dos que ficaram cientes do infanticídio praticado por Wellington, ex-estudante da Escola Tasso da Silveira, que matou 12 crianças e feriu mais 18. Um crime que, de acordo com todos seus fundamentos, andamentos e execução, não pode ser explicado apenas através argumentos simplórios carregados de taras, mistificações e mitificações, como bem mostrou o filósofo/filólogo Maurício Colares, em seu artigo singular “O Infanticídio no Rio e os Tiros em Columbine”. Único texto publicado em toda mídia internética, impressa, radiofônica e televisa que teve como suporte a heterogeneidade dos corpos disjuntores de outros entendimentos e da esquizoanálise. Um texto que não banaliza a vida.

Essa grande parte, onde se inclui muitos representantes do poder judiciário, como já é notório, quando ocorrem crimes em que as vítimas são inocentes, não estava precipuamente preocupada com o perverso infanticídio. Ela estava, como continuadora do modelo julgador histórico, mais preocupada em exercer sua tara de vingança, como diz o filósofo Nietzsche, através do castigo para poder atingir, sublimadamente, a catarse investindo a força de sua culpa no infanticida. Todavia, seu intento não se realizou: o assassino infanticida, segundo informações da polícia, se matou. E se matando malogrou o desejo desses que jamais observam os fatos, mas a simples oportunidade de usar os fatos para projetaram suas taras vingativas do castigo.

Não ter ninguém para acusar e se vingar é uma dor cruel para esses sacerdotes da moral condenatória. Como eles existem por força dos tipos que classifica como crimes, em sua lógica da relação-comparação, eles afirmam: No caso do assassinato da menina Isabela Nardoni, pelo menos teve o casal pai Nardoni e a madrasta para execrarmos, mas nesse o covarde foi tão covarde que se suicidou nos impendido do ato da aplicação do castigo. Que dor!

Por sua vez, a polícia não se acomodou diante do cadáver do infanticida. Procurou encontrar um culpado. Foi encontrar quem vendeu as armas para Wellington. Agora há elemento capaz do castigo. Mas o achado da polícia não contribui para catarse, porque encontrando quem vendeu as armas não ressuscita o infanticida, e não faz do vendedor o culpado pelas mortes. Tanto é que se sabe que muitos crimes são praticados por malfeitores que usam armas compradas por outros, e nem portanto a polícia sai à procura desses vendedores para acabar com o comércio ilegal das armas.

Aí Sarney passa a ser o personagem do tema ao querer que seja revista a lei que estabeleceu a legalidade do comércio de venda de armas, que muitos destes que hoje se dizem horrorizados com o crime cometido por Wellington votaram a favor.

# As prepotências intervencionistas primam pela prática da lógica do segredo, do ocultar para melhor usufruir de sua ações capitalísticas. Entretanto, essa preocupação em ocultar, para ser tomado como honesto não suporta um segundo de lucidez.

O vice-comandante das tropas militares internacional da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) que invadiram o território líbio, depois de negar que seus ataques não mataram civis, mesmo com acusação dos próprios rebeldes que eles deveriam proteger, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), veio à público considerar que realmente tinham atingidos e mortos os inimigos de Khadafi.

Preocupado com a ferida na prepotência dos países intervencionistas, o vice-comandante da Otan tentou explicar a falha clamorosa – chamado fogo amigo – com um argumento que só fez piorar a lógica bélica dessas ditas nações guerreiras. Ele afirmou que atingiram os que eles deveriam proteger porque eles estavam usando tanques, e as tropas da Otan não sabia que os rebeldes também usavam tanques.

Triste argumento bélico mentiroso. O próprio Estados Unidos já afirmou que a CIA se encontra no interior da Líbia, por isso seria impossível às tropas da Otan não saber que os opositores de Khadafi não usavam tanques de guerra. Foi uma piada que estrondou em todo o planeta. Como diz aquele piadista, manda outra que essa não cola.

# A pergunta que não inquieta ninguém e que não quer calar. Qual dos dois presidentes dos Estados Unidos é mais perigoso para a política internacional, principalmente no quesito invasão de países considerados inimigos, Bush ou Obama?

Resposta que ninguém precisa saber. Obama. Bush, quando falava sobre invadir um país e mostrava seus argumentos, mostrando que o inimigo era uma ameaça, ele sabia muito bem que estava mentindo. Vide exemplo, o caso Iraque. Bush sabia que o governo do Saddam não tinha armas químicas. Obama, não. Ele acredita ferrenhamente no que fala. Ele acredita fielmente que Khadafi é uma ameaça para a democracia. E o pior, ele acredita que os Estados Unidos são uma democracia.

# Na tentativa de acertar as contas com o liberalismo, segundo o boletim oficial do Escritório Nacional de Processos Eleitorais (Onpe), divulgado ainda há pouco, o candidato socialista, Ollanta Humala, segue como o vencedor do primeiro turno das eleições presidenciais do Peru, com 27,8% dos votos válidos. Humala é seguido de Kuczynski, com 22,6%, e da parlamentar Keiko Fujimori, com 22,2%, que é filha do corrupto ex-presidente Alberto Fugimori.

A questão que está sendo colocada nesta eleição é que o Peru, um dos últimos países a ter governo de direita na América Latina, e embora tenha crescido, segundo o produto interno bruto (PIB), numa média boa, a desigualdade de renda aumentou. Ou seja, os pobres estão sendo excluídos e alienados das riquezas do país.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4,080,351 hits

Páginas