Archive for the 'Música' Category

“PRA QUE DISCUTIR COM MADAME?”. PRA DISCUTIR COM A BURGUESIA-IGNARA?

Algumas pessoas racionais, porque há pessoas irracionais, como diz o filosofo Spinoza, diluem suas ideias ao querer explicar para a burguesia-ignara que a humanidade é uma potência ontológica produzida pela poiese e a práxis cujo único fim é o Bem Comum. A burguesia-ignara não alcança essa ideia-humana porque não chegou ao grau da inteligência humana. Par ela, tudo que é coletivo e simples lhe causa horror, desespero, por isso é preciso manter distância.

O samba “Pra Que Discutir Com Madame?”, de Haroldo Barbosa e Janet de Almeida, com seus antagonismos políticos e, por que não dizer, moral, toca bem nessa idiossincrasia da burguesia-ignara. A impossibilidade de entender o humano nos leva a crer, com Spinoza, que ela é despossuída da potência-natural intelectiva. Por essa desrazão, ela não pode entender suas próprias ideias inadequadas e observar a o mundo.

É fácil intuir e compreender que o samba, mesmo que o compositor não tenha tido essa intenção, mas á obra como pública é livre para ulteriores entendimentos, pode ser relacionado aos governos populares de Lula e Dilma com suas políticas sociais de inclusão e enfraquecimento das desigualdades. E a madame, como diz outro samba, “tá na cara”, que é a burguesia-ignara com seus pruridos incognitivos e morais. Pruridos que não servem para a democracia. “Madame tem um parafuso a menos”, diz o samba.

Leiamos a letra e escutemos a música.

“Madame diz que a raça não melhora

Que a vida piora por causa do samba

Madame diz que o samba tem pecado

Que o samba coitado devia acabar

Madame diz que o samba tem cachaça

Mistura de raça, mistura de cor

Madame diz que o samba é democrata

É música barata sem nenhum valor

Vamos acabar com o samba

Madame não gosta que ninguém sambe

Vive dizendo que samba é vexame

Pra que discutir com madame?

No carnaval que vem também concorro

Meu bloco de morro vai cantar ópera

E na avenida entre meu aperto

Vocês vão ver gente cantando concerto

Madame tem um parafuso a menos

Só fala veneno, meu Deus que horror

O samba brasileiro democrata

Brasileiro na batata é que tem valor”.

Veja e escuta na voz de  Teresa Cristina e Grupo Semente

VANGE LEONEL, POR SUA AUTENTICIDA ONTOLÓGICA

Nosso tributo à ativista e engajada nas causas da dignidade humana, compositora, escritora, dramaturga inquieta, Vange Leonel. Assumida militante dos movimentos LGBT. E mais, crente nos governos populares.

Vejam e escutem suas performances nas obras selecionadas pelo site Muda Mais.

O REPENTISTA ROGÉRIO MENEZES E SEU REQUINTE POLÍTICO-SOCIAL NO MUDA MAIS

Veja, ouça e cante. Não precisa ser um Xangai ou Marinês e Sua Gente.

MÚSICA “SAMBA DO AVIÃO”, AFETA DILMA COM LEMBRANÇAS TRISTES, MAS DEPOIS ALEGRES: “QUE EU ESTOU CHEGANDO”

http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2014/04/no-galeao-dilma-se-emociona-ao-lembrar-a-volta-de-exilados-ao-pais-2155.html/dilma/image_preview

A presidenta Dilma Vana Rousseff, foi apenas assinar um contrato de concessão do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro – Antônio Carlos Jobim, o Galeão. Pronto. Lá ela se lembrou dos muitos exilados pela ditadura civil-militar que se instalou no Brasil entre os anos de 1964 e 1985 ao imaginar a música de Antônio Carlos Jobim, Samba do Avião. A música, os perseguidos políticos, os exílios, a saudade do Brasil, a proibição de entrada, as diretas, a anistia, os perseguidos voltando, tudo no Galeão com trilha sonora de Tom Jobim, na voz acalentadora de Miúcha.

Com voz entrecortada, ele, disse que a música de Jobim além de fazer homenagem ao aeroporto é uma “homenagem aos exilados”.

“É uma síntese perfeita do que é a saudade do Brasil, a lembrança do Brasil e, melhor de tudo, voltar ao Brasil, chegando no Galeão.

É um aeroporto fundamental não só para o turista estrangeiro, mas para o povo brasileiro. E ele tem que fazer jus a esta “Cidade Maravilhosa”, reconheceu Dilma.

CANTORAS DO GRUPO PUNK PUSSY RIOT VÃO SE DEDICAR A CAUSA DOS DIREITOS DOS PRESOS RUSSOS

Presas por dois anos depois de cantarem punk rock na Catedral de Cristo Salvador, de Moscou, como protesto político contra o presidente russo Putin, durante a campanha eleitoral para o seu terceiro mandato, embora tenham sido condenadas por “vandalismo motivado por ódio religioso”, as cantoras do grupo punk Pussy Riot, Aliójina, Tolokónnikova e Yekaterina Samutsevich, afirmaram que vão se dedicar a causa dos direitos dos presos russos.

Elas foram anistiadas em função da lei de anistia geral que passou a vigorar na Rússia a partir da semana passada, muito embora tenham cumprido quase todo o tempo das penas que lhes foram impostas. As jovens engajadas cantoras punk já escolheram o nome do projeto: Zona do Direito. Segundo seus testemunhos, há uma quantidade grande de presos sem assistência e alguns “vivem à beira da morte”.

Entretanto, as jovens afirmaram que ainda não têm os nomes das pessoas ou entidades que poderiam auxiliar no projeto, mas elas cogitam contar com a participação de Alexei Navalni, líder da oposição que durante o pleito para a prefeitura de Moscou conseguiu 27% dos votos. Também esperam contar com a doação de recursos por qualquer cidadão russo.

“Esse projeto começou há tempos, quando começamos a nos dedicar à defesa dos direitos humanos nas prisões onde cumpríamos pena. Nossa vida agora está muito vinculada a esse projeto.

Neste momento precisamos criar um esquema de financiamento transparente”, afirmou Tolokónnikova.

REGINALDO ROSSI CHAMA O GARÇOM E FECHA A CONTA

Reginaldo Rossi deixa um legado que foge à alcunha de Rei do Brega e reforça a autenticidade de seu trabalho: Minhas músicas tocam no iPod do esembargador e no radinho do porteiro porque, todo mundo sofre por amor...

O sucesso na sociedade de consumo não deve ser entendido resumidamente como mais um dos elementos estruturais alienantes da sociedade capitalista que tende a imobilizar a população. O sucesso também pode servir como objeto de análise sociológica e política. Nesse contexto pode ser tratado o sucesso do cantor Reginaldo Rossi.

Reginaldo Rossi é nordestino de Pernambuco. Começou sua carreira artística como cantor de conjunto de rock. Hoje, chamado de banda. Mas somente como cantor individual, ou cantor solista, que ele conseguiu o reconhecimento, o chamado sucesso, depois de muito transitar pelo trapaceiro mundo musical-pop sem ser visto como necessário para a sociedade de consumo. Ele foi o tipo resistente e obstinado quanto ao que queria. E é nesse ponto que se pode analisar sociologicamente sua carreira de sucesso nacional depois de muito tempo de reconhecimento regional.

Reginaldo Rossi foi do tempo da dita Jovem Guarda comandada por Roberto Carlos, o compositor e cantor expoente do fator base da depressão. O tempo também da ditadura militar que se apossou do Brasil entre os anos de 1964 e 1985. Embora tenha vivido nessa época ele jamais teve os benefícios da popularidade que os outros como o próprio Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Jerry Adriane, Wanderley Cardoso, Wanderleia, entre outros, tiveram.

Não porque não tivesse um talento vocal para penetrar e se situar nessa trupe, porque outros não tinham e, entretanto, penetraram e se situaram nela, mas porque era discriminado. Também não porque cantasse músicas pobres com temas neuróticos, porque a turma do ‘Reiberto’ tinha esse vazio como suporte e fiz o sucesso que manda a sociedade de consumo. O que acontecia era que Reginaldo Rossi não manejava as articulações empresarias e, mais, lhe faltava o signo indiferente da classe média que os componentes da Jovem Guarda tinham de sobra. A falsa rebeldia do tipo “eu sou terrível vou lhe dizer, eu ponho mesmo pra derreter”. A rebeldia inócua que agradava aos pais da classe média e os militares, e repelia Chico e sua turma da MPB. Ele não sabia fazer o gênero sul maravilha, caras e bocas das cores e tons dos enuviados. Ele bem que tentou ter seu lugar ao sol. Uma prova é a canção que gravou, em 1966, com o título O Pão. Um trabalho com os requisitos das canções da inepta Jovem Guarda a turma do éramos todos mortos. Mas não decolou.

Foi quando, em um saque parecido com o de Waldik Soriano, se voltou para o Nordeste e o Norte. Pronto. Nessas regiões ele passou a ser reconhecido e ter seu lugar ao sol do sucesso. Em Manaus, nem se fala. Reginaldo Rossi transita com facilidade em meio do povo com a mesma desenvoltura que transita entre os políticos. De prefeito a governador. Sempre cantando canções com ritmo caliente, como seus fãs gostam. Entre uns agudos e uns balançados, ele cantava a dor das separações. E tome palmas.

Foi então que ocorreu do sul maravilha descobrir o valor econômico desse tipo de música que já estava sendo tocada nos points dos generosos. As TVs e Rádios apresentavam de Waldik Soriano a Carlos Alexandre, passando por Peninha e Fernando Mendes. Já havia os rastros de Evaldo Braga e Sidney Magal: “Se te agarro com outro eu te mato, te mando algumas flores e depois escapo”. Aí, o sul maravilha resolveu taxar a música de Reginaldo Rossi de brega, usando esse termo extraído de uma novela da triste TV Globo, para classificar como música de mau gosto, coisa do populacho. A nova roupagem da discriminação. Como coisa que o entretenimento da classe média fosse de excelsa erudição e sensibilidade. Quando se sabe que a burguesia nem desconfia que tem sentidos e razão.

Diante dessa nota e desse tom, não se pode tratar da carreira de Reginaldo Rossi deixando de lado esta realidade sociológica. Ele foi mais um nordestino discriminado pelo dito ‘bom gosto’ dos que detém o poder da comunicação no sul maravilha e da indústria do consumo do lucro fácil. Mas não adiantaram as discriminações. Foram 31 álbuns gravados, 14 discos de ouro, dois de platina, um de platina duplo e um de diamante. Assim, Reginaldo Rossi, namorou com A Raposa e as Uvas, desejou no Mon Amour, Meu Bem, Ma Famme, e se embriagou, lamentou e confessou sua desilusão ao Garçom.

Depois ele chamou o garçom e disse: “Se eu pegar no sono, me deite no chão”. E ele pegou no sono.

ABÍLIO FARIAS, UM DOS WALDICK SORIANO DO NORTE VAI A ÓBITO

O cancioneiro de “Mulher Difícil o Homem Gosta”, Abílio Farias, 68 anos, “pulou o muro”. Seu coração parou de pulsar e foi vitimado por  uma parada cardíaca, ontem, dia 14 de junho de 2013, à tarde. Levado ao Hospital Prontocord  recebeu atendimento emergencial, não resistiu, e ao vivo, deixou de cantar. Deixou de cantar aquele que disputava com outro cantor amazonense, seu amigo, Nunes Filho, quem era  um dos Waldick Soriano do Norte.

“Pulou e não pulou o muro”. A viagem ao mundo de Eurídice é natural, embora seja difícil no mundo ocidental a compreensão desse fenômeno. Mas o que Abílio Farias, um dos Waldick do Norte cantou, criou, vai continuar encantando os frequentadores de bares, salões, cabarés por noites como esta  não dormida.

As músicas de Farias cantavam o amor, a vida. Não eram bregas, nem apelativas. Passaram para esse gênero devido a rotulação que a TV Globo criou para caracterizar músicas com temáticas idílicas,  amorosas e apaixonadas concorrentes de sua produção de classe e imposição de formas de comportamento e valores burgueses.  Só não era brega, portanto  as músicas que a Globo produzia. Depois disso deu no que deu. Poucos foram os Abílios produzindo arte, cantando pelos bares, ares, cabarés canções de encantamento.

Hoje, sábado, dia de festas, Abílio está cantando, cantando “Mulher Difícil o Homem Gosta” e seus e suas fãs, sentindo, mas certos de que a arte é um meio para manter eternos aqueles que imortalizaram músicas, cinemas, poemas, romances, contos, crônicas, teatro e canções que nunca deixarão de enunciar a vida e o amor.

 

 

 

 

 


USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Efeitos Justos para Suas Causas.
ADVOGADO ARNALDO TRIBUZY - RUA COMENDADOR CLEMENTINO, 379, SALA C (8114-5043 / 3234-6084).

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Frente Blogueira LGBT

Outras Comunalidades

   

Categorias

Blog Stats

  • 3,236,763 hits

Páginas

outubro 2014
D S T Q Q S S
« set    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 193 outros seguidores