SAÍDA DE DOIS OGANS E UMA OBÁ DE PAI EDSON DE OXALÁ

Numa comunhão candomblecista, Pai Antônio de Omolu emprestou a Pai Edson seu barracão para este realizar os rituais de saída de três filhos seus. Começamos, então, com Pai Antônio, que falou ao bloguinho de seu barracão e de sua amizade com a obrigação de Pai Edson.

Sou o babalorixá Antônio de Omolu, que leva essa casa pra frente, uma casa de raiz. Minha mãe é Francisca de Ogum, ainda é viva. É difícil a luta porque tem muito preconceito, mas o orixá dá força, dá saúde, dá paz, dá prosperidade, e por isso nós estamos tendo mais espaço na sociedade e estamos indo em frente. Hoje eu emprestei a casa. A irmandade existe pra isto. Pai Edson é um pai de santo que não é de Manaus, está se instalando em Manaus e precisa da casa, e de filhos, porque uma casa sem filhos não é uma casa…

E no início da festa conversamos ainda com o Ogan Betinho, a quem agradecemos o convite de participar e noticiar essas saídas, o qual nos relatou sobre sua história na religião e sobre os avanços dos cultos afro-brasileiros, principalmente no que diz respeito à sua difusão e diminuição do preconceito.

Eu sou ogan. Betinho de Oxalá, axogun, filho de Edelmim com Lufá de Logun Edé, iniciado há 39 anos pelo finado Djalma de Oxóssi, do Axé de Efon do Loroqué, de Salvador. Hoje meu pai não faz mais parte de Fon, é do Axé Cantuá, filho de Ebon Micidália de Iroco, uma senhora que tem 70 anos iniciada dentro da vida do Orixá. Sou iniciado na religião do Candomblé há 4 anos, mas já faço parte da Umbanda, que é minha raiz, de minha avó que é desta casa. Minha avó era a mãe pequena desta casa. E eu na barriga de minha mãe que está aqui presente, ela já dançava comigo dentro. Então eu tenho 24 anos de idade e 24 anos de religião, mas 4 iniciado no culto do Orixá pelo babalorixá Jean de Xangô, que hoje não é mais o meu pai de santo. Hoje eu sou filho de quem era meu avô. Meu avô se tornou meu pai, que é o Edelmim com Lufá de Logun Edé do Axé Cantuá.

Na verdade meu pai não é daqui. Ele é de São Paulo e montou a roça dele novamente. A roça dele foi a primeira roça de Candomblé, terreiro, de Londrina, no Paraná. O primeiro da história. Hoje ele mora em Santos, porque ele faz um programa de televisão, ele é colunista social e mora em Santos, vem a Manaus para dar a obrigação dos filhos. O nome dele é Edmilson Monteiro de Araújo, faz o programa “Bon Voyage” e o “Ed Deon e Você”.

Nós estamos usando a casa do nosso irmão babalorixá Antônio de Omolu, que é o dono da casa, emprestada até terminar a construção do barracão que já começou as obras. Essa já é a segunda festa que a gente faz aqui na casa do nosso irmão. Talvez próximas virão se tiver necessidade e o Orixá quiser. Será aqui ainda até a construção do nosso Ilê, que é a nossa casa.

O meu pai atende, com jogo de búzios, com o caboco dele. O pai Antônio atende também aqui na casa dele, é nosso irmão, uma pessoa muito respeitada na religião. Ele atende. O meu pai pequeno também, Edson de Oxalá, que eu apresentei pra vocês, com jogo de búzios, com tudo, com entidades, com Exu, com pombagira, com caboco.

Hoje é mais um dia de iniciação em nossa religião, que diga-se de passagem é muito doloroso, muito cansativo, e é muito gasto financeiro porque pra fazer uma festa dessa é muito gasto. Aqui tem no míni 3.000 de gasto em orçamento. São 19 dias de luta acordando cedo e dormindo tarde. Estão saindo hoje três iniciados que é uma yaô, a pessoa que entra em transe, incorpora o Orixá, que é Ana de Obá. O orixá dela é o terceiro, é a terceira Obá dentro de Manaus que eu tenho conhecimento.

Hoje, dentro de Manaus, com relação há 10 anos atrás já melhorou bastante, inclusive abriram-se muitas casas de Candomblé aqui dentro de Manaus. Este ano está previsto de abrirem entre 10 a 20 novas casas. Melhorou bastante, mas o respeito pela nossa religião ainda é mínimo na frente do que nós merecemos, porque somos tão dignos quanto um pastor, um padre, como um sacerdote de qualquer outra religião. Somos filhos de orixás, e nosso orixá não tem nada a ver com demônio, são as forças da natureza criadas por Deus para nos amparar nas nossas dores morais e físicas. Essa é a verdadeira essência da natureza. Cada orixá representa um elemento da natureza, com os quatro elementos que mantém o universo em equilíbrio, que são a terra, a água, o fogo e o ar.

Finalmente, conversamos com Pai Edson de Oxalá, que nos deu sua atenção e compartilha conosco seus conhecimentos da religião do Candomblé.

No momento eu não tenho barracão. Eu não sou daqui, sou de Curitiba, tem 6 anos que eu tô aqui. Eu tenho meus filhos de santo que têm barracão, então eu toco mais na casa deles. Quando tem uma obrigação ou um ato eu faço na casa deles. Pretendo abrir agora até o final do ano. Só que não é fácil, é muita burocracia, muita dor de cabeça então é super difícil a gente manter uma casa de candomblé aqui em Manaus. Uma que as pessoas tem um conceito diferente. Tem um mundo lá fora. La fora as pessoas tem a mente mais aberta, os rituais são mais diferentes. Aqui não, aqui eles fazem do jeito deles, ekes querem que faça do jeito deles não do jeito que nós fazemos la fora. As pessoas daqui não saem lá pra fora pra se aprofundar nas coisas, o que elas sabem é só da região daqui mesmo.

Saiu o yaô de Obá, saíram dois ogans, o Axogun de Oxóssi e o Alabé de Oxalá-Oxalufã. O axogun, a função dele dentro do terreiro é quando tiver matança. Ele foi preparado pra isto. O alagbê é pra tocar os couros, tocar, cantar, o yaô é pra ajudar no barracão. Porque cada um tem sua função no barracão. Tem o alagbê, tem o axogun, tem o yaô, cada pessoa tem a sua função dentro do barracão. Só os yaôs entram em transe. Por isso que a gente fala que ogan, na verdade ogan não se raspa, ele se confirma porque, já é a pessoa que nasceu predestinado pra isso. Já nasceu com esse dom, é uma pessoa que não pega santo. Então a gente só confirma essas pessoas. Yaô a gente raspa, faz aquele procedimento todinho pra poder dar iniciação. Daqui a 7 anos eu vou dar liberdade pra eles pra poder abrir a casa deles pra eles poder terem os filhos deles. Ogan já não pode fazer isso. A Obá que saiu ontem, daqui um ano tem obrigação novamente, aí tem obrigação de três anos, aí vem a obrigação de sete anos.

Porque nós cultuamos um culto afro-brasileiro, nós não fazemos igual como se faz na África. Aqui no Brasil nós não temos nem como cultuar conforme devemos cultuar. Nós todos só fazemos assim o básico. A primeira saída, que o yaô saiu todo pintado, dá paó na porta, sai com Oxum na cabeça. Aí vem a segunda saída que é pra Oxalá e pra Iemanjá. A terceira saída, que é a saída do nome, quando o orixá vai gritar o nome inteiro, pra dizer pro mundo que ele está nascendo. É por isso que se coloca umbigueira feita de palha da costa, porque o orixá está nascendo. É a única vez que ele vai gritar o nome, só quem sabe o nome do orixá, o oruncó, é o pai de santo, quando o orixá vai dizer o nome ele faz um gesto pra ninguém entender. A quarta e última saída é a saída de Ogum, que é a festa do orixá, na qual o orixá vem paramentado, pois cada orixá tem uma paramenta diferente, cada orixá dança diferente, e ele sai pra dançar, para as pessoas verem a dança do orixá.

Obá é um orixá que não tem uma orelha, porque teve um atrito e Xangô cortou a orelha da Obá. A Obá vem com uma folha na orelha e a Obá dança com uma mão na orelha, pra tampar. Isso ocorreu porque na África, cada toque é feito somente a um orixá. Então se você é de um orixá, você não pode ir à festa de outro, outra tribo. Então Obá, que era apaixonada por Xangô, só que Xangô tinha outras mulheres, tinha Oxum, Iansã. Então cortaram a orelha de Obá pra Xangô não achar ela mais linda e serviram a orelha de Obá pra Xangô.

Nós raspamos a cabeça do yaô, por causa de Oxum. Oxum foi o primeiro orixá, que ela mesma se raspou, pra se passar por homem e entrar em outra tribo, porque na África é assim: tribo da Oxum só pode entrar quem é de Oxum; se é tribo de Oxalá, só as pessoas de Oxalá. Oxum, como queria saber outras coisas de outros lugares, então ela se raspou pra se passar por homem pra poder assistir a rituais de outra tribo.

As pessoas acham que a pessoa fica recolhida, não come, não bebe, e não é nada disso. Nós recolhemos por quê? Porque antes da iniciação do orixá são feitos vários ebós, uma limpeza de corpo da pessoa. Aí a pessoa entra para o quarto de santo e fica meditando pro orixá. E por que a pessoa não sai? Porque às vezes chegam pessoas da rua, carregada, com mau-olhado, então é pra não pegar a carga negativa naquela pessoa que já está com o corpo limpo, por isso que a pessoa fica por 21 dias, mas a pessoa come normalmente, bebe, vai ao banheiro, toma banho. As únicas coisas que a pessoa não participa é televisão, rádio, que pra não tirar a concentração da pessoa ali dentro, porque ali a pessoa vai receber os ensinamentos do orixá. Nós fazemos mais quando a pessoa está de férias, quando a pessoa não está trabalhando, que é pra não prejudicar a vida lá fora dessa pessoa.

Há um preconceito muito grande com o Candomblé. Acham que mata criança, acham que Candomblé é coisa de magia e não tem nada a ver. A gente sacrifica o animal por quê? Porque o sangue pra nós é vida. É mais ou menos a mesma coisa do vinho na igreja pro padre. A carne nós comemos nas comidas preparadas pra festa…

About these ads

58 Responses to “SAÍDA DE DOIS OGANS E UMA OBÁ DE PAI EDSON DE OXALÁ”


  1. 1 samira de ossain e òsun domingo, 23 outubro, 2011 às 7:11 am

    amo o candomble e gosto quando vejo pessoas sinceras como vocês sou iniciada a 13 anos e amo muito esse nação

  2. 2 REINALDO LARA terça-feira, 25 outubro, 2011 às 3:08 pm

    gostaria de ter algumas cantiga de baba lufã

  3. 3 fabio sexta-feira, 27 julho, 2012 às 10:00 am

    bom dia meu irmao tudo bem sou de ketu parabens pelo seu lindo trabalho que oxaguian te ilumine sempre meumsn fabinho-de-oxala1@hotmail.com e adciono no meu feice e o mesmo do msn um forte abracao .

  4. 5 Anônimo sexta-feira, 10 janeiro, 2014 às 12:52 pm

    ogãn na sua casa fica careca?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




USAR O CONTROLE REMOTO É UM ATO DEMOCRÁTICO!

EXPERIMENTE CONTRA A TV GLOBO! Você sabe que um canal de televisão não é uma empresa privada. É uma concessão pública concedida pelo governo federal com tempo determinado de uso. Como meio de comunicação, em uma democracia, tem como compromisso estimular a educação, as artes e o entretenimento como seu conteúdo. O que o torna socialmente um serviço público e eticamente uma disciplina cívica. Sendo assim, é um forte instrumento de realização continua da democracia. Mas nem todo canal de televisão tem esse sentido democrático da comunicação. A TV Globo (TVG), por exemplo. Ela, além de manter um monopólio midiático no Brasil, e abocanhar a maior fatia da publicidade oficial, conspira perigosamente contra a democracia, principalmente, tentando atingir maleficamente os governos populares. Notadamente em seu JN. Isso tudo, amparada por uma grade de programação que é um verdadeiro atentado as faculdades sensorial e cognitiva dos telespectadores. Para quem duvida, basta apenas observar a sua maldição dos três Fs dominical: Futebol, Faustão e Fantástico. Um escravagismo-televisivo- depressivo que só é tratado com o controle remoto transfigurador. Se você conhece essa proposição-comunicacional desdobre-a com outros. Porque mudanças só ocorrem como potência coletiva, como disse o filósofo Spinoza.

Quer linha de corte? Este é esquizo. Acesse:

CAMPANHA AFINADA CONTRA O

VIRTUALIZAÇÕES DESEJANTES DA AFIN

Este é um espaço virtual (virtus=potência) criado pela Associação Filosofia Itinerante, que atua desde 2001 na cidade de Manaus-Am, e, a partir da Inteligência Coletiva das pessoas e dos dizeres de filósofos como Epicuro, Lucrécio, Spinoza, Marx, Nietzsche, Bergson, Félix Guattari, Gilles Deleuze, Clément Rosset, Michael Hardt, Antônio Negri..., agencia trabalhos filosóficos-políticos- estéticos na tentativa de uma construção prática de cidadania e da realização da potência ativa dos corpos no mundo. Agora, com este blog, lança uma alternativa de encontro para discussões sociais, éticas, educacionais e outros temas que dizem respeito à comunidade de Manaus e outros espaços por onde passa em movimento intensivo o cometa errante da AFIN.

"Um filósofo: é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias; que é atingido pelos próprios pensamentos como se eles viessem de fora, de cima e de baixo, como por uma espécie de acontecimentos e de faíscas de que só ele pode ser alvo; que é talvez, ele próprio, uma trovoada prenhe de relâmpagos novos; um homem fatal, em torno do qual sempre ribomba e rola e rebenta e se passam coisas inquietantes” (Friedrich Nietzsche).

Daí que um filósofo não é necessariamente alguém que cursou uma faculdade de filosofia. Pode até ser. Mas um filósofo é alguém que em seus percursos carrega devires alegres que aumentam a potência democrática de agir.

_________________________________

BLOG PÚBLICO

Propaganda Gratuita

Você que quer comprar entre outros produtos terçado, prego, enxada, faca, sandália, correia, pé de cabra ou bola de caititu vá na CASA UYRAPURU, onde os preços são um chuchu. Rua Barão de São Domingos, nº30, Centro, Tel 3658-6169

Pão Quente e Outras Guloseimas no caminho do Tancredo.
PANIFICADORA SERPAN (Rua José Romão, 139 - Tancredo Neves - Fone: 92-8159-5830)

Fique Frio! Sabor e Refrescância!
DEGUST GULA (Avenida Bispo Pedro Massa, Cidade Nova, núcleo 5, na Rua ao lado do DB CIdade Nova.Todos os dias).

O Almoço em Família.
BAR DA NAZA OU CASA DA VAL (Comendador Clementino, próximo à Japurá, de Segunda a Sábado).

Num Passo de Mágica: transforme seu sapato velho em um lindo sapato novo!
SAPATEIRO CÂNDIDO (Calçada da Comendador Clementino, próximo ao Grupo Escolar Ribeiro da Cunha).

A Confluência das Torcidas!
CHURRASQUINHO DO LUÍS TUCUNARÉ (Japurá, entre a Silva Ramos e a Comendador Clementino).

Só o Peixe Sabe se é Novo e do Rio que Saiu. Confira esta voz na...
BARRACA DO LEGUELÉ (na Feira móvel da Prefeitura)

Preocupado com o desempenho, a memória e a inteligência? Tu és? Toma o guaraná que não é lenda. O natural de Maués!
LIGA PRA MADALENA!!! (0 XX 92 3542-1482)

Efeitos Justos para Suas Causas.
ADVOGADO ARNALDO TRIBUZY - RUA COMENDADOR CLEMENTINO, 379, SALA C (8114-5043 / 3234-6084).

Decepcionado com seus desenganos? Ponha fé nos seus planos! Fale com:
PAI GEOVANO DE OXAGUIÃ (Rua Belforroxo, S/N - Jorge Teixeira IV) (3682-5727 / 9154-5877).

Quem tem fé naõ é um qualquer! Consultas::
PAI JOEL DE OGUM (9155-3632 ou paijoeldeogum@yahoo.com.br).

Belém tá no teu plano? Então liga pro Germano!
GERMANO MAGHELA - TAXISTA - ÁGUIA RADIOTAXI - (91-8151-1464 ou 0800 280 1999).

E você que gostaria de divulgar aqui seu evento, comércio, terreiro, time de futebol, procurar namorado(a), receita de comida, telefone de contato, animal encontrado, convites diversos, marocagens, contacte: afinsophiaitin@yahoo.com.br

Frente Blogueira LGBT

Outras Comunalidades

   

Categorias

Blog Stats

  • 3,165,358 hits

Páginas


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 181 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: