Arquivo para fevereiro \29\UTC 2008

CLINAMEN

___ oblíquas variações infinitas dos corpos ___

_________óptico sonoro    vibração        composição            imagem               superfície                  simulacro         “Se porrada educasse, bandido saía da cadeia um santo.”                                                 Lula faz vazar dois enunciados constituídos como verdades. Um que o conceito de educação foi impedido pela força irracional de subir à superfície como educare: colocar à frente, movimenta-se, criar; a educação como devir filosófico produtivo. Prevalecendo o conceito de punição. A ação judicativa antes do processual educacional. Nada do que possa ser tido como educação. A pedagogia punitiva desdobrada da culpa como compulsão do perdão para si e para o outro: “Me castigo para me perdoar. Te castigo para ti perdoar: te livro de tua culpa”. Eis a lei confundida com educação. Outro a existência da tortura como forma de pedagogia punitiva. Lula fala em público o que muitos, juridicamente, evitam tratar. Mesmo com organismos internacionais e nacionais do Direitos Humanos, denunciando constantemente. Mesmo quando vaza na enunciação da opinião pública quando afirma que o preso sai muito pior da cadeia do que quando entrou. Na ditadura usava-se o argumento, para defender o uso da tortura como técnica de interrogatório, afirmando que havia pressa para ouvir a confissão do preso político. Lula mais uma vez mostra que inteligência não se faz em uma enunciação óbvia. Não é uma mercadoria comprada em uma instituição escolar.       “Mais de um, como eu sem dúvida, escreveu para não ter mais fisionomia”                      Foucault               Quando ele me olhou de Netuno, entendi que havia vida na terra.         A fragrância flagrou-o: alergia.            __________________Beijam-se: Maradona & Canigia. Beijam-se: Madona & Brytney. Já faz tempo. A Globo não BBBeija: vende o pouso composto da superfície lábios, como mercadoria transgressora. O beijo não é transgressão. Quando uma boca sabe que os elementos constitutivos de outra boca é de um macho ou de uma fêmea? Quando é tornado mercadoria. Beijar é das espécies, não da dor. Quanto vale o beijo de Judas para a Globo? Todo preconceito é aprisionamento da vida. Ainda mais quando é vendido como novidade. A Globo é démodé: sorve o imóvel.  ___________      __________________________________________Os estereótipos de nada servem. A não ser para lembrar-nos que nada servem. Os estereótipos como os clichês, se não são os mesmos, são os mesmos: recursos dos sem vozes. Quando em solenidades: vernizes de ocultação da estupidez epistemológica. “Tirar o cavalo da chuva…  Saímos em protesto… A oposição não vai ceder nenhum milímetro… A oposição não é chiclete nem pingue-pongue…” Estereótipos tautológicos  que revelam a limitação lingüística/cognitiva de Arthur Neto. “O presidente Lula precisa se olhar… Todo dia cospe no prato que está comendo… É mera politiquez… Foi mal usado…”  Fonte do feedback dos clichês do senador: clichês de seu mestre Fernando Henrique, eterno invejoso do sucesso político de Lula. Depois a dupla não sabe porque o povo brasileiro não toma conhecimento de suas importâncias políticas. Mas Athur se toma importante: quer que seu partido o tenha como presidenciável. Quer que nas pesquisa de sondagem para presidente em seu partido, seu nome também figure como candidato. Enquanto isso, seu mestre, Fernando Henrique, Serra e membros do PSDB de São Paulo imaginam sua retirada da liderança(?) do partido.                               “Geralmente, o estereótipo é triste, porque é constituído por uma necrose da linguagem, uma prótese que vem tapar um buraco de escritura, mas ao mesmo tempo não pode deixar de suscitar uma imensa gargalhada…”                              Barthes     ____  ______  __O jogador Adriano, do São Paulo, cometeu uma atitude que a diretoria não gostou, e disse que é ele que tem que se comportar como os outros jogadores do clube. Se é considerado imperador, é lá em Roma, e não no São Paulo. O repórter da folha quis mostrar sabedoria inútil, corrigindo a diretoria, afirmando que ele é imperador na Inter de Milão. Não sabe o inteligente integrante da inteligente imprensa, que a torcida e o jornalismo pro Inter cunharam o epíteto Imperador por causa do Imperador Romano.  Em alguns países o povo luta juridicamente pelo direito de imagem: a imagem reproduzida por qualquer meio tecnológico, pertence à pessoa copiada. Logo, é direito privado. Caso contrário é crime. Os funcionários da Globo Luciano Hulk e Angélica vendem a imagem de seu filho. Marx diz que o dinheiro é grande prostituta: se reifica em qualquer mercadoria. O que pensa o casal sobre seu filho, mercadoria e dinheiro. Mesmo que a renda seja doada a uma instituição de caridade. Não elimina a operação paternal-imagética-capitalística. A imprensa respondeu a seu modo: é para evitar os paparazzos. Coisas do amor familial.

O cinema atual é como um restaurante de ‘preço fixo’, em que só servem pratos de carne: o estômago logo ficará num estado terrível”                       Jean Renoir     ______________________________O senador Jefferson Péres desabafa como o último senador romano antes de Nero e Calígula: “Estamos encenando uma peça de ficção, fingindo, mas o povo pensa que é verdade, que é sério isto aqui, que são legisladores da República Federativa do Brasil cumprindo seu papel de legislar…” Não sabemos porque nos parece que o senador não conhece a opinião do povo brasileiro. Por isso não sabe que ele é inteligente, reelegeu Lula, e tem o parlamento brasileiro em péssimo conceito.                “Todos que eu via ao meu redor eram uns fracassados ou então uns grotescos. Sobretudo os que tinham vencido. Eu não precisava de Deus nem ele de mim, e eu dizia freqüentemente que se Deus existia, seria com calma que eu iria ao seu encontro para cuspir-lhe na cara”                        Henry Miller

DUAS NOTAS DO DUO BUSH-HARRY

Notas Musicais

PRIMEIRA NOTA – LA: Olha só quem chama os outros de “tirano”. Aquele que, freudianamente, se deu bem, pois deu continuidade e superou a obra encaminhada por por seu pai: a sanha justiceira/dominadora para apropriação do mundo. O mesmo que apóia à força e à bala o estado de Israel no meio da Palestina a massacrá-la. O mesmo que é aliado do ditador militar Musharaf, que comandava o Paquistão. O mesmo que tem imposto duras leis de imigração desde que assumiu. Que mantém oficializadas as torturas nas prisões de Abu-Ghraib e Guantánamo. Que promoveu, com seus erros em todos os setores, a derrocada da economia norte americana, e seu desgaste político mundial. Que vai contando mais de 4000 soldados mortos no Iraques, e vai fazendo visível que aí, assim como no Afeganistão, a presença dos Estados Unidos só faz aumentar e prolongar os conflitos no Oriente Médio. E que, enquanto isso, por onde passa vai deixando a marca dos anseios totalitários sob a estapafúrdia “guerra ao terrorismo”. Para quem a lembrança ao tribunal de Nuremberg e ao código de Genebra, serve apenas para os inimigos. E por isso junta técnicas pós-moderníssimas de destruição em massa com métodos medievalescos utilizados pela inquisição, como a tortura por afogamento denominada waterboarding. É para este que, imbuído do desejo (vejam só!) de “auxiliar a democracia em Cuba”, Fidel era um ditador e agora Raul Castro é um tirano. Mas enquanto ele vai tentando levar adiante “o processo do século”, como analisou na Carta Capital Wálter Fanganiello Maierovitch sobre a armação incondicional para a condenação à morte dos seis envolvidos no 11 de setembro. Pois é, enquanto isso, Felipe Pérez Roque, ministro das Relações Exteriores de Cuba, na sede da ONU, em plena Nova York, assina dois tratados internacionais, que dizem respeito à “liberdade de expressão e associação” e o “direito de viajar ao exterior”, que Fidel não assinara devido ao controle que os Estados Unidos sempre mantiveram sobre a ONU. Um personagem da peça Entre Quatro Paredes, do filósofo da liberdade, Sartre, enuncia que “o inferno são os outros”. Por que Bush também não dá uma passadinha ali na sede da ONU e assina a proposta de moratória da pena de morte, que ficaria suspensa até a próxima convenção da ONU? Talvez porque pra ele tirano são os outros, porque é através deles que me percebo no mundo. Não, Bush não possui os elementos necessários para perceber o outro.

SEGUNDA NOTA – SOL#: O passeio acabou. Harry, “the nazi”, filho da princesa Diana e o príncipe Charles, queria tanto ir ao Iraque. Mas o general não deixou, porque havia muitas ameaças de morte contra ele. Oh!, quão desprotegido! Mas se, mesmo entre um bando de seguranças, ele teve a cara rachada por um fotógrafo que atacara histericamente. Embora sendo apenas pose pra fotografia, de qualquer forma, melhor não. Mas ele precisava dissipar a imagem de falsa rebeldia à la Jovem Guarda; era preciso esquecer o quadro roubado dos aborígenes australianos que apresentou como trabalho final do curso de educação artística. A professora ainda tentou cumprir seu papel de forma imparcial, mas foi rapidamente demitida de uma das mais sérias escolas inglesas. E olha que a seriedade da coroa inglesa é séria mesmo. Tão séria que ele foi obrigado a trabalhar três meses como vaqueiro, ganhando salário de vaqueiro, e depois praticar humanitarismo (sem humanismo) na África. Mas tão séria que parece que não se contentou com o uniforme nazista vestido pelo principesco numa festinha e resolveu que ele iria ao Afeganistão, dessa vez, na surdina. Dizem que ele reclamava muito da falta de uma boa ducha, e que por isso passava até três dias sem tomar banho. Dizem também que detestava a comida. Mas como ele teria apenas que matar uns trinta afegãos para tornar-se “herói” diante das câmeras. “É muito bom ser como uma pessoa normal pelo menos uma vez”, disse ele. Aos afegãos anormais e paranormais, ninguém perguntou se estavam armados ou amarrados. Ninguém perguntou quantas crianças, mulheres, velhos, pessoas. Não contam. O que importa é que os sérios ingleses esqueçam que ele fumou um baseado, que ele apalpou aquela loira enquanto a namorada viajava, que ele bebeu vodka, enquanto a foto mostra que ele cheirava alguma coisa. Para nós que não somos da divisão de entorpecentes, não o discriminamos pelo método que ele empregava para suportar o vazio da família real britânica, era melhor do que matar afegãos. Mas eram apenas afegãos, e “uns trinta afegãos” nada quer dizer na ordem simbólica do genocídio. Como diz Jean Baudrillard: “se um indivíduo morre, sua morte é um acontecimento considerável, enquanto que se mil indivíduos morrem, a morte de cada um é mil vezes menos importante”.

PLANO DE CURSO DE SOCIOLOGIA ATIVA – EDUCAÇÃO BÁSICA

Este Plano de Curso de Sociologia Ativa para Educação Básica carrega em seus Corpos-Socius (Companheiro de Sociedade) elementos/individuações possíveis de novas produções sociais capazes de escapar dos conceitos tradicionais da teoria sociológica de seu fundador, Auguste Comte (século XIX), para quem esta ciência social (Física Social), ainda presa nos enunciados da Filosofia da História, seu signo social epistemológico, trata das relações sociais, organização das sociedades, transformações, regras e leis que regem o complexo social. Além de fixar o conceito de indivíduo em um Estar Social. Evidenciando mais a enunciação do sujeito-passivo (rastros do evolucionismo darwiniano), e menos o sujeito-ativo, corpos-socius de produção da enunciação coletiva. Mais modelado pelo Espaço Estriado com seus territórios demarcados pelos planos de organização e desenvolvimento calcados na pontuação de suas leis, do que no Espaço Liso de onde emanam as individuações criadoras de novas formas de relações sociais capazes de tecer uma cartografia social de desejos necessários a construção  de uma sociedade/movente, ao contrário de uma sociedade cujas necessidades produzidas e estratificadas em uma ordem imobilizadora, mantém suas classes sociais em constante antagonismo. O círculo deletério a produtividade, a saúde e o amor dos homens e mulheres.

“Cada sociedade tem seu regime de verdade, sua ‘política geral’ de verdade; isto é, os tipos de discurso que ela acolhe e faz funcionar, como verdadeiros; os mecanismos e as instâncias que permitem distinguir os enunciados verdadeiros dos falsos, a maneira como se sanciona uns e outros; as técnicas e os procedimentos que são valorizados para a obtenção da verdade; o estatuto daqueles que têm o encargo de dizer o que funciona como verdadeiro”.

Foucault

 

I  – UNIDADE

CORPOS-SOCIUS — MÁQUINAS PONTUADORAS

 Movimentos maquínicos: bárbaros, hordas e bandos.

 Natureza, territórios, nomos e discursos.

 Relações de produção e enunciados-leis.

 Redes sociais e políticas.

 Máquina Imperial.

 Nobreza e enunciação teológica.

II  –  UNIDADE

CORPUS-SOCIUS — AGENCIAMENTOS CULTURAIS

 Fluxos corporais.

 Experiências, pensamento e conhecimento.

 Cultura: Cultura Primitiva, Alma e Mercadoria.

 Signos, língua, linguagem e fala.

 A família e suas enunciações.

 Fluxos plásticos, visuais-auditivos: dança, música, desenho,pintura.

 Fluxos gráficos.

 Fluxos religiosos.

III  –  UNIDADE

CORPOS-SOCIUS —   ESTADOS E REGIMES SOCIAIS

O Estado Egípcio e a aliança-social planetária.

 O Estado Teológico Hebraico.

O Estado Grego e a Democracia: Sociedade dos amigos.

 O Estado Romano e a Ordem Imperial.

IV  –  UNIDADE

CORPOS SOCIUS — DESTERRITORIALIZAÇÃO DA TERRA

A sociedade cristã-paulínea.

 A sociedade medieval: a terra é o centro do universo.

 Uma sociedade em transição ao outro mundo.

 Terra, nobre e vassalos teo-geo-irmanados.

V  –  UNIDADE

CORPUS-SOCIUS — RETERRITORIALIZAÇÃO DA TERRA

 Gallileu coloca a terra em seu lugar.

 Solidificação da sociedade capitalista.

 A emergência do espírito burguês.

 O romantismo social: “O homem nasce livre, mas em todo canto está acorrentado”.

 As ciências, as artes e as letras tidas clássicas.

 O capitalismo e suas sociedades religiosas.

 A potência social da multidão.

 A sociedade disciplinar e o assentamento social da multidão.

VI  –  UNIDADE

CORPOS-SOCIUS — SOCIEDADE TERRITORIALIZADA

 Estruturação da sociedade.

 As pontuações do liberalismo econômico.

 A democracia representativa.

 Segregações da sociedade industrial: Patrões e Operários.

 Estratificação social: Elite, Média, Pobre e Lupemproletariado.

 O valor, o lucro e a mais-valia.

 Capitalismo e marxismo.

 Aumento e diversidade demográfica.

 Instrumentos de análise social: sociologia, psicologia, psicanálise, antropologia.

As artes como novas formas de percepções sociais: o romance, a fotografia e o cinema.

 Transfigurações da sociedade: as guerras.

 O império fundamentalista e o império neoliberal: economia de mercado.

VII  –  UNIDADE

CORPOS-SOCIUS — ENUNCIAÇÕES BRASILEIRAS

 A subjetividade primeira: povos das florestas.

 A subjetividade européia sobrecodificadora: interdição lingüística, índio.

 A construção de uma sociedade escravocrata.

 A sociedade colonial.

 Movimentos sociais étnicos.

 Sociedade brasileira moderna.

 As alternações políticas: breves democracias, e longas ditaduras.

 A sociedade brasileira contemporânea.

 O governo Lula.

 Mudanças de status do povo brasileiro.

 A sociedade de consumo.

 As enunciações afro-brasileiras: quilombolas, capoeira, candomblé, macumba, etc.

 Enunciações artísticas: teatro, cinema, dança, samba, bumba-meu-boi, hip-hop, etc.

_______________________________________

BIBLIOGRAFIA BREVE

O Anti-Édipo – Gilles Deleuze e Félix Guattari.

Mil Platôs Volume V -___________________

Micropolítica – Cartografias do Desejo – Félix Guattari e Suely Rolnik.

Microfísica do Poder – Michel Foucault.

Vigiar e Punir -____________________

A Ordem do Discurso-______________

Em Defesa da Sociedade-____________

Arqueologia do Saber-______________

Ensaios de Sociologia- Marcel Mauss.

Manual de Etnografia -____________

A Sagrada Família ou Crítica da Crítica Crítica –   Kar Marx.

Contribuição à Crítica da Economia Política – ___________

A Ideologia Alemã -________________________________

O Manifesto do Partido Comunista – Marx e Engels.

A Origem da Família, da Sociedade Privada e do Estado- Friedrich Engels.

O Contrato Social – Rousseau.

O Príncipe – Maquiavel.

Leviatã –  Hobbes.

A Crise da Social-Democracia – Rosa Luxemburg.

As Regras do Método Sociológico – Émile Durkheim.

O Suicídio – _________________________________

Escritos Políticos Volume II – Antonio Gramsci.

Caráter e Estrutura Social – Hans Gerth Wright Mills.

O Destino das Elites – Suzzane Keller.

Razões Práticas – A Teoria da Ação – Pierre Bourdieu.

Comunidade da Diferença – Miroslav Milovic.

Uma Teoria Científica da Cultura –  Bronislaw Malinowski.

Os Nuer – E. E. Evans-Pritchard.

O Pensamento Selvagem – C. Lévi-Strauss.

Tristes Trópicos _ ____________________

O Rumor da Língua – Roland Barthes.

Linguagem e Conhecimento – Adam Schaff.

Tudo Que é Sólido Desmancha no Ar – A Aventura da Modernidade- Marshall Berman.

O Povo Brasileiro – Darcy Ribeiro.

A “Teoria do Autoritarismo” – Florestan Fernandes.

A Condição de Sociólogo – ____________________

Circuito Fechado –   _________________________

Escravidão e Racismo – Octavio Ianni.

Signagem da Televisão – Décio Pignatari.

DAS TENTATIVAS COLOMBIANAS

Desde que Manuel Marulanda e um pequeno grupo de homens e mulheres se embrenharam nas selvas colombianas há mais de 40 anos, fugindo ao extermínio que a brutal ditadura militar impôs à Colômbia em todos os aspectos, que o acontecimento FARC ou Ejército del Pueblo tenta uma possibilidade de diálogo para uma democratização do país. Com a libertação dos quatro ex-congressistas Gloria Polanco de Lozada, Orlando Beltrán Cuéllar, Luis Eladio Pérez e Jorge Eduardo Gechen Turbay ontem, 27 de fevereiro, as FARC seguem nessa linha democrática.

Um encontro se deu com a entrada da potência socialista/democrática Hugo Chávez, o qual vem tentando, oficialmente desde 20 de agosto do ano passado, compor para fazer fissuras nos blocos constituídos que perduram no governo da Colômbia. Com a impossibilidade de qualquer proximidade com esse governo, Chávez segue conspirando com Marulanda, que mais uma vez liberta reféns em reconhecimento a “la sincera preocupación por la paz de Colombia del Presidente Hugo Chávez y de la senadora Piedad Córdoba”.

Enquanto isso, por parte dos grupos que comandam o esvaziado Estado colombiano — grupos militares e paramilitares de extermínio, a intervencionice americana, multinacionais, etc —, desde Andrés Pastrana (1998-2002), e continuando com Uribe, o presidente laranja, vai prosseguindo, como perceberam Oliver Stone e a ex-refém Consuelo González, no empenho de emperrar qualquer avanço no sentido de uma possibilidade dialógica. Prova disso é o tom imperativo que Uribe teve diante da proposta das FARC de desmilitarização de dois municípios para um início de tentativa de conversa com governo colombiano.

Em todos os jornais da destra mídia seqüelada, a notícia que repercutiu foi o precário estado de saúde de Ingrid Betancourt. Com certeza, às FARC e a Chávez sua saúde interessa, sua liberdade interessa, assim como a saúde e liberdade democrática de toda a população colombiana. A Uribe, ou às vozes que o comandam, é que nada disso interessa. Só a manutenção do terror e da tirania o interessam. Por isso, Marulanda sorri e acena, e as FARC seguem…

DUAS NOTAS SEM VERBA E SEM BOLSA

Notas Musicais

PRIMEIRA NOTA – MI: Os técnicos na assistência social (assistentes sociais e psicólogos) contratados pela Prefeitura Municipal de Manaus em regime de prestação de serviço para atuar no Sistema Único de Assistência Social (SUAS) estão sem receber o salário desde o início do ano. A alegação da Prefeitura para tal descaso é que ainda não recebeu a verba do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Se o Ministério realmente não repassou a verba para a prefeitura isso demonstra a falta de organização na administração de um prefeito economista. Se o Ministério já repassou a verba, o que a Prefeitura está esperando para pagar os funcionários? O que se sabe é que o salário dos técnicos contratados não é composto apenas da verba do ministério, mas também de uma contrapartida da prefeitura.

SEGUNDA NOTA – SOL: Enquanto divulga as diversas parcerias que está firmando para fortalecimento de sua atuação, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas – FAPEAM (menina dos olhos do governador Eduardo “Guerreiro de Sempre” Braga), também apresenta falhas no pagamento dos bolsistas, que ainda não receberam o pagamento referente ao mês de janeiro. “Devido a problemas de ordem operacional que fogem à vontade dos gestores desta entidade”, segundo seu site, o pagamento ainda não foi efetuado. O que demonstra a falha na gestão administrativa e em não divulgar e esclarecer aos bolsistas o real motivo por esta falta.

*……….::::: CHAGÃO:::::……….*

Quien quiera entender como funciona el mundo
deberá entender el fútbol”.
Roberto Perfumo (ex-jogador argentino).

Θ NACIONAL VIRA NOVELA DA GLOBOTÁRIA? O Nacional do Amazonas, conhecido com o Leão da Vila Municipal, um dos clubes amazonenses com um mínimo de expressão nacional (sem trocadilho), convocou o escritor global, ex-presidente da FUNARTE no governo FHC, xenófobo e equivocado Márcio Souza para escrever a História do Clube. Garantia de que o time da Vila estará na próxima minissérie global? Se se confirmar a escrita de Souza, sempre anódina e povoada pelo efemerismo, evidente que será estrela na telinha global. E aí pouco importa que Souza, além de jamais ter sido sequer roupeiro, não carregue os elementos lúdicos e os fluxos existenciais necessários a uma confluência textual que carregue os incorporais do futebol como potência criadora do ser humano. Não pode escrever sobre futebol porque não o tem como experiência localizada no mundo – como o tem, por exemplo, Eduardo Galeano, que nunca jogou efetivamente, mas é craque nos devires-bola, devir-corpo-balanço, devir-chagão – mas como conceito abstrato fora da sua corporeidade e mundaneidade. Mas até aí, perguntaria um leitor intempestivo e torcedor crítico do Naça-Ça!, o que também tem a ver com futebol o eterno presidente do clube, Maneca? Estão entre iguais!

Θ SÉRGIO GUEDES, LINHA INTENSIVA ALVI-NEGRA. Lucidez e inteligência estão para o futebol como a água para o deserto: cada vez mais raros. O técnico do time da Ponte Preta de Campinas, que disputa os primeiros lugares do campeonato paulista, surpreendeu a IEER, ao montar um time competitivo que não é “só arranque”, como apregoa a imprensa da capital paulista, e também ao se revelar uma pessoa inteligente, bem articulada e livre da redução epistemológica que atinge à 99% dos jornalistas tupiniquins. Questionado sobre se o time irá diminuir o ritmo e cair na tabela com os jogos fora, Sérgio foi claro: o jornalismo não sabe sequer ler. Como em qualquer outro certame, os jogos são metade fora, metade em casa, portanto não haveria este risco. Lembrou ainda que os times pequenos não estão no campeonato para “servir” os grandes, e que essa estória de jornalista perguntar se fulano ou cicrano quer jogar em clube tal ou qual – que também acontece na Europa – é um desrespeito ao clube. Sergio não tem os cacoetes de linguagem típicos de técnicos, jogadores e jornalistas. Expressa claramente sua opinião. Portanto, dificilmente – a não ser que mude – você, torcedor de Palmeiras, São Paulo, Corinthians, Santos, Flamengo, Fluminense, Vasco e iguais, verá Sérgio como técnico do clube com o mesmo sucesso da Macaca campineira. É mais fácil ele ir para o Guarani.

Θ ‘CHAGÃO’ PERGUNTA: Respostas do anterior: em 11 de maio de 1978, no Campeonato Brasileiro, jogando no estádio Mário Filho (Maracanã), o Tricolor de Aço alcançou uma heróica vitória sobre o Fluminense (RJ) por 2×1, com gols de Raulino e Cabral. Agora, o ‘Chagão!’ pergunta: Qual ou quais os times que mais venceram a Copa do Brasil?

Θ COPA DO BRASIL. Mais jogos de ida pela primeira fase da copa. Estréia para alguns clubes, como o Atlético Mineiro, que foi a Palmas enfrentar o time local. O Palmeiras também iniciou sua luta pelo título, enfrentando o CENE, do Mato Grosso do Sul. Alguns times jogaram a partida de volta, como o Fast Clube, que encarou o Santa Cruz no Recife, após a histórica vitória por 3 a 1 no vivaldão, perdeu mas se classificou, e agora enfrenta o Goiás. E o Nacional, que estreou com uma vitória fora de casa contra o Guará/DF, já classificando-se. Joga agora contra o Atlético Mineiro. Noite de gala para o futebol manoniquim! Resultados:

Jogos de Ida (27/02)

América/SE 0 – 0 Fortaleza/CE

Cacerense/MT 1 – 4 Goiás/GO

Rio Branco/AC 1 – 3 Botafogo/RJ

Jaguaré/ES 3 – 2 River/PI

Palmas/TO 0 – 7 Atlético/MG

Guará/DF 1 – 3 Nacional/AM

Coruripe/AL 4 – 1 Juventus/SP

CENE/MS 0 – 2 Palmeiras/SP

Central/PE 0 – 0 Remo/PA

Imperatriz/MA 2 – 2 Sport/PE

ULBRA/RS 1 – 1 Brasiliense/DF

Nacional/PB 0 – 4 Internacional/RS

Democrata/MG 3 – 2 Bragantino/SP

Icasa/CE 3 – 2 Bahia/BA

Corinthians/AL 1 – 1 Atlético/PR

Madureira/RJ 1 – 1 ABC/RN

Jogos de Volta (27/02)

Santa Cruz/PE 1 – 0 Fast Clube/AM

Grêmio/RS 6 – 0 Jaciara/MT

Atlético/GO 3 – 2 Itaiatuba/MG

Coritiba/PR 6 – 0 Tuna Luso/PA

Portuguesa/SP 3 – 1 ULBRA Ji-Paraná/RO

Paraná/PR 4 – 0 Trem/AP

Vasco/RJ 3 – 2 Itabaiana/SE

Paranavaí/PR 3 – 3 Águia Negra/MS

Juventude/RS (5)0 – 0(4) Linhares/ES

Θ LIBERTADORES DA AMÉRICA. Venezuelanos do Caracas FC surpreendem e lideram o grupo 1 com 100% de aproveitamento em dois jogos. O esperadíssimo Estudiantes e Lanús decepcionou. River Plate tira o dedo contra o América mexicano. Flamengo dorme líder do seu grupo. São Paulo empata na Colômbia. Resultados:

Grupo 1

12/02 – Caracas (VEN) 2 – 0 San Lorenzo (ARG)

13/02 – Cruzeiro (BRA) 3 – 0 Real Potosí (BOL)

21/02 – San Lorenzo 0 – 0 Cruzeiro

26/02 – Caracas 2 – 1 Real Potosí

04/03 – Cruzeiro – Caracas

11/03 – Real Potosí – San Lorenzo

18/03 – Caracas – Cruzeiro

25/03 – San Lorenzo – Real Potosí

01/04 – Real Potosí – Caracas

03/04 – Cruzeiro – San Lorenzo

17/04 – Real Potosí – Cruzeiro

17/04 – San Lorenzo – Caracas

Grupo 2

12/02 – Dep. Cuenca (EQU) 1 – 0 Estudiantes (ARG)

14/02 – Lanús (ARG) 3 – 1 Danubio (URU)

21/02 – Dep. Cuenca 0 – 0 Danubio

26/02 – Estudiantes 0 – 0 Lanús

05/03 – Danubio – Estudiantes

13/03 – Lanús – Dep. Cuenca

18/03 – Estudiantes – Danubio

20/03 – Dep. Cuenca – Lanús

27/03 – Danubio – Dep. Cuenca

02/04 – Lanús – Estudiantes

15/04 – Danubio – Lanús

15/04 – Estudiantes – Dep. Cuenca

Grupo 3

20/02 – Unión Maracaibo (VEN) 1 – 0 Boca Jrs (ARG)

21/02 – Atlas (MEX) 3 – 0 Colo Colo (CHI)

28/02 – Unión Maracaibo 1 – 3 Colo Colo

06/03 – Boca Jrs – Atlas

12/03 – Atlas – Unión Maracaibo

20/03 – Colo Colo – Boca Jrs

26/03 – Unión Maracaibo – Atlas

27/03 – Boca Jrs – Colo Colo

09/04 – Atlas – Boca Jrs

10/04 – Colo Colo – Unión Maracaibo

22/04 – Colo Colo – Atlas

22/04 – Boca Jrs – Unión Maracaibo

Grupo 4

13/02 – Cienciano (PER) 2 – 0 Nacional (URU)

13/02 – Cel. Bolognesi (PER) 0 – 0 Flamengo (BRA)

19/02 – Cel. Bolognesi 0 – 1 Nacional

27/02 – Flamengo 2 – 1 Cienciano

05/03 – Nacional – Flamengo

11/03 – Cienciano – Bolognesi

19/03 – Flamengo – Nacional

25/03 – Cel. Bolognesi – Cienciano

03/04 – Nacional – Cel. Bolognesi

09/04 – Cienciano – Flamengo

23/04 – Flamengo – Cel. Bolognesi

23/04 – Nacional – Cienciano

Grupo 5

13/02 – Universidad San Martín (PER) 2 – 0 River Plate (ARG)

21/02 – América (MEX) 2 – 1 Universidad Católica (CHI)

26/02 – U. San Martín 0 – 1 U. Católica

27/02 – River Plate 2 – 1 América

12/03 – U. Católica – River Plate

13/03 – América – U. San Martín

26/03 – River Plate – U. Católica

26/03 – U. San Martín – América

01/04 – U. Católica – U. San Martín

02/04 – América – River Plate

16/04 – U. Católica – América

16/04 – River Plate – U. San Martín

Grupo 6

14/02 – Cúcuta Deportivo (COL) 0 – 0 Santos (BRA)

19/02 – Chivas Guadalajara (MEX) 2 – 0 San José (BOL)

28/02 – Cúcuta 0 – 0 San José

04/03 – Santos – Chivas

11/03 – Chivas – Cúcuta

19/03 – San José – Santos

27/03 – Cúcuta – Chivas

01/04 – Santos – San José

08/04 – San José – Cúcuta

09/04 – Chivas – Santos

16/04 – San José – Chivas

16/04 – Santos – Cúcuta

Grupo 7

19/02 – Audax Italiano (CHI) 1 – 2 Sportivo Luqueño (PAR)

27/02 – Nacional Medellín (COL) 1 – 1 São Paulo (BRA)

05/03 – São Paulo – Audax Italiano

06/03 – Nacional Medellín – Sportivo Luqueño

18/03 – Audax Italiano – Nacional Medellín

20/03 – Sportivo Luqueño – São Paulo

02/04 – São Paulo – Sportivo Luqueño

03/04 – Nacional Medellín – Audax Italiano

10/04 – Audax Italiano – São Paulo

10/04 – Sportivo Luqueño – Nacional Medellín

23/04 – Sportivo Luqueño – Audax Italiano

23/04 – São Paulo – Nacional Medellín

Grupo 8

20/02 – Arsenal (ARG) 1 – 0 Libertad (PAR)

20/02 – LDU Quito (EQU) 0 – 0 Fluminense (BRA)

05/03 – Fluminense – Arsenal

06/03 – LDU Quito – Libertad

12/03 – Arsenal – LDU Quito

19/03 – Libertad – Fluminense

25/03 – LDU Quito – Arsenal

02/04 – Fluminense – Libertad

08/04 – Arsenal – Fluminense

08/04 – Libertad – LDU Quito

17/04 – Libertad – Arsenal

17/04 – Fluminense – LDU Quito

COLUNA DO MEIO…

ALGUMAS QUESTÕES NO ENTORNO DA AMAZÔNIA

Mudanças Climáticas e o Fundo de Proteção e Conservação da Amazônia

Nos dias 21 e 22 de fevereiro, legisladores dos países mais ricos do mundo, mais os 5 países (Brasil, China, Índia, México e África do Sul) em desenvolvimento, se reuniram em Brasília para mais uma reunião para discussão sobre as mudanças climáticas. As diversas reuniões deste grupo é organizada pela Globe (Organização Mundial de Legisladores para um Ambiente Equilibrado) e tem como objetivo elaborar e avaliar documentos com propostas para “enfrentar” as mudanças climáticas. O documento elaborado nesta reunião será levado para a próxima, em julho, no Japão. Desta vez não houve um grande avanço nas discussões, segundo as notícias na internet, os legisladores do G8 terminaram a reunião com acordos parciais.

Na reunião, o presidente Lula e a ministra Marina Silva apresentaram novamente o projeto para o Fundo de Proteção e Conservação da Amazônia. Em discurso, Lula afirmou para os “donos do mundo” que nos últimos quatro anos o Brasil investiu mais de US$ 250 milhões no enfrentamento do desmatamento da Amazônia, algo inédito numa administração pública brasileira. Segundo Lula, o fundo captará recursos com base na redução das emissões de carbono oriundas do desmatamento. Buscaremos captar US$ 1 bilhão, por ano até 2012, e destiná-los integralmente para combater o desmatamento e mudar o modelo de desenvolvimento a partir do uso sustentável das nossas florestas“.

Lula também aproveitou para analisar como funcionam os mecanismos de controle social dos países ricos na questão ambiental, pois “os países mais ricos, com o maior descaramento, conseguem argumentos para não cumprir os acordos. (…) Alguns países que estão entre os maiores poluentes do mundo se esquivam de suas responsabilidades e tentam transferi-las aos países mais pobres”. Como Lula percebe o mundo de maneira diferente a dos esquemas dominantes, disse ainda que “os protocolos só servem para os pobres cumprirem e os ricos, com a maior desfaçatez, arrumam argumentos para não cumprir. (…) Os países pobres precisam ter muito cuidado, porque, nós que somos vítimas do desmatamento e do aquecimento global, iremos mais uma vez pagar a conta“. Como por exemplo a posição dos Estados Unidos nessas discussões, na qual tudo o que é decidido por seu presidente é no sentido de esmagar e segregar os países pobres na procura por um “desenvolvimento” econômico a todo custo.

E alguns jornalistas e especialistas com SDC (Síndrome de Deficiência Cognitiva) ainda insistem em dizer que não houve avanço nas negociações dessa reunião. Talvez não da parte deles e de Bush, mas de Lula…

Sai resultado da habilitação para concessão florestal em Jamari

Ao contrário da concepção ingênua dos ambientalistas e pesquisadores como por exemplo Niro Higuchi (membro do IPCC) em declarações em programa de televisão , considerando a concessão florestal como a pior medida já realizada pelo Ministério do Meio Ambiente e defendendo o mito de uma Floretas Amazônica intocada, Marina Silva e sua equipe avança em mais uma etapa no projeto de desenvolvimento sustentável da floresta amazônica.

Após o combate contra o processo de licitação para concessão florestal, iniciado em novembro do ano passado, saiu dia 21/02 o resultado da habilitação para concessão florestal na Flona Jamari. Das 19 propostas enviadas ao Serviço Florestal Brasileiro, de 14 empresas envolvidas, apenas seis empresas estão habilitadas a continuar no processo de licitação.

As empresas habilitadas foram: Amata S/A, Civagro, Porto Júnior, Sakura Madeireiras, empresas representadas pelo consórcio liderado pela Alex Madeiras e ZN Madeiras. O sítio do Serviço Florestal Brasileiro disponibilizou a ata da sessão de julgamento das propostas das empresas concorrentes. Como as concessões são realizadas a longo prazo, a prática desse documento exige um trabalho responsável de fiscalização pelo governo atual e por muitos que virão. À população, cabe não deixar retornar a inexistência de qualquer tentativa de solucionar estas questões.

Extinção Zero é no Pará

Enquanto o governador Eduardo “Guerreiro de Sempre” Braga se aproveita dos programas do Governo Lula para promover sua imagem, a governadora do Pará, Ana Júlia Carepa, procura outros caminhos e lança o Programa Extinção Zero. Trata-se de uma articulação entre a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA), o Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG) e a ong Conservação Internacional. O programa tornou pública uma lista com 181espécies ameaçadas de extinção no estado do Pará, chamada Lista Vermelha, e cria um comitê gestor para efetivar um plano de preservação dessas espécies.

Durante o evento para assinatura do decreto, a governadora Ana Júlia foi questionada sobre a atuação dos governos federal e estadual para a contenção do desmatamento no Pará e a atuação das madeireiras ilegais, e disse que os madeireiros estão tentando intimidar o Estado. Doa a quem doer, e leve o tempo que for necessário, vamos tirar de lá toda a madeira apreendida. Vamos continuar. Nem que eu e o secretário de meio ambiente tenhamos que passar a usar coletes a prova de balas“. Infelizmente, para quem acompanha a situação no Pará, passando pela morte de Dorothy Stang, não é exagero; mas, felizmente, pelas bandas do Pará parece existir um empenho do governo estadual em solucionar as históricas questões fundiárias e em reduzir significativamente o desmatamento, bem diferente das bravatas amazônidas premiadas.


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Outras Comunalidades

   

Categorias

Arquivos

Blog Stats

  • 4,016,373 hits

Páginas

fevereiro 2008
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829