Archive for the 'POR FORA DE FUTEBOL' Category



CORINTHIANS NÃO SE ABATE COM A ALIANÇA DE LULA COM MALUF E DESPACHA O GAROTO-PROPAGANDA NEYMAR, E O ENFEZADO MURICY

Especial Por Fora De Futebol

O Corinthians, conhecido como Timão pela consciência do povo, é um time limitadíssimo entre os times pernas-de-pau que alimentam os cupins dos campos de futebol desse Brasil ex-varonil do esporte bretão. Só que ao enfrentar o Peixe ele não poderia se dar ao luxo de ser mais limitado. Ainda porque o mascarado Neymar quando percebeu que uma das semifinais seria contra o Coringão começou à debochar do time do Parque São Jorge, afirmando que a final seria entre seu time e o Boca.

Resultado, de tanto abrir a boca para proferir falsa profecia peladeira, o Timão foi em sua casa, empurrou uma dendeca, e ontem, na noite do dia 20 de julho, despachou-o diretamente para o Peladão Brasileiro, para tentar sair da zona de rebaixamento. Assim, Neymar, o produto mais vazio do marketing peladeiro, teve que se contentar, juntamente com seus amigos ‘desgançados’, e o irritado técnico Muricy, com os afagos de seu protetor Pelé, que diz que é seu fã, mas, na verdade, quer que ele continue batendo a pelada que se encontra batendo. Tanto no peixe-frito – pelo Coringão – como na alcunhada seleção de Mano.

Mas o grande feito do Coringão só foi possível, porque ele não se deixou abater pela irracional e demagógica aliança promovida por Lula, seu maior torcedor, com o filhote da ditadura – como o dizia o caudilho Leonel de Moura Brizola – Paulo Maluf. O Coringão sentiu o golpe, mas não deu bola para o azar da aliança. Azar que vai levar Haddad, candidato à prefeitura de São Paulo, para uma situação triste em sua iniciada carreira política, transformada em politicagem, como dizem os torcedores esclarecidos do Timão.

Mas a noite para o Timão não foi somente alegria por sua vitória sobre o time do jovem marketeiro perna-de-pau, que o fez quebrar um tabu histórico nas Libertadores, mas também porque o seu amado-rival-inimigo-regional, São Paulo, levou couro do Coxa, que o enrolou com duas dendecas despachando-o, também, diretamente para o Peladão Brasileiro.

É muita alegria para um time só. Mas Lula não tem direito dessa alegria.

GLOBO ESPORTE PÓS BMG “BARCELONA ME GOLEOU”, QUE NEM COM SANTOS TEMOS FUTEBOL

Para  Por Fora de Futebol

Salvo rara exceções, não há vida inteligente no futebol brasileiro e nem na crítica desse esporte no nosso país.  Esse tema já foi abordado aqui. Todavia, o que vemos nos últimos dias após a hecatombe do cardume de peixes além do oceano pacífico são comentários de que o Brasil não possui futebol. Será só porque isso partiu do mascarado Neymar que após a goleada se pronunciou dizendo que havia participado de uma aula de futebol?

O Globo Esporte de ontem, dia 19/12/2011 da Vênus platinada e de hoje, dia 20, segundo fontes que assistiram ao programa, resolveram expor o seguinte: que o futebol brasileiro não está bem a começar pela seleção que chamam do Brasil – nós dizemos que não é do Brasil porque não contempla no seu plantel jogadores das 27 unidades da federação, então não pode ser chamada de seleção do Brasil. Falaram seus apresentadores que o futebol não vai bem porque promover amistosos no Gabão, Haiti, Irã não é possível testar o nível dos jogadores. E quando criticavam que não se estava jogando futebol choviam críticas nas redes sociais, na internet, pela falta de nacionalismo.

Tomando esse posicionamento dos apresentadores da Vênus cabe o seguinte comentário. A Rede Globo de Televisão nunca teve interesse de promover, incentivar o esporte brasileiro, quer seja o futebol ou outra modalidade. Tanto não promove que chama para si o monopólio das transmissões do futebol e não deixa as outras emissoras mostrarem jogos diferentes para expor as pernadas que o futebol brasileiro anda dando e que prende o telespectador ao pacote negociado com a CBF.

Pra Rede Globo só interessa aquilo que dá lucro e promova o enrijecimento do telespectador para seus programas anódinos, não inteligentes, porque se usassem a inteligência, característica que não possuem, contribuiriam para desmitificar que a muito tempo no Brasil, especialmente no futebol não aparece nenhum craque.

As crianças de hoje, infelizmente, só veem pernas de pau disputando um peladão no Brasil. Já afirmamos isso aqui várias vezes. São crianças órfãs e que não viram jogar, por exemplo, Garrincha, Afonsinho, Paulo César Caju, Rivelino, Ademir da Guia, Sócrates, Falcão, Zico, Roberto Dinamite, Marcial, Wladimir, Raí. Foram jogadores, craques com a dendeca , inteligentes, pois além das pernas o cérebro  de alguns desses atletas extrapolavam o entendimento do só jogar bola. Eles posicionavam-se politicamente. Do grupo desses jogadores, no Corinthians, nasceu a democracia Corinthiana, que promoveu uma nova forma de relacionamento entre jogadores, administradores do clube e daí se posicionarem politicamente, participando, inclusive de manifestações políticas como  criação de sindicatos, nos comícios pelas diretas já, lei do passe;  concentrações e a importância do futebol na vida do povo brasileiro.

O futebol no Brasil sempre foi usado para mascarar realidades perversas. O tricampeonato conquistado no México  em 1970 e festejado, escondia prisões ilegais, torturas e mortes de pessoas que se posicionavam contra da ditadura militar no Brasil, comandada e auxiliada pelos Estados Unidos da América. Pergunta-se: quantas vezes, o craque, o rei, Negro de Alma branca, Pelé se manifestou contra essas arbitrariedades? Abriu a boca uma vez pra dizer que o povo brasileiro não sabia votar. Mesmo não sabendo votar, o “craque” chegou a ser ministro de um presidente eleito pós-ditadura militar.

No futebol brasileiro atual não há um jogador que após a partida fale algo importante. Aproveite a ocasião de uma entrevista para emitir uma opinião sobre um fato relacionado à vida da população brasileira. Falam sim: “não deu, vamos trabalhar mais, vamos levantar a cabeça, futebol é assim mesmo, tomamos uma lição de futebol…”

A TV Globo critica agora, porque num jogo dessa importância, principalmente para o Santos a partida estava sendo transmitido para várias partes da Terra e ela teve um prejuízo enorme. Já imaginaram mandar equipes para a maioria das casas dos jogadores para filmar suas reações de alegria pela conquista do caneco em várias partes do Brasil. Colocar uma equipe na casa do jogador Danilo, que se contundiu e não foi à Terra do sol nascente? A TV Globo chora porque com o banho que o Barcelona deu no peixe capitalisticamente não deu para expor e ganhar dinheiro com a tristeza de um Muricy, o irritado e prepotente, com um mascarado lacrimoso.

Além do prejuízo financeiro, a emissora do Jardim Botânico dissemina um ranço preconceituoso contra os africanos, pois entendem que jogar no Gabão não é válido, não é teste para a seleção do técnico das calças coladas, apertadinhas, Irmão Menezes. A seleção tem sim, que jogar, na África, principalmente na África para mostrar o que se fez com aquele continente no período colonial e ainda hoje. Tem que se jogar noutros continentes, fora do circuito Paris, Londres, Roma, Milão, Madrid,  para aprender a jogar diferente. Pra não ser humilhado como foi o peixe num domingo que santistas achavam que não se confirmaria o que estava estampado em sua camisa – BMG: “Barcelona Me Goleou”, como assinalou hoje de manhã um professor flamenguista vendo a propaganda na camisa do time litorâneo, vizinho de São Vicente, Praia Grande, Itanhaém e Peruíbe.

O futebol brasileiro será melhor quando quebrarmos o monopólio da TV globo, não acharmos que somos os melhores do mundo; que Neymar não é melhor que Messi e os técnicos devem começar a colocar na roda os jogadores para brincar de bobos com um toque só, sem firulas, a não ser que surjam craques como Maradona, Garincha e Messi, cuja arte não deve, jamais ser podada, além de colocar todos para estudar no clube em horários alternativos. Brincar, jogar, mas estudar também. Com isso tudo, poderemos melhorar o futebol na Terra do craque, paraense Sócrates.

COMEMORA POVO CATALÃO, ESPANHOL E TODO PLANETA AMANTE DE FUTEBOL: O BARÇA É BICAMPEÃO MUNDIAL

Especial para o Por Fora de Futebol. A torcida brasileira do Santos, a impresa dormiram pensando no título, comemorado, imaginado por  ela e por ex-jogadores do clube tendo a frente Pelé com ufanismo próprio de que jogamos o melhor futebol do mundo.

Não foi o que assistimos, hoje, a partir das 6:30 deste 18 de dezembro de 2011, domingo, na cidade japonesa de Yokolohama. Desde o início do brasileirão este blog adjetivou a disputa nacional de 2011, de Peladão e muitos jogadores eram pernas de pau. Hoje esse fato foi confirmado. A perna dos jogadores do Santos está toda corroída por cupins. E para piorar, nenhum clube brasileiro neste ano conquistou nenhum caneco internacional. O Vasco da Gama foi reprovado pelo Universidade do Chile “porque não tinha Vargas” e o Santos acaba de ser goleado pelo Barcelona e Neymar, o mascarado, perna que cupim rói, declara para a Terra toda aquilo que falamos durante o ano:”Não jogamos futebol. Hoje tomamos uma aula e aprendemos a jogar futebol.  Vamos levar a lição para o Brasil. O time deles segue imbatível. Ficou  a tentativa  e vamos estudar para voltar aqui no próximo ano.”

O time catalão impôs do início até o fim da peleja o que aprendeu das lições ensinadas por seu professor e técnico Pep Guardiola. Domínio,  controle e arte no trato com a pelota. No primeiro tempo foram 74% de controle da dendeca para os catalães e 26% para o peixe. O time do técnico Muricy, o irritado, levava um banho. Foram precisos 17 minutos do primeiro tempo para “El 10 de oro” como chamou o Jornal Olé, da Argentina, Messi colocar a dendeca no fundo da meta de Rafael, goleiro de Santos. Depois Xavi aos 24 e  Cesc Fábregas aos 45 jogava a redonda pro fundo da baliza.

Passado 20 minutos do segundo tempo o Barça possuia 73% de controle da circunferência, enquanto o Santos ficava com 27%. Quando chegou aos 30 minutos havia locutor de uma emissora de TV brasileira que comemorava. “Faz mais de trinta minutos que o Santos não toma um gol.” Já se comemorava não levar mais gol. Só que 7 minutos depois, “El 10 de oro” completava a goleada. Barcelona 4, Santos 0.

Perdeu o Santos e perdeu parte da imprensa esportiva brasileira que faz vista fina para o nosso futebol. É muito elogio para nenhuma arte. O mesmo locutor que comemorava não tomar gol, declarava: “dá pra sentir um certo desânimo nos jogadores do Santos; parece aquele tipo de treino que faz o jogador de bobo; impressionante; num jogo de maior audiência de todos os tempos, Neymar ficou devendo”. O Globo Esporte resumiu – “foi frustrante.”

Messi marcou dois gols, foi escolhido o melhor jogador, ganhou prêmios, ficando Neymar com o terceiro, mais para consolo devido três ou quatro chutes à meta de Valdés e Xavi Alonso ficou em segundo lugar. O Al Sadd, dirigido pelo técnico uruguaio Fossati ficou em terceiro lugar derrotando nos pênaltis o time japonês dirigido por Nelsinho Batista, do Brasil.

Pra finalizar reproduzimos a fala do capitão Puyol que disse estarem muito felizes por serem campeões, que eram muito fortes; que respeitaram muito o time do Santos, mas ele, Neymar, não jogou.

Neymar voltará para casa com seus companheiros para fazer a lição. Primeira: brincar de bobo no gramado da Vila  Belmiro para sincronizar as jogadas e ter o domínio da dendeca que tanta falta fez. Por exemplo, computado todo o domínio do jogo o Barça, ficou com 71% e o Santos com 29%.

À torcida do Barça na Catalhunha, na Espanha e no planeta Terra fica nossa alegria compartilhada porque pelo menos vimos pela parte de um time como se trata a redonda e Neymar deve estudar muito porque hoje, como diz o Jornal Marca  de Madrid “ele não pode nem ser sombra de Messi.”

MARADONA FAZ A TAUTOLOGIA DO ÓBVIO


O futebol é o território onde não há vida inteligente. Qualquer torcedor que trafegue além da linha de demarcação do óbvio, sabe disso. Todo o vazio intelectivo no futebol é manifestado através dos jogadores, dos dirigentes e da mídia futebolística. Essa, uma deusa da inutilidade.

Não é por acaso que as trapaças que ocorrem no território futebolístico são até vistas como irreais. Daí que denunciar o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, o ex-presidente da FIFA, João Havelange, e o atual presidente da FIFA, Blater, como corruptos, entre outros, é como tratar de algo sem qualquer importância. Não que a corrupção no futebol seja inócua apenas por ocorrer em um território onde na há vida inteligente, porque ela existe em outros territórios. Exemplo do dia, a corrupção na saúde – enferma – do governo Alckmin. Mas sim por tratar-se de entretenimento que envolve o capital, que em sua lógica confirma, como diz o filósofo Baudrillard, a inexistência de qualquer relação desse capital com qualquer contrato social. Território perfeito para o capital ser volatizado nas mãos dos dirigentes em conluio com a mídia e jogadores.

Enquanto em outras instituições a corrupção é vista como um atentado ao organismo social democrático, porque o dinheiro encontra-se imbricado com necessidades materiais da população, uma espécie de fiscal da aplicação orçamentária, no futebol o dinheiro torna-se virtual dadas as combinações desses agentes desprovidos de inteligência, faculdade imprescindível para materializar o dinheiro em sua função social. No futebol, é simulado tanto o brincar, o play is play, que o mundo torna-se uma brincadeira magicamente dissipadora do princípio de realidade. Daí o poder de atração sobre esses agentes. Jogadores, dirigentes e a mídia.

Entretanto, esse território não é de todo inabitável pela inteligência. De corpo diminuto, mas existindo, aí surgem pequenas fissuras por onde passa uma tênue luz de inteligência. Afonsinho, Paulo Cesár Caju, Sócrates, Raí, Wladimir, João Saldanha, Vicente Fiola, Zezé Moreira, entre outros poucos brasileiros comparados com outros estrangeiros.

E entre esses estrangeiros não há como não tomar como equivalência de inteligência no futebol, o argentino Diego Maradona, um jogador que se encontrava muita acima dos que ambulavam pelos estreitos campos e luzes fosforescentes alimentadoras da inércia intelectiva. Ainda como jogador, mas atento para o mundo onde transitava, Maradona mostrou as trapaças comandadas pela FIFA fora e dentro dos campos, denunciando o até então presidente João Havelange, cartola que o descartou da Copa dos Estados Unidos, protegido ferozmente por parte da mídia internacional e a maior parte da mídia nacional.

Fora dos gramados, Maradona continuou sua prática de ativista político com atuação nacional e internacional. Tornou-se amigo de um dos mais invejados líderes das esquerdas no mundo, a ponto de aumentar mais ainda a ira da mídia reacionária contra si, sem contar com a ira de torcedores brasileiros sem vida inteligente responsáveis grandemente pela alienação geral do futebol brasileiro.

É movimentando sua existência comprometida politicamente com a liberdade do homem que Maradona continua emitindo opiniões sobre o que se mostra como realidade querendo tornar-se única. Os mais atentos sabem que a posição de Maradona em relação a Pelé não se reduz ao campo estreito do futebol. A posição do argentino em relação ao rei brasileiro está implícita aos compromissos políticos que Maradona carrega e Pelé, não. Enquanto Maradona é atuante nas causas que implicam possibilidades de mudanças na tristeza construída pelo sistema capitalista opressor, Pelé se quer eternamente um ‘garotão’, vedete do glamour capitalista anestesiante. Um bom amigo dos cartolas, principalmente da FIFA.

É desse território, para além das dimensões estreitas do campo de futebol, que Maradona extrai uma tautologia, uma repetição do óbvio, ao comentar o mascarado Neymar, Pelé e Messi.

Esse menino é um mau-educado, não tem respeito, assim como Pelé. O Messi é excepcional, duvido que alguém vá superá-lo”, reafirmou tautologicamente Maradona.

Comentar Messi é tautologia. Assim como comentar Neymar e Pelé idem. Dessa vez, Maradona repetiu exacerbadamente o óbvio.

A copa do mundo no Brasil

Paulo Luiz Mendonça*

Parabéns a todos os torcedores de futebol do Brasil. Agora sim, tudo estará às mil maravilhas, os problemas! Para que pensar neles, tudo estará bem, a copa nos tirará dos sofrimentos do dia a dia, se não tirar as agruras das nossas vidas pelo menos fantasiará um pouco nossas esperanças.

Sabem por que é possível fazer a copa no nosso país? Porque dinheiro para construir estádios sempre se arranja. Dizem os entendidos que a copa gera muito lucro para todos, inclusive para o insaciável governo. Até aí tudo bem, temos que aceitar sem questionar, o povão não questiona, só obedece, esta é a lei dos países de terceiro mundo, nós nem sabemos o que é cidadania.
Sabem por que não há dinheiro para construir hospitais, escolas e muitos outros benefícios públicos? Porque isso não gera lucro, somente gera custos e o governo não gosta de aplicar dinheiro onde não dá dividendos, pois sendo um governo capitalista não há tempo de pensar no sofrimento do povo e, como se sabe, tempo é dinheiro, eles não irão perder tempo com pobre precisando de atendimento médico adequado, ou os mesmos precisando de uma melhor educação e melhor segurança.

Outra coisa, se pobre está feliz da copa ser aqui, não se entusiasmem, nenhum pobre irá aos estádios ver jogos, os preços dos ingressos serão proibitivos, pobre é só na telinha da Rede Globo. Espero que outros canais também transmitam, porque exclusividade não é próprio de um país democrático. Nada de participar de ola nos estádios, se quiserem fazer ola façam em casa com os amigos ou com a família. É o máximo que podemos ter. Sabem quem está imensamente feliz de ter a copa aqui no Brasil? Não sabem! Os felizardos são as empreiteiras de obras, os políticos corruptos e os comerciantes os quais irão deitar e rolar sugando o bolso dos estrangeiros que aqui virão assistir a copa. Pobre se entusiasmar com este evento está mostrando que além de pobre financeiramente é também pobre de espírito.

*Comentário aqui no bloguinho intempestivo.

ANDRÉS SANCHEZ, PRESIDENTE DO CORINTHIANS, CHAMA A GLOBO DE GÂNGSTER

A fórmula de Jean Baudrillard nunca envelhece: “O segredo do secreto é não ter nenhum segredo”. Todo mundo sabe que o futebol mercadológico, mundialmente, é uma máfia de fazer fortuna inexplicáveis e de manipular os mais diferentes poderes. Assim, é sabido até dos minerais, como diria Mino Carta, que o Clube dos 13 é uma verdadeira famiglia organizada. Todos sabem de seu conluio com a tirânica Rede Globo.

Mas, como diria Deleuze, o segredo sempre escapole da mala do espião. Ou seja, aquilo que se queria segredo para todos é revelado sempre pelo seu próprio guardador. Todo mundo sabe que Andrés Sanchez também faz parte da máfia futebolística brasileira, mas de repente, numa reunião do Clube dos 13, ele resolve chamar, inadvertidamente, a Globo de gângster:

“Sou amigo do Ricardo Teixeira mesmo, sou amigo da Globo mesmo, apesar de ser gângster, sou amigo de não sei de quem… Eu não tenho problema, não. Acabou! Eu vejo o meu clube.”

É verdade. “Não existe segredo, tudo está na cara”, como disse Paulo Leminski. Na fala de Sanchez ele se coloca, juntamente com todos os dirigentes do Clube dos 13 – porque não são 13, é um clube só -, juntamente com a fascista Globotária, dentro do mesmo saco. Um saco que não tem farinha, mas apenas o produto vil e podre do futebol de mercado, seja na Europa, seja no Brasil ou em qualquer outro lugar do mundo onde não existe futebol, mas tão somente a simulação por onde se esparrama a pesada e imensa bola do capital.

Tentando velar a revelação, o presidente do Corinthians decidiu divulgar uma nota para se justificar: “O termo não foi utilizado na sua acepção injuriosa, mas sim como uma tentativa de descrever que, nas negociações acerca dos direitos de transmissão do futebol, as partes negociantes, entre elas as emissoras de televisão, tentam, como é natural, tirar o maior proveito comercial de todas as negociações, lançando mão de todas as cartas que possuem”.

A justificativa é sempre pior que o ato em si. Sanchez acaba afirmando mais o que todos já sabem: que o futebol brasileiro mercadológico é um jogo sujo onde o que vale são as cartas na manga, o blefe e a trapaça. Tá fora, manô!

LIBERTADORES CONFIRMA O ESTADO PELADEIRO DO FUTEBOL BRASILEIRO

Especial para o Por Fora de Futebol

A TV Globo comemorou o contrato assinado com o Clube dos 13 para ser até 2014 a transmissora exclusiva do Campeonato Brasileiro, conhecido também como Brasileirão, mas sua prática real Peladão.

A comemoração deixou muitos torcedores democratas chateados coma confirmação, mais uma vez, do monopólio da família Marinho & Cia no futebol brasileiro. Entretanto, existem outros democratas da terra do esporte bretão que não ficaram nada chateados, apesar de lutarem pelo fim do monopólio na mídia, em favor supremacia democrática das comunicações. Esses torcedores não entraram na chateação, porque sabem que de nada vai adiantar as transmissões das partidas entre os clubes, principalmente os 13 capachos futebolísticos apelidados de elite, porque sabem que as tais partidas serão nada mais do que deprimentes e humilhantes desfiles de peladeiros. Serão partidas medíocres dignas do que se vê hoje nas principais praças do ramo. O futebol brasileiro das principais praças do ramo não passa de pelada. Exemplo claro e incontestável, os Campeonatos Carioca e Paulista.

Para que não haja qualquer dúvida quanto à realidade peladeira, as duas principais regiões do Brasil consideradas mais desenvolvidas, economicamente e futebolisticamente, Região Sudeste e Sul, na noite de ontem foram mediocremente humilhadas como campeões da pelada nacional através dos times da Colômbia, Paraguai, Uruguai e Chile.

O Once Caldas, da Colômbia, meteu 2 a 0 no Cruzeiro, representante da Região Sudeste, em solo brasileiro, depois de ganhar a primeira partida por 2 a 1 do Once, na Colômbia; o Inter, do garotão da Globo, Falcão, representante da Região Sul, levou couro de 2 a 1 do Peñarol do Uruguai, dentro do Beira-Rio, depois de empatar em 1 a 1, na casa dos companheiros de Mujica; o Grêmio, depois de perder de 2 a 1, em pleno Olímpico, perdeu de 1 a 0, do Universid Católica, no Chile; e, por último, outro representante da Região Sudeste, o Fluzãozinho, depois de ganhar em casa, no Engenhão, por 3 a 1 do Libertad, levou um couro de 3 a 0 no Paraguai.

Por enquanto, só escapou o time do mascarado Neymar, e do técnico de “palavra”, Muricy. Muricy, que tenta mostrar que é um técnico cheio de princípios morais futebolísticos, tenta ser diferente dos outros seus companheiros, ao sair do Fluzãozinho disse que ia dar um tempo em sua vida, ficar longe do futebol. Não passou um mês, o “íntegro” técnico confirmou sua ida para o time do rei do futebol garoto da FIFA, Pelé.

Diante do óbvio, o torcedor democrata, que luta pela democratização dos meios de comunicação tem razão. Para que perder tempo assistindo pelada, ainda mais na TV Globo, quando se sabe que não assistir a TV Globo é uma questão de princípio moral e inteligência?


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Efeitos Justos para Suas Causas.
ADVOGADO ARNALDO TRIBUZY - RUA COMENDADOR CLEMENTINO, 379, SALA C (8114-5043 / 3234-6084).

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Frente Blogueira LGBT

Outras Comunalidades

   

Categorias

Blog Stats

  • 3,195,168 hits

Páginas

setembro 2014
D S T Q Q S S
« ago    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 187 outros seguidores